14859
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Pré Escola - Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Atividade - Retratos do cotidiano

Nesta atividade, as crianças irão apreciar e tirar fotografias que focam nas expressões das pessoas fotografadas.

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Josiane Souza do Porto

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Este plano faz parte de uma sequência de cinco. São eles:

Apreciando Fotografias

Retratos do cotidiano

Como chegamos ao álbum digital

Enquadramento fotográfico 

Partilha de olhares fotográficos

A proposta da atividade é um convite para as crianças registrarem fotografias do cotidiano da escola. É fundamental que você organize uma tabela para registrar o número da máquina fotográfica que a criança utilizará e a sequência das três fotografias que ela registrou, a fim de que, posteriormente, você consiga organizar a curadoria das fotos, atentando-se para a autoria das imagens.

Pesquise nos links abaixo retratos dos fotógrafos David Reeks e Adrian McDonald e selecione duas ou três imagens de cada artista para apresentar ao grupo.

http://territoriodobrincar.com.br/brincadeiras-pelo-brasil/

http://www.criatives.com.br/2015/07/a-pureza-da-infancia-pelas-lentes-de-adrian-mcdonald/

Materiais:

Imprima as imagens selecionadas em folha de sulfite tamanho A3 e se possível plastifique-as ou cole sobre papel cartão, para fiquem firmes. Caso sua escola não conte com equipamento que imprima no tamanho sugerido, considere fazê-las em tamanho A4 ou projetá-las digitalmente, por meio de um projetor. Reserve no mínimo quatro máquinas fotográficas ou tablets para os registros das crianças e uma máquina para você. Lembre-se de levar uma prancheta e caneta para registrar suas observações. Selecione ainda uma atividade e o material, para que, enquanto os pequenos grupos se engajam na fotografia, os demais estejam envolvidos em uma atividade que realizam com autonomia ou com apoio de uma professora auxiliar.

Espaços:

A atividade se iniciará no espaço interno, que pode ser a sala das crianças. Organize-o de modo que seja possível sentar-se em roda com a turma. Preveja também que no decorrer do plano a atividade se desenvolverá por outros ambientes da escola. Contudo, a seleção dos ambientes percorridos dependerá da escolha das crianças, podendo haver variação entre espaço interno e externo. Dessa forma, é importante que combine com elas a logísticas de movimentação e organização do material, para que as crianças que estão envolvidas na atividade que selecionou possam realizar com autonomia.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 1 hora e 20 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

Quais expressões, falas e comentários as crianças revelaram ao receberem a proposta de que, com autonomia, registrassem fotografias?

Quais as maneiras que as crianças encontraram para buscar apoio quando percebiam a necessidade de ajuda?

Quais movimentos corporais as crianças faziam em busca de uma melhor posição para registrarem as fotografias?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Potencialize para que todas as crianças possam participar da experiência de fotografar. Organize os grupos de modo que as crianças que não disponham de muita habilidade com a máquina fotográfica consigam encontrar um colega disponível para oferecer ajuda e apoio.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Convide as crianças para se organizarem em uma roda com você. Conte que hoje você trouxe retratos dos fotógrafos David Reeks e Adrian McDonald, para que elas olhem com atenção, buscando encontrar o que revelam. Circule os retratos entre o grupo e acolha as percepções que as crianças trazem ao se relacionarem com as imagens. Nesse momento, assuma uma postura responsiva frente ao grupo, atentando-se quanto às surpresas e curiosidades que emergem, lançando questões que ampliem as trocas e construções das crianças.

Possíveis falas e ações do professor: Ao acolher uma fala da criança que traz a observação de que o rosto da criança no retrato está feliz, você pode dizer: Mostre para seus colegas! Por que você acha que ela está feliz? Como será que o fotógrafo fez para tirar essa fotografia que te transmite a felicidade da criança?


2

Assim que as imagens já tiverem circulado entre todas as crianças, ainda na roda, investigue junto à elas o que as fotografias têm em comum. Potencialize que percebam as características que trazem de forma a determiná-las como retratos, ou seja, aquelas fotografias com intenção de evidenciar as expressões subjetivas dos sujeitos fotografados. Acolha as ideias das crianças, expressas em comentários ou de outras formas, como, por exemplo, poses fotográficas para contextualizar o conceito de retrato. Considere apoiar-se também nas imagens que organizou, usando-as como exemplos para sua fala.


3

Após a conversa, compartilhe com elas a ideia de experimentarem o papel de fotógrafos, capturando retratos do cotidiano escolar. Caso perceba a necessidade, dialogue com o grupo sobre as formas de uso da máquina fotográfica. Acorde com elas a forma de gestão da atividade, contando que ela acontecerá em grupos de até 8 crianças. Revele que este pequeno grupo vivenciará a atividade em dupla. Cada dupla receberá uma câmera e deverá caminhar pelo espaço escolhido, para que cada criança da dupla registre 3 fotografias. Esclareça que a outra criança da dupla só poderá começar a fotografar quando a primeira finalizar seus três registros. É fundamental que você acorde com elas um tempo para registrarem as fotografias. Preveja que esse tempo dependerá da quantidade de crianças da turma, contudo, sugerimos algo em torno de 10 minutos. Diga ainda que, enquanto um grupo fotografa, os demais estarão engajados em uma atividade que consigam realizar com autonomia, utilizando o material que você separou, e depois farão a troca de atividades.


4

Após os combinados, levante com o grupo quais espaços percorrerão para fotografar. Acorde a escolha de dois ou três, trazendo a necessidade de que sejam frequentados por grupos de crianças ou adultos, pois irão registrar retratos nestes locais.Perceba que as crianças podem escolher fazer retratos de pessoas ou de um grupo. Lembre-as quanto a necessidade de que cada uma registre 3 fotografias. Acolha a ideia das crianças, apoiando suas construções acerca da ideia de registro.Observe se os espaços escolhidos são próximos a algum outro em que você possa organizar a movimentação dos grupos que estarão realizando a atividade com autonomia. Dessa forma, caso não conte com uma professora auxiliar, eles também terão seu apoio para eventuais encaminhamentos. Considere organizar os pequenos grupos da fotografia de acordo com os locais escolhidos para fotografar, facilitando sua observação e registros das relações que as crianças estão estabelecendo na ação de fotografar.


5

Após todos os acordos serem feitos, convide o pequeno grupo para caminhar pelo local escolhido em busca de seus retratos. Leve com você a tabela para anotar a sequência das fotografias registradas pelo grupo e uma máquina fotográfica para capturar as crianças na realização da atividade. Procure não intervir ou mediar este momento. Observe e registre suas impressões e interpretações, tomando notas e fazendo fotografias. Busque focar em quais expressões emergem das crianças nesta relação de busca por imagens. Como elas fazem a escolha do que irão registrar? Como seus corpos se movem em busca das imagens? O que elas mostram ou dizem para seus parceiros de fotografia?


6

Enquanto o pequeno grupo faz os registros, observe o tempo, buscando atender ao combinado. Quando faltarem 3 minutos, sinalize ao grupo com o intuito de que comecem a se organizar e finalizar os retratos. Contudo, seja sensível caso perceba que alguma criança necessita de mais tempo e ajuste de forma que ela possa terminar o registro após os outros grupos finalizarem ou no dia seguinte. Atente-se quanto ao registro em sua tabela da última fotografia que a criança tirou, observando o número que fica registrado na tela da máquina digital, a fim de garantir a autoria dos retratos. Organize a troca de atividades entre os pequenos grupos e siga as mesmas estratégias para o novo grupo que irá fotografar.


7

Quando todos já estiverem finalizado as fotografias, convide as crianças para organizarem o espaço, os brinquedos e as máquinas fotográficas, guardando-as no local acordado. Após a organização, reúna as crianças e investigue junto à elas quais experiências trazem da ação de fotografar. Interaja de forma responsiva, acolhendo as surpresas, curiosidades, desafios, descobertas e encantamentos que emergem no diálogo. Considere oportunizar a ampliação e trocas das expressões do grupo por meio de bons questionamentos. Para isso, você pode recorrer aos registros que coletou ao longo da atividade.

Possíveis falas e ações do professor: Pessoal, como foi fotografar? Eu vi que você precisou se abaixar para registrar a fotografia. Por que precisou fazer isso? E você chegou bem pertinho do rosto do colega para registrá-lo. Chegar mais perto fez alguma diferença?


Para finalizar:

Após a roda de conversa, partilhe com o grupo que haverá um momento para que organizem e partilhem as fotografias que registraram. Em seguida, convide as crianças para a próxima atividade do dia.

Desdobramentos

Você pode utilizar os retratos tirados pelas crianças para montar uma exposição ou organizar um painel em local visível, acolhendo as fotografias dos fotógrafos da escola. Lembre-se de identificar os responsáveis pela fotografia e registre os relatos que colheu durante a vivência para compor a exposição. Considere criar um convite com crianças, para que a comunidade aprecie as produções.

Engajando as famílias

Convide as crianças para escolherem um dos registros fotográficos que fizeram na atividade, a fim de levarem para casa e seus familiares apreciem. Junto à fotografia, escreva uma carta coletiva da turma contando sobre as experiência da vivência.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EO02 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03CG01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano