13439
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - Completando palavras com vogais

POR: Kelly Naiara Rosário 24/11/2018
Código: LPO1_13ATS02

1º ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF01LP08) Relacionar elementos sonoros (sílabas, fonemas, partes de palavras) com sua representação escrita.

(EF01LP09) Comparar palavras, identificando semelhanças e diferenças entre sons de sílabas iniciais, mediais e finais.

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 1º do Fundamental sobre complementar palavras com vogais

 

Sobre este plano select-down

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula:

Esta é a segunda aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é que o aluno identifique diferentes fonemas da língua e perceba que, ao trocar uma letra na palavra, forma-se outra palavra.

Materiais necessários: Dado de vogais (pode ser feito pelos alunos em aulas anteriores); Cópia das cartelas para todos os alunos.

Dificuldades antecipadas: Muitos alunos voltam sua atenção apenas para as letras iniciais; deslocar a observação para as letras mediais e finais será um desafio para eles. Os alunos que não fazem ainda a correspondência entre som-letra (principalmente pré-silábicos), precisam ser desafiados a diferenciar as palavras. Os que já fazem essa relação (silábicos e alfabéticos) viverão o desafio de deslocar o seu olhar para o interior da palavra e atribuir novos significados a cada troca. A ideia de jogar o dado para selecionar a letra que deverá compor a palavra certamente entusiasmará os alunos e pode ser melhor aproveitada se realizada em duplas. Um aluno ajuda o outro a decidir se a combinação com a vogal sorteada forma ou não uma palavra.

Referências sobre o assunto:

Práticas de alfabetização com crianças de seis anos no ensino fundamental: diferentes estratégias, diferentes concepções. Vários autores. Cad. Cedes, Campinas, v. 37, n. 102, p. 219-236, maio-ago., 2017

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. São Paulo: Autêntica, 2002.

VIERA, Renata Christina. O sistema de escrita ortográfico e os problemas de aquisição da escrita dele decorrentes. Caderno de resumos III JEL. Rio de Janeiro: 2006.

https://novaescola.org.br/conteudo/193/as-letras-k-w-e-y-sao-consideradas-consoantes-ou-vogais

http://www.cartaeducacao.com.br/aulas/jogos-na-alfabetizacao-brincar-para-escrever/

Tema da aula select-down

Que letra serve?

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações:

  • Receba os alunos e explique a eles que nesta aula vocês farão um jogo.

Materiais complementares:

Acesse Instruções para preparação do jogo no link:

CLIQUE AQUI

Introdução select-down

Tempo sugerido: 4 minutos

Orientações:

  • Organize os alunos em duplas.
  • Procure agrupá-los em hipóteses aproximadas de escrita. Por exemplo, aproxime:
  • alunos alfabéticos de silábico-alfabéticos;
  • silábico-alfabéticos de silábicos com valor sonoro;
  • silábico sem valor sonoro, de outro com valor sonoro;
  • um pré-silábico de outro já silábico - a fim de que haja discussão na aplicação das letras e consequente raciocínio em relação à correspondência letra x som em cada palavra. As cartelas permitirão que até mesmo os alunos alfabéticos confrontem sua hipótese à escrita convencional.
  • Apresente-lhes o dado de vogais e as regras do jogo. Combine se as palavras deverão ser preenchidas na ordem (o jogo pode demorar mais) ou se o aluno vai completando conforme a vogal que servir.

Materiais complementares:

Acesse as cartelas para impressão no link:

CLIQUE AQUI

Desenvolvimento select-down

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações:

  • Entregue as cartelas aos grupos.
  • Verifique em cada dupla se as regras foram compreendidas.
  • Dê o tempo adequado para que os alunos experimentem o jogo, supervisionando o trabalho da classe.
  • Acompanhe alternadamente as duplas, perguntando aos alunos:

  • Que vogal é essa?
  • Que palavra começa com essa vogal?
  • Tem algum nome na classe que possua essa letra?
  • Você conhece alguma palavra que termina com essa vogal?
  • Que palavra você está tentando completar em sua tabela agora?
  • Essa letra serve?

5) Observe se as tabelas estão sendo preenchidas.

Desenvolvimento select-down

Orientações:

  • Pergunte aos alunos se gostaram do jogo.
  • Peça aos alunos que leiam as palavras que formaram, registrando no quadro 3 listas: brinquedos, animais e frutas.

Fechamento select-down

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações:

- Desafie os alunos a encontrarem na lista determinada palavra. Por exemplo:

  • Onde escrevi a palavra TAMBOR?
  • E a palavra BLOCOS, onde está escrita?
  • Você consegue encontrar duas palavras que começam com a mesma letra? (Barco, Balde, Bola, Blocos - Pipa, pião - cubo, chocalho)
  • Onde essas palavras estão na lista? Vamos procurar juntos?

Um aluno voluntário se levanta e identifica a palavra no quadro para todos conferirem.

Fechamento select-down

Orientações:

  • Desafie os alunos a compararem as palavras da lista. Por exemplo:

  • Que palavra possui mais vogais?
  • Qual possui menos?
  • Que palavras tem vogais repetidas?
  • Alguma vogal se repete em todas as palavras?

Fechamento select-down

Orientações:

1. Explore as palavras selecionadas, ajudando os alunos a experimentarem as diferentes combinações de vogais. Pergunte a eles:

  • Se trocarmos a vogal, o som da palavra muda?
  • Continua a mesma palavra ou é outra?
  • O sentido das palavras é o mesmo, ou mudou também?

ROMÃ - REMO, RUMO, RAMO

PERA - PARA, PURA

UVA - AVÔ, OVO, AVE

2. Desafie os alunos a analisarem as outras palavras da lista:

  • Se trocarmos essa vogal (mostrar em uma palavra) por outra, a palavra continua a mesma?
  • Dá para formar com alguma palavra dessa lista uma nova palavra trocando a vogal?

CAJU- CAJÁ, CUJO

MAÇÃ - MOÇO, MAÇO

3. Amplie a análise para outras palavras do mesmo campo semântico:

AMORA - Se tirar uma vogal se forma AMOR;

MORANGO - Se trocar a última vogal forma MORANGA (Abóbora)

LIMÃO - Se tirar a última vogal formam-se LIMA;

JACA - Podem-se formar nomes como JUCA, JOCA JECA;

FIGO - FOGO, FUGA, FIGA;

SAPOTI - SAPATO;

COCO - CUCO, CUCA, CACO

Fechamento select-down

Orientações:

  • Depois de exploradas as palavras da lista, solicite aos alunos que registrem as palavras da lista no caderno.
  • Você pode optar por solicitar a cópia das três ou de apenas uma das listas, conforme a cartela escolhida pelo aluno.
  • Para os alunos que tiverem mais dificuldades com a leitura ou registro das palavras à distância, ofereça as cartelas para que, ao invés de copiarem do quadro, usem a tabela e suas ilustrações como referência.
  • Você pode criar novas cartelas com palavras significativas para a turma e propor novas rodadas em outras aulas.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula:

Esta é a segunda aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é que o aluno identifique diferentes fonemas da língua e perceba que, ao trocar uma letra na palavra, forma-se outra palavra.

Materiais necessários: Dado de vogais (pode ser feito pelos alunos em aulas anteriores); Cópia das cartelas para todos os alunos.

Dificuldades antecipadas: Muitos alunos voltam sua atenção apenas para as letras iniciais; deslocar a observação para as letras mediais e finais será um desafio para eles. Os alunos que não fazem ainda a correspondência entre som-letra (principalmente pré-silábicos), precisam ser desafiados a diferenciar as palavras. Os que já fazem essa relação (silábicos e alfabéticos) viverão o desafio de deslocar o seu olhar para o interior da palavra e atribuir novos significados a cada troca. A ideia de jogar o dado para selecionar a letra que deverá compor a palavra certamente entusiasmará os alunos e pode ser melhor aproveitada se realizada em duplas. Um aluno ajuda o outro a decidir se a combinação com a vogal sorteada forma ou não uma palavra.

Referências sobre o assunto:

Práticas de alfabetização com crianças de seis anos no ensino fundamental: diferentes estratégias, diferentes concepções. Vários autores. Cad. Cedes, Campinas, v. 37, n. 102, p. 219-236, maio-ago., 2017

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. São Paulo: Autêntica, 2002.

VIERA, Renata Christina. O sistema de escrita ortográfico e os problemas de aquisição da escrita dele decorrentes. Caderno de resumos III JEL. Rio de Janeiro: 2006.

https://novaescola.org.br/conteudo/193/as-letras-k-w-e-y-sao-consideradas-consoantes-ou-vogais

http://www.cartaeducacao.com.br/aulas/jogos-na-alfabetizacao-brincar-para-escrever/

Que letra serve?

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações:

  • Receba os alunos e explique a eles que nesta aula vocês farão um jogo.

Materiais complementares:

Acesse Instruções para preparação do jogo no link:

CLIQUE AQUI

Tempo sugerido: 4 minutos

Orientações:

  • Organize os alunos em duplas.
  • Procure agrupá-los em hipóteses aproximadas de escrita. Por exemplo, aproxime:
  • alunos alfabéticos de silábico-alfabéticos;
  • silábico-alfabéticos de silábicos com valor sonoro;
  • silábico sem valor sonoro, de outro com valor sonoro;
  • um pré-silábico de outro já silábico - a fim de que haja discussão na aplicação das letras e consequente raciocínio em relação à correspondência letra x som em cada palavra. As cartelas permitirão que até mesmo os alunos alfabéticos confrontem sua hipótese à escrita convencional.
  • Apresente-lhes o dado de vogais e as regras do jogo. Combine se as palavras deverão ser preenchidas na ordem (o jogo pode demorar mais) ou se o aluno vai completando conforme a vogal que servir.

Materiais complementares:

Acesse as cartelas para impressão no link:

CLIQUE AQUI

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações:

  • Entregue as cartelas aos grupos.
  • Verifique em cada dupla se as regras foram compreendidas.
  • Dê o tempo adequado para que os alunos experimentem o jogo, supervisionando o trabalho da classe.
  • Acompanhe alternadamente as duplas, perguntando aos alunos:

  • Que vogal é essa?
  • Que palavra começa com essa vogal?
  • Tem algum nome na classe que possua essa letra?
  • Você conhece alguma palavra que termina com essa vogal?
  • Que palavra você está tentando completar em sua tabela agora?
  • Essa letra serve?

5) Observe se as tabelas estão sendo preenchidas.

Orientações:

  • Pergunte aos alunos se gostaram do jogo.
  • Peça aos alunos que leiam as palavras que formaram, registrando no quadro 3 listas: brinquedos, animais e frutas.

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações:

- Desafie os alunos a encontrarem na lista determinada palavra. Por exemplo:

  • Onde escrevi a palavra TAMBOR?
  • E a palavra BLOCOS, onde está escrita?
  • Você consegue encontrar duas palavras que começam com a mesma letra? (Barco, Balde, Bola, Blocos - Pipa, pião - cubo, chocalho)
  • Onde essas palavras estão na lista? Vamos procurar juntos?

Um aluno voluntário se levanta e identifica a palavra no quadro para todos conferirem.

Orientações:

  • Desafie os alunos a compararem as palavras da lista. Por exemplo:

  • Que palavra possui mais vogais?
  • Qual possui menos?
  • Que palavras tem vogais repetidas?
  • Alguma vogal se repete em todas as palavras?

Orientações:

1. Explore as palavras selecionadas, ajudando os alunos a experimentarem as diferentes combinações de vogais. Pergunte a eles:

  • Se trocarmos a vogal, o som da palavra muda?
  • Continua a mesma palavra ou é outra?
  • O sentido das palavras é o mesmo, ou mudou também?

ROMÃ - REMO, RUMO, RAMO

PERA - PARA, PURA

UVA - AVÔ, OVO, AVE

2. Desafie os alunos a analisarem as outras palavras da lista:

  • Se trocarmos essa vogal (mostrar em uma palavra) por outra, a palavra continua a mesma?
  • Dá para formar com alguma palavra dessa lista uma nova palavra trocando a vogal?

CAJU- CAJÁ, CUJO

MAÇÃ - MOÇO, MAÇO

3. Amplie a análise para outras palavras do mesmo campo semântico:

AMORA - Se tirar uma vogal se forma AMOR;

MORANGO - Se trocar a última vogal forma MORANGA (Abóbora)

LIMÃO - Se tirar a última vogal formam-se LIMA;

JACA - Podem-se formar nomes como JUCA, JOCA JECA;

FIGO - FOGO, FUGA, FIGA;

SAPOTI - SAPATO;

COCO - CUCO, CUCA, CACO

Orientações:

  • Depois de exploradas as palavras da lista, solicite aos alunos que registrem as palavras da lista no caderno.
  • Você pode optar por solicitar a cópia das três ou de apenas uma das listas, conforme a cartela escolhida pelo aluno.
  • Para os alunos que tiverem mais dificuldades com a leitura ou registro das palavras à distância, ofereça as cartelas para que, ao invés de copiarem do quadro, usem a tabela e suas ilustrações como referência.
  • Você pode criar novas cartelas com palavras significativas para a turma e propor novas rodadas em outras aulas.

Este plano de aula foi produzido pelo Time de Autores NOVA ESCOLA
Professor-autor: Kelly Nayara Rosário
Mentor: Priscila Medeiros
Especialista: Tânia Rios

Título da aula: Completando palavras com vogais

Finalidade da aula: Identificar as vogais constitutivas de uma palavra e observar que a troca de uma delas resulta na construção de uma nova palavra.

Ano: 1º ano do Ensino Fundamental

Objeto(s) do conhecimento: Construção do sistema alfabético

Prática de linguagem: Análise linguística e semiótica

Habilidade(s) da BNCC: EF01LP08, EF01LP09

Sobre esta aula: Esta é a segunda aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é  que o aluno identifique diferentes fonemas da língua e perceba que, ao trocar uma letra na palavra, forma-se outra palavra.

Materiais necessários: Dado de vogais (pode ser feito pelos alunos em aulas anteriores); Cópia das cartelas para todos os alunos.

Dificuldades antecipadas: Muitos alunos voltam sua atenção apenas para as letras iniciais; deslocar a observação para as letras mediais e finais será um desafio para eles. Os alunos que não fazem ainda a correspondência entre som-letra (principalmente pré-silábicos), precisam ser desafiados a diferenciar as palavras. Os que já fazem essa relação (silábicos e alfabéticos) viverão o desafio de deslocar o seu olhar para o interior da palavra e atribuir novos significados a cada troca. A ideia de jogar o dado para selecionar a letra que deverá compor a palavra certamente entusiasmará os alunos e pode ser melhor aproveitada se realizada em duplas. Um aluno ajuda o outro a decidir se a combinação com a vogal sorteada forma ou não uma palavra.

Referências sobre o assunto:

Práticas de alfabetização com crianças de seis anos no ensino fundamental: diferentes estratégias, diferentes concepções. Vários autores. Cad. Cedes, Campinas, v. 37, n. 102, p. 219-236, maio-ago., 2017

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. São Paulo: Autêntica, 2002.

VIERA, Renata Christina. O sistema de escrita ortográfico e os problemas de aquisição da escrita dele decorrentes. Caderno de resumos III JEL. Rio de Janeiro: 2006.

https://novaescola.org.br/conteudo/193/as-letras-k-w-e-y-sao-consideradas-consoantes-ou-vogais

http://www.cartaeducacao.com.br/aulas/jogos-na-alfabetizacao-brincar-para-escrever/


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

OUTRAS AULAS DESSA UNIDADE:

AULAS DESSA DISCIPLINA:

1º ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

AULAS RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes