15075
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Cestinha dos elementos naturais

Nesta atividade, proponha a exploração de uma cesta com objetos da natureza como gravetos, folhas e pedras.

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Tamira Paula Torres Martins

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Selecione elementos da natureza, como folhas e flores verdes e secas, pedras de diferentes tamanhos, cores e texturas, gravetos finos, grossos, rígidos e flexíveis, ramos que variem a quantia de folhas e galhos, entre outros. Faça uso das situações cotidianas em que realiza atividade na área externa com os bebês e solicite ajuda deles para recolher estes elementos e colocar na cestinha. Selecione dentre os materiais recolhidos aqueles que serão utilizados na proposta, tendo como critérios a diversidade de possibilidades exploratórias e também a segurança dos bebês. Por fim, distribua esses elementos em quatro cestas ou mais.

Materiais:

Elementos da natureza como folhas e flores secas, verdes e murchas, pedras de diferentes tamanhos, texturas e maleabilidade, gravetos finos, grossos, rígidos e flexíveis, ramos que variem a quantia de folhas e galhos, entre outros.

De quatro a seis cestas ou caixas de tamanho médio, aproximadamente 40 cm x 40 cm de comprimento e 20 cm de altura.

Cestinhas individuais (baldinhos, potes de sorvete, latas, entre outros).

Cesta ou caixa grande para arrecadação coletiva dos elementos.

Celular ou máquina fotográfica para registrar.

Espaços:

A proposta deve ser realizada preferencialmente na área externa, em áreas verdes como gramados, jardins, canteiros, entre outros, de acordo com a disponibilidade da sua escola. Distribua as cestas maiores pelo local, de modo que estejam espaçadas e que haja ao menos uma cesta para cada canto. Dê preferência para espaços que os bebês já tenham familiaridade e, além das cestas, disponibilize alguns materiais que as crianças costumam fazer uso quando brincam neste local.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 40 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

De que modo os bebês experimentam as relações de causa e efeito? Misturam, movem, transbordam os elementos disponíveis? Demonstram-se mais curiosos e interessados em realizar novas pesquisas exploratórias?

Como os bebês se envolvem na exploração do ambiente? Experimentam e fazem descobertas movidos pela própria iniciativa? Envolvem-se a partir da imitação e/ou observação da ação do outro?

Ao interagir com seus pares, adultos, materiais e ambientes, os bebês reagem a partir das consequências de suas ações? (demonstram satisfação, surpresa, insatisfação, atuam de forma colaborativa, trocam entre si...).


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Assegure condições necessárias para que todos os bebês possam participar. Cuide para que as cestas sejam acessíveis a altura do bebê e que os elementos dispostos atendam às especificidades de cada um. Garanta apoios necessários aos que deles necessitam para sentar ou andar e também àqueles que estiverem na condição de deitados.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Conte para os bebês que vocês irão até a área externa brincar com os elementos naturais que recolheram outro dia. Convide-os para ir com você até lá conferir. Favoreça o trajeto dos bebês menores até o local da atividade com participação de outros adultos da escola. Ao chegar no local, explique que em cada cesta tem uma surpresa. Deixe que aqueles que se locomovem se aproximem com autonomia da cesta que lhes aprouver. Os bebês menores precisam ser posicionados considerando os agrupamentos de crianças que se formaram e os elementos que você acredita ser mais convenientes a eles. Se necessário, organize alguns elementos em formato de móbiles para os bebês que estão na condição de deitados.


2

Deixe cada bebê envolver-se na proposta conforme seus interesses. Observe suas iniciativas de pesquisa e incentive aqueles que se mantém apenas observando a ação dos colegas a participarem da atividade. Para inspirá-los, solicite que os bebês que estão interagindo com os materiais disponíveis mostrem os elementos que estão segurando. Convide os que apenas observam a iniciarem a experiência. Este momento é oportuno para iniciar os registros que irão compor a documentação pedagógica.

Possíveis ações do bebê neste momento: Um bebê observa os colegas pegando os objetos e se aproxima. Encorajado pela ação do outro, toca nos elementos da cesta, faz suas escolhas, manuseia e explora os materiais. Outro bebê, ao passar as pétalas das flores em seu rosto, percebe seu perfume, as aproxima de suas narinas, respira seu aroma, espirra, acha graça e repete esta ação algumas vezes. Outro aperta as folhas secas espremendo-as com as mãos, vendo-as desintegrar. Um pequeno grupo pega os ramos e os passa pela grama, como que varrendo, e empurram as folhas caídas sobre o chão. Uma dupla sobrepõe as pedras parecendo empilhar. Outros enfileiram os gravetos etc.


3

Instigue a curiosidade dos bebês e proponha desafios, como desafiar aqueles que estão enfileirando gravetos a tentar deixar estes materiais em pé sobre a terra ou a brincar de plantar flores, compor vasos. Você pode inspirar mostrando uma flor plantada no jardim ou em um vaso próximo ao local da atividade. Incentive a ação das crianças e faça junto com elas. Promova intercâmbios entre elas, valide iniciativas de trocas e misturas de materiais ao longo da atividade. Cuide para que os bebês bem pequenos estejam confortáveis e desfrutem da participação na proposta em diferentes planos: deitadas e no colo, próximos ao coletivo dos bebês.


4

Envolva-se com todos bebês em suas pesquisas, aproxime-se do pequeno grupo que exploram as pedras, ofereça dois baldinhos e combine com eles de guardarem as pedrinhas pequenas em um recipiente e as maiores em outro. Converse com eles e teça comparações, como: “olha, esse encheu rapidinho, será que tem mais? Vamos misturar?”. Uma dupla está brincando com folhas secas juntando, separando, lançando ao ar. Direcione o olhar dos bebês para que identifiquem as folhas verdes que estão pelo local e sugira que toquem em ambas, fomentando a percepção das crianças nesta ação. Observe a reação da dupla ao estabelecer relação de comparação entre as folhas. Chegue perto do bebêpequeno que individualmente interage com o móbile e apresente outros elementos, se estiver calor, borrife água, dê uma flor em suas mãos ou passe suavemente as pétalas sobre seus braços e pernas. Fique atento às ações dos bebês e interaja com todos, intervindo de modo que aprofundem suas experiências.


5

Potencialize as descobertas dos bebês distribuindo cestinhas individuais para eles, que podem ser potes de sorvete, latas, baldinhos. Diga a eles que esta cestinha é para colocarem os elementos que mais gostaram e que desejam brincar novamente. Deixe-os à vontade durante este momento para que, ao explorar o ambiente, recolham os elementos que mais despertam-lhes atenção. Valide suas ações e chame a atenção do grupo para as descobertas. Observe aqueles que estão recolhendo apenas elementos similares, só pedrinhas, somente gravetos, apenas flores. Sugira trocas, chamando a atenção para a ação dos bebês que têm em suas cestinhas maior variedade de materiais. Esteja disponível para auxiliar os que necessitarem. Providencie cestinhas para os bebês menores, para isso, peça ajuda aos bebês que têm maior autonomia a compartilharem com os pequenos os objetos recolhidos. Brinque com eles e observe sua expressão.


Para finalizar:

Comunique aos bebês que a atividade está chegando ao fim e peça ajuda para guardar os materiais. Escolha uma das cestas e diga para guardarem ali os elementos que mais gostaram e que encontraram no espaço durante a brincadeira. Informe que esta cesta irá ficar na sala para que possam dar continuidade a brincadeira. Combine que durante alguns dias, ao saírem para atividades externas, você trará a cesta e que aqueles que quiserem poderão recolher elementos para acrescentar a este kit da turma. Por fim, comunique a próxima atividade e conte com auxílio de outros adultos para conduzir as crianças de volta à sala de referência.

Desdobramentos

Potencialize as descobertas dos bebês distribuindo pelo espaço água, terra e areia, que podem estar em recipientes de diversos tamanhos. Disponibilize estes elementos de modo que os bebê explorem todos os recursos disponíveis na cesta de elementos naturais, concomitantemente aos novos recursos, favorecendo novas descobertas a partir da mistura destes elementos. Realize esta atividade no mesmo local, preferencialmente em um dia de clima agradável.

Outra possibilidade bem interessante é que esses elementos recolhidos no espaço externo e selecionados pelos bebês fiquem na sala de referência em um canto, para que possam brincar em outros momentos.

Engajando as famílias

Revele ou imprima as fotos que retratam o envolvimento de todo o grupo e de cada bebê durante a proposta. Plastifique e deixe que vejam e manipulem estas imagens. Separe alguns fios de barbante, lã, nylon, fitilhos ou outros de sua preferência. Peça aos bebês que, um a um, tragam as fotos para você. Conte a eles que você irá amarrar as fotos em um fio e pendurar em uma árvore para que as famílias possam conhecer a experiência que viveram com os elementos naturais. Escolha uma árvore e amarre esses fios em seus galhos, caso não haja árvores, busque plantas robustas ou use sua criatividade e espalhe as fotografias pelo ambiente onde a proposta foi realizada. Deixe um cartaz próximo a entrada da sua sala informando e convidando as famílias a apreciarem a exposição nos horários de entrada ou saída. Lembre-se de levar os bebês para a exposição.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Bebês :

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01ET02 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01ET03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EO03 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano