Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
14

Competência 10: Responsabilidade e Cidadania

Estudante deve ser capaz de atuar na construção de uma sociedade justa e solidária

Autor: Rosi Rico

O que a BNCC diz 
Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.

Esclarecendo a competência 
Ela estabelece a necessidade de desenvolver na criança e no jovem a consciência de que eles podem ser agentes transformadores na construção de uma sociedade mais democrática, justa, solidária e sustentável. Para ter exemplos, veja esta reportagem de GESTÃO ESCOLAR sobre como construir cidadania desde cedo: 

Áreas que mais contribuem para seu aprendizado 
Ciências Humanas, Linguagens e Ciências da Natureza.

O que os alunos precisam desenvolver (até o fim do Fundamental) 
- Incorporação de direitos e responsabilidades: 
devem conseguir posicionar-se em relação a direitos e responsabilidades indo além de seus interesses individuais e considerando o bem comum.

- Tomada de decisões: precisam possuir consciência sobre o impacto que suas decisões têm nos grupos e na sociedade, responsabilizando-se por suas ações para planejar e decidir coletivamente sobre questões que afetam a todos.

- Ponderação sobre consequências: necessitam saber refletir sobre situações concretas em que gatilhos emocionais, frustrações e ações das pessoas impactam nas demais e no contexto, buscando formas de aprimoramento.

- Análise e incorporação de valores próprios: vivenciar e identificar valores importantes para si e para o coletivo. Considerar seus valores em situações novas, ponderar sobre o que é o certo a se fazer antes de agir e, em seguida, agir de acordo com essa reflexão.

- Postura ética: reconhecer e ponderar valores conflitantes e dilemas éticos antes de se posicionar e tomar decisões.

- Participação social e liderança: realizar projetos escolares e comunitários, mobilizando pessoas e recursos. Assumir liderança compartilhada em grupos e na escola.

- Solução de problemas ambíguos e complexos: ficar confortável e sentir interesse por lidar com desafios do mundo real que demandam novas abordagens ou soluções.

Saiba mais sobre como ocorre a progressão dessas habilidades ao longo do Ensino Fundamental

“É essencial ler com atenção e comparar o que dizem os enunciados das competências gerais com o das competências específicas das áreas de conhecimento e dos componentes curriculares. Ao fazer isso, é possível perceber conexões diretas, que facilitam o planejamento.”


Como relacionar essa competência às habilidades para planejar aulas?
A área de Ciências Humanas tem contribuição essencial. Afinal, ser capaz de agir de maneira responsável e cidadã passa pelo entendimento sobre a influência da política e da economia na construção da sociedade, sobre quais processos resultaram (e ainda resultam) em desigualdades sociais e que efeitos elas têm. Também depende de compreensão sobre o que significa ser ético, entre outros pontos. A estratégia para os professores é colocar essas reflexões intencionalmente no planejamento. Para se inspirar, veja esta prática inspiradora publicada por NOVA ESCOLA

Em Ciências da Natureza, a BNCC já prevê várias habilidades nas quais entram o aprendizado sobre o uso adequado dos recursos naturais e a preocupação com a sustentabilidade. Cabe ao docente reforçar iniciativas possíveis para o aluno incorporar em seu cotidiano comportamentos responsáveis em relação ao meio ambiente. Já em Linguagens, uma opção é mostrar a utilização da língua como instrumento para elaboração, por exemplo, de campanhas para mobilizar as pessoas no combate a preconceitos ou para a adoção de hábitos sustentáveis.

A construção da autonomia e a tomada de decisões são aspectos importantes desta competência e exigem ação prática. Isso pode ser trabalhado em aula por todos os docentes, ao permitirem que crianças e jovens façam escolhas sobre a atividade que será feita, por exemplo, e percebam as consequências de suas decisões. Mas também necessita ser exercitada além da sala, com apoio da gestão para abrir espaços de participação sobre o funcionamento da escola. É algo que pode ser feito de maneira gradual, com os estudantes influenciando em uma decisão simples até conseguirem interferir em outras mais complexas, de acordo com a faixa etária.

A competência na prática

Ano: 5º ano.

Componente Curricular: Ciências.

Habilidade na BNCC: Construir propostas coletivas para um consumo mais consciente e criar soluções tecnológicas para o descarte adequado e a reutilização ou reciclagem de materiais consumidos na escola e/ou na vida cotidiana. (EF05CI05)

A competência na prática

Ano: 9º ano.

Componente Curricular: Ciências.

Habilidade na BNCC: Propor iniciativas individuais e coletivas para a solução de problemas ambientais da cidade ou da comunidade, com base na análise de ações de consumo consciente e de sustentabilidade bem-sucedidas. (EF09CI13)

Como abordar: Pesquisa de campo, produção de textos e estudo em grupo para encontrar propostas para minimizar o acúmulo de resíduos na escola são opções pra trabalhar essas questões. Aqui, você encontra 11 sugestões de planos de aula para ajudar no planejamento.

Navegue pelas competências da BNCC: 

1- Conhecimento

2- Pensamento científico, crítico e criativo

3- Repertório cultural

4- Comunicação

5- Cultura digital

6- Trabalho e projeto de vida

7- Argumentação

8- Autoconhecimento e autocuidado

9- Empatia e cooperação

10- Responsabilidade e cidadania

Para saber mais sobre a BNCC, leia nossa edição especial (só para assinantes):

Imagem de capa da revista Nova Escola número 309