12043
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Ciências > 9º ano > Vida e Evolução

Plano de aula - Compreensão da hereditariedade

Plano de Aula de ciências com atividades para 9º ano do EF sobre compreensão da hereditariedade

Plano 01 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Luciana Maria de Jesus Baptista Gomes

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: É uma aula inicial para a discussão da hereditariedade.

Materiais necessários para a aula: Computador, projetor (datashow), tela para projeção ou quadro branco, canetas de quadro ou post-it coloridos, lápis ou caneta, borracha ou corretivo e folha impressa (uma por aluno da turma). Na impossibilidade, elabore um cartaz com as imagens utilizadas nesta aula ou imagens semelhantes que levem à mesma problematização da aula. Para esta aula, peça aos alunos uma pesquisa prévia sobre de quem eles herdaram algumas características físicas: cor dos olhos (Você herdou do seu pai? Da sua mãe? Dos seus avós?); cor de cabelos (A cor do seu cabelo é semelhante à do seu pai ou da sua mãe? Ou, ainda, dos avós?); tipo de nariz (É da família da sua mãe ou do seu pai?); lobo da orelha (Solto ou aderente? Parecido com o do pai ou o da mãe?); Você enrola a língua? Outros membros da sua família também conseguem?; Como é o formato da inserção do cabelo em suas faces? Em bico ou reto? Parecido com o pai ou com a mãe?; Você consegue curvar seu polegar? E seus pais conseguem? Os estudantes deverão coletar esses dados antes desta aula e levar os registros em seus cadernos. Atente apenas para evitar juízo de valor nas características (feio/belo; bom/ruim etc.). Se tiver dificuldades em imprimir os materiais, uma das estratégias é passar a atividade no quadro, tendo a consciência de que haverá uma demanda de tempo maior que a prevista neste plano.

Título select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Leia o tema da aula e comente com os alunos que eles irão discutir o conceito da hereditariedade. Tenha o cuidado de não antecipar o conceito que será trabalhado, fazendo deste momento uma “aula expositiva”. Apenas reforce que, ao longo da aula, estudarão este conceito.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações: Projete o slide e dialogue com os estudantes sobre as semelhanças e as diferenças físicas entre os componentes da família retratada na imagem, não fazendo juízo de valor (feio/bonito; mais importante/menos importante). Na ausência de recursos para projetar o slide, você poderá imprimi-lo ou registrar as questões no quadro e levar imagens semelhantes à esta para contextualizar a aula.

Abra espaço para que os estudantes comentem sobre os dados levantados previamente com suas famílias e compartilhem as suas ideias prévias sobre hereditariedade com base na interpretação desses dados, comparando-os também com os dados compartilhados pelos seus colegas.

Questão disparadora select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Leia a Questão disparadora. Deixe que os alunos compartilhem suas opiniões sobre o tema e levantem hipóteses que respondam o motivo de as pessoas apresentarem características físicas de nascença diferentes/semelhantes entre si, tecendo comentários a cada resposta. Cuidado para não fazer uma exposição formal do tema, dando respostas prontas, finalizando o assunto para o aluno. O objetivo principal é problematizar a situação. Exemplos de questões complementares: Por que nascemos diferentes mesmo pertencendo à mesma espécie?; De onde vêm essas características?; Qual é a sua opinião sobre isso?

Mão na massa select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Esta parte da aula está dividida em três momentos, e o tempo sugerido para cada uma seria: 1 minuto para esse slide, 24 minutos para o slide seguinte. Esse momento deve ser realizado em trios.

Materiais necessários: Atividade impressa, que está disponível no material complementar.

Este material deve ser impresso ou fotocopiado e distribuída uma folha por aluno; lápis ou caneta e borracha ou corretivo.

Projete as instruções ou leia para a sua turma. No próximo slide e nas folhas impressas há imagens das características a ser observadas.

Mão na massa select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Este é o segundo slide, a proposta é que esta primeira parte dure até 20 minutos e mais 4 minutos para a segunda parte. Os alunos, depois de observar as características físicas a ser estudadas, vão preenchendo uma tabela com os dados de todos do grupo à medida que observam a si mesmos e aos colegas, fazendo um X na área correspondente. Depois que o trio preencher sua tabela, peça que se reúnam com o trio vizinho e comparem os resultados. Esta etapa deve durar até 4 minutos. Passeie entre os grupos e dialogue com os alunos, ressaltando as características semelhantes e diferentes que eles apresentam entre si e, se houver comentários, os faça refletir se foi da família materna ou paterna que ocorreu essa herança (consultando os dados coletados previamente em casa). Para saber mais: Como nossos pais, Revista Nova Escola, 2002. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/3060/como-nossos-pais, acesso em: 25 mai. 2018.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos.

Orientações: Este é o primeiro slide da etapa Sistematização, este slide tem duração de 7 minutos, e os outros 5 minutos são dedicados ao slide seguinte. Para iniciar este momento, projete a tabela ou construa uma tabela no quadro com as características. Preencher quantos alunos têm ou não o tipo mencionado. É possível completar a tabela com post-it coloridos ao longo do levantamento de dados dos grupos. Ainda, se tiver acesso à internet, use o site Mentimeter.com, criando previamente um formulário que os estudantes acessam na aula e os dados são tabulados em tempo real que poderão ser projetados e analisados durante esta etapa. O objetivo é criar o perfil da turma ao analisar os dados de cada trio. Retome as questões da folha distribuída aos alunos, permitindo as respostas e os comentários. Reforce com seus alunos que estas características físicas acontecem ao acaso - não há uma escolha do bebê, por exemplo, ainda em formação, a respeito dessas características, que dependem do nosso grupo familiar, especificamente, da origem materna e da origem paterna. Lembre que, novamente, não há nenhum critério de valor, ou seja, se uma característica é melhor ou pior do que outra.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Este momento deve ter a duração de até 5 minutos. Estimule seus alunos ao diálogo. Projete o slide ou leia as informações para sistematizar os aprendizados da aula, ressaltando que apresentamos características físicas que nos tornam semelhantes ou diferentes, fazendo a população tão diversa. Indique aos estudantes que essas características físicas observáveis são chamadas de fenótipos e que são resultados de nosso genótipo. O genótipo se caracteriza por nossas informações genéticas, herdadas de nossos familiares. Chame a atenção para as pessoas que pintam os cabelos ou os adolescentes que têm o cabelo colorido, perguntando: E esses adolescentes, com os cabelos coloridos, nasceram com o cabelo desta cor? Como podemos saber? Espere as respostas dos alunos e comente que a cor original do cabelo foi herdada do seu grupo familiar, compondo o genótipo. O genótipo é responsável por estas características herdadas de nossos familiares, como a cor do cabelo, e essa expressão da cor do cabelo é chamada de fenótipo. O fenótipo pode ser modificado - como o adolescente que pinta o cabelo ou faz alisamento ou encaracolamento. Evite sempre juízos de valor - se uma característica é melhor que a outra. Sobre esse assunto: http://www.ib.usp.br/evosite/evo101/IIIA1Genotypevsphenotype.shtml.

Após a discussão com os estudantes construam coletivamente um parágrafo no quadro para resumir as informações apresentadas nesta etapa e todos devem registrá-lo em seus cadernos, envolvendo os conceitos construídos ao longo da aula e indicados nessas orientações.

Para saber mais: DEL CONT, V. Francis Galton: eugenia e hereditariedade. Scientiae Studia, v. 6, n. 2, p. 201-218, 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-31662008000200004, acesso: em 29 abr. 2018.

PEDRANCINI, V. D.; CORAZZA-NUNES, M. J. Hereditariedade: mediação pedagógica e o desenvolvimento do pensamento conceitual dos estudantes. Disponível em: http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/vienpec/CR2/p1051.pdf, acesso em: 29 abr. 2018.

SANTOS, S. Para geneticistas e educadores: o conhecimento cotidiano sobre herança biológica. São Paulo: Annablume; FAPESP; Sociedade Brasileira de Genética, 2005. 156 p (visualização parcial no Google Books).

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: É uma aula inicial para a discussão da hereditariedade.

Materiais necessários para a aula: Computador, projetor (datashow), tela para projeção ou quadro branco, canetas de quadro ou post-it coloridos, lápis ou caneta, borracha ou corretivo e folha impressa (uma por aluno da turma). Na impossibilidade, elabore um cartaz com as imagens utilizadas nesta aula ou imagens semelhantes que levem à mesma problematização da aula. Para esta aula, peça aos alunos uma pesquisa prévia sobre de quem eles herdaram algumas características físicas: cor dos olhos (Você herdou do seu pai? Da sua mãe? Dos seus avós?); cor de cabelos (A cor do seu cabelo é semelhante à do seu pai ou da sua mãe? Ou, ainda, dos avós?); tipo de nariz (É da família da sua mãe ou do seu pai?); lobo da orelha (Solto ou aderente? Parecido com o do pai ou o da mãe?); Você enrola a língua? Outros membros da sua família também conseguem?; Como é o formato da inserção do cabelo em suas faces? Em bico ou reto? Parecido com o pai ou com a mãe?; Você consegue curvar seu polegar? E seus pais conseguem? Os estudantes deverão coletar esses dados antes desta aula e levar os registros em seus cadernos. Atente apenas para evitar juízo de valor nas características (feio/belo; bom/ruim etc.). Se tiver dificuldades em imprimir os materiais, uma das estratégias é passar a atividade no quadro, tendo a consciência de que haverá uma demanda de tempo maior que a prevista neste plano.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Leia o tema da aula e comente com os alunos que eles irão discutir o conceito da hereditariedade. Tenha o cuidado de não antecipar o conceito que será trabalhado, fazendo deste momento uma “aula expositiva”. Apenas reforce que, ao longo da aula, estudarão este conceito.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações: Projete o slide e dialogue com os estudantes sobre as semelhanças e as diferenças físicas entre os componentes da família retratada na imagem, não fazendo juízo de valor (feio/bonito; mais importante/menos importante). Na ausência de recursos para projetar o slide, você poderá imprimi-lo ou registrar as questões no quadro e levar imagens semelhantes à esta para contextualizar a aula.

Abra espaço para que os estudantes comentem sobre os dados levantados previamente com suas famílias e compartilhem as suas ideias prévias sobre hereditariedade com base na interpretação desses dados, comparando-os também com os dados compartilhados pelos seus colegas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Leia a Questão disparadora. Deixe que os alunos compartilhem suas opiniões sobre o tema e levantem hipóteses que respondam o motivo de as pessoas apresentarem características físicas de nascença diferentes/semelhantes entre si, tecendo comentários a cada resposta. Cuidado para não fazer uma exposição formal do tema, dando respostas prontas, finalizando o assunto para o aluno. O objetivo principal é problematizar a situação. Exemplos de questões complementares: Por que nascemos diferentes mesmo pertencendo à mesma espécie?; De onde vêm essas características?; Qual é a sua opinião sobre isso?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Esta parte da aula está dividida em três momentos, e o tempo sugerido para cada uma seria: 1 minuto para esse slide, 24 minutos para o slide seguinte. Esse momento deve ser realizado em trios.

Materiais necessários: Atividade impressa, que está disponível no material complementar.

Este material deve ser impresso ou fotocopiado e distribuída uma folha por aluno; lápis ou caneta e borracha ou corretivo.

Projete as instruções ou leia para a sua turma. No próximo slide e nas folhas impressas há imagens das características a ser observadas.

Slide Plano Aula

Orientações: Este é o segundo slide, a proposta é que esta primeira parte dure até 20 minutos e mais 4 minutos para a segunda parte. Os alunos, depois de observar as características físicas a ser estudadas, vão preenchendo uma tabela com os dados de todos do grupo à medida que observam a si mesmos e aos colegas, fazendo um X na área correspondente. Depois que o trio preencher sua tabela, peça que se reúnam com o trio vizinho e comparem os resultados. Esta etapa deve durar até 4 minutos. Passeie entre os grupos e dialogue com os alunos, ressaltando as características semelhantes e diferentes que eles apresentam entre si e, se houver comentários, os faça refletir se foi da família materna ou paterna que ocorreu essa herança (consultando os dados coletados previamente em casa). Para saber mais: Como nossos pais, Revista Nova Escola, 2002. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/3060/como-nossos-pais, acesso em: 25 mai. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos.

Orientações: Este é o primeiro slide da etapa Sistematização, este slide tem duração de 7 minutos, e os outros 5 minutos são dedicados ao slide seguinte. Para iniciar este momento, projete a tabela ou construa uma tabela no quadro com as características. Preencher quantos alunos têm ou não o tipo mencionado. É possível completar a tabela com post-it coloridos ao longo do levantamento de dados dos grupos. Ainda, se tiver acesso à internet, use o site Mentimeter.com, criando previamente um formulário que os estudantes acessam na aula e os dados são tabulados em tempo real que poderão ser projetados e analisados durante esta etapa. O objetivo é criar o perfil da turma ao analisar os dados de cada trio. Retome as questões da folha distribuída aos alunos, permitindo as respostas e os comentários. Reforce com seus alunos que estas características físicas acontecem ao acaso - não há uma escolha do bebê, por exemplo, ainda em formação, a respeito dessas características, que dependem do nosso grupo familiar, especificamente, da origem materna e da origem paterna. Lembre que, novamente, não há nenhum critério de valor, ou seja, se uma característica é melhor ou pior do que outra.

Slide Plano Aula

Orientações: Este momento deve ter a duração de até 5 minutos. Estimule seus alunos ao diálogo. Projete o slide ou leia as informações para sistematizar os aprendizados da aula, ressaltando que apresentamos características físicas que nos tornam semelhantes ou diferentes, fazendo a população tão diversa. Indique aos estudantes que essas características físicas observáveis são chamadas de fenótipos e que são resultados de nosso genótipo. O genótipo se caracteriza por nossas informações genéticas, herdadas de nossos familiares. Chame a atenção para as pessoas que pintam os cabelos ou os adolescentes que têm o cabelo colorido, perguntando: E esses adolescentes, com os cabelos coloridos, nasceram com o cabelo desta cor? Como podemos saber? Espere as respostas dos alunos e comente que a cor original do cabelo foi herdada do seu grupo familiar, compondo o genótipo. O genótipo é responsável por estas características herdadas de nossos familiares, como a cor do cabelo, e essa expressão da cor do cabelo é chamada de fenótipo. O fenótipo pode ser modificado - como o adolescente que pinta o cabelo ou faz alisamento ou encaracolamento. Evite sempre juízos de valor - se uma característica é melhor que a outra. Sobre esse assunto: http://www.ib.usp.br/evosite/evo101/IIIA1Genotypevsphenotype.shtml.

Após a discussão com os estudantes construam coletivamente um parágrafo no quadro para resumir as informações apresentadas nesta etapa e todos devem registrá-lo em seus cadernos, envolvendo os conceitos construídos ao longo da aula e indicados nessas orientações.

Para saber mais: DEL CONT, V. Francis Galton: eugenia e hereditariedade. Scientiae Studia, v. 6, n. 2, p. 201-218, 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-31662008000200004, acesso: em 29 abr. 2018.

PEDRANCINI, V. D.; CORAZZA-NUNES, M. J. Hereditariedade: mediação pedagógica e o desenvolvimento do pensamento conceitual dos estudantes. Disponível em: http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/vienpec/CR2/p1051.pdf, acesso em: 29 abr. 2018.

SANTOS, S. Para geneticistas e educadores: o conhecimento cotidiano sobre herança biológica. São Paulo: Annablume; FAPESP; Sociedade Brasileira de Genética, 2005. 156 p (visualização parcial no Google Books).

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Vida e Evolução do 9º ano :

MAIS AULAS DE Ciências do 9º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF09CI09 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Ciências

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano