17775
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Geografia > 2º ano > Formas de representação e pensamento espacial

Plano de aula - Trabalhando a localização e os pontos de referência

Plano de aula de Geografia com atividades para 2º ano do Fundamental sobre identificar elementos que possam ser usados como pontos de referência ao trabalhar as direções através das rosas dos ventos em maquetes (visão vertical).

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Natalia De Azevedo Marques Tozzi

Sugestão de adaptação para ensino remoto

Ferramentas sugeridas

USAR APENAS FERRAMENTAS EM PORTUGUÊS E GRATUITAS

- Essenciais: WhatsApp ou e-mail e celular, tablet ou computador com webcam para gravação de vídeos e áudios

- Optativas: Google Classroom, Google Docs e Youtube

Valores trabalhados

- Protagonismo

- Cidadania

Apresentação do tema da aula (25 minutos)

O objetivo deste plano de aula é que os alunos identifiquem elementos que possam ser usados como pontos de referência ao trabalhar as direções através da rosas dos ventos em maquetes (visão vertical). Fica a sugestão do uso de ferramentas tecnológicas como o WhatsApp e o e-mail para o envio das atividades. Caso a escola esteja utilizando o Google Classroom, o envio poderá ser feito através da plataforma. O plano ocorrerá em sua maior parte do tempo de forma assíncrona.

Envie aos alunos o slide de apresentação que se encontra no plano original. Grave e envie um vídeo perguntando aos alunos o que eles fazem quando estão procurando um caminho e não o encontram e percebem que estão perdidos.

Contextualização (30 minutos)

Envie à turma o slide de contextualização que se encontra no plano de aula original. Grave e envie um vídeo, contextualizando a aula. Este momento pode ser organizado de forma assíncrona.

Pergunte aos alunos como eles explicam o caminho quando alguém pergunta. O que usam como ponto de referência? Pergunte se alguém sabe o que isso significa.

Explique que o ponto de referência é um lugar conhecido pela maioria das pessoas daquela região que usamos para explicar o caminho até um determinado ponto de chegada. Este lugar é chamado de ponto de referência pois servirá como um novo ponto de partida e, a partir dele, a pessoa terá que prestar atenção na explicação para então entender como chegar ao destino.

Se os alunos ainda ficarem confusos, use como exemplo um ponto na cidade onde moram. Escolha como ponto de referência algo bem conhecido, como um supermercado, escola ou cinema e, a partir dele, explique como chegar a um outro lugar. Você também pode enviar imagens de pontos de referência da cidade para ilustrar este momento.

Problematização (60 minutos - assincronamente)

Nesta etapa, grave um vídeo com as orientações conceituais. Explique que a imagem que consta no plano original é uma rosa dos ventos e representa os pontos cardeais. Esses pontos foram criados para ajudar na localização e usam o sol como referência. O nascer do sol indica o lado leste e o pôr do sol, o oeste. A rosa dos ventos é usada em mapas para ajudar na localização de um ponto, pois ela indica qual orientação devemos seguir.

Explique que quando mostramos um caminho a alguém, usamos os pontos de referência, mas quando estamos com um mapa, muitas vezes é impossível partir de um ponto de referência e, por isso, utilizamos a rosa dos ventos para encontrar a direção que procuramos.

Pergunte se eles já pensaram em como era se localizar antigamente, quando ainda não existiam instrumentos como as bússolas e os GPSs. Como as pessoas se localizavam quando estavam no mar, nas florestas ou num deserto? A ideia neste momento é que os alunos pensem na localização pelo sol, pelas estrelas, pelo vento e por meio de outros elementos naturais.

Ação propositiva (dois dias - assincronamente)

Diga que nesta etapa os alunos irão se tornar engenheiros e irão construir uma cidade. Quando os engenheiros vão construir algo, eles geralmente seguem uma planta, que é um desenho daquilo que será feito. A turma fará a mesma coisa.

Envie aos alunos o modelo que se encontra disponível aqui. A partir dele, as crianças irão construir uma maquete de uma pequena cidade. Explique que uma maquete é a representação de um lugar em um tamanho menor. Será preciso usar um pedaço de papelão como base e todo o resto será feito com material reciclável que eles tenham em suas residências. As famílias devem auxiliar nas produções.

Ao final, solicite que eles encaminhem as fotos das maquetes junto com um áudio de no máximo dois minutos descrevendo como o trabalho foi realizado.

Sistematização (60 minutos - assincronamente)

Com a maquete finalizada, explique que eles terão que descrever o caminho de um ponto até o outro. Os alunos terão que usar a rosa dos ventos para dar a direção. Por exemplo: Se estou na praça central, como chego ao açougue? Resposta: Siga ao norte até a quitanda, passe por ela e o açougue estará logo depois.

Nesta etapa, eles deverão escolher os pontos. Oriente que façam as anotações no Google Docs ou nos seus cadernos. O modelo de perguntas e possíveis respostas está disponível aqui.

Convite às famílias

Oriente que as famílias auxiliem as crianças na confecção das maquetes. Abaixo seguem sugestões de vídeos que podem oferecer ideias para os trabalhos. Segue, também, uma música para animar a etapa.

- “Como fazer uma super maquete de papel”, disponível aqui.

- “Como fazer uma casinha de papel”, disponível aqui.

- “Música tema cidade avião”, disponível aqui.

Abaixo, seguem outras duas sugestões que devem auxiliá-los na compreensão do conteúdo proposto neste plano:

-“As direções cardeais e os instrumentos de localização”, disponível aqui.

- “A geografia da minha vida”, disponível aqui

Sugestão Enviada Por: Cristian Oliveira


Código: GEO2_09UND04

(EF02GE09) Identificar objetos e lugares de vivência (escola e moradia) em imagens aéreas e mapas (visão vertical) e fotografias (visão oblíqua).


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Formas de representação e pensamento espacial do 2º ano:

MAIS AULAS DE Geografia do 2º ano:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Geografia

Encontre planos de aula para outras disciplinas