13371
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Brincando com as profissões do entorno

POR: Adamari Rodolfo Depetris 30/11/2018
Código: EDI2_05UND02

2º ano / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI02EF01) Dialogar com crianças e adultos, expressando seus desejos, necessidades, sentimentos e opiniões.

(EI02EO03) Compartilhar os objetos e os espaços com crianças da mesma faixa etária e adultos.

(EI02EO04) Comunicar-se com os colegas e os adultos, buscando compreendê-los e fazendo-se compreender.

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para Crianças bem Pequenas sobre o aprendizado das profissões por meio de brincadeiras e entrevistas

Resumo

ilustracao

Nesta atividade, as crianças vão brincar de faz de conta com as profissões de pessoas da própria escola.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Antecipadamente, convide os profissionais a participarem da atividade e peça autorização para tirar fotos deles em suas funções. Explique aos adultos como a será a atividade e combine, com antecedência, o dia em que ela será realizada, para que todos fiquem preparados e possam organizar a rotina de trabalho, de modo a não atrapalhar o andamento dos afazeres. Solicite, caso seja a sua realidade, o auxílio de um outro adulto, que pode ser um professor, auxiliar ou da equipe pedagógica administrativa, para o momento de acompanhar as crianças no convite aos profissionais da escola. Também imprima e prepare as fotografias para o manuseio das crianças.

Materiais:

Fotos impressas dos profissionais da escola desempenhando suas próprias funções em tamanho, quantidade e material adequados para visualização e exploração pelas crianças. Cola para fixação das fotos, cartaz, caneta permanente e fita adesiva. Materiais e brinquedos que possam ser encontrados na própria unidade e que façam parte dos cantos, como colheres, pratos, panelas, teclados, telefones, cadernos, folhas e riscantes diversos. Papel para confecção de convite para as famílias no tamanho A3 ou em cartaz, caneta permanente, canetinha colorida. Materiais para observação do professor: celular, câmera fotográfica, caderno e caneta.

Espaços:

A atividade iniciará em roda com o grande grupo na própria sala de atividades, sendo necessária a organização de um espaço para essa finalidade. Haverá locomoção das crianças pelos espaços da escola, pois elas irão convidar os profissionais para brincarem com elas. Depois, todos se reunirão novamente na sala para brincar nos cantos montados pelas crianças.

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como as crianças compartilham espaços e objetos da sala com os colegas e com os adultos? Demonstram interesse especial por algum canto de atividade ou objeto? Qual?

2. Ao se comunicar com os colegas e com os adultos, como as crianças buscam compreender o que eles falam e como se fazem serem compreendidas por eles?

3. De que forma dialogam com crianças e adultos, expressam interesses, sentimentos e opiniões?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Perceba, além da comunicação oral, reações, intenções e expressões corporais nos momentos de conversa, interação e escolha de preferências. Aproxime-se das crianças que aparentem estar mais tímidas e as acompanhe na interação com as demais e com os adultos. Incentive-as respeitando suas preferências. Se necessário, auxilie na hora de se locomoverem, oferecendo ajuda.

O que fazer durante?

1

Convide todo o grupo a se sentar em roda na sala e contextualize a atividade, conversando com as crianças sobre a ideia da proposta e como elas poderão convidar os adultos para brincar. Disponibilize, no centro do círculo, várias fotografias dos profissionais que trabalham na escola executando suas próprias funções. Deixe que elas peguem as imagens, visualizem, troquem com os colegas e interajam espontaneamente aos pares, em pequenos grupos ou com os adultos. Observe as crianças atentamente para perceber como interagem entre si e com o material.

Possíveis falas do professor neste momento: vamos observar essas fotografias que estão no centro da roda? Podem pegá-las para visualizar melhor.

Possíveis ações das crianças neste momento: uma criança pega a fotografia da lavanderia e reconhece o profissional da foto como a que faz a limpeza da sala dela. Em seguida, chama a atenção do colega ao lado e mostra a imagem para ele. Os dois ficam observando a mesma fotografia.


2

Coloque um cartaz em branco no centro da roda e convide as crianças para colar as fotos que estão com elas. Deixe que elas manusearem os materiais e auxilie, se necessário. Enquanto elas trazem as fotos e as colam no cartaz, pergunte quais profissões aparecem nas imagens, se conhecem as pessoas que trabalham nesses locais etc.

Possíveis falas do professor neste momento: Vamos colar essas fotografias no cartaz? Qual profissão está com você? Que lugares são esses? Que pessoas estão nessas fotografias? O que elas fazem nesse espaço? Vocês as conhecem?

Possíveis falas das crianças neste momento: minha foto é da secretaria, onde tem os computadores. Posso colar aqui? Olha, a minha foto é da cozinha, onde preparam nossa comida. E essa foto que está comigo, eu conheço essa pessoa. Ela é quem limpa nossa sala.


3

Com o cartaz ainda no centro da roda, converse com as crianças. Incentive que falem quais objetos e materiais são necessários para realizar uma função, de acordo com a profissão representada em uma das fotos, e sugira que observem na própria sala de atividades quais brinquedos são necessários para montar um canto parecido para elas brincarem.

Possíveis falas do professor neste momento: Para brincarmos de cozinha, igual essa fotografia, quais materiais podemos utilizar? Quais brinquedos temos na sala para montar esse canto?

Possíveis falas das crianças neste momento: Podemos colocar na cozinha as panelas e colheres que estão guardadas naquela caixa ali (apontando para o objeto).

Possíveis ações das crianças neste momento: a criança aponta para a foto da lavanderia e vai mostrar onde está guardado os brinquedos desse canto, apontando para eles.


4

Proponha que as crianças escolham alguns cantos de profissões para serem montados na sala de atividades e diga que elas vão brincar junto com os profissionais da escola. Organize a turma em pequenos grupos, de acordo com o interesse das crianças, e convide-as para montarem os cantos. Neste momento, auxilie para que elas encontrem os materiais e os brinquedos necessários. Observe como as crianças constroem a organização dos cantos e como se ajudam, mas deixe que elas decidam quais irão utilizar e qual será a disposição deles no canto. Aproveite para fazer alguns registros fotográficos ou escritos dessa construção.

Possíveis falas do professor neste momento: Vamos brincar? Que cantos das profissões vamos montar? Quem quer brincar no canto da lavanderia? E no da secretaria?

Possíveis falas das crianças neste momento: Eu quero montar o canto da cozinha! Eu quero montar o da secretaria! Posso ir arrumar? Eu quero brincar!


5

Incentive-as a convidarem os profissionais dos cantos escolhidos para brincar com elas na sala de atividades. Para facilitar, cada grupo que montou o canto pode convidar os adultos que trabalham nele. O professor deve acompanhá-los na locomoção pelos espaços, mas sempre deixando que eles façam o convite e chamem os adultos para brincar. Peça a ajuda de um outro adulto (pode ser um professor, auxiliar ou outro profissional que esteja disponível) para auxiliá-lo a acompanhar os grupos nesses espaços da escola.

Possíveis falas do professor neste momento: Vamos convidar os profissionais para brincar com a gente nos cantos?

Possíveis falas das crianças neste momento: Oi! Você quer ir brincar comigo lá na minha sala? Eu montei um canto bem legal lá. Venha!

Possíveis ações das crianças neste momento: uma criança pega na mão de um adulto, convidando com gestos para ir brincar com ela ou puxando para ir à sala dela.


6

Chegou a hora de brincar nos cantos das profissões. Permita que as crianças tenham autonomia de transitar entre os cantos, brincando nos que tiverem interesse e não apenas naqueles que ajudaram a montar. Deixe que interajam espontaneamente com colegas e adultos que estiverem brincando no espaço.


Para finalizar:

Informe que chegou o momento de organizar a sala para a próxima atividade. Deixe que os adultos que ainda estão brincando se despeçam das crianças. Em seguida, convide-as para guardarem os materiais. Você pode tornar o momento de arrumação mais divertido, cantando uma música específica para isso ou fazendo uma brincadeira para esse fim, incentivando as ações da turma. Comente qual será a próxima atividade, para que todos queiram arrumar a sala mais rápido.

Desdobramentos

Você pode propor às crianças a organização desses mesmos cantos em outros dias, dando a possibilidade dos profissionais que não puderam participar comparecerem em outros momentos. Aqueles que foram e gostaram, podem, se quiserem, participar de mais momentos de interação junto às crianças. Os cantos também podem ser montados em outros espaços da escola, como na área externa, permitindo a interação com outras turmas e crianças de outras faixas etárias, além dos adultos.

Engajando as famílias

Peça aos pais das crianças para enviarem imagens retiradas de revistas que ilustrem as profissões que exercem ou que cedam fotos reais, nas quais estejam trabalhando, para apreciação pelas crianças. Deixe que as elas mostrem as imagens para os colegas e que troquem informações sobre elas. Depois, é possível montar um mural com as fotos enviadas.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor:  Adamari Rodolfo Depetris

Mentor: Vladia Maria Eulalio Raposo Freire Pires

Especialista do subgrupo etário: Karina Rizek

Sugestão de idade: 3 anos

Campos de Experiência:  O eu, o outro e nós; escuta, fala, pensamento e imaginação.

Objetivos e códigos da Base
Centrais:

(EI02EO03) Compartilhar os objetos e os espaços com crianças da mesma faixa etária e adultos.

(EI02EO04) Comunicar-se com os colegas e os adultos, buscando compreendê-los e fazendo-se compreender.
Transversal:

(EI02EF01) Dialogar com crianças e adultos, expressando seus desejos, necessidades, sentimentos e opiniões.

Abordagem didática: Ter autonomia para estar na escola significa conhecê-la. Para isso, é preciso alternar momentos em que a criança fica livre para indicar os caminhos e locais que quer explorar, com ações intencionais de visitas programadas aos espaços, bem como de interação com os adultos que ali trabalham. O aprendizado sobre as profissões de quem está na instituição pode ocorrer por meio de entrevistas ou brincadeiras de faz de conta, em que o professor pode observar e avaliar os conhecimentos que os pequenos colocam em jogo e como, com base neles, propor novos desafios.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADE 02

Brincando com as profissões do entorno

VOCÊ ESTÁ AQUI

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes