14831
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Creche / Educação Infantil / Bebês

Atividade - Despertar o prazer dos bebês pelas histórias lidas

Nesta atividade, faça leituras para duplas de crianças e organizem elementos para que eles interajam com a história.

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Bruna Bonfá Terra da Silva

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Selecione alguns livros, disponibilizados na biblioteca da creche ou do acervo pessoal do professor, e os reserve em uma cesta de vime. A sugestão é de escolher livros com narrativas interessantes, que causem surpresa, encantamento, espanto, descoberta e curiosidade nos adultos e nas crianças; livros que ampliem o repertório estético, com elementos de repetição, com histórias rimadas, de contos de acumualção etc. É muito importante que o professor se prepare, ensaiando previamente a história. Na primeira infância, os bebês se fascinam principalmente por temas relacionadas à natureza, a animais e a elementos que fazem parte da sua vivência cotidiana. Livros como Macaco danado, da editora Brinque-Book, e Uma lagarta muito comilona, da editora Callis, são boas sugestões para a atividade. Com a finalidade de demonstrar possibilidades quanto ao desenvolvimento da proposta, utilizaremos para exemplificação o livro Gildo e os amigos no Jardim, da editora Brinque-Book. Sendo assim, disponha de uma meia de cano alto, com um elástico preso a ela, possibilitando contornar a cabeça (igual nariz de palhaço com elástico) para caracterizar a tromba do elefante Gildo. Utilize materiais de fácil acesso e seja criativo para representar personagens, ambientes e contextos da história selecionada.

Materiais:

Tapete confortável, almofadas para dar suporte aos bebês, cesta de vime com alguns livros, uma meia de cano alto com elástico. Câmera fotográfica para os registros de documentação pedagógica.

Espaços:

Selecione um local da sala de referência para colocar o tapete confortável e as almofadas. Disponha a cesta de vime com os livros e o recurso de caracterização no ambiente preparado.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 40 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como os bebês demonstram interesse e participam do momento de leitura de história? Como são as brincadeiras com a história apresentada?

2. De que forma os bebês reagem às ações dos outros bebês e do adulto durante o momento de leitura?

3. Quais são as reações dos bebês ao reconhecerem as imagens da história? Como acontece o processo de imitação da história?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Garanta que todos os bebês participem da proposta sendo motivados a exercitar a imaginação nas brincadeiras com histórias. Favoreça a exploração dos livros e do recurso de caracterização, por meio da manipulação e da descrição desses materiais. Apoie as descobertas e incentive a brincadeira de imitação do ato de ler, de modo que vivenciem a função social dos livros.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Em um local da sala de referência, organize o espaço da atividade viabilizando um ambiente acolhedor para os bebês. Junte-se ao grupo e conte sobre a proposta de brincar por meio da leitura de livros de histórias, despertando a curiosidade deles sobre esse assunto. Permita que os bebês fiquem livres em suas explorações pela sala e planeje a realização da atividade em duplas, dessa forma, o momento de leitura será tranquilo e aconchegante, reforçando o vínculo afetivo entre bebês e professor. Explicite ao grupo que enquanto uma dupla participa da leitura do livro, os outros bebês permanecerão brincando com os elementos de sala, na presença de um outro adulto. Convide uma dupla por vez para se encaminhar ao espaço preparado com a cesta de vime com livros. Perceba se há algum bebê que necessita de ajuda na locomoção e, sendo necessário, auxilie-o. Lembre-se de deixar a câmera fotográfica próxima aos materiais da atividade para conseguir registrar esses momentos.

Possíveis falas do professor neste momento: Olhem só o que eu trouxe para vocês, pessoal! É o livro do Gildo e os amigos no jardim. O que será que acontece nessa história hein? Quem será que é Gildo? E quem são os amigos no jardim? O que vocês imaginam? O professor faz expressão de suspense e continua o questionamento empolgado. Vamos descobrir e nos divertir com essa história?

Possíveis ações da criança neste momento: Os bebês podem sorrir e bater palmas, demonstrando assim, encantamento pela proposta.


2

No espaço delimitado para a atividade, permita aos pequenos a familiarização com os elementos que compõe o ambiente (tapete, almofada e cesta de vime com livros). Acomode os dois bebês bem próximo a você, acolhendo-os no colo ou lado a lado, de modo que eles possam segurar o livro e virar as páginas (quando já conseguem realizar essa ação) ou deite-se junto a eles segurando o livro de forma que consigam visualizar e tocar o objeto. Inicie a leitura do livro com os bebês explorando a capa e apresentando a personagem. Torne-se parte da narrativa utilizando o elemento de caracterização - a meia como tromba do elefante. Coloque-a na frente do seu nariz e depois na frente dos bebês, ampliando o envolvimento deles na proposta e contribuindo para o desenvolvimento das brincadeiras imaginárias. Deixe-os interagir com a tromba do elefante Gildo enquanto você faz a leitura da história.

Possíveis ações da criança neste momento: Os bebês podem demonstrar interesse pela leitura ao pegar o livro e interagir com os elementos de caracterização. Eles podem colocar a meia no próprio rosto ou colocar sobre o amigo ou professor e sorrir, reconhecendo-se como parte da narrativa. Podem pegar e entregar flores para os colegas, afirmando o envolvimento no contexto da história.


3

Mantenha-se próximo dos bebês durante a leitura, olhando nos olhos deles e tocando em suas mãos, por exemplo. Use diferentes entonações de voz e variadas expressões faciais, de acordo com as características do enredo ou da personagem. Gesticule e faça movimentos com os recursos de caracterização (meia de cano alto no nariz e flores na cesta de vime) a fim de contextualizar e de envolver os bebês na história. Pronuncie lentamente as palavras para melhor compreensão da narrativa pelos bebês e faça as pausas necessárias para que eles possam interagir com o momento da leitura. Motive os bebês a apontar e nomear os elementos figurativos das histórias. Incentive a dupla a participar da leitura por meio de balbucios, palavras, gestos, movimentos e brincadeiras de imitação do ato de ler.

Possíveis falas do professor nesse momento: Com o livro aberto, o professor questiona os bebês sobre a ilustração que aparece na página: Olha pessoal, o que tem neste jardim? Quantas flores lindas! De que cores elas são? Cadê o elefante Gildo?

Possíveis ações da criança neste momento: Por estarem encantados com a proposta, os bebês podem apontar e gesticular de acordo com os questionamentos do professor ou podem permanecer observando com atenção a leitura da história para depois interagir.


4

Permita que os bebês explorem o contexto da leitura de modo que possam protagonizar as brincadeiras com histórias. Faça observações e seja flexível para continuar ou interromper o momento da leitura com essa dupla, enquanto o restante do grupo continua envolvido nas brincadeiras e nas interações com os outros elementos da sala, como cortina sensorial, encaixe de sólidos, fantoches, cesto de brinquedos da natureza etc. Esteja atento aos bebês e se eles demonstrarem interesse por algum outro livroda cesta de vime, faça a leitura dele também. Reconheça e valorize toda e qualquer forma de comunicação e expressão. Repita a intervenção com as outras duplas até que todos os bebês participem desse momento de brincar com leituras de histórias. Ao finalizar a atividade, deixe cada dupla livre para se divertir nas brincadeiras espontâneas, fazendo uso dos recursos de caracterização e dos livros, como também dos objetos e brinquedos disponíveis na sala.

Possíveis ações da criança neste momento: Durante a leitura, o bebê pode querer pegar o livro e virar as páginas. Pode também sorrir, balbuciar, bater palmas e imitar as ações do professor ou do colega.


Para finalizar:

Sinalize o encerramento da atividade a cada dupla participante e indique o que será feito posteriormente. A previsibilidade prepara para a transição de momentos e etapas subsequentes. Convide cada dupla para colaborar com a organização dos materiais e reconheça as tentativas de participação. Cante uma música que marque os momentos de arrumação e finalização de atividades, deixando as duplas explorando a sala de referência enquanto organiza o momento seguinte.

Desdobramentos

Nesta faixa etária, os bebês necessitam da repetição para dar continuidade às ações exploratórias e assimilar os conteúdos abordados, desse modo, esta atividade deverá ser realizada diversas vezes durante o ano de forma rotineira. Troque o livro principal e os recursos de caracterização para desenvolver a proposta com outra temática. Faça a brincadeira com leitura de histórias em momentos diferenciados da rotina da creche: conforme os bebês acordam do momento do sono ou terminam a refeição, na ocasião da acolhida ou espera da saída, por exemplo.

Engajando as famílias

Prepare um bilhete em um papel A3 (sulfite, reciclado, pardo, vergé, couché, colorido) contando sobre o desenvolvimento da brincadeira com leitura. Revele como ocorreram as ações e as reações dos bebês na proposta. Escreva de modo a impulsionar o desejo das famílias em promover e participar de situações do brincar por meio de leitura de histórias junto a seus bebês. O bilhete poderá ser feito da maneira que lhe for possível, utilizando materiais disponíveis na creche. Em outro momento, o professor poderá enviar um bilhete para os responsáveis perguntando se em seus lares há livros para bebês. Se a maioria das respostas forem positivas, solicite o envio de uma obra para ser emprestada por um período determinado, a qual será usada apenas para o desenvolvimento deste plano de atividade.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Bruna Silva

Mentor: Adriana Vidaletti

Especialista do subgrupo etário: Ana Teresa Gavião

Campos de Experiência: O eu, o nós e o outro; Corpo, gestos e movimentos; Escuta, fala, pensamento e imaginação.

Objetivos e códigos da Base:

(EI01EF03) Demonstrar interesse ao ouvir histórias lidas ou contadas, observando ilustrações e os movimentos de leitura do adulto-leitor (modo de segurar o portador e de virar as páginas).

(EI01CG03) Imitar gestos e movimentos de outras crianças, adultos e animais.

(EI01EO01) Perceber que suas ações têm efeitos nas outras crianças e nos adultos.

Abordagem didática:  As histórias fazem parte da vida das pessoas; todos temos uma história escrita, falada, contada, da qual nos lembramos com carinho. Os bebês, aos poucos, conforme os professores leem os livros e contam histórias para eles, vão se afeiçoando a determinados personagens, ações e sequências narrativas. É interessante que o docente desperte cada vez mais o interesse do bebê pelas histórias. Isso pode acontecer por meio da encenação, do teatro, da projeção e da confecção de  personagens. É significativo, também, fazer com os bebês a dramatização de histórias, isto é, convidá-los a narrá-las por meio de gestos, movimentos de seu próprio corpo; como uma forma de expressão, de reinterpretação e criação das histórias. Ouvir a mesma história de diversos modos convida o bebê a conhecer outros pontos de vista e diversas linguagens que podem representar uma ideia (linguagem oral, teatral, fotográfica, corporal etc).


Código: EDI1_13UND04

(EI01CG03) Imitar gestos e movimentos de outras crianças, adultos e animais.

(EI01EO01) Perceber que suas ações têm efeitos nas outras crianças e nos adultos.

(EI01EF03) Demonstrar interesse ao ouvir histórias lidas ou contadas, observando ilustrações e os movimentos de leitura do adulto-leitor (modo de segurar o portador e de virar as páginas).

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Bebês:

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes