13887
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

3º ano / Língua Portuguesa / Leitura/Escuta

Plano de aula - Rodas de leitura

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 3º ano do Ensino Fundamental sobre leitura/escuta (compartilhada e autônoma)

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Jéssica Tayrine Gomes De Melo Bezerra

 

Sobre este plano select-down

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é uma proposta de atividade permanente para trabalhar rodas de leitura. Os campos de atuação priorizados nesta atividade são: artístico-literário/vida cotidiana. O objetivo é enfatizar atividades que busquem os efeitos de sentido dos textos multissemióticos, das atividades poéticas, da brincadeira com a palavra e a imagem. Neste nível de leitura, espera-se o trabalho das relações entre o verbal e não verbal, buscando a intencionalidade da produção de mensagens. Os gêneros priorizados são: contos (populares, de fadas, de assombração etc.), cordel, crônicas, texto dramático. A esfera lúdica escolhida para o 3º ano do Ensino Fundamental é o universo circense: Ler é um espetáculo!

Justificativa: Esta atividade de roda de leitura pode ampliar a fluência e a consolidação da leitura expressiva, de modo que, na dinâmica proposta, os alunos se constituam como mediadores de suas próprias leituras. Assim, buscam-se novas interações com o livro de maneira prazerosa, entendendo as histórias como fonte de múltiplas informações e também de entretenimento. Por isso, tende-se a compartilhar experiências pelo prazer da leitura, tendo como foco a função lúdica, de encantamento com os textos, mas também pela criticidade, pelo escutar o outro, pelo diálogo, principalmente por meio da leitura coletiva e compartilhada.

Materiais necessários: Selecionar o grupo de livros a ser utilizado na atividade previamente. Na dinâmica desta proposta de Roda de leitura, se possível, criar uma cenografia do ambiente de leitura para que os estudantes adentrem na ideia comparativa do espetáculo circense com a prática leitora e, com isso, sejam criadas expectativas artístico-literárias de leitura. O fio condutor dos elementos do livro serão destacados com o uso das “cartas mágicas”, que viabilizarão questões para ser comentadas pelos estudantes.

Dificuldades antecipadas: Falta de motivação para realizar as leituras ou participar das discussões coletivas. Dificuldade em decodificar o texto. Dificuldades em expor oralmente as impressões da leitura realizada.

Referências sobre o assunto:

COSSON, R; SOUZA, R. J. Letramento literário: uma proposta para a sala de aula. Caderno de Formação: formação de professores, didática de conteúdos. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011, v. 2, p. 101-108. (disponível em: http://www.acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/40149/1/Caderno_Formacao_bloco2_vol2.pdf).

BRAUN, Patricia; VIANNA, Márcia Marin. Rodas de Leitura como Estratégias de Ensino e Aprendizagem PLETSCH, M. D. & RIZO, G.(Org.). Cultura e formação: contribuições para a prática docente. Seropédica (RJ): Editora da UFFRJ, 2010 (p. 59 -66).

Dinâmica da atividade select-down

Tempo sugerido: 10 minutos.

Preparação: Professor, no ambiente em que serão realizadas as rodas de leitura, os estudantes deverão ser distribuídos em círculo ou semicírculo. É importante criar um ambiente agradável e, se possível, fornecer tapetes ou almofadas para que os estudantes possam se sentar de maneira confortável no chão .

Introdução

A leitura é um espetáculo que todos os estudantes podem apreciar: é prazerosa e estimula a aquisição de conhecimentos sobre o mundo e sobre si mesmo.
Nesta dinâmica, há a proposta de comparar o circo enquanto expressão artística e cultural de diversão, de vislumbramento e participação, com a prática de
leitura individual e coletiva. Desta maneira, crie expectativas de leitura comentando sobre como a leitura pode ser interessante e divertida quando há a leitura
em voz alta e expressiva e a interação entre todos: assim como no circo, ler é uma atividade de entretenimento.

Nesta fase, como as crianças provavelmente já conseguem relacionar elementos verbais e não verbais e os efeitos de sentido que podem existir entre uma e outra em textos multissemióticos, indique que realizem a escolha da obra a ser lida individualmente com base em critérios como:

  • Título da obra
  • Nome do autor
  • Ilustrações (e a relação entre o texto verbal)
  • Capa
  • Gênero

Dinâmica da atividade select-down

Tempo sugerido: 30 minutos.

Preparação: Selecione e realize uma leitura prévia da obra que vai ler no intuito de ensaiar uma leitura mais expressiva em voz alta. Selecione uma obra adequada para a faixa etária e que apresente elementos multissemióticos, no intuito de analisar os efeitos de sentido decorrentes da relação entre a linguagem verbal e não verbal.

Desenvolvimento:

Indique aos estudantes, após a escolha do livro, que se organizem em círculo para que haja maior interação entre todos.

Por sua vez, o professor inicia pela leitura de um livro que não foi escolhido pelos estudantes, observando os elementos da capa e quarta capa (título, autor, imagens, entre outros) e realizando uma leitura prévia das ilustrações no interior do livro.

Faça a leitura em voz alta para a turma com o intuito de que todos visualizem o livro. A leitura deve ser realizada com o livro voltado para as crianças, para que observem as ilustrações enquanto escutam a história.

Inicie o momento das discussões para que os estudantes apresentem pontos de vista destacando as informações mais relevantes e a identificação do tema, personagens, enredo, tempo e espaço, relacionando o texto com a realidade. Esses elementos serão evidenciados pelo leitor por meio da interação com as cartas mágicas. Cada carta apresentará um questionamento. A seguir, são apresentadas algumas sugestões:

  • Quem é o autor do texto/obra?
  • Qual o título do texto/livro?
  • Do que o texto/livro fala?
  • Gostei (não gostei) da parte em que…
  • Achei engraçado quando…
  • Não sabia que…
  • A ilustração que mais gostei foi
  • Indico o texto ao meu colega porque...

Ainda em círculo ou semicírculo, um estudante escolhe uma carta e responde a questão com base na leitura individual que fez. Desta maneira, compartilha com o grupo as características da obra selecionada.

Discuta com os estudantes sobre as respostas apresentadas, observando se estão adequadas.

Dinâmica da atividade select-down

Tempo sugerido: 10 minutos.

Preparação: Organize um diário de leitura que pode ser desenvolvido em um pequeno caderno.

Fechamento: Indique que os estudantes utilizem um diário de leitura, que tem a função de registrar e conservar impressões e reações sobre a obra lida. Esta atividade também proporciona a retomada posterior para análise da evolução do gosto pessoal do próprio estudante. É uma etapa interessante para realizar apreciações na escrita do que foi discutido oralmente com o grupo. Desta maneira, podem produzir comentários sobre os seguintes elementos:

  • Data de leitura
  • Título da obra
  • Nome do autor
  • Quantidade de páginas
  • Do que mais gostei…
  • Do que menos gostei
  • Há ilustrações?

Além destes elementos, o estudante pode desenvolver uma ilustração que represente a obra lida. Deve-se partir do pressuposto que o diário é um instrumento particular, por isso os estudantes podem incluir relatos mais subjetivos.

Variação da atividade select-down

Orientações:

Para os gêneros dos textos dramáticos (teatro) e poéticos (cordel e poesia), é possível desenvolver um trabalho de dramatização ou sarau, o que também pode ser abordado como um segmento do espetáculo circense.

Nas dramatizações, propiciar a leitura dramatizada e não a encenação completa, pois exigiria habilidades artísticas de atuação complexas. Desta maneira, priorize habilidades leitoras como a entonação (leitura em voz alta) e os efeitos de sentido do texto. Defina um para o espaço da cena (que pode ser na frente da sala) e também a divisão entre os papéis dos estudantes.

Com isso, os estudantes podem participar ativamente de outros tipos de atividade que envolvem leitura, recontando oralmente os textos literários lidos.

Variação da atividade select-down

Orientações:

Nesta variação, permitir que os estudantes encenem os textos narrativos para explorar as características das obras literárias. Desta maneira, por meio da exposição oral as crianças recontam o que leram, mas não deverão ser exigidas habilidades complexas de atuação. O objetivo é focalizar o enredo, os personagens e os diálogos.

Outro aspecto interessante é explorar os elementos não verbais da obra literária: os estudantes podem utilizar a imagens da história e recontar o texto com base nos recursos visuais de suas próprias leituras.

Com esta estratégia, pode-se construir o espaço de cena com base na ideia do espetáculo circense: a apresentação dos estudantes será a atração principal.

Variação da atividade select-down

Orientações:

O circo é uma expressão artística caracterizada pelo movimento: está em constante mudança, espalhando a arte circense em diferentes cidades, estados e até países. Desta maneira, como variação, os estudantes podem movimentar-se dentro de diferentes espaços da escola ou fora dela (locais públicos como praças, parques), levando o circo de leitura para fora da sala de aula. Assim, é possível realizar a leitura dramatizada e compartilhar as apreciações de diferentes obras literárias para outras turmas por meio da oralidade e da relação entre palavra e imagem.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é uma proposta de atividade permanente para trabalhar rodas de leitura. Os campos de atuação priorizados nesta atividade são: artístico-literário/vida cotidiana. O objetivo é enfatizar atividades que busquem os efeitos de sentido dos textos multissemióticos, das atividades poéticas, da brincadeira com a palavra e a imagem. Neste nível de leitura, espera-se o trabalho das relações entre o verbal e não verbal, buscando a intencionalidade da produção de mensagens. Os gêneros priorizados são: contos (populares, de fadas, de assombração etc.), cordel, crônicas, texto dramático. A esfera lúdica escolhida para o 3º ano do Ensino Fundamental é o universo circense: Ler é um espetáculo!

Justificativa: Esta atividade de roda de leitura pode ampliar a fluência e a consolidação da leitura expressiva, de modo que, na dinâmica proposta, os alunos se constituam como mediadores de suas próprias leituras. Assim, buscam-se novas interações com o livro de maneira prazerosa, entendendo as histórias como fonte de múltiplas informações e também de entretenimento. Por isso, tende-se a compartilhar experiências pelo prazer da leitura, tendo como foco a função lúdica, de encantamento com os textos, mas também pela criticidade, pelo escutar o outro, pelo diálogo, principalmente por meio da leitura coletiva e compartilhada.

Materiais necessários: Selecionar o grupo de livros a ser utilizado na atividade previamente. Na dinâmica desta proposta de Roda de leitura, se possível, criar uma cenografia do ambiente de leitura para que os estudantes adentrem na ideia comparativa do espetáculo circense com a prática leitora e, com isso, sejam criadas expectativas artístico-literárias de leitura. O fio condutor dos elementos do livro serão destacados com o uso das “cartas mágicas”, que viabilizarão questões para ser comentadas pelos estudantes.

Dificuldades antecipadas: Falta de motivação para realizar as leituras ou participar das discussões coletivas. Dificuldade em decodificar o texto. Dificuldades em expor oralmente as impressões da leitura realizada.

Referências sobre o assunto:

COSSON, R; SOUZA, R. J. Letramento literário: uma proposta para a sala de aula. Caderno de Formação: formação de professores, didática de conteúdos. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011, v. 2, p. 101-108. (disponível em: http://www.acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/40149/1/Caderno_Formacao_bloco2_vol2.pdf).

BRAUN, Patricia; VIANNA, Márcia Marin. Rodas de Leitura como Estratégias de Ensino e Aprendizagem PLETSCH, M. D. & RIZO, G.(Org.). Cultura e formação: contribuições para a prática docente. Seropédica (RJ): Editora da UFFRJ, 2010 (p. 59 -66).

Tempo sugerido: 10 minutos.

Preparação: Professor, no ambiente em que serão realizadas as rodas de leitura, os estudantes deverão ser distribuídos em círculo ou semicírculo. É importante criar um ambiente agradável e, se possível, fornecer tapetes ou almofadas para que os estudantes possam se sentar de maneira confortável no chão .

Introdução

A leitura é um espetáculo que todos os estudantes podem apreciar: é prazerosa e estimula a aquisição de conhecimentos sobre o mundo e sobre si mesmo.
Nesta dinâmica, há a proposta de comparar o circo enquanto expressão artística e cultural de diversão, de vislumbramento e participação, com a prática de
leitura individual e coletiva. Desta maneira, crie expectativas de leitura comentando sobre como a leitura pode ser interessante e divertida quando há a leitura
em voz alta e expressiva e a interação entre todos: assim como no circo, ler é uma atividade de entretenimento.

Nesta fase, como as crianças provavelmente já conseguem relacionar elementos verbais e não verbais e os efeitos de sentido que podem existir entre uma e outra em textos multissemióticos, indique que realizem a escolha da obra a ser lida individualmente com base em critérios como:

  • Título da obra
  • Nome do autor
  • Ilustrações (e a relação entre o texto verbal)
  • Capa
  • Gênero

Tempo sugerido: 30 minutos.

Preparação: Selecione e realize uma leitura prévia da obra que vai ler no intuito de ensaiar uma leitura mais expressiva em voz alta. Selecione uma obra adequada para a faixa etária e que apresente elementos multissemióticos, no intuito de analisar os efeitos de sentido decorrentes da relação entre a linguagem verbal e não verbal.

Desenvolvimento:

Indique aos estudantes, após a escolha do livro, que se organizem em círculo para que haja maior interação entre todos.

Por sua vez, o professor inicia pela leitura de um livro que não foi escolhido pelos estudantes, observando os elementos da capa e quarta capa (título, autor, imagens, entre outros) e realizando uma leitura prévia das ilustrações no interior do livro.

Faça a leitura em voz alta para a turma com o intuito de que todos visualizem o livro. A leitura deve ser realizada com o livro voltado para as crianças, para que observem as ilustrações enquanto escutam a história.

Inicie o momento das discussões para que os estudantes apresentem pontos de vista destacando as informações mais relevantes e a identificação do tema, personagens, enredo, tempo e espaço, relacionando o texto com a realidade. Esses elementos serão evidenciados pelo leitor por meio da interação com as cartas mágicas. Cada carta apresentará um questionamento. A seguir, são apresentadas algumas sugestões:

  • Quem é o autor do texto/obra?
  • Qual o título do texto/livro?
  • Do que o texto/livro fala?
  • Gostei (não gostei) da parte em que…
  • Achei engraçado quando…
  • Não sabia que…
  • A ilustração que mais gostei foi
  • Indico o texto ao meu colega porque...

Ainda em círculo ou semicírculo, um estudante escolhe uma carta e responde a questão com base na leitura individual que fez. Desta maneira, compartilha com o grupo as características da obra selecionada.

Discuta com os estudantes sobre as respostas apresentadas, observando se estão adequadas.

Tempo sugerido: 10 minutos.

Preparação: Organize um diário de leitura que pode ser desenvolvido em um pequeno caderno.

Fechamento: Indique que os estudantes utilizem um diário de leitura, que tem a função de registrar e conservar impressões e reações sobre a obra lida. Esta atividade também proporciona a retomada posterior para análise da evolução do gosto pessoal do próprio estudante. É uma etapa interessante para realizar apreciações na escrita do que foi discutido oralmente com o grupo. Desta maneira, podem produzir comentários sobre os seguintes elementos:

  • Data de leitura
  • Título da obra
  • Nome do autor
  • Quantidade de páginas
  • Do que mais gostei…
  • Do que menos gostei
  • Há ilustrações?

Além destes elementos, o estudante pode desenvolver uma ilustração que represente a obra lida. Deve-se partir do pressuposto que o diário é um instrumento particular, por isso os estudantes podem incluir relatos mais subjetivos.

Orientações:

Para os gêneros dos textos dramáticos (teatro) e poéticos (cordel e poesia), é possível desenvolver um trabalho de dramatização ou sarau, o que também pode ser abordado como um segmento do espetáculo circense.

Nas dramatizações, propiciar a leitura dramatizada e não a encenação completa, pois exigiria habilidades artísticas de atuação complexas. Desta maneira, priorize habilidades leitoras como a entonação (leitura em voz alta) e os efeitos de sentido do texto. Defina um para o espaço da cena (que pode ser na frente da sala) e também a divisão entre os papéis dos estudantes.

Com isso, os estudantes podem participar ativamente de outros tipos de atividade que envolvem leitura, recontando oralmente os textos literários lidos.

Orientações:

Nesta variação, permitir que os estudantes encenem os textos narrativos para explorar as características das obras literárias. Desta maneira, por meio da exposição oral as crianças recontam o que leram, mas não deverão ser exigidas habilidades complexas de atuação. O objetivo é focalizar o enredo, os personagens e os diálogos.

Outro aspecto interessante é explorar os elementos não verbais da obra literária: os estudantes podem utilizar a imagens da história e recontar o texto com base nos recursos visuais de suas próprias leituras.

Com esta estratégia, pode-se construir o espaço de cena com base na ideia do espetáculo circense: a apresentação dos estudantes será a atração principal.

Orientações:

O circo é uma expressão artística caracterizada pelo movimento: está em constante mudança, espalhando a arte circense em diferentes cidades, estados e até países. Desta maneira, como variação, os estudantes podem movimentar-se dentro de diferentes espaços da escola ou fora dela (locais públicos como praças, parques), levando o circo de leitura para fora da sala de aula. Assim, é possível realizar a leitura dramatizada e compartilhar as apreciações de diferentes obras literárias para outras turmas por meio da oralidade e da relação entre palavra e imagem.


Este plano de aula foi produzido pelo Time de Autores NOVA ESCOLA
Professor-autor: Jéssica Tayrine Gomes de Melo Bezerra 
Mentor: Edson Lanzoni
Especialista: Heloísa Jordão

Título da aula: Rodas de leitura

Ano:3º ano do Ensino Fundamental

Periodicidade: Semanal

Prática de linguagem priorizada: Leitura/escuta (compartilhada e autônoma)

Dinâmica:

1- Sensibilização (reconhecimento da dimensão lúdica do texto literário).
2 - Organização do espaço de leitura. 3- Estabelecimento de expectativas
sobre a obra a ser lida. 4- Leitura e discussão. 5- Registro das impressões.

Habilidade(s) da BNCC: EF15LP01 / EF15LP02 / EF15LP04 / EF15LP14/ EF15LP15/  EF15LP18 / EF03LP27 / EF35LP01 / EF35LP02 / EF35LP06/ EF35LP21/ EF35LP22 / EF35LP23 / EF35LP24 / EF35LP28

 

Sobre esta aula: Esta é uma proposta de atividade permanente para trabalhar rodas de leitura. Os campos de atuação priorizados nesta atividade são: artístico-literário/vida cotidiana. O objetivo é enfatizar atividades que busquem os efeitos de sentido dos textos multissemióticos, das atividades poéticas, da brincadeira com a palavra e a imagem. Neste nível de leitura, espera-se o trabalho das relações entre o verbal e não verbal, buscando a intencionalidade da produção de mensagens. Os gêneros priorizados são: contos (populares, de fadas, de assombração etc.), cordel, crônicas, texto dramático. A esfera lúdica escolhida para o 3º ano do Ensino Fundamental é o universo circense: Ler é um espetáculo!

 

Justificativa: Esta atividade de roda de leitura pode ampliar a fluência e a consolidação da leitura expressiva, de modo que, na dinâmica proposta, os alunos se constituam como mediadores de suas próprias leituras. Assim, buscam-se novas interações com o livro de maneira prazerosa, entendendo as histórias como fonte de múltiplas informações e também de entretenimento. Por isso, tende-se a compartilhar experiências pelo prazer da leitura, tendo como foco a função lúdica, de encantamento com os textos, mas também pela criticidade, pelo escutar o outro, pelo diálogo, principalmente por meio da leitura coletiva e compartilhada.

 

Materiais necessários: Selecionar o grupo de livros a ser utilizado na atividade previamente. Na dinâmica desta proposta de Roda de leitura, se possível, criar uma cenografia do ambiente de leitura para que os estudantes adentrem na ideia comparativa do espetáculo circense com a prática leitora e, com isso, sejam criadas expectativas artístico-literárias de leitura. O fio condutor dos elementos do livro serão destacados com o uso das “cartas mágicas”, que viabilizarão questões para ser comentadas pelos estudantes.

 

Dificuldades antecipadas: Falta de motivação para realizar as leituras ou participar das discussões coletivas. Dificuldade em decodificar o texto. Dificuldades em expor oralmente as impressões da leitura realizada.

 

Referências sobre o assunto:

COSSON, R; SOUZA, R. J. Letramento literário: uma proposta para a sala de aula. Caderno de Formação: formação de professores, didática de conteúdos. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011, v. 2, p. 101-108. (disponível em: http://www.acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/40149/1/Caderno_Formacao_bloco2_vol2.pdf).

 

BRAUN, Patricia; VIANNA, Márcia Marin. Rodas de Leitura como Estratégias de Ensino e Aprendizagem PLETSCH, M. D. & RIZO, G.(Org.). Cultura e formação: contribuições para a prática docente. Seropédica (RJ): Editora da UFFRJ, 2010 (p. 59 -66).


Código: LPO3_01ATP01

(EF35LP21) Ler e compreender, de forma autônoma, textos literários de diferentes gêneros e extensões, inclusive aqueles sem ilustrações, estabelecendo preferências por gêneros, temas, autores.

(EF15LP01) Identificar a função social de textos que circulam em campos da vida social dos quais participa cotidianamente (a casa, a rua, a comunidade, a escola) e nas mídias impressa, de massa e digital, reconhecendo para que foram produzidos, onde circulam, quem os produziu e a quem se destinam.

(EF35LP22) Perceber diálogos em textos narrativos, observando o efeito de sentido de verbos de enunciação e, se for o caso, o uso de variedades linguísticas no discurso direto.

(EF15LP02) Estabelecer expectativas em relação ao texto que vai ler (pressuposições antecipadoras dos sentidos, da forma e da função social do texto), apoiando-se em seus conhecimentos prévios sobre as condições de produção e recepção desse texto, o gênero, o suporte e o universo temático, bem como sobre saliências textuais, recursos gráficos, imagens, dados da própria obra (índice, prefácio etc.), confirmando antecipações e inferências realizadas antes e durante a leitura de textos, checando a adequação das hipóteses realizadas.

(EF35LP23) Apreciar poemas e outros textos versificados, observando rimas, aliterações e diferentes modos de divisão dos versos, estrofes e refrões e seu efeito de sentido.

(EF35LP24) Identificar funções do texto dramático (escrito para ser encenado) e sua organização por meio de diálogos entre personagens e marcadores das falas das personagens e de cena.

(EF15LP04) Identificar o efeito de sentido produzido pelo uso de recursos expressivos gráfico-visuais em textos multissemióticos.

(EF35LP28) Declamar poemas, com entonação, postura e interpretação adequadas.

(EF03LP27) Recitar cordel e cantar repentes e emboladas, observando as rimas e obedecendo ao ritmo e à melodia.

(EF35LP01) Ler e compreender, silenciosamente e, em seguida, em voz alta, com autonomia e fluência, textos curtos com nível de textualidade adequado.

(EF35LP02) Selecionar livros da biblioteca e/ou do cantinho de leitura da sala de aula e/ou disponíveis em meios digitais para leitura individual, justificando a escolha e compartilhando com os colegas sua opinião, após a leitura.

(EF15LP14) Construir o sentido de histórias em quadrinhos e tirinhas, relacionando imagens e palavras e interpretando recursos gráficos (tipos de balões, de letras, onomatopeias).

(EF15LP15) Reconhecer que os textos literários fazem parte do mundo do imaginário e apresentam uma dimensão lúdica, de encantamento, valorizando-os, em sua diversidade cultural, como patrimônio artístico da humanidade.

(EF35LP06) Recuperar relações entre partes de um texto, identificando substituições lexicais (de substantivos por sinônimos) ou pronominais (uso de pronomes anafóricos – pessoais, possessivos, demonstrativos) que contribuem para a continuidade do texto.

(EF15LP18) Relacionar texto com ilustrações e outros recursos gráficos.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Leitura/Escuta do 3º ano:

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 3º ano:

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes