17469
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 7º ano > A organização do poder e as dinâmicas do mundo colonial americano

Plano de aula - A diminuição da população indígena na América portuguesa

Plano de aula de História com atividades para 7º ano do EF sobre A diminuição da população indígena na América portuguesa

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Paulo Henrique Silva Pacheco

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF07HI12, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: .

Mapa - Ocupações da América portuguesa

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hfVwgqmMJjfZ3rm5zyTxmPDtvGAMpjYhRuEjfczUzXJnrywg8Y6fgnWFuxcr/his7-12und02-mapas-ocupacoes-da-america-portuguesa.pdf

Dois mapas referentes à ocupação da América portuguesa. No primeiro, é destacado as população originárias nas primeiras décadas do século XVI.
O Mapa II indica a ocupação portuguesa no período colonial, enfatizando a tomada completa do litoral no fim do século XVIII.

Introdução a uma história indígena

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9WYh8BUrGmvgy3GafhbkZ5cvKNywzUUtwe8DVX4GGAGpKAXwP965PVH7VM7u/his7-12und02-introducao-a-uma-historia-indigena.pdf

A antropóloga Manuela Carneiro da Cunha, uma referência para o estudo dos povos nativos brasileiros, neste texto intitulado “Introdução a uma história indígena”, publicado no livro Índios no Brasil, trata da redução dos indígenas no período colonial considerando que as doenças biológicas, as ações religiosas, a escravidão e interesses econômicos constituíram um conjunto de fatores que culminou no fim de várias culturas.

Mapas - Distribuição da população indígena no Brasil

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/QvXbwQ8AvBY6nrB3pUVATMaBuFrnDtQzJwY43CpzSb5UD6A2EgUs7y9srKtJ/his7-12und02-distribuicao-total-da-populacao-indigena-no-brasil.pdf

Mapa produzido pelo IBGE sobre a distribuição da população indígena no Brasil com base nos dados coletados no censo de 2010.

Para você saber mais:

CUNHA, Manuela Carneiro da. Índios no Brasil: história, direitos e cidadania. 1ª ed. São Paulo: Claro Enigma, 2012. pp. 14-15.

IBGE. Os indígenas no Censo Demográfico 2010: primeiras considerações com base no quesito cor ou raça. Rio de Janeiro. 2012. Disponível em: https://indigenas.ibge.gov.br/images/indigenas/estudos/indigena_censo2010.pdf. Acesso em: 1º abr. 2019.

VAINFAS, Ronaldo. História indígena: 500 anos de despovoamento. In: Brasil: 500 anos de povoamento. IBGE. 2000. pp. 79-100. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv6687.pdf. Acesso em: 26 mar. 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. É muito importante começar com a apresentação do objetivo para que os estudantes entendam o que farão e compreendam aonde se quer chegar no fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Organize a sala em grupos com no máximo quatro alunos. Informe para a turma que a divisão será mantida até o fim da aula. Como critério, considere as potencialidades dos alunos com a finalidade de auxílio mútuo para a realização da atividade.

Em seguida, projete os dois mapas. Escolha dois alunos para ler as legendas e oriente os grupos a relacionar as informações com o que cada cor contida nos mapas informam. Na falta de recursos para projetar imprima os mapas.

O arquivo para a impressão dos Mapas - Ocupações da América portuguesa disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hfVwgqmMJjfZ3rm5zyTxmPDtvGAMpjYhRuEjfczUzXJnrywg8Y6fgnWFuxcr/his7-12und02-mapas-ocupacoes-da-america-portuguesa.pdf

Fonte Mapa 1: PESSOA, M. As Tribos indígenas do Estado do Amazonas. No Amazonas É Assim. 3 de maio de 2013. Disponível em: https://noamazonaseassim.com.br/as-tribos-indigenas-do-estado-do-amazonas/. Acesso em: 29/4/2019.
Fonte Mapa 2: Nicolas Eynaud. Colonização do Brasil em 1790. 18 de maio de 2016. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Brasil_-_Peri%C3%B2de_coloniau_v%C3%A8rs_1790.png. Acesso em: 29/4/2019.

Como adequar à sua realidade:

Não perca a oportunidade de trabalhar com a região em que você atua. Peça para os alunos que identifiquem as etnias que habitavam o estado dos seus alunos e qual a sua situação em relação à ocupação portuguesa. Crie possibilidades de pesquisa em que os alunos possam explorar relatos, lendas e histórias que relatem as resistências indígenas diante da perda de suas terras.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia para os alunos as perguntas. Crie um ambiente descontraído, mas que proporcione confiança aos alunos confiança para exporem os seus pensamentos e opiniões. Solicite que qualquer anotação seja feita no caderno.

Espera-se que os alunos respondam que no século XVI o Brasil era predominantemente habitado por povos nativos de diferentes etnias e que o território que no século XVIII era ocupado por eles diminuiu significativamente com a expansão portuguesa na América, que até o fim deste século ainda não tinha parte da regiões Norte e Centro-Oeste sob controle. Se todos atenderem a proposta da atividade, que é identificar a perda do território nativo em detrimento da expansão europeia, pergunte o que teria acontecido com os nativos. Contudo, caso alguns alunos não alcancem o objetivo proposto, retorne aos mapas e peça para que eles releiam as legendas, identifiquem o sentido de cada cor, o que elas representam e pergunte qual é a diferença entre os mapas. Se ainda ainda assim as dúvidas permanecerem, solicite a algum aluno que tenha respondido corretamente para explicar,indicando no mapa as suas considerações.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia para a turma e informe que todas as atividades terão como finalidade responder esta pergunta.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 21 minutos.

Orientações: Mantendo a organização da turma, distribua o trecho do texto “Introdução a uma história indígena” e dê opção para a turma realizar uma leitura em conjunto ou entre os grupos.

O arquivo para impressão e distribuição do texto está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9WYh8BUrGmvgy3GafhbkZ5cvKNywzUUtwe8DVX4GGAGpKAXwP965PVH7VM7u/his7-12und02-introducao-a-uma-historia-indigena.pdf

Após a leitura, peça para os grupos conversarem entre si sobre o que entenderam, os pontos que chamaram a atenção e como eles se relacionam com os dois mapas. Oriente que estas duas leituras não devem durar mais do que 8 minutos e que todas as observações devem ser feitas no caderno. Passado o tempo, escolha um aluno de cada grupo para expor as considerações feitas.

Espera-se que os alunos façam as suas considerações com base nos seguintes pontos: reconhecimento da ideia central do texto, que trata da disseminação das populações indígenas que se deram com base nos descobrimento, ou do chamado “encontro” entre os nativos e os europeus; identificação dos acontecimentos resultados não apenas da falta de imunidade dos indígenas em relação às doenças dos brancos, mas dos interesses econômicos; percepção de outros fatores como o ecológico, climático e social, além das ações missionárias e do processo de escravização e exploração do trabalho.

Desta forma, os alunos poderão identificar as causas da mortalidade indígena durante o período colonial e relacioná-las com os mapas. Este é um dos caminhos possíveis para a construção um aprendizado autônomo, onde em conjunto os alunos tornam-se capazes de entender com maior detalhe as informações cartográficas e cruzá-las com outras informações e, até mesmo, confrontá-las. Mas se algum grupo não alcançou este entendimento pergunte novamente sobre o que o texto trata e, em seguida, quais os fatores que explicam a mortalidade dos indígenas, pedindo que localize trechos no texto que justifiquem as suas respostas. Por fim, peça para eles explicarem como as respostas se relacionam com as informações obtidas pelos mapas e como elas ajudam a entendê-los melhor.

Como adequar à sua realidade:

Uma possibilidade é, após a leitura do texto, exibir o documentário Terra de índio, de Samanta Pamponet, disponível pelo link https://www.youtube.com/watch?v=3ik3I8UO2as. Peça para os alunos relacionarem o que eles leram com o que eles viram e proponha que respondam as seguintes questões: Qual é o principal assunto tratado no documentário? Ele tem semelhança com o texto escrito pela antropóloga Manuela Carneiro?
Por qual razão?

Para você saber mais:

CUNHA, Manuela Carneiro da. Índios no Brasil: história, direitos e cidadania. 1ª ed. São Paulo: Claro Enigma, 2012.

IBGE. Os indígenas no Censo Demográfico 2010: primeiras considerações com base no quesito cor ou raça. Rio de Janeiro. 2012. Disponível em: https://indigenas.ibge.gov.br/images/indigenas/estudos/indigena_censo2010.pdf. Acesso em: 1º abr. 2019.

VAINFAS, Ronaldo. História Indígena: 500 anos de despovoamento. In: Brasil: 500 anos de povoamento. IBGE. 2000. pp. 79-100. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv6687.pdf. Acesso em: 26 mar. 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete o mapa sobre a distribuição da população indígena no Brasil. Peça para os alunos que olhem com bastante atenção e, na falta do recurso, imprima-o e distribua entre os grupos.

O arquivo para impressão do mapa Distribuição da população indígena no Brasil está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/QvXbwQ8AvBY6nrB3pUVATMaBuFrnDtQzJwY43CpzSb5UD6A2EgUs7y9srKtJ/his7-12und02-distribuicao-total-da-populacao-indigena-no-brasil.pdf

Explique para os alunos os valores de cada símbolo, para que compreendam o mapa.

Como adequar à sua realidade:

Uma sugestão para apresentar este mapa é projetá-lo a partir da internet, onde é possível saber a etnia de cada indicação e a sua quantidade apenas colocando o mouse na lugar em que deseja a informação. Com base neste recurso, os alunos poderão fazer análises comparativas, ou mesmo saber quais populações indígenas existem no estado ou cidade em que moram, o que pode promover uma pesquisa de campo, visita de membros das comunidades na escola e projetos que valorizem a resistência destes povos.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Mantenha os grupos e projete ou escreva no quadro a proposta de atividade, que toma como objetivo aplicar as considerações construídas até o momento e escolha um aluno para ler.

Oriente os alunos que a atividade ser ser escrita no caderno e, caso disponha de tempo, peça para eles apresentarem para a turma.

Inicialmente, espera-se que os grupos percebam que os povoados com maior número de indígenas estão localizados nas regiões Norte e Centro-Oeste.
Com base nisso, muitas explicações podem emergir, entre elas: explicar os dados comparando-os com o Mapa II, concluindo que ao ocupar e controlar todo o litoral brasileiros os povos indígenas tiveram, como forma de escapar e do controle e da escravização, habitar o interior do país, onde os europeus não tinham o controle efetivo; considerar que nestas regiões ocupadas pelos portugueses há mais partes amarelas, que representam grupo étnicos formado entre duas e 200s pessoas, ou seja, um grupo mais dividido.

Estas duas possibilidades de respostas contêm em si o mesmo sentido: os diversos povos indígenas habitaram em maior número o interior do país por ser um território com menor controle dos portugueses. Diante da dificuldade de alguns alunos em chegar a alguma consideração semelhante, sugere-se trabalhar com o sentido das cores. Explique, com base nas informações contidas nas legendas, o que significa cada cor que consta no mapa. Peça para os alunos apontarem no mapa as regiões que contêm maior quantidade de nativos, que é o Norte e o Centro-Oeste. Existe uma possibilidade de relacionarem a maior concentração de pontos amarelos no litoral com maior quantidade de nativos, mas lembre os alunos dos valores que eles representam. Sendo o caso, retome os Mapas I e II e oriente os alunos a perceber a distribuição dos indígenas antes de depois da expansão dos portugueses na América. Peça para eles relerem o texto de Manuela Carneiro, especificamente o trecho: “O exacerbamento da guerra indígena, provocado pela sede de escravos, as guerras de conquista e de apressamento em que os índios de aldeia eram alistados contra os índios ditos hostis, as grandes fomes que tradicionalmente acompanhavam as guerras, a destruição social, a fuga para novas regiões (...)”. Pergunte para onde as populações indígenas se deslocaram e por qual razão.

Para você saber mais:

IBGE. Os indígenas no Censo Demográfico 2010: primeiras considerações com base no quesito cor ou raça. Rio de Janeiro. 2012. Disponível em: https://indigenas.ibge.gov.br/images/indigenas/estudos/indigena_censo2010.pdf. Acesso em: 1º abr. 2019.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF07HI12, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: .

Mapa - Ocupações da América portuguesa

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hfVwgqmMJjfZ3rm5zyTxmPDtvGAMpjYhRuEjfczUzXJnrywg8Y6fgnWFuxcr/his7-12und02-mapas-ocupacoes-da-america-portuguesa.pdf

Dois mapas referentes à ocupação da América portuguesa. No primeiro, é destacado as população originárias nas primeiras décadas do século XVI.
O Mapa II indica a ocupação portuguesa no período colonial, enfatizando a tomada completa do litoral no fim do século XVIII.

Introdução a uma história indígena

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9WYh8BUrGmvgy3GafhbkZ5cvKNywzUUtwe8DVX4GGAGpKAXwP965PVH7VM7u/his7-12und02-introducao-a-uma-historia-indigena.pdf

A antropóloga Manuela Carneiro da Cunha, uma referência para o estudo dos povos nativos brasileiros, neste texto intitulado “Introdução a uma história indígena”, publicado no livro Índios no Brasil, trata da redução dos indígenas no período colonial considerando que as doenças biológicas, as ações religiosas, a escravidão e interesses econômicos constituíram um conjunto de fatores que culminou no fim de várias culturas.

Mapas - Distribuição da população indígena no Brasil

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/QvXbwQ8AvBY6nrB3pUVATMaBuFrnDtQzJwY43CpzSb5UD6A2EgUs7y9srKtJ/his7-12und02-distribuicao-total-da-populacao-indigena-no-brasil.pdf

Mapa produzido pelo IBGE sobre a distribuição da população indígena no Brasil com base nos dados coletados no censo de 2010.

Para você saber mais:

CUNHA, Manuela Carneiro da. Índios no Brasil: história, direitos e cidadania. 1ª ed. São Paulo: Claro Enigma, 2012. pp. 14-15.

IBGE. Os indígenas no Censo Demográfico 2010: primeiras considerações com base no quesito cor ou raça. Rio de Janeiro. 2012. Disponível em: https://indigenas.ibge.gov.br/images/indigenas/estudos/indigena_censo2010.pdf. Acesso em: 1º abr. 2019.

VAINFAS, Ronaldo. História indígena: 500 anos de despovoamento. In: Brasil: 500 anos de povoamento. IBGE. 2000. pp. 79-100. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv6687.pdf. Acesso em: 26 mar. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. É muito importante começar com a apresentação do objetivo para que os estudantes entendam o que farão e compreendam aonde se quer chegar no fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Organize a sala em grupos com no máximo quatro alunos. Informe para a turma que a divisão será mantida até o fim da aula. Como critério, considere as potencialidades dos alunos com a finalidade de auxílio mútuo para a realização da atividade.

Em seguida, projete os dois mapas. Escolha dois alunos para ler as legendas e oriente os grupos a relacionar as informações com o que cada cor contida nos mapas informam. Na falta de recursos para projetar imprima os mapas.

O arquivo para a impressão dos Mapas - Ocupações da América portuguesa disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hfVwgqmMJjfZ3rm5zyTxmPDtvGAMpjYhRuEjfczUzXJnrywg8Y6fgnWFuxcr/his7-12und02-mapas-ocupacoes-da-america-portuguesa.pdf

Fonte Mapa 1: PESSOA, M. As Tribos indígenas do Estado do Amazonas. No Amazonas É Assim. 3 de maio de 2013. Disponível em: https://noamazonaseassim.com.br/as-tribos-indigenas-do-estado-do-amazonas/. Acesso em: 29/4/2019.
Fonte Mapa 2: Nicolas Eynaud. Colonização do Brasil em 1790. 18 de maio de 2016. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Brasil_-_Peri%C3%B2de_coloniau_v%C3%A8rs_1790.png. Acesso em: 29/4/2019.

Como adequar à sua realidade:

Não perca a oportunidade de trabalhar com a região em que você atua. Peça para os alunos que identifiquem as etnias que habitavam o estado dos seus alunos e qual a sua situação em relação à ocupação portuguesa. Crie possibilidades de pesquisa em que os alunos possam explorar relatos, lendas e histórias que relatem as resistências indígenas diante da perda de suas terras.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia para os alunos as perguntas. Crie um ambiente descontraído, mas que proporcione confiança aos alunos confiança para exporem os seus pensamentos e opiniões. Solicite que qualquer anotação seja feita no caderno.

Espera-se que os alunos respondam que no século XVI o Brasil era predominantemente habitado por povos nativos de diferentes etnias e que o território que no século XVIII era ocupado por eles diminuiu significativamente com a expansão portuguesa na América, que até o fim deste século ainda não tinha parte da regiões Norte e Centro-Oeste sob controle. Se todos atenderem a proposta da atividade, que é identificar a perda do território nativo em detrimento da expansão europeia, pergunte o que teria acontecido com os nativos. Contudo, caso alguns alunos não alcancem o objetivo proposto, retorne aos mapas e peça para que eles releiam as legendas, identifiquem o sentido de cada cor, o que elas representam e pergunte qual é a diferença entre os mapas. Se ainda ainda assim as dúvidas permanecerem, solicite a algum aluno que tenha respondido corretamente para explicar,indicando no mapa as suas considerações.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia para a turma e informe que todas as atividades terão como finalidade responder esta pergunta.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 21 minutos.

Orientações: Mantendo a organização da turma, distribua o trecho do texto “Introdução a uma história indígena” e dê opção para a turma realizar uma leitura em conjunto ou entre os grupos.

O arquivo para impressão e distribuição do texto está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9WYh8BUrGmvgy3GafhbkZ5cvKNywzUUtwe8DVX4GGAGpKAXwP965PVH7VM7u/his7-12und02-introducao-a-uma-historia-indigena.pdf

Após a leitura, peça para os grupos conversarem entre si sobre o que entenderam, os pontos que chamaram a atenção e como eles se relacionam com os dois mapas. Oriente que estas duas leituras não devem durar mais do que 8 minutos e que todas as observações devem ser feitas no caderno. Passado o tempo, escolha um aluno de cada grupo para expor as considerações feitas.

Espera-se que os alunos façam as suas considerações com base nos seguintes pontos: reconhecimento da ideia central do texto, que trata da disseminação das populações indígenas que se deram com base nos descobrimento, ou do chamado “encontro” entre os nativos e os europeus; identificação dos acontecimentos resultados não apenas da falta de imunidade dos indígenas em relação às doenças dos brancos, mas dos interesses econômicos; percepção de outros fatores como o ecológico, climático e social, além das ações missionárias e do processo de escravização e exploração do trabalho.

Desta forma, os alunos poderão identificar as causas da mortalidade indígena durante o período colonial e relacioná-las com os mapas. Este é um dos caminhos possíveis para a construção um aprendizado autônomo, onde em conjunto os alunos tornam-se capazes de entender com maior detalhe as informações cartográficas e cruzá-las com outras informações e, até mesmo, confrontá-las. Mas se algum grupo não alcançou este entendimento pergunte novamente sobre o que o texto trata e, em seguida, quais os fatores que explicam a mortalidade dos indígenas, pedindo que localize trechos no texto que justifiquem as suas respostas. Por fim, peça para eles explicarem como as respostas se relacionam com as informações obtidas pelos mapas e como elas ajudam a entendê-los melhor.

Como adequar à sua realidade:

Uma possibilidade é, após a leitura do texto, exibir o documentário Terra de índio, de Samanta Pamponet, disponível pelo link https://www.youtube.com/watch?v=3ik3I8UO2as. Peça para os alunos relacionarem o que eles leram com o que eles viram e proponha que respondam as seguintes questões: Qual é o principal assunto tratado no documentário? Ele tem semelhança com o texto escrito pela antropóloga Manuela Carneiro?
Por qual razão?

Para você saber mais:

CUNHA, Manuela Carneiro da. Índios no Brasil: história, direitos e cidadania. 1ª ed. São Paulo: Claro Enigma, 2012.

IBGE. Os indígenas no Censo Demográfico 2010: primeiras considerações com base no quesito cor ou raça. Rio de Janeiro. 2012. Disponível em: https://indigenas.ibge.gov.br/images/indigenas/estudos/indigena_censo2010.pdf. Acesso em: 1º abr. 2019.

VAINFAS, Ronaldo. História Indígena: 500 anos de despovoamento. In: Brasil: 500 anos de povoamento. IBGE. 2000. pp. 79-100. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv6687.pdf. Acesso em: 26 mar. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete o mapa sobre a distribuição da população indígena no Brasil. Peça para os alunos que olhem com bastante atenção e, na falta do recurso, imprima-o e distribua entre os grupos.

O arquivo para impressão do mapa Distribuição da população indígena no Brasil está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/QvXbwQ8AvBY6nrB3pUVATMaBuFrnDtQzJwY43CpzSb5UD6A2EgUs7y9srKtJ/his7-12und02-distribuicao-total-da-populacao-indigena-no-brasil.pdf

Explique para os alunos os valores de cada símbolo, para que compreendam o mapa.

Como adequar à sua realidade:

Uma sugestão para apresentar este mapa é projetá-lo a partir da internet, onde é possível saber a etnia de cada indicação e a sua quantidade apenas colocando o mouse na lugar em que deseja a informação. Com base neste recurso, os alunos poderão fazer análises comparativas, ou mesmo saber quais populações indígenas existem no estado ou cidade em que moram, o que pode promover uma pesquisa de campo, visita de membros das comunidades na escola e projetos que valorizem a resistência destes povos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Mantenha os grupos e projete ou escreva no quadro a proposta de atividade, que toma como objetivo aplicar as considerações construídas até o momento e escolha um aluno para ler.

Oriente os alunos que a atividade ser ser escrita no caderno e, caso disponha de tempo, peça para eles apresentarem para a turma.

Inicialmente, espera-se que os grupos percebam que os povoados com maior número de indígenas estão localizados nas regiões Norte e Centro-Oeste.
Com base nisso, muitas explicações podem emergir, entre elas: explicar os dados comparando-os com o Mapa II, concluindo que ao ocupar e controlar todo o litoral brasileiros os povos indígenas tiveram, como forma de escapar e do controle e da escravização, habitar o interior do país, onde os europeus não tinham o controle efetivo; considerar que nestas regiões ocupadas pelos portugueses há mais partes amarelas, que representam grupo étnicos formado entre duas e 200s pessoas, ou seja, um grupo mais dividido.

Estas duas possibilidades de respostas contêm em si o mesmo sentido: os diversos povos indígenas habitaram em maior número o interior do país por ser um território com menor controle dos portugueses. Diante da dificuldade de alguns alunos em chegar a alguma consideração semelhante, sugere-se trabalhar com o sentido das cores. Explique, com base nas informações contidas nas legendas, o que significa cada cor que consta no mapa. Peça para os alunos apontarem no mapa as regiões que contêm maior quantidade de nativos, que é o Norte e o Centro-Oeste. Existe uma possibilidade de relacionarem a maior concentração de pontos amarelos no litoral com maior quantidade de nativos, mas lembre os alunos dos valores que eles representam. Sendo o caso, retome os Mapas I e II e oriente os alunos a perceber a distribuição dos indígenas antes de depois da expansão dos portugueses na América. Peça para eles relerem o texto de Manuela Carneiro, especificamente o trecho: “O exacerbamento da guerra indígena, provocado pela sede de escravos, as guerras de conquista e de apressamento em que os índios de aldeia eram alistados contra os índios ditos hostis, as grandes fomes que tradicionalmente acompanhavam as guerras, a destruição social, a fuga para novas regiões (...)”. Pergunte para onde as populações indígenas se deslocaram e por qual razão.

Para você saber mais:

IBGE. Os indígenas no Censo Demográfico 2010: primeiras considerações com base no quesito cor ou raça. Rio de Janeiro. 2012. Disponível em: https://indigenas.ibge.gov.br/images/indigenas/estudos/indigena_censo2010.pdf. Acesso em: 1º abr. 2019.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE A organização do poder e as dinâmicas do mundo colonial americano do 7º ano :

MAIS AULAS DE História do 7º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF07HI12 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano