13467
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - Atividade prática: Palavras aglutinadas e segmentação de palavras

POR: Ingrid Da Silva Ramalho 25/11/2018
Código: LPO2_09ATS02

2º ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF02LP08) Segmentar corretamente as palavras ao escrever frases e textos.

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 2º ano do Fundamental sobre segmentação de palavras e o uso do espaço em branco

 

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a segunda aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é trabalhar a segmentação de palavras.

Materiais necessários: Quadro ou projetor, giz ou pincel, modelo de atividade disponibilizado, cartazes ou fichas, lápis para colorir.

Dificuldades antecipadas: Como as crianças estão em processo de alfabetização, elas podem ter dificuldades para compreender a segmentação convencional de palavras, portanto, podem surgir fenômenos como hipossegmentação, hipersegmentação ou hipo-hipersegmentação.

Referências sobre o assunto: Fonte: “Programa de formação de professores alfabetizadores”, Telma Weisz, disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Profa/col_3.pdf. Acesso em 30 de julho 2018.

Tempo sugerido: 01 minuto.

Orientações:

1. Projete ou leia o tema da aula para a turma.

Tempo sugerido: 09 minutos.

Orientações:

  • Inicie a aula com a turma organizada em duplas, como forma de ganhar tempo, de modo que os/as estudantes possam interagir entre si e também consigam visualizar o quadro ou a projeção de forma adequada. Privilegie a mescla de estudantes com diferentes hipóteses de escrita, de maneira que eles/as possam trabalhar juntos e trocarem hipóteses. É importante a interação entre as crianças para que elas mesmas sejam sujeitos ativos no processo de aprendizagem.
  • É necessário o conhecimento prévio desse gênero, ainda que não seja de forma aprofundada. Isso pode ser realizado por meio de uma tarefa antecipatória, na qual o/a professor/a pode solicitar às crianças que resgatem em suas memórias ou perguntem aos seus familiares/responsáveis algumas adivinhas, trazendo-as para a sala de aula. Para isso, o/a professor/a pode explicitar um exemplo de adivinha para que os/as alunos/as tenham em mente um modelo prévio do que devem trazer de casa. O/a professor/a pode também trabalhar o gênero previamente em uma aula anterior.
  • O conhecimento prévio das adivinhas trabalhadas nesta aula é importante para que o foco dos/as alunos/as não sejam as respostas das adivinhas, e sim a reflexão da segmentação convencional de palavras e a transcrição de adivinhas aglutinadas de forma adequada. É necessário que o/a professor/a tenha em mãos para esta aula as adivinhas que as crianças trouxeram de casa e/ou tenha conhecimento prévio das adivinhas que elas conhecem, para que possa escolher cinco delas para serem trabalhadas e adaptadas ao modelo de atividade disponibilizado.
  • Questione os/as alunos/as no grande grupo sobre a funcionalidade dos espaços em branco entre as palavras no texto escrito, fazendo perguntas como, por exemplo, “Por que precisamos deixar espaços em branco entre as palavras em um texto escrito?”. Espera-se que as crianças já tenham adquirido alguma noção sobre o tema e exponham que os espaços em branco e os sinais de pontuação são formas de separar as palavras em um texto escrito, que os espaços em branco e os sinais de pontuação facilitam a leitura, que os sinais de pontuação trazem aos textos escritos as entonações da fala, etc.
  • Como forma de resgatar o conhecimento já adquirido pelos/as estudantes sobre a segmentação convencional de palavras, insira no quadro ou em projeção uma adivinha popular já conhecida pela turma com alguns erros de segmentação (como, por exemplo: OQUE TEMNO MEI ODO MAR? RES POSTA: ALETRA A!) e questione os/as alunos/as oralmente sobre a disposição das palavras apresentadas, de modo que eles/as sejam incentivados/as a levantarem hipóteses sobre a forma correta de segmentar a adivinha.
  • Logo após ouvir as hipóteses das crianças, exponha a adivinha da forma adequada no quadro ou em projeção (no caso do exemplo sugerido, O QUE TEM NO MEIO DO MAR? RESPOSTA: A LETRA A!) para que os/as estudantes possam verificar se suas reflexões sobre a segmentação das palavras estavam adequadas.
  • Explicite brevemente o conceito de palavra e a função dos espaços em branco entre elas. Você pode, por exemplo, expor que palavras são pequenas unidades da língua, que em um texto escrito são separadas por espaços em branco ou por sinais de pontuação e que os espaços em branco são úteis para facilitar a leitura de um texto, como eles/as mesmos/as puderam perceber. Você pode, ainda, questioná-los/las quanto à pontuação, verificando o que sabem sobre ela, bem como sua função nos textos. Após ouvi-los/las, faça uma breve explicação, mencionando que os sinais de pontuação que aparecem na adivinha exemplificada, têm várias funções, como, por exemplo: a interrogação serve para deixar claro que a frase é uma pergunta, o sinal de dois-pontos aparece para esclarecer a resposta da adivinha e o ponto de exclamação serve para expressar a surpresa da descoberta da solução da adivinha. Explicite que na escrita, se enxerga agrupamentos de letras - as palavras - separados por espaços em branco ou sinais de pontuação, o que não acontece na fala, pois, no texto oral reproduzimos nossas intenções de acordo com a entonação que damos ao pronunciar frases.

Materiais complementares: Modelos de atividade: Modelo 1; Modelo 2; Modelo 3; Modelo 4; Modelo 5.

Fonte: “Alfabetizando com arte e música”, Elaine Cristine Gonzaga, disponível em http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=8020. Acesso em 29 de agosto de 2018.

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações:

  • Entregue para cada dupla uma adivinha impressa em uma ficha (ver materiais complementares), de modo que duplas próximas geograficamente trabalhem com adivinhas distintas. As adivinhas devem ser apresentadas de forma aglutinada e devem ter sido trazidas pelas crianças na atividade antecipatória sugerida ou já conhecidas por elas, como, por exemplo: 1.TEMCOROAMASNÃOÉREI,TEMESPINHOMASNÃOÉPEIXE?RESPOSTA:ÉOABACAXI!; 2.OQUECAIDEPÉECORREDEITADO?RESPOSTA:ÉACHUVA!; 3.OQUEFICAMOLHADONAHORAQUESECA?RESPOSTA:ÉATOALHA!; 4.OQUEANDACOMOSPÉSNACABEÇA?OPIOLHO! e 5.OQUEAAREIADAPRAIAFALOUPARAOMAR?RESPOSTA:DEIXADEONDA!).
  • Oriente o diálogo entre as duplas para que elas possam discutir sobre a forma correta de segmentação das palavras da adivinha que irão trabalhar. As crianças deverão utilizar lápis de cor azul para marcarem na adivinha (no modelo disponibilizado) os espaços que ficaram faltando entre as palavras. Posteriormente, cada dupla deverá transcrever sua adivinha (no modelo disponibilizado) levando em consideração as marcações feitas.
  • Depois de realizarem essas atividades (marcação da segmentação e transcrição da adivinha segmentada), a/o professor/a trocará as folhas (modelo disponibilizado) das duplas, de modo que cada dupla trabalhe com uma adivinha diferente da que transcreveu, ou seja, com um texto diferente (após a troca, seguirá a realização da segunda etapa do desenvolvimento da aula, onde uma dupla deverá revisar/corrigir a transcrição da adivinha de outra dupla).
  • Após receberem o novo texto, as duplas deverão corrigir a adivinha da outra dupla, indicando suas hipóteses corretivas para a segmentação convencional de palavras realizada pelos/as colegas.
  • Oriente cada dupla a usar lápis de cor amarela para circular, na adivinha transcrita por outra dupla, as palavras incorretas, indicando suas hipóteses corretivas.

Materiais complementares: Modelos de atividade: Modelo 1; Modelo 2; Modelo 3; Modelo 4; Modelo 5.

Fonte: “O que é o que é com respostas”, Educa Mais, disponível em: http://educamais.com/o-que-e-que-e-com-resposta/. Acesso em 29 de agosto de 2018.

Fonte: “Adivinha - Chuva”, Portal da literatura, disponível em: https://www.portaldaliteratura.com/adivinhas.php?id=54. Acesso em 29 de agosto de 2018.

Fonte: “Adivinha - Toalha”, Portal da literatura, disponível em: https://www.portaldaliteratura.com/adivinhas.php?id=219. Acesso em 29 de agosto de 2018.

Fonte: “Adivinha - Piolho”, Portal da literatura, disponível em: https://www.portaldaliteratura.com/adivinhas.php?id=146. Acesso em 29 de agosto de 2018.

Fonte: “Galeria de adivinhas - 49”, Clarissa Gomes, disponível em: http://www.divertudo.com.br/adivinhas49.htm#adv486. Acesso em 29 de agosto de 2018.

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Após marcarem suas hipóteses corretivas, isto é, a forma como avaliaram a segmentação realizada pelos/as colegas, peça para, pelo menos, um/a representante de cada adivinha comentar como foi a atividade realizada (teremos, então, com base nos modelos previstos, 5 compartilhamentos pelo menos, 1 para cada adivinha trabalhada). A intenção do compartilhamento oral não é, necessariamente, corrigir minuciosamente, adivinha por adivinha, mas sim, trabalhar a argumentação/oralidade das crianças ao exporem a forma como avaliaram as frases e o desempenho/sensação ao realizarem tal proposta. O/a professor/a deve mediar as exposições orais, de forma que os/as estudantes tenham como foco exclusivamente os textos das adivinhas trabalhadas e o processo de aprendizagem. Dessa forma, o/a professor/a deve orientar as crianças para que não divulguem os nomes dos/as colegas transcritores, evitando a exposição de membros da turma. Os nomes dos/as estudantes transcritores nas produções são necessários apenas para que o/a professor/a consiga identificar o desempenho individual dos/as estudantes, para que, se necessário, desenvolva com eles/as atividades que melhorem seus aprendizados.
  • Faça alguns questionamentos, como, por exemplo: a) O que vocês (dupla) acharam de realizar essa atividade?; b) Foi fácil avaliar a escrita feita pelos/as colegas?; c) Se sim, por quê acharam fácil?; d) Se não, o que foi difícil? e) Vocês encontraram algum erro na segmentação? Dê um exemplo. f) Por que há um erro aí?
  • Apresente para as crianças as correções finais das adivinhas (no caso dos exemplos sugeridos, 1.TEM COROA MAS NÃO É REI, TEM ESPINHO MAS NÃO É PEIXE? RESPOSTA: É O ABACAXI!; 2.O QUE CAI DE PÉ E CORRE DEITADO? RESPOSTA: É A CHUVA!; 3.O QUE FICA MOLHADO NA HORA QUE SECA? RESPOSTA: É A TOALHA!; 4.O QUE ANDA COM OS PÉS NA CABEÇA? O PIOLHO! e 5.O QUE A AREIA DA PRAIA FALOU PARA O MAR? RESPOSTA: DEIXA DE ONDA!). Isso pode ser feito utilizando um projetor, o quadro ou trazendo previamente as respostas em cartolinas ou faixas de papéis. Ao apresentar as adivinhas, leia uma por uma e enfatize os espaços em branco entre as palavras, indicando sua funcionalidade. Você pode fazer isso de forma que os/as alunos/as revisem o conteúdo aprendido, fazendo perguntas como, por exemplo, “Por que há um espaço em branco aqui?” ou “Por que não há um espaço em branco aqui?” e reforce ou corrija as hipóteses levantadas pelo grupo. Comente, também, sobre a pontuação de cada uma.
  • Depois de reforçar ou corrigir as hipóteses dos/as estudantes, retome brevemente o conceito de palavra, a função dos espaços em branco e dos sinais de pontuação entre elas. Você pode, por exemplo, expor que palavras são pequenas unidades da língua, que em um texto escrito são separadas por espaços em branco ou por sinais de pontuação e que os espaços em branco e os sinais de pontuação são úteis para marcar essa separação das palavras, facilitando a leitura de um texto, como eles/as mesmos/as puderam perceber.
  • Reserve um tempo da aula (2 minutos) para que os/as próprios/as estudantes analisem as respostas corretas, comparando-as com as correções que realizaram. Ressalte que não é necessário realizarem novas correções nos papéis, apenas observarem onde erraram/acertaram. Caso haja tempo, questione se a correção realizada por eles/elas estava próxima ou distante do modelo correto, pedindo exemplos.
  • Faça um fechamento, conversando sobre essa análise final, fazendo perguntas como, por exemplo, “Quais palavras vocês acharam mais difíceis de separar?”, “O que podemos melhorar?”, e recolha as adivinhas para uma correção mais minuciosa.
  • Tenha em mente que para segmentar o texto em palavras, o/a aluno/a deverá articular as referências de palavras que constituiu a partir da fala - baseadas na prosódia - com as obtidas a partir dos textos escritos - conjunto de letras delimitado por espaços em branco e/ou sinais de pontuação. É nessa articulação que se constituem os critérios a serem mobilizados pelo/a estudante nas práticas de leitura e escrita.

Materiais complementares: Modelos de atividade: Modelo 1; Modelo 2; Modelo 3; Modelo 4; Modelo 5.

Fonte: “O que é o que é com respostas”, Educa Mais, disponível em: http://educamais.com/o-que-e-que-e-com-resposta/. Acesso em 29 de agosto de 2018.

Fonte: “Adivinha - Chuva”, Portal da literatura, disponível em: https://www.portaldaliteratura.com/adivinhas.php?id=54. Acesso em 29 de agosto de 2018.

Fonte: “Adivinha - Toalha”, Portal da literatura, disponível em: https://www.portaldaliteratura.com/adivinhas.php?id=219. Acesso em 29 de agosto de 2018.

Fonte: “Adivinha - Piolho”, Portal da literatura, disponível em: https://www.portaldaliteratura.com/adivinhas.php?id=146. Acesso em 29 de agosto de 2018.

Fonte: “Galeria de adivinhas - 49”, Clarissa Gomes, disponível em: http://www.divertudo.com.br/adivinhas49.htm#adv486. Acesso em 29 de agosto de 2018.

Este plano de aula foi produzido pelo Time de Autores NOVA ESCOLA
Professor-autor: Ingrid Ramalho
Mentor: Gislaine Magnabosco
Especialista: Tânia Rios


Título da aula: 
Atividade prática: Palavras aglutinadas e segmentação de palavras

Finalidade da aula: Espera-se que os/as estudantes realizem transcrições de adivinhas populares, segmentando adequadamente as palavras inicialmente apresentadas de forma aglutinada, para compreenderem a função dos espaços em branco na escrita, utilizando-o em suas produções diárias

Ano: 2º ano do Ensino Fundamental

Objeto(s) do conhecimento: Segmentação de palavras

Prática de linguagem: Análise linguística e semiótica

Habilidade(s) da BNCC: EF02LP08

Sobre esta aula: Esta é a segunda aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é trabalhar a segmentação de palavras.

Materiais necessários: Quadro ou projetor, giz ou pincel, modelo de atividade disponibilizado, cartazes ou fichas, lápis para colorir.

Dificuldades antecipadas: Como as crianças estão em processo de alfabetização, elas podem ter dificuldades para compreender a segmentação convencional de palavras, portanto, podem surgir fenômenos como hipossegmentação,  hipersegmentação ou hipo-hipersegmentação.

Referências sobre o assunto: Fonte: “Programa de formação de professores alfabetizadores”, Telma Weisz, disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Profa/col_3.pdf. Acesso em 30 de julho 2018.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DESSA UNIDADE:

AULA 02

Atividade prática: Palavras aglutinadas e segmentação de pal...

VOCÊ ESTÁ AQUI

AULAS DESSA DISCIPLINA:

1º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

2º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

AULAS RELACIONADAS:

2º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes