15981
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Creche - Bebês

Atividade - Mala de surpresas sonoras

Nesta atividade, as crianças vão explorar os barulhos feitos por objetos presentes na cozinha, na secretaria e em outros ambientes da escola

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Tamira Paula Torres Martins

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Antecipe uma mala grande para armazenar as surpresas sonoras, você pode decorá-la e atrair ainda mais a atenção dos bebês. Selecione algumas imagens dos ambientesda escola e, se possível, alguns objetos com possibilidades de produzir sons que o compõem. Antecipe também a gravação dos sons desses locais representados na imagem. Além desses materiais, combine com os responsáveis por cada espaço a visitação da turma, contextualizando a proposta e engajando esses parceiros na organização sem descaracterizá-lo, garantindo a participação de todos eprimando pela segurança dos bebês.

Materiais:

Mala para armazenar as surpresas sonoras, você pode confeccionar uma, veja sugestão neste link.

Fotos ou imagens plastificadas de alguns ambientes e objetos da unidade escolar. Sugestões: secretaria, cozinha, parque, área verde.

Alguns elementos dos ambientes selecionados que emitam sons como:

secretaria: caixinhas com clips lacrada, furadores, teclados de computadores, telefone, campainha, entre outros.

cozinha: colheres, canecas, espremedores, formas, bacias, panelas, entre outros.

área verde: um pote com areia, um saquinho com folhas secas, uma garrafa com pedras, entre outros.

Gravação dos ruídos sonoros dos ambientes: Sugestão: toque de telefone, copiadora, batedeira, liquidificador, vozes e ruídos de crianças brincando, som de pássaros etc.

Máquina fotográfica ou celular para registrar os momentos.

Despertador, de preferência analógico.

Fitas, objetos sonoros e fotos plastificadas para compor a documentação pedagógica de engajamento das famílias, mediante confecção da cortina sonora.

Espaços:

A primeira parte da atividade será realizada na sala, de modo que o espaço favoreça a mobilidade, ou seja, que permita um passeio seu com a mala entre os bebês e viabilize as experiências deles a partir das surpresas sonoras. A segunda parte deve acontecer na cozinha da escola. Combine antes com as responsáveis pelo local e organize um ambiente seguro.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 50 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como as surpresas contidas na mala instigaram os bebês?

2. De que modo os bebês expressa sua reação frente a escuta dos sons: ficam surpresos, eufóricos, rejeitam algum objeto, demonstram preferência por algum material?

3. Ao realizar suas investigações, observe os bebês: é possível notar que eles imitaram adultos ou colegas para vivenciar as atividades propostas? Como?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Considere as singularidades de cada bebê, garanta que todos participem da situação proposta, de modo que possam interagir com os pares e com os materiais disponíveis. Para isso, antecipe os recursos necessários para aqueles que estão na condição de permanecer deitados e aos que se sentam. Também propicie espaços de mobilidade para quem se locomove com independência.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Inicie a proposta passeando com a mala entre os bebês, despertando a atenção de todos. Se sua mala for de rodinha, o próprio som emitido por ela irá atrair a percepção das crianças. Caso sua mala seja de alças, a sugestão é sacudi-la. Observe a reação dos bebês. Se aproxime dos que ainda não andam e também convide aqueles que têm independência motora (engatinham, andam) para chegarem mais perto de você. Permita a aqueles que demonstrarem interesse que toquem a mala, façam tentativas de abri-la, sintam sua textura, observem a cor e o formato delaetc. Conte para os bebês que você separou algumas surpresas para brincar com eles, pergunte quem quer ver o que tem na mala. É importante que sua expressão comunique aos pequenos novidade, expectativa e surpresa!


2

Abra a mala e retire somente as imagens e os objetos que compõem o espaço escolar. Distribua-os sobre um tapete, deixe que os bebês peguem aqueles que lhes aprouver e explorem-nos. Reserve um tempo para a livre exploração. Enquanto realizam suas experiências, aproxime-se dos pequenos grupos ou das duplas que se formaram a partir dos interesse comuns e acrescente mais um elemento às investigações dos bebês: o som! Sendo assim, observe quem está manuseando a imagem da batedeira e pergunte: qual é o som da batedeira? Para elucidar ainda mais o momento, toque em alguma parte da imagem e, a partir dessa ação, coloque o toque da batedeira.

Continue observando e se aproxime de um pequeno grupo que explora as imagens do parque, chegue perto dele, chame a atenção dos pequenos para as crianças brincando e deixe que ouçam as muitas vozes e ruídos de um momento de parque.

Outros estarão encantados com as imagem da área verde da unidade escolar, propicie a eles o som dos pássaros. Realize essas intervenções ao longo da proposta favorecendo a escuta, a curiosidade, a representação do pensamento.

3

Passado algum tempo dessas descobertas sonoras, peça ajuda dos bebês para abrir toda a mala e deixe que peguem os elementos que desejarem. Neste momento você deve favorecer a participação de todos. Distribua alguns objetos para os bebês que não possuem autonomia possam buscá-los. Permita que cada um realize ações exploratórias. Você, ou outro adulto presente, pode potencializar as descobertas dos bebês mediando as ações individuais e em pequenos grupos, atribuindo significado às suas iniciativas, fazendo referência aos lugares em que temos esses utensílios na escola, resgatando sons e imagens da etapa anterior.


4

Continue esta proposta de observação sonora do ambiente, escolha um dos locais apresentado e leve os bebês para observar os sons de seus elementos em lócus. Combine tudo anteriormente com os responsáveis pelo local a ser visitado pelos bebês, pense em uma organização segura e que favoreça a ação de todos. Uma sugestão é organizar as idas dos bebês de modo escalonado, em pequenos grupos. Nesse contexto, pergunte aos pequenos quem gostaria de ir até a cozinha para ouvir de perto o sons observados nas imagens. Observados os interesses, leve (com auxílio de outros adultos da unidade escolar) os bebês que desejam ir até a cozinha, enquanto os bebês muito pequenos e os demais continuam na exploração dos objetos sob os cuidados de outro adulto de referência. Na cozinha, acorde com as cozinheiras para que liguem batedeira ou que ativem outro objetivo sonoro combinado previamente enquanto os bebês exploram o ambiente. Aguce a percepção deles diante dos diversos sons do local. Planeje tempo suficiente para as investigações.


Para finalizar:

Quando todos já estiverem de volta à sala, avise os bebês que a atividade está chegando ao final. Diga que a mala ficará disponível durante toda a semana, para que em outro momento possam interagir com os objetos. Em seguida, peça ajuda para que, dentro de suas competências, guardem os objetos na mala. Enquanto os bebês realizam a ação, conte a eles qual será a próxima atividade.

Desdobramentos

Planeje outras investigações sonoras nos diversos ambientes da escola propostos na atividade realizada, visitando a secretaria, a área verde, o parque, dentre outros, lembrando de realizar intervenções que aguce a percepção sonora dos bebês. Para viabilizar a realização desta proposta é indicado que se explore esses lugares em dias diferentes.

Engajando as famílias

Para compartilhar os momentos mais significativos desta proposta, confeccione uma cortina sonora e a instale na janela ou na porta da cozinha onde foi realizada a proposta. Caso não seja possível, instale a mesma na sala. Para isso, utilize os registros fotográficos e intercale as fotos com copinhos e garrafas pets pequenas contendo grãos ou outros elementos leves utilizados na atividade que possam emitir sons. Convide as famílias para dar uma espiadinha no objeto compartilhado e para brincar com as crianças nos horários de entrada e de saída.


#novaescolaemcasa select-down
Sobre o plano select-down

Compartilhe este conteúdo:

facebook-color pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Bebês :

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01CG03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01TS03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EF05 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Educação Infantil Bebês Crianças bem pequenas Crianças pequenas

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Educação Infantil Matemática Língua Portuguesa Ciências História Geografia Inglês Educação Empreendedora
Baixar plano