15076
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Possibilidades transformadoras: brincadeiras com areia

Nesta atividade, possibilite a realização de misturas de materiais secos e líquidos e permita que as crianças explorem as transformações que acontecem.

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Rozemar Messias Candido dos Santos

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Organize a área externa com o material sugerido. Os elementos naturais podem ser recolhidos anteriormente com as próprias crianças. Prepare as garrafinhas de água usando corantes de várias cores. Faça furinhos nas tampas das garrafas em proporções diferentes, um furo grande, vários furos pequenos.

Materiais:

Elementos da natureza como folhas, gravetos, pedras, areia, dispostos em cestos e/ou caixas abertas; balde com água; garrafinhas de 200 ml com água colorida e sem colorir, utensílios como colheres de diferentes tamanhos e materiais, funis, peneiras, potes de diversos tipos e tamanhos, baldinhos e caminhões tipo caçamba.

Espaços:

Essa é uma proposta de brincadeiras na área externa. Disponha os três cestos com folhas, gravetos e pedras. Ao lado, organize uma bacia ou caixa de areia com os utensílios, potes, baldinhos e caçambas (a areia pode ser disponibilizada em um monte, se preferir). Próximo, deixe um balde com água e as garrafinhas com a água colorida, sem disponibilizá-lo num primeiro momento. Monte um espaço próximo ao grupo com tapetes ou colchonetes para os bebês menores.

Tempo sugerido:

40 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1.O quanto as interações entre as crianças e com os adultos ampliaram suas percepções em relação às transformações propostas com a areia?

2. Como acontecem as descobertas e vivências na área externa, ou seja, a ação, observação, manipulação e experimentação dos elementos naturais misturados com a areia ali presentes?

3. Como a proposta instiga as crianças a ampliarem e perceberem as limitações do seu repertório de movimentos corporais?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Assegure condições para que as crianças participem no momento da realização da proposta. Garanta um espaço seguro para aquelas que sentam com autonomia e espaço de mobilidade para as que engatinham e andam com ou sem autonomia.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Leve todo o grupo de bebês para o espaço externo, explique a proposta e convide para a exploração livre e experimentação dos elementos dispostos ali. Acomode o grupo de bebês menores de maneira confortável (nos tapetes emborrachados ou colchonetes) de forma que possam fazer tentativas de locomoção até os objetos de interesse. Deixe alguns objetos próximos dos tapetes para que eles consigam realizar suas pesquisas exploratórias. Observe e atenda individualmente os bebês, para que tenham oportunidade de se aproximar, caso desejem. Fotografe, faça pequenos vídeos ou breves anotações durante a atividade, terminando o registro escrito após a conclusão.


2

O grupo todo está envolvido na pesquisa exploratória dos elementos da natureza utilizando os corpos e diferentes utensílios. Observe o que está acontecendo, chamando positivamente atenção dos demais bebês quando uma das crianças misturar mais de um elemento. Incentive os bebês a aprofundarem seus experimentos, participando ativamente da brincadeira com eles. Apoie e valide as iniciativas deles evitando ao máximo conduzir a atividade.

Possíveis ações das crianças neste momento: Um bebê se concentra por um tempo tentando encher um pote com areia. Cada vez que a areia cai para fora do pote, ele tenta pegar os grãos com os dedos. Ele repete sua ação diversas vezes, até observar outro bebê usando uma colher para encher seu pote. Nesse momento sorri e balbucia, engatinhando a procura de uma colher para ele.


3

Após as diferentes misturas com meios secos (folha e areia, areia e graveto, graveto e folhas, pedras e folhas etc.), convide o grupo de crianças para fazer a mistura deles com o líquido. Mostre asgarrafas de água colorida e ofereça para o pequeno grupo que está brincando com os utensílios e elementos naturais. Assim que um dos bebês derramar água nos elementos secos, chame atenção do grupo de bebês para a mistura que está acontecendo e convide para observarem a transformação. Destaque diferenças e semelhanças da água colorida e sem cor, quantidade de água derramada de acordo com o tamanho do buraco na garrafa etc. Chame atenção para o fato da areia mudar de cor em contato com a água colorida. Permita que observem e interajam descobrindo mais a respeito das propriedades de cada elemento. Esteja junto, brinque de experimentar a água colorida em contato com sua mão e proponha mãos coloridas para as crianças que desejarem. Proponha que observem juntos a transformação da cor de suas mãos a partir do contato com a água colorida. Experimente com os bebês outras possibilidades a partir de suas ações Sugira novas experiências e apoie as iniciativas. Garanta que participem ativamente e possibilite aos que desejarem misturar os elementos nos potes, mexendo com gravetos/colheres ou transportando água nos baldinhos ou caçamba.


4

Aproxime um balde com água do pequeno grupo que está envolvido na pesquisa com as folhas, gravetos e pedras. Observe suas iniciativas e através delas instigue-os a aprofundarem suas descobertas. Derrame um pouco de água em cima das pedras. Provoque a curiosidade deles com comentários como: "venham ver o que acontece quando jogamos água nas pedras…. e agora, se jogarmos as pedras na água (pausa para aproximação e observação)? Opa… fez barulho… será que as folhas fazem barulho quando caem na água? Quem quer experimentar fazer para ver?”.

Enquanto você realiza essa ação individual ou em pequeno grupo, oportunize que as outras crianças explorem o espaço criando suas próprias brincadeiras e descobertas. É importante que elas tenham liberdade de ir e vir, tocar e experimentar.

Possíveis ações das crianças neste momento: Um bebê vira a cabeça tentando ouvir o barulho da pedra caindo na água, pega um graveto e joga dentro do balde, esticando o pescoço para ver o que aconteceu. Outro bebê põe várias pedras, folhas e gravetos dentro do caminhão caçamba e tenta levá-lo mais perto do balde.


Para finalizar:

Para encerrar a atividade, com 10 minutos de antecedência cante o trecho de uma das músicas que costumam cantar para organizar o espaço. Convide todo grupo de bebês para ajudar na organização dos materiais. Pesquise na internet músicas para este momento, você encontrará várias ideias interessantes! Comunique que, a seguir, vocês retornarão para sala. Deixe a sala organizada para o retorno, disponibilizando livros ou outros brinquedos da preferência dos bebês para aqueles que retornaram brincarem enquanto aguardam a volta dos colegas.

Desdobramentos

Uma variação da atividade é realizar essas transformações integrando os bebês com outra turma de crianças maiores. Você pode encher garrafinhas de 200 ml com areia colorida e outros elementos, como água e óleo, possibilitando que as crianças observem outras formas de transformações. A areia colorida pode ser feita junto com os bebês, acrescentando corante de várias cores.

Engajando as famílias

Convide as famílias a enviarem fotos com os bebês brincando na natureza. Organizem um mural com essas fotos junto com os registros do percurso do grupo ao fazer a pesquisa exploratória das variadas transformações na areia com elementos naturais. Esse mural pode ser exposto para toda a comunidade escolar, comunicando as aprendizagens realizadas.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Bebês :

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01ET03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EO02 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EO03 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano