13381
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Explorando um lugar de brincar

O grupo irá visitar um espaço de brincar perto da escola e investigar as características desse espaço e as brincadeiras que podem fazer nele.

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Fabiana Bechara da Fonseca

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Este plano faz parte de uma sequência de cinco. São eles:

Descobrindo lugares de brincar na região da escola (link)

Explorando um lugar de brincar (link)

Entrevista sobre lugares de brincar no passado (link)

Melhorias no lugar de brincar da região (link)

Planejando ações para o local de brincar (link)

Para a realização da atividade, é preciso que o grupo já tenha iniciado uma conversa sobre lugares de brincar, elaborado uma lista com as opções existentesnos arredores da escola e selecionando um local para investigação.

A proposta pressupõe a autorização das famílias para o deslocamento das turmas. Assim, assegure-se de que todos os procedimentos de segurança estão sendo seguidos, tais como: utilização dos crachás pelas crianças, presença de profissionais de apoio para acompanhar o grupo e outros. Alguns familiares também podem fazer parte da equipe de apoio à segurança das crianças no deslocamento. Essa é uma forma interessante de envolver as famílias em situações cotidianas da escola.

Materiais:

Equipamento para registro audiovisual do percurso percorrido e da investigação realizada. Pranchetas com papéis e lápis, para que as crianças façam registros durante a investigação. Papel grande e canetas, para registro das questões de investigação criado pelo grupo.

Espaços:

A proposta dessa atividade é a realização de uma investigação em um lugar de brincar selecionado, portanto, será uma atividade ao ar livre.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 1 hora e 30 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. As crianças demonstraram envolvimento com a proposta?

2. Como foram estabelecidas as interações das crianças entre si e com os espaços percorridos? O grupo refletiu sobre as ações humanas nos espaços percorridos? Realizou questionamentos sobre as características e condições do espaço?

3. No processo de registro, as crianças revelaram hipóteses e ideias, problematizando e refletindo sobre as condições do espaço?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender ]às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo.

Providencie o suporte necessário para o deslocamento de todos, como outros adultos que possam acompanhar as crianças, de forma a assegurar a qualidade das interações possíveis durante a visita.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Reúna o grupo em uma roda de conversa. Diga que a proposta da saída é para que façam uma investigação. Questione a turma sobre o que é uma investigação. Acolha as experiências trazidas pelas crianças, esclarecendo que uma investigação serve para buscar formas de resolver um problema, responder uma pergunta etc. Se necessário, exemplifique a ideia da investigação associando a profissões como repórter, detetive ou até explorador ou pesquisador.

Possíveis falas do professor: Quem aqui já participou de uma investigação? O que vocês investigaram? Por que resolveram fazer essa investigação? Ah! Então vocês queriam saber como era a casa abandonada. Hoje, nós iremos fazer uma investigação. Iremos investigar sobre os lugares de brincar que existem aqui perto da escola. Lembram-se de que fizemos uma lista desses lugares? Vamos explorar um deles.


2

Uma vez percebendo o envolvimento do grupo com a proposta de investigação, estabeleça os combinados acerca das necessidades específicas para a realização da saída a campo. Como o grupo deve se portar para que a visita ao espaço seja agradável, cuidadosa e cumpra com seu objetivo. Esteja atento aos avisos quanto à segurança de todos durante o percurso.

Ainda na roda de conversa, instigue a pensarem sobre como podem fazer essa investigação, delimitando com as crianças quais serão os focos, guiando a observação do local: como está esse lugar para brincar?Quais tipos de brincadeiras podem ser feitas neste espaço? O que precisa ser melhorado? Ele é acessível a todos? Utilize o papel grande para escrever as ideias trazidas pelo grupo. Aproveite para sinalizar que a turma contará com a possibilidade de fazer registros audiovisuais, individuais ou em pequenos grupos em pranchetas, para que sejam utilizados em outros momentos.

Possíveis falas do professor neste momento: Pessoal, todo investigador planeja sua observação. Primeiro, ele encontra o problema. Nosso problema a gente já tem. Iremos observar se (local escolhido) é um bom local para as crianças brincarem. Depois, ele elabora perguntas para ajudar na investigação. Então precisamos decidir o que vamos olhar sobre esse espaço do brincar. Quais perguntas vamos fazer para pensar se o local é bom ou não para as brincadeiras de crianças?

3

Após o levantamento dos focos de observação, convide o grupo a iniciar a investigação, percorrendo o trajeto até o local selecionado. Diga que você levará as questões anotadas, lendo-as sempre que as crianças sentirem necessidade de relembrar algo.


4

Quando chegarem ao local selecionado, reúna o grupo e retome as questões focos da investigação. Incentive a turma a percorrer livremente o espaço e observar o ambiente e objetos presentes. Lembre-se de realizar o registro da experiência do grupo, seja fotografando ou filmando, a pedido das crianças ou por iniciativa própria. Se possível, deixe que elas também usem os equipamentos de registro. A ida de alguns familiares potencializa essa ação, pois eles podem ceder seus equipamentos fotográficos aos filhos.Estimule as crianças a realizar registros individuais ou coletivos, como desenhos ou anotações com escrita espontânea utilizando as pranchetas e auxiliando, se necessário.

Possíveis falas do professor neste momento: Agora que já chegamos vamos nos lembrar dos pontos que levantamos que são focos da nossa investigação? Agora é hora de explorar, observar e analisar este local de brincar.


5

Observe a dinâmica de exploração do grupo. Assegure-se de que as crianças estão interagindo de forma investigativa com o espaço. Se necessário, estimule o grupo a deslocar-se pelo local, experimentando diferentes pontos de vista. Considere que as crianças poderão se organizar de diferentes formas: individualmente ou em pequenos grupos para realizar a proposta.


6

Quando perceber que as crianças realizaram as observações que respondem aos questionamentos levantados, convide-as para fazer uma brincadeira no espaço. Conte a elas que essa ainda é uma etapa da investigação. Acorde com as crianças sobre o que eles brincarão e proponha o início. Observe e registre a experiência. Perceba que o grupo poderá encontrar dificuldades para experimentar a brincadeira escolhida. Nessa situação, estimule as crianças a refletir sobre os obstáculos encontrados.


7

Sinalize para o grupo quando o tempo da experiência estiver esgotando, para que todos se organizem e encerrem a brincadeira. Reúna a turma e finalize a investigação, voltando para a escola.


Para finalizar:

Ao chegar na escola, reúna o grupo em uma grande roda e faça a partilha das descobertas e observações das crianças. Traga ao contexto os registros realizados por elas durante a investigação, para enriquecer o debate. Retome com a turma as questões levantadas como focos de observação e incentive as crianças a fazerem uma avaliação da investigação realizada, contando quais respostas encontraram. Considere que essas respostas serão problemáticas e que darão continuidade ao processo investigativo da turma. Acolha outras questões que possivelmente as crianças trarão. Combine com elas que você será a escriba do grupo e registrará as percepções delas sobre o espaço. Diga que vocês seguirão fazendo desenhos e análises das fotos para documentar a investigação.

Possíveis falas do professor neste momento: Então, pessoal, o que acharam de nossa investigação? O lugar é bom para brincar? Vamos retomar as perguntas que levantamos antes de ir até lá e ver se nossa observação investigativa consegue respondê-las?

Desdobramentos

Como desdobramento desta atividade, o grupo poderá fazer outros registros sobre a investigação realizada, como desenhos, relatos e documentação com as fotos tiradas (elaborando legendas). Podem, ainda, aproveitar os registros para a elaboração de uma revista, reportagem ou filme.

Engajando as famílias

Incentive o grupo a compartilhar a experiência com as famílias, convidando-as para realizar outras investigações como essa nos outros lugares da lista.Se houver representantes das famílias na visita, eles também podem ser convidados para participar da roda de conversa e compartilhar suas opiniões.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03ET01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03ET02 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano