Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

109

Esportes: veja o glossário das categorias

Na Base, os esportes foram classificados de acordo com os critérios de cooperação, interação com o adversário, desempenho motor e objetivos táticos. A seguir, tire suas dúvidas sobre as denominações que aparecem no documento

Autor: Rita Trevisan

Para a BNCC, é fundamental que os alunos tenham contato com o maior número possível de práticas e suas diversidades. Ilustração: Rita Mayumi/Nova Escola

Uma das seis unidades temáticas propostas pela BNCC de Educação Física é o Esporte, que contempla todas as práticas corporais mais institucionalizadas, com regras formais e comparações de desempenho entre indivíduos ou grupos que competem entre si. Vôlei, basquete, futebol, arco e flecha, beisebol e críquete são algumas das práticas que podem ser tematizadas dentro desta unidade.

Segundo a Base, é fundamental que os alunos tenham contato com o maior número possível de práticas e que todos estejam preparados para acolher a diversidade que elas representam. Por isso, a BNCC apresenta sete categorias de esportes, que, segundo o documento, "possibilita a distribuição das modalidades esportivas (...), privilegiando as ações motoras intrínsecas, reunindo esportes que apresentam exigências motrizes semelhantes no desenvolvimento de suas práticas". Além disso, as modalidades foram classificadas de acordo com os critérios de cooperação, interação com o adversário, desempenho motor e objetivos táticos. Veja quais são: 


Marca    
Os esportes de marca são aqueles que comparam resultados registrados em segundos, metros ou quilos. As modalidades de atletismo são um exemplo: as provas podem ser realizadas com os participantes simultaneamente, como uma corrida, observando aquele que chega primeiro; ou individualmente e comparando a marca, como no caso do salto em distância. 


Precisão
São caracterizados pelo arremesso ou lançamento de um objeto com o objetivo de acertá-lo ou aproximá-lo de um alvo específico, estático ou em movimento. Exemplos são o boliche, a bocha, o arco e flecha e o tiro ao alvo.


Campo e Taco 
Nesses esportes, é preciso rebater a bola lançada pelo adversário o mais longe possível para tentar percorrer o maior número de vezes as bases ou a maior distância entre as bases, enquanto os defensores não recuperam o controle da bola. Incluem modalidades como o beisebol, o softbol e o críquete.


Rede
São caracterizados pelo lançamento ou rebatimento da bola em direção à quadra adversária quando os oponentes não podem devolvê-la da mesma forma. Como exemplo, temos o vôlei e as suas variações, o tênis de campo, o tênis de mesa e a peteca.


Parede
São esportes semelhantes aos de rede, porém, não contam com a utilização desse elemento que divide a quadra. Os participantes posicionam-se de frente a uma parede. Incluem modalidades como o squash, o raquetebol e a pelota basca.


Invasão 

Estão agrupados dessa forma os esportes que trabalham a capacidade de uma equipe introduzir ou levar uma bola (ou outro objeto) a uma meta ou setor da quadra ou do campo defendida pelos adversários (gol, cesta, touchdown etc.), protegendo, simultaneamente, o próprio alvo ou setor do campo. O futebol, o basquete, o rúgbi e o handebol são exemplos desses esportes.


Técnico-combinatório

São modalidades nas quais o importante é a realização técnica do movimento. Este é analisado e comparado aos movimentos realizados por outros e julgado segundo padrões técnicos estabelecidos de acordo com a modalidade. Alguns exemplos são a ginástica artística, a ginástica rítmica, o nado sincronizado, a patinação artística e os saltos ornamentais.


Combate
São as lutas transformadas em esporte. Caracterizam-se pelo enfrentamento de dois adversários no corpo a corpo. Judô, tae kwon do e caratê podem ser incluídos nesse grupo.