15107
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Pré Escola - Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Atividade - Conhecendo outras formas e instrumentos de medidas

Nesta atividade, as crianças irão explorar o uso de fitas, réguas, copos medidores e balanças para descobrir características de alguns objetos.

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Lisa Lea Barki Minkovicius

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para realizar essa atividade é necessário que as crianças já tenham tido experiências anteriores com registros em tabelas.

Este plano faz parte de uma sequência de cinco. São eles:

Quanto tempo o tempo tem?

Como o tempo pode ser medido?

Marcas do tempo

Planejando o tempo

Conhecendo outras formas de medidas

Materiais:

*

A proposta é um convite para as crianças investigarem as diversas unidades de medidas. Sendo assim, considere selecionar ferramentas de medidas e materiais que instiguem e provoquem a curiosidade delas. Para medidas de comprimento, selecione réguas, fitas métricas, trenas e objetos em tamanhos diversificados. Para medidas de massa, reserve brinquedos com pesos diferenciados, como por exemplo, bichos de pelúcia, carrinhos, bolas maciças e bolas de borrachas e balanças de diversas formas e possibilidades de uso. Para medidas de volume, jarras medidoras em tamanhos e formatos diversificados, copos de medida, xícaras e jarras com água.

Preveja também uma máquina fotográfica para registrar a atividade.

Para os registros do grupo, sugerimos a impressão de uma tabela para cada unidade de medida, ou seja, para cada ambiente que organizou para as investigações das crianças. Você pode acessar uma sugestão de tabela aqui.

… .

Espaços:

Considere um espaço em que seja possível preparar ambientes diversificados e provocadores para as investigações das crianças. Busque organizá-los levando em consideração a estética ao dispor os materiais selecionados e observe se a exploração autônoma das crianças está garantida. Atente-se ainda para que cada ambiente criado provoque a investigação acerca de uma unidade de medida. Sendo assim, considere um ambiente para as provocações quanto à medidas de comprimento, um para investigações com medidas de massa e outro para as medidas de volume.

Como as crianças serão convidadas a vivenciar com autonomia os ambientes que você organizou, é fundamental que o espaço selecionado para esta atividade permita a livre circulação delas entre os ambientes, bem como a organização do grande grupo em roda, para que, ao final da vivência, todos compartilhem descobertas e impressões.

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Quais relações as crianças estabeleceram ao entrar em contato com os materiais dispostos? Como fizeram as comparações e testaram as diversas unidades de medidas?

2. Que hipóteses levantaram em relação às características e funcionalidades das ferramentas de medidas? As crianças testaram diferentes possibilidades? Quais informações trocaram entre elas? Uma ajudou a outra?

3. Como as crianças expressavam suas descobertas? Quais vocabulários trouxeram ao encontrarem as medidas?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Potencialize para que todos explorem e expressem suas impressões, estimule-os a conversar, compartilhando as sensações que emergem ao se relacionarem com os materiais dispostos para a vivência. Se observar que alguma criança prefere não expressar verbalmente suas impressões, considere que essa não é a única forma de investigar e tangibilizar suas construções de sentidos acerca do que é vivenciado. Sendo assim, busque observar quais relações ela estabelece com o material e com os pares. O que seus olhares, expressões faciais e corporais revelam? Considere ainda assumir mediações que incentivem a parceria e a ajuda entre as crianças.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Reúna as crianças e conte que hoje você organizou a sala com ambientes diversificados, trazendo em cada canto objetos e ferramentas que são utilizados para realizar medidas diversas no cotidiano. Revele ao grupo que a proposta da atividade é que explorem esses ambientes, buscando investigar as formas de utilização das ferramentas dispostas, por meio de experimentações, considerando os objetos dispostos. Conte ainda que você organizou uma tabela para cada ambiente, para o registro dos experimentos, e que cada uma delas possui uma cor específica.

o

c


2

Ainda na roda, apresente as tabelas para as crianças. Descreva as unidades de medida, investigando com o grupo quais ferramentas são utilizadas para cada uma.

Possíveis falas do professor neste momento: Vejam, esta tabela na cor verde irá acolher as descobertas que vocês farão sobre o comprimento dos objetos. Nesta primeira linha está escrito a seguinte pergunta: (considere ler, apontando com o dedo sua leitura) "QUAL É O COMPRIMENTO?" Na linha abaixo está escrito: OBJETO (considere ler, apontando com o dedo sua leitura) E aqui ao lado, nesta coluna, está escrito COMPRIMENTO. Observem que não há nada escrito nas linhas e colunas abaixo delas. Este espaço (referindo-se a terceira linha da primeira coluna), é para que vocês registrem o nome ou o desenho do objeto que investigaram. A medida, vocês registram aqui ao lado (referindo-se a segunda coluna). Que ferramentas temos aqui nos ambientes que nos ajuda a encontrar o comprimento dos objetos?


3

Considere fazer a leitura de cada tabela que você organizou, investigando juntos às crianças quais ferramentas apoiarão as descobertas delas sobre cada unidade de medida. Ainda na conversa, combine com o grupo que os pequenos podem se ajudar nas investigações e na hora de registrar o nome e medidas dos objetos. Deixe claro que o registro também poderá ser feito em desenho, caso preferiram. Disponibilize-se também para ser escriba ou ajude-as a pensar sobre quais letras compõem o nome do objeto. Quanto à medida encontrada, considere instigá-las a utilizar os numerais revelados por cada instrumento. Proponha ainda que façam coletivamente uma medida de cada tipo e registrem-nas na tabela como forma de exemplo, sendo você ou alguma criança o escriba.

Possíveis falas do professor neste momento: Pessoal, para o registro da medida do objeto, cada ferramenta já apresenta o resultado em número. Vejam, esta é a fita métrica! Vou medir a altura da mesa. Então, vou escrever mesa aqui na primeira coluna. Agora, para observar como registrar a medida, vamos olhar aqui na fita métrica? Você pode me ajudar e ver qual é a medida? Quantos centímetros? Ah, então posso olhar para a fita métrica para ver como é o número 40.

4

Após a leitura das tabelas, acorde com o grupo o tempo da atividade e convide-o para iniciar a investigação. Enquanto as crianças exploram os ambientes, circule pela sala, a fim de observaras relações que elas estão estabelecendo no contexto da proposta. Considere ainda provocar o aprofundamento das relações, por meio de mediações que convidem as crianças a revelar seus pensamentos ao grupo, ao explorarem as ferramentas e objetos, ao ajudarem uns aos outros, ao surpreenderem-se, ao depararem-se com desafios, ao encontrarem soluções, entre tantas outras relações que os pequenos estabelecem em suas buscas.

Considere registrar parte das experiências que estão construíndo, anotando seus relatos e fotografando as expressões e encontros com ferramentas, materiais e pares.R,

Possíveis falas do professor neste momento: Ao observar que um grupo de crianças está vivenciando uma situação desafiadora, pois não aceitam que a bola grande de borracha seja mais leve que a bola de gude, você pode se aproximar e dizer: O que está acontecendo? Por que é possível que isso aconteça? Vamos observar cada bola? Elas são feitas do mesmo material? Que tal sentirmos com nossas mãos o peso de cada uma?.

5

Continue a observar as relações que estão estabelecendo, busque acolher as ideias das crianças de como medir e faça mediações apenas se julgar necessário. Neste momento, potencialize a investigação, encorajando a comparação dos objetos e estimulando os registros. Aproveite para revelar o vocabulário específico das unidades de medida em cada ambiente.

Possíveis falas do professor neste momento: Como você vai registrar na tabela o tamanho deste livro? Isso, deste lado você desenha o livro e aqui anota o número que aparece na régua. Ah, então você descobriu que o livro mede 25 centímetros! O que você vai medir agora? Será que vai ser maior ou menor do que o livro? Vamos ver?

6

Observe a interação das crianças e, ao perceber que todas já circularam pelos ambientes, fizeram trocas entre si e que começaram a se dispersar, sinalize que em dois minutos vocês organizarão a sala e, depois disso, se reunirão em roda para conversarem sobre as descobertas que fizeram. Dado o tempo e após organizarem o ambiente, reúna as crianças e convide-as e expressarem quais impressões trazem a partir da vivência. Procure iniciar este momento instigando-as a contar suas experiências e descobertas de forma espontânea. Depois você pode se apoiar nas observações que fez, a fim de aprofundar e de sistematizar as experiências do grupo.

?


Para finalizar:

Ainda na roda, diga que pensou em criar um espaço de investigação permanente, com alguns instrumentos de medida, para que possam continuar as investigações. Pergunte aos pequenos o que eles acham da proposta e peça para ajudarem na execução dela, coletando ferramentas de medidas com seus familiares.Em seguida, convide as crianças para a próxima atividade do dia.

Desdobramentos

Você poderá dar prosseguimento aotema e ampliar as experiências das crianças propondo diversas investigações. Por exemplo: as alturas dos colegas de sala, a distância da sala até o parque, a distância percorrida por carrinhos ao descer de rampas, o peso de objetos e produtos em visitas a mercados e feiras, preparação de receitas etc.

Engajando as famílias

Considere organizar com as crianças um espaço de investigação de grandezas e medidas em um espaço externo. Componha o ambiente com explicações de como foi a atividade em sala e ilustre-o com fotos, falas e registros das crianças.

Convide a comunidade e as famílias para explorar os objetos e os instrumentos, como as crianças fizeram, e disponibilize também tabelas em branco para que registrem suas descobertas.

m m

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03ET04 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EO02 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03ET01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano