16447
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 9º ano > A história recente

Plano de aula - O neoliberalismo e a abertura comercial na América Latina no pós-guerra fria

Plano de aula de História com atividades para 9º ano do EF sobre O neoliberalismo e a abertura comercial na América Latina no pós-guerra fria

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Monaquelly Carmo De Jesus

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09HI34 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Cópias impressas dos textos ou projetor para projeção;

Material complementar:

Trechos de músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre Neoliberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Professor, para que os alunos aprendam a interpretar fontes históricas, é muito importante que você não forneça a eles as informações básicas sobre a fonte histórica antes da leitura de cada uma delas. Não comece a aula com uma exposição sobre o contexto histórico desses documentos, pois isso os impediria de construir o contexto com base nas fontes, que é o objetivo central da aula de História.

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

BANDEIRA, Luiz Alberto Moniz. As políticas neoliberais e a crise na América do Sul. Revista Brasileira de Política Internacional, vol. 45, nº 2. Brasília: jul. a dez. 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-73292002000200007>. Acesso em: 15 nov. 2018.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. É muito importante começar com a apresentação do objetivo para que os estudantes entendam o que farão e compreendam onde se quer chegar ao fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

O objetivo desta aula é fazer com que os estudantes discutam sobre as consequências da influência neoliberal nas sociedades latino-americanas.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Divida a turma em grupos. Projete, imprima ou escreva no quadro a pergunta acima. Em seguida, os trechos das músicas indicadas: “Aluga-se” de Raul Seixas e “Imposto” de Djavan. Se possível, apresente a música acompanhada da letra completa, para depois chamar a atenção ao trecho escolhido. Em seguida, explique que as duas músicas fazem referência a alguns dos preceitos do neoliberalismo. Peça que leiam o texto sobre o neoliberalismo e que comparem os preceitos citados nele com as ideias transmitidas pelos trechos das músicas. Depois de alguns minutos, solicite que alguns alunos compartilhem com a sala as suas respostas.

É esperado que, em relação à música “Aluga-se”, os alunos citem a abertura da economia para a entrada de multinacionais e/ou o investimento estrangeiro direto. Se nenhum aluno conseguir relacionar corretamente, oriente a análise fazendo perguntas como: Quando o personagem da música diz “Vamo embora”, ele quer dizer vamo embora de onde?

O que significa a palavra gringo?

O que é o imóvel que o personagem cita?

Então peça que comparem de novo com a lista de princípios básicos do neoliberalismo.

Já para a música “Imposto”, espera-se que os alunos relacionem à rejeição dos liberais para com a política do Estado de Bem-Estar social, já que hospitais e escolas fazem parte das condições básicas de vida. Se os alunos não apontarem essa informação, releia essa parte do texto e peça que comentem o que entendem por “condições básicas de vida”. A partir de suas respostas, faça a relação com a música.

Trechos das músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre o liberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Para você saber mais:

Links para ouvir as músicas completas:

Raul Seixas - Aluga-se. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=xtV-Loh2J2o>. Acesso em: 15 nov. 2018

Djavan - Imposto. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=cQm7gZXf3Cg>. Acesso em: 15 nov. 2018

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Divida a turma em grupos. Projete, imprima ou escreva no quadro a pergunta acima. Em seguida, os trechos das músicas indicadas: Aluga-se de Raul Seixas e Imposto de Djavan. Se possível, apresente a música acompanhada da letra completa, para depois chamar a atenção ao trecho escolhido. Em seguida, explique que as duas músicas fazem referência a alguns dos preceitos do neoliberalismo. Peça que leiam o texto sobre o neoliberalismo e que comparem os preceitos citados nele com as ideias transmitidas pelos trechos das músicas. Depois de alguns minutos, solicite que alguns alunos compartilhem com a sala as suas respostas.

É esperado que, em relação à música Aluga-se, os alunos citem a abertura da economia para a entrada de multinacionais e/ou o investimento estrangeiro direto. Se nenhum aluno conseguir relacionar corretamente, oriente a análise fazendo perguntas como: Quando o personagem da música diz “Vamo embora”, ele quer dizer vamo embora de onde?

O que significa a palavra gringo?

O que é o imóvel que o personagem cita?

Então peça que comparem de novo com a lista de princípios básicos do neoliberalismo.

Já para a música Imposto, espera-se que os alunos relacionem à rejeição dos liberais para com a política do Estado de Bem-Estar social, já que hospitais e escolas fazem parte das condições básicas de vida. Se os alunos não apontarem essa informação, releia essa parte do texto e peça que comentem o que entendem por “condições básicas de vida”. A partir de suas respostas, faça a relação com a música.

Trechos das músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre o liberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Para você saber mais:

Links para ouvir as músicas completas:

Raul Seixas - Aluga-se. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=xtV-Loh2J2o>. Acesso em: 15 nov. 2018

Djavan - Imposto. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=cQm7gZXf3Cg>. Acesso em: 15 nov. 2018

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Divida a turma em grupos. Projete, imprima ou escreva no quadro a pergunta acima. Em seguida, os trechos das músicas indicadas: Aluga-se de Raul Seixas e Imposto de Djavan. Se possível, apresente a música acompanhada da letra completa, para depois chamar a atenção ao trecho escolhido. Em seguida, explique que as duas músicas fazem referência a alguns dos preceitos do neoliberalismo. Peça que leiam o texto sobre o neoliberalismo e que comparem os preceitos citados nele com as ideias transmitidas pelos trechos das músicas. Depois de alguns minutos, solicite que alguns alunos compartilhem com a sala as suas respostas.

É esperado que, em relação à música Aluga-se, os alunos citem a abertura da economia para a entrada de multinacionais e/ou o investimento estrangeiro direto. Se nenhum aluno conseguir relacionar corretamente, oriente a análise fazendo perguntas como: Quando o personagem da música diz “Vamo embora”, ele quer dizer vamo embora de onde?

O que significa a palavra gringo?

O que é o imóvel que o personagem cita?

Então peça que comparem de novo com a lista de princípios básicos do neoliberalismo.

Já para a música Imposto, espera-se que os alunos relacionem à rejeição dos liberais para com a política do Estado de Bem-Estar social, já que hospitais e escolas fazem parte das condições básicas de vida. Se os alunos não apontarem essa informação, releia essa parte do texto e peça que comentem o que entendem por “condições básicas de vida”. A partir de suas respostas, faça a relação com a música.

Trechos das músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre o liberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Para você saber mais:

Links para ouvir as músicas completas:

Raul Seixas - Aluga-se. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=xtV-Loh2J2o>. Acesso em: 15 nov. 2018

Djavan - Imposto. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=cQm7gZXf3Cg>. Acesso em: 15 nov. 2018

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Divida a turma em grupos. Projete, imprima ou escreva no quadro a pergunta acima. Em seguida, os trechos das músicas indicadas: Aluga-se de Raul Seixas e Imposto de Djavan. Se possível, apresente a música acompanhada da letra completa, para depois chamar a atenção ao trecho escolhido. Em seguida, explique que as duas músicas fazem referência a alguns dos preceitos do neoliberalismo. Peça que leiam o texto sobre o neoliberalismo e que comparem os preceitos citados nele com as ideias transmitidas pelos trechos das músicas. Depois de alguns minutos, solicite que alguns alunos compartilhem com a sala as suas respostas.

É esperado que, em relação à música Aluga-se, os alunos citem a abertura da economia para a entrada de multinacionais e/ou o investimento estrangeiro direto. Se nenhum aluno conseguir relacionar corretamente, oriente a análise fazendo perguntas como: Quando o personagem da música diz “Vamo embora”, ele quer dizer vamo embora de onde?

O que significa a palavra gringo?

O que é o imóvel que o personagem cita?

Então peça que comparem de novo com a lista de princípios básicos do neoliberalismo.

Já para a música Imposto, espera-se que os alunos relacionem à rejeição dos liberais para com a política do Estado de Bem-Estar social, já que hospitais e escolas fazem parte das condições básicas de vida. Se os alunos não apontarem essa informação, releia essa parte do texto e peça que comentem o que entendem por “condições básicas de vida”. A partir de suas respostas, faça a relação com a música.

Trechos das músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre o liberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Para você saber mais:

Links para ouvir as músicas completas:

Raul Seixas - Aluga-se. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=xtV-Loh2J2o>. Acesso em: 15 nov. 2018

Djavan - Imposto. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=cQm7gZXf3Cg>. Acesso em: 15 nov. 2018

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Divida a turma em grupos. Projete, imprima ou escreva no quadro a pergunta acima. Em seguida, os trechos das músicas indicadas: Aluga-se de Raul Seixas e Imposto de Djavan. Se possível, apresente a música acompanhada da letra completa, para depois chamar a atenção ao trecho escolhido. Em seguida, explique que as duas músicas fazem referência a alguns dos preceitos do neoliberalismo. Peça que leiam o texto sobre o neoliberalismo e que comparem os preceitos citados nele com as ideias transmitidas pelos trechos das músicas. Depois de alguns minutos, solicite que alguns alunos compartilhem com a sala as suas respostas.

É esperado que, em relação à música Aluga-se, os alunos citem a abertura da economia para a entrada de multinacionais e/ou o investimento estrangeiro direto. Se nenhum aluno conseguir relacionar corretamente, oriente a análise fazendo perguntas como: Quando o personagem da música diz “Vamo embora”, ele quer dizer vamo embora de onde?

O que significa a palavra gringo?

O que é o imóvel que o personagem cita?

Então peça que comparem de novo com a lista de princípios básicos do neoliberalismo.

Já para a música Imposto, espera-se que os alunos relacionem à rejeição dos liberais para com a política do Estado de Bem-Estar social, já que hospitais e escolas fazem parte das condições básicas de vida. Se os alunos não apontarem essa informação, releia essa parte do texto e peça que comentem o que entendem por “condições básicas de vida”. A partir de suas respostas, faça a relação com a música.

Trechos das músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre o liberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Para você saber mais:

Links para ouvir as músicas completas:

Raul Seixas - Aluga-se. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=xtV-Loh2J2o>. Acesso em: 15 nov. 2018

Djavan - Imposto. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=cQm7gZXf3Cg>. Acesso em: 15 nov. 2018

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Faça no quadro uma tabela com o título Benefícios x Malefícios do FMI e Banco Mundial. Peça que os alunos retomem o que foi discutido nas etapas anteriores e citem os pontos positivos e negativos. Estimule a participação do máximo número possível de alunos pedindo que cada aluno cite apenas uma informação. Pergunte se foram citados mais pontos positivos ou negativos. Em seguida, pergunte se os benefícios apresentados superam os malefícios. Chame a atenção aos atores envolvidos na questão: Quem está sendo beneficiado e quem está sendo prejudicado? Quando se trata de uma política de Estado, que segundo os preceitos democráticos deve ser para todos, o benefício e o prejuízo de quem deve ser levado em consideração em primeiro lugar?

Após essa discussão, informe que eles irão construir um texto colaborativo para explicar o objetivo: As consequências da influência neoliberal para as sociedades latino-americanas. Pergunte como seria adequado começar esse texto. Espera-se que eles sugiram começar com “As consequências da influência neoliberal para as sociedades latino-americanas são…”. Ajude os alunos a construir o texto atentando à pontuação e à coesão, sempre estimulando que os alunos encontrem a resposta certa através de perguntas de reflexão, sem dar as respostas. A partir das discussões feitas, é esperado que falem que apesar de o FMI e o Banco Mundial terem objetivos positivos em sua origem e de muitos dos países ricos terem sido clientes do Banco, para as sociedades latino-americanas as consequências foram negativas, já que houve um aumento da pobreza, das tensões sociais e baixo crescimento econômico.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09HI34 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Cópias impressas dos textos ou projetor para projeção;

Material complementar:

Trechos de músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre Neoliberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Professor, para que os alunos aprendam a interpretar fontes históricas, é muito importante que você não forneça a eles as informações básicas sobre a fonte histórica antes da leitura de cada uma delas. Não comece a aula com uma exposição sobre o contexto histórico desses documentos, pois isso os impediria de construir o contexto com base nas fontes, que é o objetivo central da aula de História.

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

BANDEIRA, Luiz Alberto Moniz. As políticas neoliberais e a crise na América do Sul. Revista Brasileira de Política Internacional, vol. 45, nº 2. Brasília: jul. a dez. 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-73292002000200007>. Acesso em: 15 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. É muito importante começar com a apresentação do objetivo para que os estudantes entendam o que farão e compreendam onde se quer chegar ao fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

O objetivo desta aula é fazer com que os estudantes discutam sobre as consequências da influência neoliberal nas sociedades latino-americanas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Divida a turma em grupos. Projete, imprima ou escreva no quadro a pergunta acima. Em seguida, os trechos das músicas indicadas: “Aluga-se” de Raul Seixas e “Imposto” de Djavan. Se possível, apresente a música acompanhada da letra completa, para depois chamar a atenção ao trecho escolhido. Em seguida, explique que as duas músicas fazem referência a alguns dos preceitos do neoliberalismo. Peça que leiam o texto sobre o neoliberalismo e que comparem os preceitos citados nele com as ideias transmitidas pelos trechos das músicas. Depois de alguns minutos, solicite que alguns alunos compartilhem com a sala as suas respostas.

É esperado que, em relação à música “Aluga-se”, os alunos citem a abertura da economia para a entrada de multinacionais e/ou o investimento estrangeiro direto. Se nenhum aluno conseguir relacionar corretamente, oriente a análise fazendo perguntas como: Quando o personagem da música diz “Vamo embora”, ele quer dizer vamo embora de onde?

O que significa a palavra gringo?

O que é o imóvel que o personagem cita?

Então peça que comparem de novo com a lista de princípios básicos do neoliberalismo.

Já para a música “Imposto”, espera-se que os alunos relacionem à rejeição dos liberais para com a política do Estado de Bem-Estar social, já que hospitais e escolas fazem parte das condições básicas de vida. Se os alunos não apontarem essa informação, releia essa parte do texto e peça que comentem o que entendem por “condições básicas de vida”. A partir de suas respostas, faça a relação com a música.

Trechos das músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre o liberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Para você saber mais:

Links para ouvir as músicas completas:

Raul Seixas - Aluga-se. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=xtV-Loh2J2o>. Acesso em: 15 nov. 2018

Djavan - Imposto. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=cQm7gZXf3Cg>. Acesso em: 15 nov. 2018

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Divida a turma em grupos. Projete, imprima ou escreva no quadro a pergunta acima. Em seguida, os trechos das músicas indicadas: Aluga-se de Raul Seixas e Imposto de Djavan. Se possível, apresente a música acompanhada da letra completa, para depois chamar a atenção ao trecho escolhido. Em seguida, explique que as duas músicas fazem referência a alguns dos preceitos do neoliberalismo. Peça que leiam o texto sobre o neoliberalismo e que comparem os preceitos citados nele com as ideias transmitidas pelos trechos das músicas. Depois de alguns minutos, solicite que alguns alunos compartilhem com a sala as suas respostas.

É esperado que, em relação à música Aluga-se, os alunos citem a abertura da economia para a entrada de multinacionais e/ou o investimento estrangeiro direto. Se nenhum aluno conseguir relacionar corretamente, oriente a análise fazendo perguntas como: Quando o personagem da música diz “Vamo embora”, ele quer dizer vamo embora de onde?

O que significa a palavra gringo?

O que é o imóvel que o personagem cita?

Então peça que comparem de novo com a lista de princípios básicos do neoliberalismo.

Já para a música Imposto, espera-se que os alunos relacionem à rejeição dos liberais para com a política do Estado de Bem-Estar social, já que hospitais e escolas fazem parte das condições básicas de vida. Se os alunos não apontarem essa informação, releia essa parte do texto e peça que comentem o que entendem por “condições básicas de vida”. A partir de suas respostas, faça a relação com a música.

Trechos das músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre o liberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Para você saber mais:

Links para ouvir as músicas completas:

Raul Seixas - Aluga-se. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=xtV-Loh2J2o>. Acesso em: 15 nov. 2018

Djavan - Imposto. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=cQm7gZXf3Cg>. Acesso em: 15 nov. 2018

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Divida a turma em grupos. Projete, imprima ou escreva no quadro a pergunta acima. Em seguida, os trechos das músicas indicadas: Aluga-se de Raul Seixas e Imposto de Djavan. Se possível, apresente a música acompanhada da letra completa, para depois chamar a atenção ao trecho escolhido. Em seguida, explique que as duas músicas fazem referência a alguns dos preceitos do neoliberalismo. Peça que leiam o texto sobre o neoliberalismo e que comparem os preceitos citados nele com as ideias transmitidas pelos trechos das músicas. Depois de alguns minutos, solicite que alguns alunos compartilhem com a sala as suas respostas.

É esperado que, em relação à música Aluga-se, os alunos citem a abertura da economia para a entrada de multinacionais e/ou o investimento estrangeiro direto. Se nenhum aluno conseguir relacionar corretamente, oriente a análise fazendo perguntas como: Quando o personagem da música diz “Vamo embora”, ele quer dizer vamo embora de onde?

O que significa a palavra gringo?

O que é o imóvel que o personagem cita?

Então peça que comparem de novo com a lista de princípios básicos do neoliberalismo.

Já para a música Imposto, espera-se que os alunos relacionem à rejeição dos liberais para com a política do Estado de Bem-Estar social, já que hospitais e escolas fazem parte das condições básicas de vida. Se os alunos não apontarem essa informação, releia essa parte do texto e peça que comentem o que entendem por “condições básicas de vida”. A partir de suas respostas, faça a relação com a música.

Trechos das músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre o liberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Para você saber mais:

Links para ouvir as músicas completas:

Raul Seixas - Aluga-se. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=xtV-Loh2J2o>. Acesso em: 15 nov. 2018

Djavan - Imposto. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=cQm7gZXf3Cg>. Acesso em: 15 nov. 2018

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Divida a turma em grupos. Projete, imprima ou escreva no quadro a pergunta acima. Em seguida, os trechos das músicas indicadas: Aluga-se de Raul Seixas e Imposto de Djavan. Se possível, apresente a música acompanhada da letra completa, para depois chamar a atenção ao trecho escolhido. Em seguida, explique que as duas músicas fazem referência a alguns dos preceitos do neoliberalismo. Peça que leiam o texto sobre o neoliberalismo e que comparem os preceitos citados nele com as ideias transmitidas pelos trechos das músicas. Depois de alguns minutos, solicite que alguns alunos compartilhem com a sala as suas respostas.

É esperado que, em relação à música Aluga-se, os alunos citem a abertura da economia para a entrada de multinacionais e/ou o investimento estrangeiro direto. Se nenhum aluno conseguir relacionar corretamente, oriente a análise fazendo perguntas como: Quando o personagem da música diz “Vamo embora”, ele quer dizer vamo embora de onde?

O que significa a palavra gringo?

O que é o imóvel que o personagem cita?

Então peça que comparem de novo com a lista de princípios básicos do neoliberalismo.

Já para a música Imposto, espera-se que os alunos relacionem à rejeição dos liberais para com a política do Estado de Bem-Estar social, já que hospitais e escolas fazem parte das condições básicas de vida. Se os alunos não apontarem essa informação, releia essa parte do texto e peça que comentem o que entendem por “condições básicas de vida”. A partir de suas respostas, faça a relação com a música.

Trechos das músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre o liberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Para você saber mais:

Links para ouvir as músicas completas:

Raul Seixas - Aluga-se. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=xtV-Loh2J2o>. Acesso em: 15 nov. 2018

Djavan - Imposto. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=cQm7gZXf3Cg>. Acesso em: 15 nov. 2018

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Divida a turma em grupos. Projete, imprima ou escreva no quadro a pergunta acima. Em seguida, os trechos das músicas indicadas: Aluga-se de Raul Seixas e Imposto de Djavan. Se possível, apresente a música acompanhada da letra completa, para depois chamar a atenção ao trecho escolhido. Em seguida, explique que as duas músicas fazem referência a alguns dos preceitos do neoliberalismo. Peça que leiam o texto sobre o neoliberalismo e que comparem os preceitos citados nele com as ideias transmitidas pelos trechos das músicas. Depois de alguns minutos, solicite que alguns alunos compartilhem com a sala as suas respostas.

É esperado que, em relação à música Aluga-se, os alunos citem a abertura da economia para a entrada de multinacionais e/ou o investimento estrangeiro direto. Se nenhum aluno conseguir relacionar corretamente, oriente a análise fazendo perguntas como: Quando o personagem da música diz “Vamo embora”, ele quer dizer vamo embora de onde?

O que significa a palavra gringo?

O que é o imóvel que o personagem cita?

Então peça que comparem de novo com a lista de princípios básicos do neoliberalismo.

Já para a música Imposto, espera-se que os alunos relacionem à rejeição dos liberais para com a política do Estado de Bem-Estar social, já que hospitais e escolas fazem parte das condições básicas de vida. Se os alunos não apontarem essa informação, releia essa parte do texto e peça que comentem o que entendem por “condições básicas de vida”. A partir de suas respostas, faça a relação com a música.

Trechos das músicas para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H2KBd8A82wybbgGFKEdrdFtkfrpUsDzAGEYgCJJGMGDeYWESS6rnRgSFdRNZ/his9-34und02-contexto-1-trechos-de-musicas.pdf

Texto sobre o liberalismo para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TEfrcKqGYjkWaBFSXGHvwuuHbh8tfXCen9NSCPSqUG7bd6Bu4FS9H8UE6n5p/his9-34und02-contexto-2-neoliberalismo.pdf

Para você saber mais:

Links para ouvir as músicas completas:

Raul Seixas - Aluga-se. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=xtV-Loh2J2o>. Acesso em: 15 nov. 2018

Djavan - Imposto. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=cQm7gZXf3Cg>. Acesso em: 15 nov. 2018

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete, entregue impresso ou escreva no quadro os trechos dos artigos. Peça que escrevam no caderno os pontos negativos e positivos da influência do FMI e do Banco Mundial citados em cada um dos textos.

Espera-se que no texto “Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina” os alunos citem como algo positivo o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco, e como negativo o abandono dos programas de combate à pobreza e os efeitos negativos dos ajustes na América Latina (alta volatilidade das economias, baixo crescimento econômico, aumento da pobreza e das tensões sociais, alta rejeição popular aos governos neoliberais). Ainda poderiam citar como negativas as exigências sobre o que os governos dos Estados clientes devem ou não fazer em matéria de política econômica e políticas públicas em geral, minando a soberania nacional.

Caso os alunos digam que não perceberam nenhum ponto positivo, pergunte se o fato de a maioria dos países ricos já terem sido clientes do Banco não é algo positivo. Estimule uma discussão sobre se há uma relação direta entre ser cliente do Banco Mundial e ficar rico. Caso os alunos não apontem todos os trechos citados acima como pontos negativos, pergunte se conseguem encontrar mais alguma coisa que possa ser considerada negativa.

Com relação ao texto “FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso?”, é esperado que os alunos apontem como positivo os objetivos que o órgão tinha na época de sua criação: criar estabilidade financeira, fomentar a cooperação global, facilitar o comércio e o crescimento, bem como reduzir a pobreza. Também pode ser citado como positivo o argumento dos defensores de que que a liquidez oferecida e as reformas exigidas evitam dificuldades financeiras ainda mais extremas.

Já como negativo é provável que citem o aumento da pobreza e da dependência dos países para com o FMI. Deixe claro para os alunos que o autor do texto se refere à opinião dos defensores e dos críticos, em nenhum momento, até então, fazendo afirmações sobre as falas destes.

Trechos de artigos sobre FMI e Banco Mundial para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qVHbQ4kdzEVKZB7JjkgmpdSSu9NKpUcp8HFQjCZYa8YG8G6hr86eujEeYDxp/his9-34und02-problematizacao-trechos-de-artigos-sobre-fmi-e-banco-mundial.pdf

Para você saber mais:

FMI: garantia de estabilidade ou receita para o fracasso? Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/fmi-garantia-de-estabilidade-ou-receita-para-o-fracasso/a-45349476>. Acesso em: 25 nov. 2018

PEREIRA, João. Banco Mundial, reforma dos Estados e ajuste das políticas sociais na América Latina. In: Ciência & Saúde Coletiva, 23 (7), pp. 2187-2196, 2018. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n7/1413-8123-csc-23-07-2187.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Faça no quadro uma tabela com o título Benefícios x Malefícios do FMI e Banco Mundial. Peça que os alunos retomem o que foi discutido nas etapas anteriores e citem os pontos positivos e negativos. Estimule a participação do máximo número possível de alunos pedindo que cada aluno cite apenas uma informação. Pergunte se foram citados mais pontos positivos ou negativos. Em seguida, pergunte se os benefícios apresentados superam os malefícios. Chame a atenção aos atores envolvidos na questão: Quem está sendo beneficiado e quem está sendo prejudicado? Quando se trata de uma política de Estado, que segundo os preceitos democráticos deve ser para todos, o benefício e o prejuízo de quem deve ser levado em consideração em primeiro lugar?

Após essa discussão, informe que eles irão construir um texto colaborativo para explicar o objetivo: As consequências da influência neoliberal para as sociedades latino-americanas. Pergunte como seria adequado começar esse texto. Espera-se que eles sugiram começar com “As consequências da influência neoliberal para as sociedades latino-americanas são…”. Ajude os alunos a construir o texto atentando à pontuação e à coesão, sempre estimulando que os alunos encontrem a resposta certa através de perguntas de reflexão, sem dar as respostas. A partir das discussões feitas, é esperado que falem que apesar de o FMI e o Banco Mundial terem objetivos positivos em sua origem e de muitos dos países ricos terem sido clientes do Banco, para as sociedades latino-americanas as consequências foram negativas, já que houve um aumento da pobreza, das tensões sociais e baixo crescimento econômico.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE A história recente do 9º ano :

MAIS AULAS DE História do 9º ano:

9º ano / História / Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF09HI34 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano