10216
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - Enxergando polígonos

Plano de aula de Matemática com atividades para o 6º ano do Fundamental sobre polígonos nos poliedros

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Marcelo Aparecido Casadei

 

Objetivo select-down

Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Marcelo Ap. Casadei

Mentor: Renata S. Gonçalves

Especialista de área: Pricilla Mendes Cerqueira



Habilidade da BNCC

(EF06MA17) - Reconhecer, nomear e comparar polígonos, considerando lados, vértices e ângulos, e classificá-los em regulares e não regulares, tanto em suas representações no plano como em faces de poliedros.



Objetivos específicos

Reconhecer os polígonos regulares ou irregulares em faces de poliedros.

Conceito-chave

Polígonos nos poliedros

Recursos necessários

  • Folha de cartolina;
  • Atividades impressas em folhas;
  • Tesouras;
  • colas.

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientação: Projete ou leia o objetivo para a turma. Argumente sobre a correlação dos temas estudados na Matemática, pois só poderemos compreender o que é complexo se entendermos o mais simples.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.

Material complementar para impressão:

Referências bibliográficas para consulta

Aquecimento select-down

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Você pode projetar as figuras. Mas seria preferível se a escola possui-se os modelos (em madeira), para os alunos manipularem os objetos.

Propósito: Resgatar o conhecimento sobre prismas e pirâmides como introdução ao tema principal.

Aquecimento (continuação) select-down

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Se os alunos responderem triângulos e retângulos, pergunte: E o que são essas figuras?

Converse com os alunos:

  • Quais são as características dos poliedros?

Propósito: Resgatar o conhecimento sobre prismas e pirâmides como introdução ao tema principal.

Atividade principal select-down

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientação: Divida a classe em grupos e explique que irão construir um decaedro. Peça para juntarem as carteiras para facilitar a realização da atividade. Distribua uma cartolina para cada grupo, as 5 folhas (se o professor preferir trabalhar com figuras menores, pode reduzir a planificação, colocando mais figuras por folha) com a figura planificada, tesouras e cola. Atenção, cada grupo deve ter cinco planificações. A cartolina servirá para dar firmeza nos poliedros, mas se o professor considerar que não é preciso, o uso da mesma fica a seu critério.

Converse com a turma:

  • Qual o nome do polígono da planificação?
  • É um polígono regular?
  • Depois de montado esse poliedro terá as características de suas faces?
  • Que tipo de poliedro teremos?

Propósito: Trazer para a aula os conhecimento sobre polígonos, fazendo com que os alunos os percebam como faces dos poliedros que irão ser trabalhados.

Materiais complementares para impressão:

Atividade Principal

Resolução da Atividade Principal

Guia de Intervenção

Atividade principal select-down

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientação: Explique que devem recortar a planificação e colar a mesma na cartolina. Depois que fizerem isso com as cinco planificações, podem recortar da cartolina (no caso do professor ter optado pelo seu uso). Agora é só dobrar e colar as planificações, formando os tetraedros.

Converse com os grupos:

  • Qual a razão desse poliedro se chamar tetraedro?
  • Agora podem montar o “decaedro” usando os tetraedros.

“Não diga que o decaedro é um poliedro com dez faces”. Peça aos alunos para tentarem estabelecer uma comparação com os nomes dos polígonos, para descobrirem quantas faces deve possuir um decaedro.

Os grupos poderão usar a quantidade que quiserem de tetraedros para montarem o decaedro. Os tetraedros serão colados da maneira que os alunos julgarem a melhor para formar o decaedro.

Propósito: Estimular a criatividade do grupo em combinar os tetraedros de tal maneira que formem um decaedro.

Analisando as soluções select-down

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientação: Como a atividade admite várias soluções, peça aos grupos para exporem o decaedro que montaram e que façam a contagem das faces do mesmo para confirmar que ele possui 10. Peça aos alunos que observem com atenção o decaedro que montaram, será que virando ele em outras posições não será possível perceber a imagem de outros polígonos? Apesar de todas as faces do decaedro ser um triângulo regular, se segurarmos o decaedro formado pela combinação de todos os tetraedros perceberemos a forma de um pentágono regular.

Discuta com a turma:

  • Qual foi a principal dificuldade ao realizar a atividade?
  • Usei todos os poliedros?
  • Consigo perceber os polígonos nas faces dos poliedros?
  • Se todas as faces do poliedro forem polígonos regulares, o poliedro também será regular?

Propósito: No momento em que contam as faces dos poliedros conseguem visualizar as mesmas como polígonos. E ao manusear o poliedro a procura de faces de outros polígonos e não encontram, pois ele é formado por tetraedros regulares, demonstra que entenderam que os polígonos serão as faces dos poliedros.

Analisando as soluções (continuação) select-down

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientação: Neste slide temos as possíveis formações realizadas pelos alunos. Se o professor preferir fazer uma projeção, pode pedir que os alunos comparem seus modelos com os apresentados no slide. É interessante que percebam que as cores provavelmente estarão diferentes do slide, o que abrirá novos questionamentos sobre se o poliedro montado pelo grupo deve estar idêntico ao slide ou não para ser considerado “correto”.

Discuta com a turma:

  • Qual foi a principal dificuldade ao realizar a atividade?
  • Usei todos os poliedros?
  • Consigo perceber os polígonos nas faces dos poliedros?
  • Se todas as faces do poliedro forem polígonos regulares, o poliedro também será regular?

Propósito: No momento em que contam as faces dos poliedros conseguem visualizar as mesmas como polígonos. E ao manusear o poliedro a procura de faces de outros polígonos e não encontram, pois ele é formado por tetraedros regulares, demonstra que entenderam que os polígonos serão as faces dos poliedros.

Encerramento select-down

Tempo sugerido: 6 minutos

Orientações: Questione os alunos sobre como são formados os poliedros. Peça para anotarem no caderno as conclusões obtidas durante a aula

Converse como os alunos:

  • O objetivo da aula foi atingido?
  • Conseguimos reconhecer os polígonos nas faces dos poliedros?

Propósito: Fazer com que os alunos compreendam que sem polígonos não existe poliedro. Reconhecer que a face ou a base de qualquer poliedro será um polígono.

Raio X select-down

Tempo previsto: 10 minutos

Orientação: Diga que o exercício deverá ser feito individualmente. Distribua os exercícios impressos e explique que será feito com o objetivo de verificar se conseguem identificar os polígonos nas faces dos poliedros para conseguir realizar os cálculos.

Propósito: Constatar a assimilação do conteúdo pela análise da resolução individual do raio X.

Materiais complementares para impressão:

Atividade de Raio X

Resolução do Raio X

Atividade Complementar

Resolução da Atividade Complementar

Resumo da aula

download Baixar plano

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientação: Projete ou leia o objetivo para a turma. Argumente sobre a correlação dos temas estudados na Matemática, pois só poderemos compreender o que é complexo se entendermos o mais simples.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.

Material complementar para impressão:

Referências bibliográficas para consulta


Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Marcelo Ap. Casadei

Mentor: Renata S. Gonçalves

Especialista de área: Pricilla Mendes Cerqueira



Habilidade da BNCC

(EF06MA17) - Reconhecer, nomear e comparar polígonos, considerando lados, vértices e ângulos, e classificá-los em regulares e não regulares, tanto em suas representações no plano como em faces de poliedros.



Objetivos específicos

Reconhecer os polígonos regulares ou irregulares em faces de poliedros.

Conceito-chave

Polígonos nos poliedros

Recursos necessários

  • Folha de cartolina;
  • Atividades impressas em folhas;
  • Tesouras;
  • colas.

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Você pode projetar as figuras. Mas seria preferível se a escola possui-se os modelos (em madeira), para os alunos manipularem os objetos.

Propósito: Resgatar o conhecimento sobre prismas e pirâmides como introdução ao tema principal.

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Se os alunos responderem triângulos e retângulos, pergunte: E o que são essas figuras?

Converse com os alunos:

  • Quais são as características dos poliedros?

Propósito: Resgatar o conhecimento sobre prismas e pirâmides como introdução ao tema principal.

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientação: Divida a classe em grupos e explique que irão construir um decaedro. Peça para juntarem as carteiras para facilitar a realização da atividade. Distribua uma cartolina para cada grupo, as 5 folhas (se o professor preferir trabalhar com figuras menores, pode reduzir a planificação, colocando mais figuras por folha) com a figura planificada, tesouras e cola. Atenção, cada grupo deve ter cinco planificações. A cartolina servirá para dar firmeza nos poliedros, mas se o professor considerar que não é preciso, o uso da mesma fica a seu critério.

Converse com a turma:

  • Qual o nome do polígono da planificação?
  • É um polígono regular?
  • Depois de montado esse poliedro terá as características de suas faces?
  • Que tipo de poliedro teremos?

Propósito: Trazer para a aula os conhecimento sobre polígonos, fazendo com que os alunos os percebam como faces dos poliedros que irão ser trabalhados.

Materiais complementares para impressão:

Atividade Principal

Resolução da Atividade Principal

Guia de Intervenção

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientação: Explique que devem recortar a planificação e colar a mesma na cartolina. Depois que fizerem isso com as cinco planificações, podem recortar da cartolina (no caso do professor ter optado pelo seu uso). Agora é só dobrar e colar as planificações, formando os tetraedros.

Converse com os grupos:

  • Qual a razão desse poliedro se chamar tetraedro?
  • Agora podem montar o “decaedro” usando os tetraedros.

“Não diga que o decaedro é um poliedro com dez faces”. Peça aos alunos para tentarem estabelecer uma comparação com os nomes dos polígonos, para descobrirem quantas faces deve possuir um decaedro.

Os grupos poderão usar a quantidade que quiserem de tetraedros para montarem o decaedro. Os tetraedros serão colados da maneira que os alunos julgarem a melhor para formar o decaedro.

Propósito: Estimular a criatividade do grupo em combinar os tetraedros de tal maneira que formem um decaedro.

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientação: Como a atividade admite várias soluções, peça aos grupos para exporem o decaedro que montaram e que façam a contagem das faces do mesmo para confirmar que ele possui 10. Peça aos alunos que observem com atenção o decaedro que montaram, será que virando ele em outras posições não será possível perceber a imagem de outros polígonos? Apesar de todas as faces do decaedro ser um triângulo regular, se segurarmos o decaedro formado pela combinação de todos os tetraedros perceberemos a forma de um pentágono regular.

Discuta com a turma:

  • Qual foi a principal dificuldade ao realizar a atividade?
  • Usei todos os poliedros?
  • Consigo perceber os polígonos nas faces dos poliedros?
  • Se todas as faces do poliedro forem polígonos regulares, o poliedro também será regular?

Propósito: No momento em que contam as faces dos poliedros conseguem visualizar as mesmas como polígonos. E ao manusear o poliedro a procura de faces de outros polígonos e não encontram, pois ele é formado por tetraedros regulares, demonstra que entenderam que os polígonos serão as faces dos poliedros.

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientação: Neste slide temos as possíveis formações realizadas pelos alunos. Se o professor preferir fazer uma projeção, pode pedir que os alunos comparem seus modelos com os apresentados no slide. É interessante que percebam que as cores provavelmente estarão diferentes do slide, o que abrirá novos questionamentos sobre se o poliedro montado pelo grupo deve estar idêntico ao slide ou não para ser considerado “correto”.

Discuta com a turma:

  • Qual foi a principal dificuldade ao realizar a atividade?
  • Usei todos os poliedros?
  • Consigo perceber os polígonos nas faces dos poliedros?
  • Se todas as faces do poliedro forem polígonos regulares, o poliedro também será regular?

Propósito: No momento em que contam as faces dos poliedros conseguem visualizar as mesmas como polígonos. E ao manusear o poliedro a procura de faces de outros polígonos e não encontram, pois ele é formado por tetraedros regulares, demonstra que entenderam que os polígonos serão as faces dos poliedros.

Tempo sugerido: 6 minutos

Orientações: Questione os alunos sobre como são formados os poliedros. Peça para anotarem no caderno as conclusões obtidas durante a aula

Converse como os alunos:

  • O objetivo da aula foi atingido?
  • Conseguimos reconhecer os polígonos nas faces dos poliedros?

Propósito: Fazer com que os alunos compreendam que sem polígonos não existe poliedro. Reconhecer que a face ou a base de qualquer poliedro será um polígono.

Tempo previsto: 10 minutos

Orientação: Diga que o exercício deverá ser feito individualmente. Distribua os exercícios impressos e explique que será feito com o objetivo de verificar se conseguem identificar os polígonos nas faces dos poliedros para conseguir realizar os cálculos.

Propósito: Constatar a assimilação do conteúdo pela análise da resolução individual do raio X.

Materiais complementares para impressão:

Atividade de Raio X

Resolução do Raio X

Atividade Complementar

Resolução da Atividade Complementar

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Geometria do 6º ano :

Com o plano de aula sobre geometria os alunos aprendem a associar os vértices de um polígono a pares ordenados no plano cartesiano; identificar e utilizar as propriedades de faces, vértices e arestas de prismas e pirâmides; classificar polígonos quanto ao número de vértices, às medidas de lados e ângulos e ao paralelismo e perpendicularismo dos lados; construir figuras semelhantes por ampliação e redução; construir retas paralelas e perpendiculares, descrever rotações e translações de formas planas.

MAIS AULAS DE Matemática do 6º ano:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Resolução de Problemas em Matemática com Esforço Produtivo

Neste curso, Kátia Smole ensina como estimular o raciocínio matemático dos alunos, por meio de sugestões de atividade, textos com dicas e a realização de uma prática de sala de aula.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Matemática

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano