13057
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Ciências > 3º ano > Terra e Universo

Plano de aula - A textura do solo

Plano de aula de Ciências com atividades para 3o ano do EF sobre A textura do solo

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Julliana Rodrigues

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre esta aula select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Materiais necessários para a aula: Projetor ou cópia dos slides, amostras de solo recolhidas no entorno da escola, recipientes pequenos para misturar o solo à água, recipientes maiores com água, impressão da tabela para análise.

Orientações:

Os slides que fazem parte deste material podem ser projetados para os alunos, impressos para serem entregues às crianças ou, na falta desses recursos, pode-se escrever no quadro alguns pontos importantes da aula, como o título ou a questão disparadora, por exemplo.

Nessa aula os alunos investigarão a textura das amostras de solo recolhidas no entorno da escola. O ideal é já ter realizado com a turma a aula anterior, em que os alunos recolhem e analisam as amostras de solo no entorno da escola. Caso não tenha feito isso, recolha três amostras de solo no entorno da escola antes da realização dessa aula (sugestão: amostra de solo da horta ou jardim, do parquinho e do exterior da escola).

Para saber mais sobre a textura do solo:

“A textura do solo é estudada pela análise granulométrica, a qual permite classificar os componentes sólidos em classes, de acordo com seu diâmetro. A parte sólida do solo é constituída por material inorgânico e orgânico, geralmente intimamente ligados. Em certos solos, o material inorgânico sólido é constituído por partículas grosseiras, dando-lhes aspecto cascalhento ou arenoso; em outros, predominam as frações coloidais, dando ao solo características argilosas. A argila, a matéria orgânica, o calcário e os sesquióxidos de ferro e alumínio funcionam como agentes cimentantes, agregando as demais partículas (KIEHL, 1979). No material que constitui a porção mineral do solo podem ser encontrados desde fragmentos de rochas até partículas com dimensões extremamente reduzidas. Solos argilosos (predominância de argila) e solos arenosos (predominância de areia) diferem distintamente em suas propriedades e características. Os primeiros apresentam em diferentes graus, certa dureza quando secos e plásticos e pegajosos quando molhados, assim como retém mais umidade que os arenosos. Por sua vez os solos arenosos além de geralmente não apresentarem características de dureza, plasticidade e pegajosidade secam mais rapidamente que os argilosos. De uma maneira geral, os solos argilosos têm maior capacidade de retenção de água e nutrientes que os arenosos. (LIMA e LIMA, 2000) Partículas de argila são caracterizadas por tamanhos extremamente pequenos, grande área externa por unidade de peso e pela presença de cargas em sua superfície, por isso atraem íons (nutrientes) e água (BRADY, 1989). Como a água é essencial para a ação dos processos químicos e biológicos do solo, é evidente que o conteúdo de umidade retido pelo material do solo possui grande influência no desenvolvimento dos seres vivos (VIEIRA et al., 1988). A textura de um solo é avaliada no campo por meio do tato, pela sensação ao esfregar um pouco de solo úmido entre os dedos. A areia provoca sensação de aspereza (como areia da praia), o silte (limo) de sedosidade (como talco) e a argila de pegajosidade. Raramente, encontra-se um solo que seja constituído de apenas uma fração granulométrica. Daí surgirem as classes de textura, procurando definir as diferentes combinações de argila, silte e areia. Exemplos: muito argilosa, argilosa, franca (barro), siltosa e arenosa

(LEMOS e SANTOS, 1996).”

Fonte: Projeto Solo na Escola - Departamento de Solos e Engenharia Agrícola - UFPR

Título da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Leia o tema da aula e diga aos alunos que nela eles investigarão a textura das amostras de solo recolhidas no entorno da escola. Aqui é o momento somente de apresentar o assunto que será abordado na aula para que as crianças saibam o que irão aprender, sem fazer grandes explanações sobre o tema.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Peça que as crianças observem a imagem. Leia, então, o texto do slide e pergunte se elas já sentiram, nas mãos quando brincam ou nos pés quando andam descalças, que o solo é formado por pequenas partículas, às vezes maiores e às vezes menores. Deixe que os alunos exponham experiências sobre como o solo é sentido ao tato.

Questão disparadora select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Leia, então, a questão disparadora. Pergunte para as crianças o que elas imaginam que seja textura do solo e como elas acham que podemos fazer para percebê-la. Deixe que compartilhem opiniões sobre o tema e que levantem hipóteses sobre como pode ser a textura do solo do entorno da escola. Ouça os alunos e não se preocupe, nesse momento, em responder seus questionamentos, mas em estimulá-los a pensar sobre o tema. Não elimine hipóteses ou ideias erradas, no final elas servirão para que as crianças repensem teorias e cheguem a novas conclusões.

Mão na massa select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 38 minutos.

Orientações: Divida a turma em quatro grupos e, para cada um, entregue uma pequena quantidade de cada uma das três amostras de solo recolhidas no entorno da escola. Em seguida, entregue quatro recipientes pequenos. Eles servirão para que os alunos misturem o solo a um pouquinho de água. Distribua também um recipiente maior com água, que deverá ser usado pelas crianças para lavar os dedos entre a análise de uma amostra e outra.

Entregue para cada grupo uma impressão da tabela de análise da textura dos solos (tabela no material complementar). Peça que todos coloquem nos recipientes pequenos um pouquinho de cada amostra de solo e misture um pouquinho de água, para formar uma massinha (aspecto de lama). Combine com todos os grupos qual será a amostra de solo número 1, qual será a amostra de solo número 2 e qual será a amostra de solo número 3.

Agora, peça que todos os integrantes dos grupos coloquem um pouquinho da amostra número 1 entre os dedos e esfregue, sentindo bem a textura do solo. Peça que os alunos discutam sobre como é a textura desse solo, que coloquem para o grupo tudo o que podem sentir dessa amostra. Agora, peça que todos observem a amostra desse solo que não está misturada à água, observando suas partículas. Terminada a análise, peça que os grupos decidam e marquem na tabela as características que melhor definem essa amostra de solo. Solicite que façam o mesmo para todas as amostras. Peça, então, que os grupos discutam e elaborem uma hipótese sobre que relação existe entre o tamanho das partículas do solo e sua textura, preenchendo o último campo da tabela.

Terminadas as análises, solicite aos grupos compartilhem com a turma observações e conclusões. Estimule a conversa e auxilie na complementação de ideias neste momento.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Finalize a aula utilizando as observações e as percepções das crianças para concluir que a textura do solo está relacionada ao tamanho de suas partículas. Leia, então, o texto do slide explicando possíveis termos científicos desconhecidos pelas crianças. Peça que os alunos anotem os pontos principais.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Materiais necessários para a aula: Projetor ou cópia dos slides, amostras de solo recolhidas no entorno da escola, recipientes pequenos para misturar o solo à água, recipientes maiores com água, impressão da tabela para análise.

Orientações:

Os slides que fazem parte deste material podem ser projetados para os alunos, impressos para serem entregues às crianças ou, na falta desses recursos, pode-se escrever no quadro alguns pontos importantes da aula, como o título ou a questão disparadora, por exemplo.

Nessa aula os alunos investigarão a textura das amostras de solo recolhidas no entorno da escola. O ideal é já ter realizado com a turma a aula anterior, em que os alunos recolhem e analisam as amostras de solo no entorno da escola. Caso não tenha feito isso, recolha três amostras de solo no entorno da escola antes da realização dessa aula (sugestão: amostra de solo da horta ou jardim, do parquinho e do exterior da escola).

Para saber mais sobre a textura do solo:

“A textura do solo é estudada pela análise granulométrica, a qual permite classificar os componentes sólidos em classes, de acordo com seu diâmetro. A parte sólida do solo é constituída por material inorgânico e orgânico, geralmente intimamente ligados. Em certos solos, o material inorgânico sólido é constituído por partículas grosseiras, dando-lhes aspecto cascalhento ou arenoso; em outros, predominam as frações coloidais, dando ao solo características argilosas. A argila, a matéria orgânica, o calcário e os sesquióxidos de ferro e alumínio funcionam como agentes cimentantes, agregando as demais partículas (KIEHL, 1979). No material que constitui a porção mineral do solo podem ser encontrados desde fragmentos de rochas até partículas com dimensões extremamente reduzidas. Solos argilosos (predominância de argila) e solos arenosos (predominância de areia) diferem distintamente em suas propriedades e características. Os primeiros apresentam em diferentes graus, certa dureza quando secos e plásticos e pegajosos quando molhados, assim como retém mais umidade que os arenosos. Por sua vez os solos arenosos além de geralmente não apresentarem características de dureza, plasticidade e pegajosidade secam mais rapidamente que os argilosos. De uma maneira geral, os solos argilosos têm maior capacidade de retenção de água e nutrientes que os arenosos. (LIMA e LIMA, 2000) Partículas de argila são caracterizadas por tamanhos extremamente pequenos, grande área externa por unidade de peso e pela presença de cargas em sua superfície, por isso atraem íons (nutrientes) e água (BRADY, 1989). Como a água é essencial para a ação dos processos químicos e biológicos do solo, é evidente que o conteúdo de umidade retido pelo material do solo possui grande influência no desenvolvimento dos seres vivos (VIEIRA et al., 1988). A textura de um solo é avaliada no campo por meio do tato, pela sensação ao esfregar um pouco de solo úmido entre os dedos. A areia provoca sensação de aspereza (como areia da praia), o silte (limo) de sedosidade (como talco) e a argila de pegajosidade. Raramente, encontra-se um solo que seja constituído de apenas uma fração granulométrica. Daí surgirem as classes de textura, procurando definir as diferentes combinações de argila, silte e areia. Exemplos: muito argilosa, argilosa, franca (barro), siltosa e arenosa

(LEMOS e SANTOS, 1996).”

Fonte: Projeto Solo na Escola - Departamento de Solos e Engenharia Agrícola - UFPR

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Leia o tema da aula e diga aos alunos que nela eles investigarão a textura das amostras de solo recolhidas no entorno da escola. Aqui é o momento somente de apresentar o assunto que será abordado na aula para que as crianças saibam o que irão aprender, sem fazer grandes explanações sobre o tema.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Peça que as crianças observem a imagem. Leia, então, o texto do slide e pergunte se elas já sentiram, nas mãos quando brincam ou nos pés quando andam descalças, que o solo é formado por pequenas partículas, às vezes maiores e às vezes menores. Deixe que os alunos exponham experiências sobre como o solo é sentido ao tato.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Leia, então, a questão disparadora. Pergunte para as crianças o que elas imaginam que seja textura do solo e como elas acham que podemos fazer para percebê-la. Deixe que compartilhem opiniões sobre o tema e que levantem hipóteses sobre como pode ser a textura do solo do entorno da escola. Ouça os alunos e não se preocupe, nesse momento, em responder seus questionamentos, mas em estimulá-los a pensar sobre o tema. Não elimine hipóteses ou ideias erradas, no final elas servirão para que as crianças repensem teorias e cheguem a novas conclusões.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 38 minutos.

Orientações: Divida a turma em quatro grupos e, para cada um, entregue uma pequena quantidade de cada uma das três amostras de solo recolhidas no entorno da escola. Em seguida, entregue quatro recipientes pequenos. Eles servirão para que os alunos misturem o solo a um pouquinho de água. Distribua também um recipiente maior com água, que deverá ser usado pelas crianças para lavar os dedos entre a análise de uma amostra e outra.

Entregue para cada grupo uma impressão da tabela de análise da textura dos solos (tabela no material complementar). Peça que todos coloquem nos recipientes pequenos um pouquinho de cada amostra de solo e misture um pouquinho de água, para formar uma massinha (aspecto de lama). Combine com todos os grupos qual será a amostra de solo número 1, qual será a amostra de solo número 2 e qual será a amostra de solo número 3.

Agora, peça que todos os integrantes dos grupos coloquem um pouquinho da amostra número 1 entre os dedos e esfregue, sentindo bem a textura do solo. Peça que os alunos discutam sobre como é a textura desse solo, que coloquem para o grupo tudo o que podem sentir dessa amostra. Agora, peça que todos observem a amostra desse solo que não está misturada à água, observando suas partículas. Terminada a análise, peça que os grupos decidam e marquem na tabela as características que melhor definem essa amostra de solo. Solicite que façam o mesmo para todas as amostras. Peça, então, que os grupos discutam e elaborem uma hipótese sobre que relação existe entre o tamanho das partículas do solo e sua textura, preenchendo o último campo da tabela.

Terminadas as análises, solicite aos grupos compartilhem com a turma observações e conclusões. Estimule a conversa e auxilie na complementação de ideias neste momento.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Finalize a aula utilizando as observações e as percepções das crianças para concluir que a textura do solo está relacionada ao tamanho de suas partículas. Leia, então, o texto do slide explicando possíveis termos científicos desconhecidos pelas crianças. Peça que os alunos anotem os pontos principais.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Terra e Universo do 3º ano :

MAIS AULAS DE Ciências do 3º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF03CI09 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Ciências

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano