Atividade 2: Em tempo de rostos cobertos por máscaras, monte um álbum de expressões

O uso dessa proteção, tão importante na pandemia, podem ter um efeito colateral sobre as crianças: elas têm menos acesso à expressão facial como forma de comunicação. Saiba driblar esse inconveniente

POR:
Miguel Martins
Convide as crianças e as famílias a registarem suas expressões. Ilustração: Nathalia Takeyama/NOVA ESCOLA

Na faixa etária das  crianças bem pequenas, meninos e meninas estão em pleno desenvolvimento de suas personalidades. As interações com colegas e adultos são muito ricas para interiorizar sentimentos, desejos e opiniões. Saber reconhecer e se expressar com um sorriso, uma cara de choro, de susto ou mesmo uma careta é fundamental para a comunicação com os outros.

Curiosamente, um dos maiores impactos da pandemia sobre o cotidiano é que muitos rostos de adultos e suas expressões estão parcialmente cobertos. O uso constante de máscaras pode dificultar a capacidade de as crianças decifrarem os sentimentos alheios, que ficam muitas vezes restritos ao olhar e aos gestos da mão.

Que tal, então, propor às crianças e aos familiares que ajudem a organizar um álbum de expressões para a volta? Além de fotos das crianças com sorrisos, choros e caretas, uma boa ideia é pedir aos pais que também participem, mas de forma um pouco diferente: e se eles registrassem suas expressões enquanto usam máscaras, tão frequentes no cotidiano atual, para incentivar os pequenos a desvelarem com a imaginação a expressão por trás do tecido ou material?

Com a ajuda da professora-autora Fátima Herculano Marcolino, adaptamos o plano de atividade de sua autoria “Montando um álbum de expressões da turma” para usar no retorno à escola.



Montando um álbum de expressões em tempos de máscaras

Convide as crianças e os adultos, mascarados ou não, para registrarem sentimentos de todos os tipos e compartilharem as fotos com a turma


Indicado para: Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Materiais: Máquina fotográfica ou celular para tirar fotos; máscaras usadas pelos responsáveis para se proteger da covid-19; impressora; papel-cartão ou outro papel de espessura grossa, cola branca, giz de cera, lápis de cor e barbante (para a confecção do álbum impresso); aplicativo de imagens como Google Fotos (para versão digital do álbum)

PASSO A PASSO

1. Grave um vídeo explicativo: Antes do retorno das atividades presenciais, produza um pequeno vídeo explicando para as crianças que nossas expressões mostram como nos sentimos de acordo com as situações que vivemos. Exemplifique algumas expressões relacionadas à alegria, tristeza, surpresa, chateação, choro, seriedade, sono, nojo etc. Compartilhe também o vídeo “Careta”, do grupo Palavra Cantada (assista abaixo). 

2. Explique a atividade: Peça que os familiares e as crianças reproduzam alguma das expressões descobertas no passo anterior e tirem fotos ou selfies para registrá-las, lembrando que elas serão usadas para a criação do álbum da turma e de suas famílias. No caso dos adultos, peça que eles façam fotos das mesmas expressões com máscara e sem máscara. Solicite o envio dessas imagens e selecione as mais interessantes.

3. Imprima as fotos: Use a impressora da escola ou outro meio para ter uma versão física das fotos selecionadas. Guarde também as imagens em um aplicativo de imagens como o Google Fotos, criando um álbum específico para a atividade.

4. Criando o álbum físico no retorno: Na volta à escola, mostre às crianças as imagens de suas expressões e as dos adultos de casa,  e peça que elas ajudem a colá-las no álbum da turma. Pergunte se elas conseguem reconhecer quais as expressões dos familiares quando estes estão com máscaras. É interessante orientá-las para que se atentem ao olhar dos adultos. Mostre depois a mesma expressão sem a máscara e veja se  os pequenos conseguem identificar semelhanças entre as imagens.

PONTO DE ATENÇÃO: Como dificilmente serão permitidos agrupamentos grandes no retorno, Fátima Herculano recomenda que se pense no preenchimento desse álbum de forma individual, para que cada criança manuseie os materiais sem compartilhá-los. É uma forma de garantir a segurança delas no retorno.

5. Mostre as fotos dos outros colegas e as de seus familiares: Após a atividade de colagem, mostre para as crianças e famílias fotos dos outros colegas e de seus responsáveis, para que elas comparem suas expressões com as dos outros. É interessante também enviar as fotos de outros adultos com máscaras para que as crianças tentem descobrir quais as expressões por trás delas. Mostre na sequência as imagens desses mesmos adultos sem máscaras, para que elas possam compará-las.

PONTO DE ATENÇÃO: Como o manuseio compartilhado das fotos pode ser um risco no retorno à escola, considere mostrar as fotos das outras crianças sem que elas toquem nas imagens impressas, ou garanta que elas estejam plastificadas e higienizadas para garantir a segurança. Outra possibilidade é compartilhar apenas as fotos digitalizadas com a turma, pedindo apoio das famílias para a continuidade da atividade em casa.

6. Compartilhe o álbum digital com todos: Ao final da atividade, compartilhe com as crianças e suas famílias o álbum finalizado. É possível digitalizar o álbum impresso ou enviar um link para o álbum feito diretamente no Google Fotos. Esclareça que o álbum impresso poderá ser manuseado pelas crianças quando os protocolos sanitários permitirem, e que ele ficará reservado na sala enquanto isso não for possível.



Esta sugestão de atividade foi adaptada da sequência Álbum de expressões, com cinco planos de atividade para crianças bem pequenas. Para conferir a sequência na íntegra, clique aqui.