14276
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - As crianças e suas danças

POR: Roselaine Pontes de Almeida 30/11/2018
Código: EDI2_09UND01

2º ano / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI02CG03) Explorar formas de deslocamento no espaço (pular, saltar, dançar), combinando movimentos e seguindo orientações.

(EI02CG01) Apropriar-se de gestos e movimentos de sua cultura no cuidado de si e nos jogos e brincadeiras.

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para crianças bem pequenas sobre apropriar-se de movimentos em uma dança

Resumo

ilustracao

Nesta atividade, a professora organiza uma votação para que os pequenos selecionem uma música para dançar.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Esta proposta faz parte de uma sequência de 5 planos. São eles:

As crianças e suas danças

As danças e as culturas

Estações para brincar de dançar

Organizando coreografias

Dançando para os colegas

Faça um levantamento prévio das músicas preferidas das crianças e as anote em cartolinas ou papel kraft..Baixe essas músicas e as salve em um CD ou outro dispositivo. Salve também músicas de diferentes ritmos (clássica, latina/ cubana, batuques/percussão, africana, pop americana etc), que não se restrinjam ao repertório infantil e sugiram diferentes movimentos de dança: mais lentos e suaves, mais rápidos e agitados, ritmados.

Materiais:

Tocador de som

Cartolina ou papel kraft

Canetão

Tesoura

Fita adesiva

Adesivos ou etiquetas (um para cada criança)

Materiais para registro fotográfico e em vídeo (câmera fotográfica ou celular) e escrito (papel/caderno e caneta)

Espaços:

Esta atividade pode ser realizada em ambiente interno (sala do grupo) ou externo (quintal, quadra), desde que seja amplo e tenha espaço suficiente para permitir o deslocamento das crianças. Inicialmente, todo o grupo será organizado em roda. Depois, as crianças devem ficar livres para dançar em pequenos grupos ou individualmente. Ao final, todas voltam para a roda.

Tempo sugerido:

Entre 45 e 60 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. As crianças mostram-se livres e motivadas para explorar o ambiente e dançar? Como utilizam o corpo nessa experiência?

2. Como as crianças interagem e se movimentam durante as danças?Elas combinam movimentos e procuram imitar umas às outras?

3. De que forma as crianças exploram os espaços durante a dança? Como realizam essas escolhas?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. A dança pode ser uma experiência vivida por todas as crianças, respeitando-se toda e qualquer limitação e acolhendo as diferentes formas desse tipo de vivência. Ajude quem apresenta dificuldade em iniciar movimentos ou quem não participa da atividade por timidez ou receio de não conseguir. Incentive as crianças a se ajudarem e respeite as preferências delas na forma como dançam e na escolha de seus parceiros de dança.

O que fazer durante?

1

Convide todo o grupo para sentar em roda com você e conte que hoje a atividade vai ser muito prazerosa, pois vai envolver música e dança. Investigue as experiências das crianças com a dança, perguntando quem gosta de dançar, que tipo de música preferem dançar e se costumam dançar sozinhas ou não e com quem costumam fazer isso.


2

Relembre as crianças sobre o dia em que fizeram a atividade de escrita das músicas preferidas delas num cartaz e mostre-o a elas. Peça ajuda para colarem juntos o cartaz na parede ou em uma superfície plana. Conte que você irá colocar algumas músicas para que elas possam ouvir e dançar, mas que para escolher qual será essa música você propõe uma votação. Pergunte se alguém sabe o que é e como funciona uma votação. Deixe que as crianças falem o que já sabem. Incentive o levantamento de hipóteses e a exposição de opiniões.


3

Explique ao grupo como será a votação: diga que você vai ler novamente o nome de cada uma das músicas anotadas no cartaz e que, ao ler a sua preferida, a criança vai até ao cartaz e faz uma marquinha ou cola algum objeto (um adesivo, uma etiqueta) ao lado do nome dela. Ao final da votação, pergunte às crianças como será possível saber qual música foi a mais votada e as convide a identificar, pela contagem dos votos, qual foi a vencedora.

Possíveis falas do professor neste momento: Crianças, agora que cada uma já escolheu sua música preferida, como podemos saber qual música foi a mais votada? Quem consegue saber qual foi? Como foi possível descobrir isso, apenas olhando para o cartaz? Que tal contarmos juntos quantos votos cada música recebeu?


4

Comunique às crianças que agora você irá colocar a música vencedora da votação para tocar, mas que depois outras músicas também serão tocadas. Convide-as para dançar, cantar ou brincar da forma que ficarem mais à vontade. Deixe-as livres para se expressar como quiserem. Procure não interferir nas formas de manifestação delas. Dance junto se for convidado por elas ou se tiver vontade de fazer isso.


5

Enquanto a música toca, observe e registre as iniciativas e os comportamentos das crianças: se dançam livremente, se realizam movimentos diversos, se imitam o colega, se apenas observam, se fazem de conta que estão tocando algum instrumento, se demonstram alegria e espontaneidade ao se movimentar, se convidam outras crianças para que dancem juntos. A ideia de iniciar com uma música conhecida e escolhida pelas crianças é para trazer um contexto de familiaridade, favorecendo o envolvimento delas com a proposta.

Possíveis ações do professor neste momento: Ao observar a criança que, por qualquer motivo, prefere não se movimentar ao som da música, você pode dançar fazendo movimentos próximos da criança, convidando-a para dançar junto com você. Se mesmo assim ela não se envolver, respeite a vontade dela e convide-a a observar os colegas junto com você.


6

Experimente trocar a música, colocando algumas já selecionadas por você, permitindo que essa mudança interfira no modo como as crianças movimentam o corpo: de forma mais lenta e suave, mais rápido e agitado, ritmado, etc. Observe a reação delas e procure conhecer a forma como elas se expressam pela dança, com uso do corpo e de seus movimentos.


7

Durante a atividade, é possível que algumas crianças não demonstrem envolvimento com a proposta, outras podem ficar cansadas e não querer mais dançar. Nesse caso, respeite o sentimento da criança e permita que ela fique à vontade para parar quando quiser. Você também pode pedir auxílio dela para fotografar os colegas, oferecendo a ela a câmera fotográfica ou o celular para que faça os registros.


Para finalizar:

Conforme o tempo da atividade for acabando, avise a todas que em cinco minutos vocês se reunirão em roda. Aproveite esse momento para colocar músicas mais lentas e dramáticas, que sugiram o tom de finalização da atividade. Passados os cinco minutos, reúna todo o grupo em roda e peça para as crianças contarem como foi a experiência: se a atividade as agradou, se conhecem outras pessoas que gostam de dançar, se é possível dançar sem música, com qualquer música etc. Também é possível pedir para que cada criança mostre um movimento que gostou de fazer durante a proposta ou que você tenha observado. Incentive todas elas a participar desse momento, expressando-se de diferentes formas.

Desdobramentos

Esta mesma atividade pode ser repetida diversas vezes, variando os tipos de músicas propostas e incluindo a utilização de objetos sonoros, para que as crianças dancem e toquem também. Inclua músicas regionais, assim você amplia o repertório cultural das delas. Aproveite para mostrar fotos e vídeos de danças em diferentes culturas.

Engajando as famílias

Comunique às famílias sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido sobre danças e as culturas e proponha que auxiliem as crianças a investigar formas como as pessoas dançam. Comunique que estas descobertas podem ser registradas em forma de desenho, fotos ou em pequenos vídeos, que deverão ser trazidos à escola para apresentações e discussões com os colegas. Caso queiram, os familiares podem informar quais músicas costumam ouvir coms os filhos. Se possível, faça uma coletânea musical com as canções trazidas pelos familiares para ser socializada com as crianças.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autora:  Roselaine Pontes de Almeida

Mentora: Vládia Maria Eulálio Raposo Freire Pires

Especialista do subgrupo etário: Karina Rizek

Sugestão de idade: 3 anos.

Campos de Experiência:  Corpo, gestos e movimentos.

Objetivos e códigos da Base:

(EI02CG01) Apropriar-se de gestos e movimentos de sua cultura no cuidado de si e nos jogos e brincadeiras.

(EI02CG03) Explorar formas de deslocamento no espaço (pular, saltar, dançar), combinando movimentos e seguindo orientações.


Abordagem didática: A dança pode ser um bom ponto de partida para as crianças conhecerem e interagirem com outras culturas, costumes e hábitos. Nesse sentido, vale alternar situações nas quais elas tenham oportunidades de mostrar o que sabem e como fazem, com outras em que observem os colegas para imitá-los ou ainda que possam criar os próprios movimentos e jogos de dança. Elas também podem pesquisar para depois vivenciar, por meio da dança, aspectos das culturas visitadas. São todas ótimas alternativas para garantir experiências de aprendizagens sobre o próprio corpo e a capacidade de expressão pelo movimento.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADE 01

As crianças e suas danças

VOCÊ ESTÁ AQUI

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes