Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Blog de Alfabetização

Troque experiências e boas práticas sobre o processo de aquisição da língua escrita.

Três planos de aula para trabalhar o nome próprio na Alfabetização

A temática é recomendada por especialistas para iniciar os trabalhos na alfabetização. Mas como fazer?

POR:
Mara Mansani
Crédito: Getty Images

O ano letivo está prestes a começar, e logo estaremos em nossas salas de aulas, alfabetizando nossas crianças. Mas qual a melhor maneira de iniciarmos a alfabetização? Quais caminhos seguir?

Especialistas e estudiosos da alfabetização, como Emília Ferreiro e Ana Teberosky, nos mostram que o caminho é começar pela exploração dos nomes próprios das crianças, pois o nome é uma referência estável, que evita a ambiguidade de interpretações.

O nome próprio é um modelo significativo pois representa a identidade pessoal, e leva a criança a refletir sobre o uso das letras, a variedade, a quantidade, a posição e ordem que elas ocupam, confrontando suas hipóteses do que pensam sobre a escrita, levando assim à compreensão da escrita convencional e ao entendimento da base alfabética.

Sendo o nome próprio o caminho para iniciarmos a alfabetização, que tipo de atividades podemos fazer para que nossos alunos avancem em seu processo de aprendizagem?

A cada ano letivo, preparo as atividades que envolvem a construção da base alfabética a partir dos nomes próprios, mas esse ano posso contar com os materiais elaborados pelo Time de Autores da Nova Escola, professores que estão em sala de aula e conhecem a realidade da alfabetização, disponíveis para todo o Brasil. Em Língua Portuguesa, é possível encontrar sequências de planos que dão conta de apoiar o trabalho do professor alfabetizador em todo o processo, e eles ainda estão alinhados com as habilidades da BNCC.

Fazendo uma busca nos planos de aula da Nova Escola, encontrei três planos que fazem parte de uma sequência de construção da base alfabética. É um conjunto voltado ao 1º ano com foco em análise linguística e semiótica. Sua finalidade é identificar e construir o próprio nome, dando ênfase na segmentação em sílabas, e na relação entre fonema e grafema. Saiba mais sobre cada um deles:

 

  1. Nome próprio e segmentação em sílabas
    1º ano / Língua Portuguesa / Atividade de sistematização

    Habilidades da BNCC:
    (EF01LP05) Reconhecer o sistema de escrita alfabética como representação dos sons da fala.
    (EF01LP06) Segmentar oralmente palavras em sílabas.

    Nesse plano, a finalidade é identificar e construir o próprio nome, dando ênfase na segmentação em sílabas e na relação fonema grafema.
  2. Nome próprio e segmentação em sílabas
    1º ano / Língua Portuguesa / Atividade de sistematização

    Habilidades da BNCC:
    (EF01LP09) Comparar palavras, identificando semelhanças e diferenças entre sons de sílabas iniciais, mediais e finais

    A finalidade aqui é identificar e construir nomes dos amigos, dando ênfase na segmentação em sílabas e na relação fonema grafema.
  3. Atividade de revisão simplificada: Jogo com nomes (crachás)
    1º ano / Língua Portuguesa / Atividade de sistematização

    Habilidades da BNCC:
    (EF01LP02) Escrever, espontaneamente ou por ditado, palavras e frases de forma alfabética – usando letras/grafemas que representem fonemas

    Nesse plano, a finalidade é escrever o nome de algum amigo, que vai ser sorteado, em um crachá e ler o nome de um amigo em um crachá e relacioná-lo ao dono, sempre observando as sílabas (iniciais, mediais e finais) dentro do propósito do jogo.

Como alfabetizadora, avalio que os planos de aula da Nova Escola têm muita qualidade e conseguem apoiar nosso trabalho com os alunos. E o banco de planos vai muito além dos nomes próprios. Há aulas que envolvem rodas de leitura, rodas de notícia, saraus, atividades diversas de leitura e escrita na alfabetização. Pretendo, durante o ano, aplicar muitos deles em minhas turmas. Mais para a frente, vou fazer um apanhado de planos de outras disciplinas além de Língua Portuguesa que podem ser utilizados com turmas em fase de alfabetização.

Agora é com você, querido professor. Mergulhe nos planos de aula, pesquisa, explore esse material riquíssimo e adote-os em seu planejamento. Depois me conte o que achou.

Um grande abraço a todos e aé a próxima semana,

Mara Mansani

Tags

Guias