13449
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - Revisando as regras sobre o uso do C e do Qu

POR: Isabella Patrícia Oliveira Madeira Da Silva 25/11/2018
Código: LPO2_03ATS03

2º ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF02LP03) Ler e escrever palavras com correspondências regulares diretas entre letras e fonemas (f, v, t, d, p, b) e correspondências regulares contextuais (c e q; e e o, em posição átona em final de palavra).

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 2º ano do Fundamental sobre construção alfabética

 

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a terceira aula de um conjunto de três planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade deste conjunto de planos é perceber as regularidades na escrita de palavras com C e QU.

Materiais necessários: Atividade - “Bate-papo no celular”, disponível aqui. Texto - Sugestão de leitura, disponível aqui. Lista de palavras, disponível aqui. Quadro.

Para o uso dos alunos: lápis e borracha.

Dificuldades antecipadas: Não perceberem a regularidade do uso do C e QU nas palavras temáticas sugeridas por eles; utilizarem outros grafemas para registrar o som das palavras , como por exemplo: k no lugar do C/QU (kachorro/brinkedo), g no lugar do c (gachorro), GU no lugar do QU.

Referências sobre o assunto:

MORAIS.;A.G.; Ortografia: ensinar e aprender. São Paulo: Ática,1998.
NÓBREGA, Maria José. Ortografia. São Paulo: Melhoramentos, 2013. Disponível em: http://www.plataformadoletramento.org.br/hotsite/especial-ortografia-reflexiva/#cap1

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações: Explique que o desafio da aula é elaborar duas listas: uma de alimentos e outra de objetos, todos com as letras C e QU, pensando em comes e bebes que geralmente são servidos em festas, e objetos que podem ser dados como presentes.

Tempo sugerido: 5 a 10 minutos.

Orientações:

  • Peça para que os alunos se sentem em grupos de quatro. É importante que estes grupos sejam bem heterogêneos em relação à leitura e à escrita, pois a atividade será desenvolvida de maneira colaborativa.

  • Pergunte para os alunos se eles sabem como as pessoas usam o celular quando precisam falar com outra pessoa. Pergunte se eles já fizeram isso:
  • De que maneiras podemos usar o celular para conversar com as outras pessoas?

Neste momento, espera-se que as crianças se lembrem de que dá para fazer ligações, mandar mensagens em áudio, textos, fotografias, vídeos ou imagens.

  • Continue a contextualização da aula. Caso esta aula não seja usada conjuntamente com as outras aulas, há um texto que pode ser lido em voz alta para a turma, disponível aqui. Se preferir não ler o texto em forma de narrativa, como está proposto, selecione as informações mais pertinentes para criar a contextualidade necessária para esta atividade. Pode-se até ir inferindo as informações sobre os acontecimentos anteriores enquanto lê o bate-papo, pausando a leitura e perguntando:
  • De que tipo de festa vocês acham que a Cutia está falando?
  • Ir estabelecendo, de acordo com as outras informações, como: “Ela ganhou presentes”, que foi uma festa de aniversário, que ela preparou os comes e bebes, que seus amigos foram convidados, podendo construir uma nova narrativa com os próprios alunos, explorando as informações dadas e a criatividade da turma. O texto é um material de apoio que pode ser adaptado.

  • Caso a aula seja usada com as aulas que a antecedem, é só relembrar sobre os eventos anteriores:
  • Vocês se lembram da festa de aniversário de Dona Cutia? Ela mandou um convite para comunicar aos amigos que faria uma festa, não é mesmo? Aí, nós ajudamos a organizar uma lista de convidados para a festa. Nestas atividades, nós aprendemos a usar o C e o QU com as vogais certas para conseguir o som de /k/ e o som de /s/ (pronuncie os sons dos fonemas).
  • Qual a vogal que nunca se separa do Q? Isso mesmo, o Q sempre anda de mãos dadas com a letra U.

Aqui, pode-se explorar mais a respeito da escrita destas letras, seja nos formatos em que as escrevemos, na posição adequada destas letras para formarmos uma sílaba (O Q deve sempre vir na frente do U, etc). Sempre que estiver explicando e relembrando algo que já viram, respalde o que está sendo dito apresentando estes conceitos com recursos visuais também. Escreva no quadro, aponte para um alfabeto preso à parede, peça para que falem, que deem exemplos, escreva os exemplos, ofereça mecanismos que ajudem a fixar melhor o aprendizado.

  • Mas imagine que um amigão de Dona Cutia não foi à festa. O que você acha que Dona Cutia fez? Vou entregar uma folha para vocês e quero que deem uma olhada rápida em busca de pistas.
  • Entregue a folha do bate-papo no celular, disponível aqui, para cada aluno e dê 1 ou 2 minutos para que leiam/observem.
  • De que maneira vocês acham que Dona Cutia entrou em contato com o amigo?
    Ao olhar para o modelo de mensagens, as crianças provavelmente vão compreender que Dona Cutia mandou mensagens pelo celular. Continue com as indagações:
  • Foi só uma mensagem, ou foram várias? Só ela escreveu, ou o amigo dela também escreveu? Então podemos dizer que foi uma conversa? Parece que nesta conversa há alguns espaços que precisam ser preenchidos, não é mesmo? O que acham de lermos juntos e descobrir o que precisaremos fazer nesta atividade?

Tempo sugerido: 35 minutos (divididos em: 1ª parte - 10 minutos, 2º parte - 25 minutos).
Orientações: Para a 1º parte:

  • Explique para as crianças que no canto da imagem de cada “tela” há um número (1, 2, 3 e 4) que mostra a sequência das imagens para que se leia na ordem certa.

  • Analise rapidamente a composição gráfica das telas para facilitar o entendimento das crianças sobre a dinamicidade presente entre os textos e as frases que lerão:
  • Antes de começar, vamos analisar como é a organização das falas em um aplicativo de troca de mensagens: Por que você acha que os textos estão dentro de pequenos balõezinhos? Por que são de cores diferentes? Por que alguns aparecem mais à direita e outros mais à esquerda? Espera-se que as crianças percebam que este é um modo de demarcar falas de pessoas diferentes. Assim, peça para que fiquem atentos, pois isso demonstra que ora um ora outro estará escrevendo. Aqui já se pode deixar predefinido que os balões brancos, à esquerda, são as falas da Dona Cutia e que os à direita e verdes demarcam as falas do Morcegão.

  • Faça a leitura em voz alta com os alunos. Nos primeiros balõezinhos, leia e pergunte:
  • Quem foi que disse isso? A Cutia ou o Morcego?

Nos balões seguintes, pode seguir com a leitura mais fluida, se preferir, dizendo:

  • Então a Cutia respondeu… O Morcego respondeu…

  • Na imagem da primeira tela, temos uma palavra estrangeira com a letra K. Leia e pergunte se as crianças sabem o que esta palavra significa. Relembrem com elas o que foi aprendido na primeira aula, sobre a letra K ser usada em palavras e nomes que vieram de outros idiomas. Explique que “fake” é uma palavra da “moda” que algumas pessoas usam para substituir a palavra “falsa ou falso” quando escrevem nas redes sociais. Espalhar que o Morcegão bebe sangue seria uma notícia falsa, pois, como ele disse, é da espécie que se alimenta de frutas. Se necessário, expanda o assunto para garantir que as crianças compreendam o que está sendo falado.
  • Vocês sabem o que são as redes sociais e para que servem?

Deixe que alguns dos alunos falem e, caso seja necessário, explique que são espaços em que as pessoas conversam, compartilham ideias, mensagens, fotos e etc.

  • Continue a leitura até a lista em branco e diga:
  • Vocês precisarão pensar em comidas e bebidas que poderiam entrar nesta lista. Lembrem-se de que todas precisam ter as letras C ou QU. Mas vamos continuar a leitura e descobrir sobre o que mais eles falaram.

Quando chegarem na próxima lista em branco, repita o processo de pausar a leitura e diga novamente:

  • Terão de pensar também em objetos/coisas que poderiam ser dados de presente para dona Cutia.

  • Na tela 4 mais um nome de presente é ocultado. Pergunte para as crianças: Este é o presente que o Morcego daria para a Cutia, que presente você escolheria dar para a Cutia, que tivesse as letras C ou QU?

  • Termine a leitura e pergunte se todos entenderam a conversa entre Dona Cutia e Morcegão. Caso decida terminar a primeira parte aqui, siga para o próximo slide, o item 8 é opcional.
  • Estão prontos para o desafio?

  • Pode-se ampliar o tema do uso das redes sociais conversando com as crianças sobre isso. Esta parte da aula não é obrigatória, fica apenas como sugestão. Caso queira encaixar um diálogo sobre isso, os tópicos a seguir podem ajudar neste sentido:
  • Vocês já viram muitas pessoas conversarem assim com seus amigos? Acham que poder conversar desta forma facilita a comunicação? Mas eles fizeram tudo online ou o Morcego foi se encontrar com a amiga no final? Vocês acham que esse tipo de comunicação a distância pode substituir totalmente a presença de alguém? Os bate-papos devem servir, então, para aproximar as pessoas ou deixá-las distantes? Como você acha que isso acontece na vida real?

Ouça a resposta de alguns deles, permitindo que comuniquem o que pensam. Peça para que eles olhem de novo para o texto. Pergunte:

  • Eles usam algo além das palavras para expressar sentimentos?

Espera-se que eles falem dos emojis, estes símbolos e desenhos que são usados nas mensagens. Conclua com as crianças a discussão sobre o texto:

  • Muito bem, pessoal. Eu fiquei muito feliz de saber que vocês têm opiniões interessantes sobre o uso do celular. Espero que vocês sempre reflitam sobre isso quando começarem a usar mais esta ferramenta. Podemos usá-la para o bem. Para conversar com os amigos, mas é importante tomar cuidado e não conversar com estranhos; podemos usar para lembrar ou pedir que alguém compre algo que precisamos; para convidar alguém para ir a algum lugar; para combinar trabalhos em grupo. É muito bom estabelecer horários em que você vai poder ficar online e conversar, ou que vai poder checar as mensagens, pois não podemos ficar o dia todo no celular. Conversem sempre com a família e respeitem os horários e as regras que vocês combinarem.
  • Agora que já sabem do que se trata a conversa de Dona Cutia com Morcegão, é hora de pôr as “mãos na massa”.

Orientações: Para a segunda parte:

  • Peça para que a turma volte a atenção para as listas em branco que estão nas mensagens:
  • Agora, eu vou dar 5-8 minutos para que vocês conversem em grupo sobre possíveis palavras para estas listas. Vocês precisam pensar em cinco alimentos que poderiam ter sido servidos na festa da Cutia e que tenham as letras C ou QU. Pode ser comida, bebida etc. Discutam com os colegas para descobrir nomes e dividam as descobertas com todos do grupo.
  • Lembrem-se de que a letra C pode ter som de /k/ e som de /s/, depende de com qual vogal será usada. O QU pode ter som de /k/ e som de /kw/. Essas sílabas com C ou QU podem estar no começo, no meio e no fim das palavras. Por exemplo: Na palavra BARCO a sílaba com C é a primeira ou a última?
    E em XÍCARA? No começo, no meio ou no fim? Olhem para a palavra MORCEGÃO. A sílaba com C é a primeira, a do meio ou a última? E em MOLEQUE?
    A sílaba com QU é a primeira, a segunda ou a terceira? E na palavra JAQUETA? Se necessário, escreva estas palavras no quadro para deixar esta ideia mais clara.
  • E, depois, pensem em cinco coisas que poderiam ser dadas de presente.
  • Lembrem-se novamente dos sons que as palavras podem ter com o C e com o QU. Pensem em objetos variados, peças de vestuário, coisas para brincar, objetos de decoração etc.
  • Caso tenham dúvida, vocês poderão me perguntar. Podem conversar sobre isso e já ir escrevendo as palavras a lápis, conforme forem se lembrando. Eu vou passar nos grupos para ajudar, com dicas.
  • Vá passeando entre os grupos para se certificar de que estão realmente discutindo sobre a atividade. Caso perceba que algum grupo esteja mais apático ou perdido sobre o que fazer, dê dicas para as crianças. Na lista de palavras, disponível aqui, temos 15 palavras para cada lista. Algumas sugestões de dicas baseadas nestas palavras:
  • Pense em uma comida bem gostosa que as crianças adoram… aquela em que colocamos uma salsicha no meio do pão, por exemplo. Como se chama? Isso mesmo! Cachorro-quente! Olha, essa palavra tem o C no cachorro e o QU no quente. Com certeza a dona Cutia iria colocar esta comida na sua lista. Agora, tentem se lembrar de outras.
  • O que temos de beber e que pode ter CA ou CO, por exemplo?
    E temos alguma fruta? Legumes? E docinhos?
  • Com que tipo de coisa nós podemos brincar que têm as letras C ou QU em seus nomes? Ah, tem aquele negócio que a gente usa para pular... (corda). Aquele que precisamos deixar todos os quadradinhos da mesma cor, no mesmo lado (cubo mágico)… vários objetos.
  • Pensem no que tem na casa de vocês e até aqui na escola.
  • E roupa? Que tipo de roupa que seria um presente legal e tem a letra C ou QU?
  • Algum objeto bonito que seria um presente bem legal… Um acessório? Uma joia, bijuteria? Tem uma de pendurar na orelha, outra de pendurar no pescoço.
  • Findo o tempo, diga que não tem problema se não conseguiram pensar em todas as 11 palavras e peça para que cada aluno revise sua lista com os amigos do grupo, para que vejam se tem alguma palavra que acham que precisa de correção.

Orientações:

  • Solicite para que cada grupo fale uma palavra da lista de presentes e uma palavra da lista de alimentos. Aqueles que não conseguiram preencher totalmente as listas podem completá-las com as palavras que forem sugeridas por outros grupos. A cada palavra dita pelos alunos, pergunte:
  • Esta palavra se escreve com C ou com QU? Muito bem, é assim mesmo.

Peça para que as crianças ditem para você e vá escrevendo estas palavras no quadro.

  • Caso as crianças demonstrem dúvidas, resgate com elas as regularidades sobre o uso das letras C e QU.
  • Uma possível intervenção (não sendo parte obrigatória da aula, mas uma sugestão) é aproveitar este momento em que está escrevendo as palavras no quadro baseadas no que as crianças estão explicando, e, portanto, elas já estão analisando a escrita de cada palavra, para fazer outras perguntas que poderão agregar na consciência fonológica e alfabética dos alunos, fazendo-os avançar em seus conhecimentos sobre a escrita.
  • Você pode, por exemplo, pedir para que ditem a palavra por sílaba, pedir que relembrem palavras que já usaram com esta mesma sílaba, observar a escrita de palavras parecidas como CANETA - CANECA em que se muda apenas uma letra, ou CANECA - BONECA em que se muda apenas a primeira sílaba, pode separar em sílabas a palavra BRIN-QUE-DO, pedir que as crianças contem quantas letras há nas sílabas e depois fazer o mesmo com a palavra SU-CO, que é mais simples. Pode lançar desafios, pedindo que encontrem a maior palavra, a menor palavra, ou seja, explorar o momento de análise, em que as crianças voltam seus olhares para a composição das palavras e não só para o texto, para despertar nas crianças esta reflexão sobre a escrita, a importância das letras para conseguirmos certos sons; que palavras precisam de letras, que todas as sílabas têm vogais; que algumas são escritas com mais letras, outras com menos; que há uma constância na escrita (analisar todas as palavras com QUE - Brinquedo, Quebra-cabeça, Quente, Queijadinha, Leque, Queijo, em todas QUE foi escrito com as mesmas letras e sempre na mesma sequência etc).
  • Caso ainda não seja suficiente para completar a lista de todos, pergunte para os grupos se algum deles têm palavras na lista que não estão no quadro. Se necessário, utilize as palavras da lista de palavras disponibilizada aqui. Uma possível forma para você trabalhar com a lista de palavras extras sugeridas aqui é imprimir estas palavras, dobrando-as, colocando-as em dois saquinhos: um saquinho com as palavras com C e um saquinho com as palavras com QU. Escolha alguns alunos que já são leitores e peça para que retirem uma das palavras de qualquer saquinho. Ele deve ler a palavra em voz alta para a turma. Caso seja uma palavra que já está na lista, descarte o papel e peça para que retire outro. Quando ele terminar de ler, pergunte:
  • Esta palavra entra na lista de alimentos ou presentes? Muito bem, quem precisa de uma palavra para essa lista, pode usá-la.
  • É escrita com C ou com QU?

  • Escreva as palavras sorteadas no quadro e peça para que as crianças revisem a escrita, pois é muito importante que as palavras estejam escritas da maneira certa para a brincadeira seguinte.

Orientações:

  • Peça para que os grupos de quatro alunos se dividam em duas duplas. Caso algum grupo tenha cinco alunos, serão três contra dois. Certifique-se que sejam divisões em que alunos de hipótese de escrita diferente fiquem juntos, para somar no aprendizado um do outro.

  • Explique que agora vão testar seus conhecimentos num duelo. Eles precisarão responder se a palavra escolhida pela dupla adversária é escrita com C ou com QU.

  • Lembre-se de apagar as palavras escritas no quadro, pois as crianças não devem ter as palavras escritas para consultar nesta etapa da aula. Ou também, pode-se aproveitar para levá-los para fazer esta atividade em outro espaço da escola. Apenas tome cuidado com o tempo e estabeleça isso previamente.

  • Explique as regras do jogo:
    Peça que a dupla escreva nas suas folhas o nome da dupla adversária, que é a que vai responder as perguntas e marcar se as respostas que serão dadas estiverem certas ou erradas. Cada dupla escolherá uma palavra por vez para que a outra dupla diga se aquela palavra se escreve com C ou com QU. A dupla que for perguntar pode olhar na folha, a dupla que for responder deve ter o texto colocado virado para baixo sobre a mesa, de modo que não possa consultar a lista para dar a resposta. Caso a dupla que respondeu acerte, a dupla que perguntou deve colocar o símbolo ? ao lado direito da palavra. Caso a dupla que respondeu tenha errado, a palavra deve ter um X ao lado direito.

  • Desenhe os símbolos no quadro para que as crianças saibam fazer.

  • Ganha a dupla que tiver mais acertos.

  • Cada dupla deve perguntar para a outra sobre cinco palavras. Exemplo:
  • A dupla “Marcos e Alice” colocará os nomes de Ana e João nas folhas que têm em mãos. Então, a dupla deve pedir que “Ana e João”, que responderão, abaixem suas folhas, e perguntar:
  • “PETECA se escreve com C ou com QU?” A dupla “Ana e João” deve conversar e responder algo como “Achamos que é com C” aí, a dupla “Marcos e Alice” deve responder:
  • “Muito bem, vocês acertaram” e deve colocar o símbolo ? na frente da palavra e abaixar o papel sobre a mesa, virado para baixo.
  • Agora, a dupla “Ana e João” escolherá uma palavra da sua lista para que Marcos e Alice respondam e marcarão se a resposta estiver certa na frente da palavra, em sua folha, fazendo isso alternadamente até que cada dupla tenha respondido cinco palavras.
  • Não tem problema se forem perguntadas as mesmas palavras, pois o objetivo principal da brincadeira é fixar as regularidades sem que as crianças tenham o recurso visual e usar os possíveis erros para avaliar a aprendizagem dos alunos.

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações:

  • Quando todos os grupos forem terminando a brincadeira, pergunte:
  • Houve mais acertos do que erros?
  • Vocês conseguiram compreender a regra que usamos quando vamos escrever palavras com C ou QU? Se lembram de que falamos disso em nossas aulas? Sobre o uso das vogais com as letras C e QU para conseguir determinados sons?
  • Vamos relembrar que regularidades são essas?
  • Resgate com as crianças que quando queremos escrever palavras com som de /k/ devemos usar C ou Q (A letra Q sempre acompanhada da letra U), exceto se forem nomes ou palavras estrangeiras, que podem ser escritas com a letra K, mas podemos sempre perguntar sobre isso, caso tenhamos dúvidas. Com C usamos A, O e U e com Q+U usamos E e I. A letra C com as vogais E e I formam sílabas com som de /S/. Se preciso, volte para as palavras escritas nas folhas, ou escreva novamente uma palavra para cada exemplo de regularidade/uso.
  • Recolha as atividades para analisar:
  • Se a aprendizagem se efetivou.
  • Quais palavras as crianças erraram.
  • Se é necessário revisar algum conceito, de modo geral ou individualizado.

Este plano de aula foi produzido pelo Time de Autores NOVA ESCOLA
Professor-autor: Isabella Patrícia Oliveira Madeira da Silva
Mentor: Gislaine Magnabosco
Especialista: Tânia Rios


Título da aula: 
Revisando as regras  sobre o uso do C e do Qu

Finalidade da aula: Ampliar o uso do C e QU em palavras do campo semântico
de alimentos e objetos, para resgatar e fixar os conceitos aprendidos sobre as regularidades contextuais.

Ano: 2º ano do Ensino Fundamental

Objeto(s) do conhecimento: Construção do sistema alfabético

Prática de linguagem: Análise linguística e semiótica Habilidade(s) da BNCC: EF02LP03

Sobre esta aula: Esta é a terceira aula de um conjunto de três planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade deste conjunto de planos é perceber as regularidades na escrita de palavras com C e QU.

Materiais necessários: Atividade - “Bate-papo no celular”, disponível aqui. Texto - Sugestão de leitura, disponível aqui. Lista de palavras, disponível aqui. Quadro.

Para o uso dos alunos: lápis e borracha.

Dificuldades antecipadas: Não perceberem a regularidade do uso do C e QU nas palavras temáticas sugeridas por eles; utilizarem outros grafemas para registrar o som das palavras , como por exemplo: k no lugar do C/QU (kachorro/brinkedo), g no lugar do c (gachorro), GU no lugar do QU.

Referências sobre o assunto:

MORAIS.;A.G.; Ortografia: ensinar e aprender. São Paulo: Ática,1998.
NÓBREGA, Maria José. Ortografia. São Paulo: Melhoramentos, 2013. Disponível em: http://www.plataformadoletramento.org.br/hotsite/especial-ortografia-reflexiva/#cap1


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DESSA UNIDADE:

AULA 03

Revisando as regras sobre o uso do C e do Qu

VOCÊ ESTÁ AQUI

AULAS DESSA DISCIPLINA:

1º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

2º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

AULAS RELACIONADAS:

2º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes