13471
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - Produção e análise textual com foco na segmentação de palavras

POR: Ingrid Da Silva Ramalho 25/11/2018
Código: LPO2_09ATS03

2º ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF02LP08) Segmentar corretamente as palavras ao escrever frases e textos.

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 2º ano do Fundamental sobre produção textual com foco em segmentação de palavras

 

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a terceira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é trabalhar a segmentação de palavras.

Materiais necessários: Quadro ou projetor, giz ou pincel, modelo de atividade disponibilizado, cartazes ou fichas, lápis de escrever.

Dificuldades antecipadas: Como as crianças estão em processo de alfabetização, elas podem ter dificuldades para compreender a segmentação convencional de palavras, portanto, podem surgir fenômenos como hipossegmentação, hipersegmentação ou hipo-hipersegmentação.

Referências sobre o assunto: Fonte: “Programa de formação de professores alfabetizadores”, Telma Weisz, disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Profa/col_3.pdf. Acesso em 30 de julho 2018.

Tempo sugerido: 01 minuto.

Orientações:

1. Projete ou leia o tema da aula para a turma.

Tempo sugerido: 08 minutos

Orientações:

  • Inicie a aula com a turma organizada em duplas, como forma de ganhar tempo. Privilegie a mescla de estudantes com diferentes hipóteses de escrita, de maneira que eles/as possam trabalhar juntos e trocarem hipóteses. Se possível, antes do início da aula, insira uma adivinha popular, sem a resposta, ou projete no quadro, como, por exemplo, “O QUE O GAFANHOTO TEM NA FRENTE E A FORMIGA TEM ATRÁS?”, para despertar a curiosidade das crianças.
  • Antes de iniciar a atividade proposta, questione os/as alunos/as no grande grupo sobre a funcionalidade dos espaços em branco entre as palavras no texto escrito e sobre os sinais de pontuação, fazendo perguntas como, por exemplo, “Por que precisamos deixar espaços em branco entre as palavras em um texto escrito?”, espera-se que as crianças já tenham adquirido alguma noção sobre o tema e exponham que os espaços em branco, assim como os sinais de pontuação, são formas de separar as palavras em um texto escrito, que os espaços em branco e os sinais de pontuação facilitam a leitura, etc. Para isso, você pode chamar a atenção delas para a própria adivinha que está exposta, perguntando, por exemplo, quantas palavras tem nessa adivinha? Como vocês sabem onde começa uma e termina outra palavra?
  • Logo após, focando na adivinha inserida ou projetada no quadro, no caso do exemplo trabalhado aqui, “O QUE O GAFANHOTO TEM NA FRENTE E A FORMIGA TEM ATRÁS?” pergunte se alguém imagina a solução correta e dê um 1 minuto para que as crianças possam pensar e discutir sobre isso.

Materiais complementares:

Fonte: “Adivinhas: brincar com palavras pode ser divertido”, Mariane Ellen da Silva; Ana Maria Ferla da Silva Nunes; Denize Donizete Campos Rizzoto, disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=51321. Acesso em 30 de agosto de 2018.

Orientações:

  • Insira ou projete a resposta correta da adivinha trabalhada, no caso do exemplo sugerido, “A SÍLABA GA”.
  • Ainda com a adivinha escrita ou projetada no quadro, revise a funcionalidade dos espaços em branco entre as palavras e dos sinais de pontuação. Você pode fazer isso de forma que os/as alunos/as revisem o conteúdo aprendido, fazendo perguntas como, por exemplo, “Por que há um espaço em branco aqui?” ou “Por que não há um espaço em branco aqui?” e reforce ou corrija as hipóteses levantadas pelo grande grupo. Rememore, também, a questão da pontuação ressaltando que os sinais de pontuação que aparecem na adivinha exemplificada, têm várias funções, como, por exemplo: a interrogação serve para deixar claro que a frase é uma pergunta, o sinal de dois-pontos aparece para esclarecer a resposta da adivinha e o ponto de exclamação serve para expressar a surpresa da descoberta da solução da adivinha. Explicite que na escrita, se enxerga agrupamentos de letras - as palavras - separados por espaços em branco ou sinais de pontuação, o que não acontece na fala, pois, no texto oral reproduzimos nossas intenções de acordo com a entonação que damos ao pronunciar frases.

Materiais complementares:

Fonte: “Adivinhas: brincar com palavras pode ser divertido”, Mariane Ellen da Silva; Ana Maria Ferla da Silva Nunes; Denize Donizete Campos Rizzoto, disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=51321. Acesso em 30 de agosto de 2018.

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações:

  • Esteja com a turma organizada em duplas, privilegiando a mescla de estudantes com diferentes hipóteses de escrita, de maneira que no momento da correção da transcrição da adivinha favorita do/a colega, eles/as possam trocar conhecimentos. A atividade de transcrição de uma adivinha proposta aqui será majoritariamente individual, mas as crianças deverão trocar conhecimentos, de modo que revisem a adivinha do/a colega da dupla, sugerindo hipóteses corretivas para a segmentação das palavras, por exemplo.
  • Oriente a turma a transcrever suas adivinhas favoritas, de modo que cada estudante seja responsável por apenas uma adivinha, assim, o foco da aula será majoritariamente a segmentação convencional de palavras. Cada aluno/a deverá escrever sua produção textual em uma ficha de papel individual (modelo disponibilizado) entregue pelo/a professor/a. A adivinha deverá ser escrita na frente da ficha e a resposta no verso, de modo que a resposta não fique tão visível para todos/as os/as integrantes da turma. Apenas a dupla saberá as soluções das adivinhas que estão trabalhando. Peça também que seja feito um desenho no verso da folha, algo que tenha relação com a resposta da adivinha transcrita. Aqui você pode utilizar folhas coloridas ou personalizadas, pois cada uma será uma página do livro de adivinhas da turma.
  • Logo após a transcrição das adivinhas, reserve um tempo para que os/as alunos/as façam as possíveis correções das adivinhas do/a colega ao lado. Indique a realização dessa atividade por meio de traços com o lápis de escrever onde as crianças imaginam que ocorrem as segmentações, caso acreditem que o/a colega segmentou de forma errônea alguma parte da produção escrita (no caso da correção da adivinha exemplificada aqui, a correção na frente da ficha deveria ser, |O|QUE|O|GAFANHOTO|TEM|NA|FRENTE|E|A|FORMIGA|TEM|ATRÁS|?|, enquanto a correção no verso da ficha, seria |A| SÍLABA|GA|).
  • Após a finalização das adivinhas pelos/as estudantes, oriente as crianças a circularem pela sala expondo oralmente suas adivinhas, de modo que outros/as estudantes tentem adivinhar suas soluções.

Materiais complementares: Ficha disponibilizada aqui.

Fonte: “Adivinhas: brincar com palavras pode ser divertido”, Mariane Ellen da Silva; Ana Maria Ferla da Silva Nunes; Denize Donizete Campos Rizzoto, disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=51321. Acesso em 30 de agosto de 2018.

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Após o compartilhamento das adivinhas de modo oral pelas crianças, solicite que três estudantes escrevam suas adivinhas no quadro.
  • Solicite a ajuda de outras três crianças para a leitura de cada uma das adivinhas de forma pausada e faça questionamentos como, por exemplo, “Por que há um espaço em branco aqui?”, “Por que não há um espaço em branco aqui?”, “Para que serve esse sinal de pontuação? E aquele?” e reforce ou corrija as hipóteses levantadas pelo grande grupo, comparando, inclusive, com a correção assinalada pelo/a colega no momento da troca das adivinhas. Você pode, por exemplo, solicitar que o/a aluno revisor leia em voz alta duas palavras que estavam aglutinadas e percebeu que deveriam ser separadas pelo espaço em branco ou perguntar se e como o/a colega utilizou os sinais de pontuação.
  • Depois de reforçar ou corrigir as hipóteses dos/as estudantes, retome brevemente o conceito de palavra e a função dos espaços em branco entre elas. Você pode, por exemplo, expor que palavras são pequenas unidades da língua, que em um texto escrito são separadas por espaços em branco ou por sinais de pontuação e que os espaços em branco são úteis para separar essas palavras e facilitar a leitura de um texto, como eles/as mesmos/as já sabem.
  • Pergunte se alguém pode explicar para que servem os sinais de pontuação que aparecem nas adivinhas produzidas (ponto final, vírgula, ponto de interrogação ou ponto de exclamação) e relembre para que servem esses sinais.
  • Depois dessa retomada, pergunte às crianças como foi realizar a atividade: se tiveram dificuldades em transcrever a adivinha, se conseguiram adivinhar facilmente a adivinha que o/a colega trabalhou, se acharam difícil “corrigir” a adivinha dele/a, o que acharam da atividade, entre outras perguntas, visando levantar as impressões das crianças sobre a atividade realizada. Comente, por fim, que as adivinhas serão agrupadas em um livro da turma e eles/as poderão levar para a casa, para fazer essa mesma atividade com a família, amigos/as, etc.
  • Recolha as adivinhas para uma correção minuciosa (após essa correção, se houver necessidade, retome a temática com as crianças que ainda apresentarem dificuldade. Pode-se, também, a cada nova produção, no dia a dia da sala de aula, retomar os conceitos da aula, de modo que as crianças, em todos os momentos de produção, reflitam e estejam atentas à necessidade de deixar os espaços em branco entre as palavras e, dentro do possível, usar a pontuação adequada (já que esse não foi, diretamente, o foco da aula)).
  • Após a correção, você pode, em aula posterior, levar as adivinhas já corrigidas e solicitar que as crianças as reescrevam, enfeitando suas escritas com lápis de cor, giz de cera, canetinhas, etc e montar o livro com a turma.
  • Tenha em mente que para segmentar o texto em palavras, o/a aluno/a deverá articular as referências de palavras que constituiu a partir da fala - baseadas na prosódia - com as obtidas a partir dos textos escritos - conjunto de letras delimitado por espaços em branco e/ou sinais de pontuação. É nessa articulação que se constituem os critérios a serem mobilizados pelo/a estudante nas práticas de leitura e escrita.

Materiais complementares: Ficha disponibilizada aqui.

Este plano de aula foi produzido pelo Time de Autores NOVA ESCOLA
Professor-autor: Ingrid Ramalho
Mentor: Gislaine Magnabosco
Especialista: Tânia Rios

Título da aula: Produção e análise textual com foco na segmentação de palavras

Finalidade da aula: Espera-se que os/as estudantes transcrevam e revisem adivinhas, observando se há uma segmentação adequada entre as palavras, para redigirem frases inteligíveis

Ano: 2º ano do Ensino Fundamental

Objeto(s) do conhecimento: Segmentação de palavras

Prática de linguagem: Análise linguística e semiótica

Habilidade(s) da BNCC: EF02LP08

Sobre esta aula: Esta é a terceira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é trabalhar a segmentação de palavras.

Materiais necessários: Quadro ou projetor, giz ou pincel, modelo de atividade disponibilizado, cartazes ou fichas, lápis de escrever.

Dificuldades antecipadas: Como as crianças estão em processo de alfabetização, elas podem ter dificuldades para compreender a segmentação convencional de palavras, portanto, podem surgir fenômenos como hipossegmentação,  hipersegmentação ou hipo-hipersegmentação.

Referências sobre o assunto: Fonte: “Programa de formação de professores alfabetizadores”, Telma Weisz, disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Profa/col_3.pdf. Acesso em 30 de julho 2018.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DESSA UNIDADE:

AULA 03

Produção e análise textual com foco na segmentação de palavr...

VOCÊ ESTÁ AQUI

AULAS DESSA DISCIPLINA:

1º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

2º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

AULAS RELACIONADAS:

2º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes