14736
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Pré Escola - Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Atividade - Marcas do tempo

Nesta atividade, as crianças irão observar objetos antigos ou que se transformaram ao longo do tempo, como relógios, telefones e televisões.

Plano 03 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Lisa Lea Barki Minkovicius

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para realizar essa atividade é necessário que as crianças já tenham tido conversas anteriores sobre o tempo.

Este plano faz parte de uma sequência de cinco. São eles:

Quanto tempo o tempo tem?

Como o tempo pode ser medido?

Marcas do tempo

Planejando o tempo

Conhecendo outras formas de medidas

 

Materiais:

Para esta atividade, organize imagens impressas de objetos que mudaram ao longo do tempo. Separe objetos antigos, tais como: lamparina, ferro de passar, máquina de escrever, disquete, discos de vinil, telefone, brinquedos e roupas de outras épocas, fotos em preto e branco de pessoas idosas e atuais. Computador, celular, tablet etc. Reúna também fotos coloridas de bebês e crianças. Considere buscar o apoio da comunidade para compor a coleção dos materiais.

Preveja a disposição de papel, caneta e máquina fotográfica, para anotar os comentários e fotografar as relações que as crianças estabelecem ao longo da atividade. Organize suportes para apoiar a exposição que o grupo fará no pátio da escola. Pondere reservar mesas, cubos expositores, caixotes de feiras e instalar varais. Considere utilizar um aparelho digital em que seja possível registrar o áudio e imagem do grupo. Providencie um cartaz grande para fixar no espaço da exposição e canetas, com o objetivo de que a comunidade registre lembranças e impressões que a apreciação da exposição organizada pelo grupo proporcionou.

Espaços

Planeje que a atividade começará com o grande grupo reunido em roda na sala e que, depois, as crianças serão convidadas para o pátio central a fim de se relacionarem com os objetos e imagens que você reuniu. Após esse momento, reúna-os novamente para propor a criação de uma instalação. Considere organizar os materiais no espaço em cantos diferenciados, de modo que apoie a circulação das crianças e a concentração de pequenos grupos focados em interesses.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 1hora e 30 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Quais relações as crianças estabeleceram ao entrarem em contato com os materiais dispostos? Fizeram comparações entre antigamente e a atualidade? Testaram os objetos? Compararam conforme suas funções e propriedades?

2. Que hipóteses levantaram em relação às funções e características dos objetos? Associaram objetos antigos à novos, considerando a passagem de tempo? Quais características trouxeram como pontos para a organização da instalação?

3. Como as crianças acolheram e trocaram ideias para a composição da exposição? Que respostas deram justificando suas escolhas ao contraponto do colega ou grupo?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Potencialize para que todos participem e expressem suas impressões. Estimule-os a conversarem entre si contando uns para os outros o que estão vendo, sentindo e pensando a respeito da exposição. Se alguma criança não se sentir à vontade para expor sua opinião ao grupo, respeite esta opção e observe a interação dela com as outras crianças, suas expressões faciais e gestos enquanto aprecia o material. Sugira alternativas para a contribuição individual e coletiva na composição da exposição que o grupo irá organizar. Trace estratégias para que uma criança ajude a outra.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Reúna as crianças e conte que hoje você preparou uma vivência no pátio da escola para que observem diversos objetos. Conte que alguns deles são atuais, outros são antigos ou sofreram mudanças ao longo do tempo. Diga que o propósito da atividade é que descubram quais objetos são mais antigos, quais são os mais novos e quais características revelam as impressões das crianças em relação a época de origem. Após a conversa, acorde com o grupo quais serão os combinados para esse momento e que, ao longo da apreciação dos objetos, elas conversem com os pares, a fim de trocar ideias e contar o que fazem acreditar que os objetos são mais antigos ou mais novos. Acolha as ideias das crianças para a composição dos acordos, mesmo que sejam inusitadas, tais como observar tampando o olho, tocar os instrumentos para ver o outro lado, olhar de pertinho, de longe etc. Terminando os acordos, convide o grupo para caminharem até o pátio e iniciarem a investigação.


2

Enquanto as crianças apreciam os elementos, circule pelo grupo a fim de escutar as expressões que revelam ao contemplarem os objetos. Faça registros fotográficos e escritos das relações estabelecidas pelo grupo. Atente-se às diversas expressões que as crianças podem trazer, pautando-se sobre quais olhares a interação evoca nas crianças. Quais surpresas? Sorrisos? Que convites as imagens e objetos fazem à elas? Como usam o corpo durante suas apreciações? Observe a interação das crianças com os materiais e, ao perceber que todos já circularam pelo espaço, fizeram trocas entre si e o envolvimento com eles começou a dispersar-se, sinalize que em 5 minutos vocês terminarão a exploração e se reunirão em roda para conversarem sobre os materiais.


3

Com as crianças reunidas, investigue junto ao grupo quais impressões trazem a partir da vivência. Procure iniciar este momento convidando para que contem suas experiências de forma espontânea. Depois, você pode apoiar-se nas descobertas sobre quais materiais julgam ser mais antigos e o porquê. Quais são aqueles que revelam maior curiosidade? Quais conhecem? Quais nunca viram? Quais sugestões trazem sobre como alguns objetos eram utilizados antigamente? Caminhe de forma instigante e acolhedora durante o diálogo. Considere gravar o áudio e imagem deste momento, a fim de utilizá-las em projeções futuras.


4

Após a conversa, conte ao grupo a proposta de montarem uma exposição para que a comunidade também aprecie os materiais. Acorde com as crianças a melhor maneira de disposição, revelando para elas o material que reservou para acondicionar os elementos da exposição. Busque acolher as ideias das crianças, fazendo mediações apenas se julgar necessário. Neste momento, potencialize observar as formas que estão escolhendo para classificar os objetos, como estão dividindo as tarefas, quem são as crianças que assumem lideranças e outros movimentos que emergem no contexto.

Possíveis falas do professor neste momento: Pessoal, observei que vocês colocaram algumas fotos preto e branco perto da máquina de escrever, por quê? O que vocês viram na foto para tomarem essa decisão?E as fotos coloridas, por que estão perto do tablet?

Após finalizarem a organização da instalação, pergunte o que acham de fazer um texto coletivo contando sobre a exposição e os cuidados que os visitantes devem ter. Diga que planejou fixar um cartaz grande e dispor canetas para que a comunidade expresse, por meio da escrita, memórias e sentimentos ao apreciarem a exposição que criaram.


Para finalizar:

Convide o grupo para retornar para a sala, reúna as crianças em roda e pergunte o que acharam da atividade. Conte que fez algumas filmagens e anotações de falas que fizeram ao vivenciarem a atividade e que pensa que elas podem compor a instalação. Considere investigar junto ao grupo se eles se sentem confortável com sua ideia. Após as trocas, selecione algumas para compor o espaço de exposição. Em seguida, convide as crianças para a próxima atividade do dia.

Desdobramentos

Você pode organizar a visita de avós do grupo e idosos da comunidade, para contar para as crianças as curiosidades, brincadeiras e outros elementos que marcaram o tempo de infância vivido por eles. Observe ainda que a partir dos registros que coletou da vivência, o grupo pode sugerir pistas de uma curiosidade que convida para uma investigação mais profunda acerca da invenção de um objeto, por exemplo.

Engajando as famílias

Considere elaborar um convite com o grupo para que a comunidade visite a exposição que criaram. Você pode dispor a filmagem que realizou da vivência para compor a instalação e apreciação da família.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03ET05 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EF01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03ET01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano