14932
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Plano de aula - A estrutura do soneto: rima e sonoridade

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 9º ano do Ensino Fundamental sobre reconstrução da textualidade e compreensão dos efeitos de sentidos provocados pelos usos de recursos linguísticos e multissemióticos / Figuras de linguagem.

Plano 05 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Danielle Lima De Vasconcelos

 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é quinta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero soneto e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte do módulo de análise linguística e semiótica.

Materiais necessários: Poemas impressos, projetor ou quadro digital (podem ser também tablets ou um notebook), canetas hidrográficas e/ou lápis de cor.

Informações sobre o gênero: Soneto, poema de forma fixa, com 14 versos, cuja formação mais usual é 4-4-3-3 ou 4-4-4-2. Normalmente o soneto apresenta rimas e suas sílabas poéticas são decassílabos ou versos alexandrinos.

Dificuldades antecipadas: Dificuldade em compreender e perceber a combinação de rimas e recursos como a assonância e a aliteração.

Referências sobre o assunto:

ALVES, José Hélder Pinheiro. Caminhos da abordagem do poema em sala de aula. Graphos. João Pessoa, v. 10, n. 1, 2008 – ISSN 1516-1536. Disponível em: <http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/graphos/article/viewFile/4299/3250>. Acesso em: 17 jul. 2018.

COSTA, Marta Moraes da. Teoria da literatura II. Curitiba: IESDE Brasil, 2008.

Fagner, Zé Ramalho - Fanatismo (Sobre Poema de Florbela Espanca), FagnereZeRamalhoVEVO. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=Wbk5kHlwoRM>. Acesso em: 20 set. 2018.
Florbela Espanca (Fanatismo), Eternas Músicas. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=rh0qvqo-3Ws>. Acesso em: 20 set. 2018.

LIMA, Renira Lisboa de Moura. A forma soneto. Maceió: EdUFAL, 2007.

MASSAUD, Moisés. Dicionário de termos literários. 12 ed. São Paulo: Cultrix, 2004.

SILVA, E.F.; DE JESUS, W.G. Como e por que trabalhar a poesia na sala de aula. Revista Graduando. Nº 2, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www2.uefs.br/dla/graduando/n2/n2.21-34.pdf>. Acesso em: 25 jul. 2018.

TEIXEIRA, Madalena Telles; REIS, Maria Filomena. A Organização do espaço em sala de aula e as suas implicações na aprendizagem cooperativa. Meta: Avaliação | Rio de Janeiro, v. 4, n. 11, p. 162-187, mai./ago. 2012. Disponível em : <http://www.adventista.edu.br/_imagens/area_academica/files/A%20organiza%C3%A7%C3%A3o%20do%20espa%C3%A7o%20em%20sala%20de%20aula.pdf>. Acesso em: 15 ago. 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Instrua os alunos que se organizem em duplas, para favorecer uma troca mais aprofundada e a construção colaborativa.
  • Leia o tema da aula para os alunos, escreva no quadro ou projete a apresentação.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações:

  • Distribua para cada dupla dois sonetos.
  • Questione o que é rima. Após a definição, peça que socializem o que é a sonoridade em um poema. Espera-se que eles consigam definir a rima como a repetição de sons iguais ou semelhantes em textos poéticos e que percebam que nos poemas o som produzido na leitura é harmônico, agradável, melódico.
  • Explique neste momento a relação do som no soneto com a escolha de palavras do poeta, valendo-se de recursos que justamente exploram os sons e a repetição deles (rima) para dar expressividade ao texto e produzir significados. Esses recursos são chamados de figuras de linguagem sonoras.
  • Informe que irá exibir um vídeo com o soneto musicado Fanatismo, de Florbela Espanca, nas vozes de Fagner e Zé Ramalho.
  • As duplas devem acompanhar a música lendo um dos poemas entregues.
  • Após a exibição do vídeo, peça que as duplas identifiquem suas rimas: usando lápis de cor ou canetas hidrográficas, destacando as palavras que rimam com a mesma cor.
  • Cada fileira de duplas deve ser responsável por indicar novas possibilidades de rima para uma das estrofes do soneto. Eles podem anotar na própria folha do soneto. Oriente que a escolha dessas novas palavras não deve ser aleatória, uma vez que é preciso considerar o sentido do texto.
  • Ao final, peça que algumas duplas socializem as substituições feitas.

Materiais complementares: Para acessar os sonetos desta aula, clique aqui.

Para acessar o vídeo sugerido para esta aula, clique aqui.

Consulte aqui a análise das rimas dos sonetos.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

  • Peça que os alunos destaquem as rimas do segundo soneto (Vandalismo), usando mais uma vez lápis de cor ou canetas hidrográficas para destacar as rimas.
  • Projete ou escreva no quadro os tipos de rimas, considerando sua posição na estrofe (combinações):

Posição na estrofe:
Emparelhadas (ou paralelas) - AABB
Alternadas (ou cruzadas) - ABAB
Opostas (ou entrelaçadas) - ABBA

  • Os alunos devem identificar com letras as rimas dos dois sonetos.
  • Solicite que os alunos, baseados nas informações que compartilharam, reconheçam a combinação no soneto analisado, interpretando os efeitos que a combinação gera no texto. As duplas devem verificar se a combinação escolhida foi a mesma em todas as estrofes e socializar os resultados. Espera-se que os alunos percebam que, por exemplo, no poema de Florbela Espanca, a aliteração em /m/ combina com o tom devoto do eu lírico. Já no soneto de Augusto dos Anjos, a assonância em /e/ e a aliteração em /s/ no final das palavras (plural) reforçam a introspecção do eu lírico.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Divida a classe em dois grandes grupos: o primeiro deverá analisar o soneto Fanatismo, o segundo, o soneto Vandalismo, de Augusto dos Anjos.
  • Projete ou escreva no quadro o conceito de assonância e aliteração. Caso julgue necessário, projete um cartaz com um soneto que utilize esses recursos sonoros.
  • Lance um desafio às duplas: peça que analisem se no poema lido foi utilizada uma dessas figuras sonoras, demonstrando os recursos sonoros e sua relação com o texto verbal.
  • Como é um desafio, estabeleça um tempo curto, 5 minutos por exemplo. Projete no quadro um cronômetro digital ou use outro instrumento para controlar o tempo do desafio.
  • Ao final do tempo, escolha alguns alunos para responder. Caso ache pertinente, crie um placar e pontue os acertos, conforme o desempenho das duplas selecionadas.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Exiba a declamação de Eunice Muñoz do soneto Fanatismo.
  • Solicite a leitura em voz alta do soneto, para reforçar a percepção e entendimento dos recursos trabalhados na aula.
  • Finalize pedindo aos alunos que expliquem a importância das rimas, da assonância e da aliteração para a sonoridade nos sonetos e se estas contribuem para sua beleza, ou seja, a harmonia entre ritmo e conteúdo. Espera-se que os alunos utilizem os conceitos trabalhados na aula para ressaltar a relação entre o tema do poema e sua estrutura rítmica.

Materiais complementares: Para acessar o vídeo da declamação, clique aqui.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é quinta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero soneto e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte do módulo de análise linguística e semiótica.

Materiais necessários: Poemas impressos, projetor ou quadro digital (podem ser também tablets ou um notebook), canetas hidrográficas e/ou lápis de cor.

Informações sobre o gênero: Soneto, poema de forma fixa, com 14 versos, cuja formação mais usual é 4-4-3-3 ou 4-4-4-2. Normalmente o soneto apresenta rimas e suas sílabas poéticas são decassílabos ou versos alexandrinos.

Dificuldades antecipadas: Dificuldade em compreender e perceber a combinação de rimas e recursos como a assonância e a aliteração.

Referências sobre o assunto:

ALVES, José Hélder Pinheiro. Caminhos da abordagem do poema em sala de aula. Graphos. João Pessoa, v. 10, n. 1, 2008 – ISSN 1516-1536. Disponível em: <http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/graphos/article/viewFile/4299/3250>. Acesso em: 17 jul. 2018.

COSTA, Marta Moraes da. Teoria da literatura II. Curitiba: IESDE Brasil, 2008.

Fagner, Zé Ramalho - Fanatismo (Sobre Poema de Florbela Espanca), FagnereZeRamalhoVEVO. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=Wbk5kHlwoRM>. Acesso em: 20 set. 2018.
Florbela Espanca (Fanatismo), Eternas Músicas. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=rh0qvqo-3Ws>. Acesso em: 20 set. 2018.

LIMA, Renira Lisboa de Moura. A forma soneto. Maceió: EdUFAL, 2007.

MASSAUD, Moisés. Dicionário de termos literários. 12 ed. São Paulo: Cultrix, 2004.

SILVA, E.F.; DE JESUS, W.G. Como e por que trabalhar a poesia na sala de aula. Revista Graduando. Nº 2, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www2.uefs.br/dla/graduando/n2/n2.21-34.pdf>. Acesso em: 25 jul. 2018.

TEIXEIRA, Madalena Telles; REIS, Maria Filomena. A Organização do espaço em sala de aula e as suas implicações na aprendizagem cooperativa. Meta: Avaliação | Rio de Janeiro, v. 4, n. 11, p. 162-187, mai./ago. 2012. Disponível em : <http://www.adventista.edu.br/_imagens/area_academica/files/A%20organiza%C3%A7%C3%A3o%20do%20espa%C3%A7o%20em%20sala%20de%20aula.pdf>. Acesso em: 15 ago. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Instrua os alunos que se organizem em duplas, para favorecer uma troca mais aprofundada e a construção colaborativa.
  • Leia o tema da aula para os alunos, escreva no quadro ou projete a apresentação.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações:

  • Distribua para cada dupla dois sonetos.
  • Questione o que é rima. Após a definição, peça que socializem o que é a sonoridade em um poema. Espera-se que eles consigam definir a rima como a repetição de sons iguais ou semelhantes em textos poéticos e que percebam que nos poemas o som produzido na leitura é harmônico, agradável, melódico.
  • Explique neste momento a relação do som no soneto com a escolha de palavras do poeta, valendo-se de recursos que justamente exploram os sons e a repetição deles (rima) para dar expressividade ao texto e produzir significados. Esses recursos são chamados de figuras de linguagem sonoras.
  • Informe que irá exibir um vídeo com o soneto musicado Fanatismo, de Florbela Espanca, nas vozes de Fagner e Zé Ramalho.
  • As duplas devem acompanhar a música lendo um dos poemas entregues.
  • Após a exibição do vídeo, peça que as duplas identifiquem suas rimas: usando lápis de cor ou canetas hidrográficas, destacando as palavras que rimam com a mesma cor.
  • Cada fileira de duplas deve ser responsável por indicar novas possibilidades de rima para uma das estrofes do soneto. Eles podem anotar na própria folha do soneto. Oriente que a escolha dessas novas palavras não deve ser aleatória, uma vez que é preciso considerar o sentido do texto.
  • Ao final, peça que algumas duplas socializem as substituições feitas.

Materiais complementares: Para acessar os sonetos desta aula, clique aqui.

Para acessar o vídeo sugerido para esta aula, clique aqui.

Consulte aqui a análise das rimas dos sonetos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

  • Peça que os alunos destaquem as rimas do segundo soneto (Vandalismo), usando mais uma vez lápis de cor ou canetas hidrográficas para destacar as rimas.
  • Projete ou escreva no quadro os tipos de rimas, considerando sua posição na estrofe (combinações):

Posição na estrofe:
Emparelhadas (ou paralelas) - AABB
Alternadas (ou cruzadas) - ABAB
Opostas (ou entrelaçadas) - ABBA

  • Os alunos devem identificar com letras as rimas dos dois sonetos.
  • Solicite que os alunos, baseados nas informações que compartilharam, reconheçam a combinação no soneto analisado, interpretando os efeitos que a combinação gera no texto. As duplas devem verificar se a combinação escolhida foi a mesma em todas as estrofes e socializar os resultados. Espera-se que os alunos percebam que, por exemplo, no poema de Florbela Espanca, a aliteração em /m/ combina com o tom devoto do eu lírico. Já no soneto de Augusto dos Anjos, a assonância em /e/ e a aliteração em /s/ no final das palavras (plural) reforçam a introspecção do eu lírico.
Slide Plano Aula

Orientações:

  • Divida a classe em dois grandes grupos: o primeiro deverá analisar o soneto Fanatismo, o segundo, o soneto Vandalismo, de Augusto dos Anjos.
  • Projete ou escreva no quadro o conceito de assonância e aliteração. Caso julgue necessário, projete um cartaz com um soneto que utilize esses recursos sonoros.
  • Lance um desafio às duplas: peça que analisem se no poema lido foi utilizada uma dessas figuras sonoras, demonstrando os recursos sonoros e sua relação com o texto verbal.
  • Como é um desafio, estabeleça um tempo curto, 5 minutos por exemplo. Projete no quadro um cronômetro digital ou use outro instrumento para controlar o tempo do desafio.
  • Ao final do tempo, escolha alguns alunos para responder. Caso ache pertinente, crie um placar e pontue os acertos, conforme o desempenho das duplas selecionadas.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Exiba a declamação de Eunice Muñoz do soneto Fanatismo.
  • Solicite a leitura em voz alta do soneto, para reforçar a percepção e entendimento dos recursos trabalhados na aula.
  • Finalize pedindo aos alunos que expliquem a importância das rimas, da assonância e da aliteração para a sonoridade nos sonetos e se estas contribuem para sua beleza, ou seja, a harmonia entre ritmo e conteúdo. Espera-se que os alunos utilizem os conceitos trabalhados na aula para ressaltar a relação entre o tema do poema e sua estrutura rítmica.

Materiais complementares: Para acessar o vídeo da declamação, clique aqui.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 9º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 9º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF89LP37 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP48 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano