Como estudar Matemática em clima de Copa do Mundo

Veja como relacionar futebol com geometria e álgebra e contagie a turma!

POR:
Paula Peres

A Copa do Mundo está em plena atividade e na escola não tem como não virar assunto: informações e curiosidades sobre os países que estão competindo, debates sobre a probabilidade do Brasil passar a fase de grupos, qual é o esquema tático desta ou daquela seleção fazem parte da conversa dos alunos e até dos professores. Mas há outras maneiras, menos óbvias, de aproveitar o engajamento que a Copa causa nos estudantes em favor da aprendizagem.

Separamos dois planos de aula que usam o futebol para debater álgebra e geometria com alunos do 5º e do 6º ano do Ensino Fundamental. Vale lembrar que os planos estão alinhados, cada um, com uma habilidade descrita na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Confira a seguir uma explicação sobre o plano e, para abrir todas as atividades, é só clicar no título.

Futebol da divisão por 10, 100 e 1000

Elaborado para o 5º ano do Ensino Fundamental, este plano de aula trabalha a habilidade de “identificar a regularidade presente nas multiplicações ou divisões por 10, 100 e 1000 e expressar a regularidade” observada por escrito da BNCC. O professor precisa de dois dados, alguns feijões ou pedrinhas, tabuleiros e fichas de registro que já são disponibilizados pelo plano de aula.

LEIA MAIS: BNCC e suas competências: Qual aluno queremos formar?

Com esse material em mãos, o plano sugere uma atividade de percurso pelo tabuleiro, que se transforma em um campo de futebol. O jogo deve ser disputado em dupla, um aluno contra o outro.

Os alunos sorteiam a cor do percurso que devem fazer e o divisor que será utilizado na operação: 10, 100 ou 1000. Quem indica o dividendo é o percurso no tabuleiro. Cada operação é registrada na ficha e depois conferida pelo adversário, e faz o gol quem consegue chegar ao final da trajetória acertando todas as operações.

LEIA MAIS: Como usar a Copa do Mundo nas aulas de Matemática

Futebol cartesiano

Este segundo plano, voltado para o 6º ano do Ensino Fundamental, usa os esquemas táticos de times de futebol para trabalhar geometria com a turma. A habilidade da BNCC relacionada pede para “associar pares ordenados de números a pontos do plano cartesiano do 1º quadrante, em situações como a localização dos vértices de um polígono”.

O campo de futebol, dessa vez, se transforma em um plano cartesiano. Os estudantes devem analisar os esquemas de três times europeus e da seleção brasileira de 1970, associar a posição dos jogadores com um par ordenado no plano cartesiano e representar figuras geométricas a partir da ligação entre os pontos de cada esquema.

LEIA MAIS: Qual a probabilidade de elaborar bons planos de aula de Matemática?

No fim, ainda dá tempo de fazer uma brincadeira com os três times europeus, uma espécie de xadrez do futebol: escolher um esquema tático e montá-lo no tabuleiro, uma peça por vez, tentando descobrir qual é o esquema do seu adversário.

Tags

Guias

Tags

Guias