Como ocorre a sublimação?

Estados físicos

POR:
Beatriz Vichessi

Deborah Borges, São Paulo, SP

MUDANÇA NATURAL O iodo é um sólido que sublima em temperatura e pressão ambientes, mas a transformação é lenta. Fotos: Marcelo Kura / Agradecimento Colégio Dante Alighieri
MUDANÇA NATURAL O iodo é um sólido que 
sublima em temperatura e pressão 
ambientes, mas a transformação é lenta. 
Fotos: Marcelo Kura / 
Agradecimento Colégio Dante Alighieri

A passagem do estado sólido para o gasoso se dá quando a pressão do ambiente não é suficiente para frear as partículas atômicas do material e permite que elas atinjam o estado gasoso imediatamente, sem passar pelo líquido. O gelo seco, a naftalina e o iodo (veja a experiência ao lado) são exemplos clássicos que sofrem essa mudança porque sublimam naturalmente, em condições de temperatura e pressão ambientes. Outros sólidos também sublimam. O gelo, por exemplo, passa para o estado gasoso se submetido, em laboratório, a uma pressão de aproximadamente 0,6% da pressão ao nível do mar (cujo valor é 1 atmosfera).

CONSULTORIA Paulo Bedaque, físico e autor de livros didáticos de Ciências.

1 DO SÓLIDO PARA O GASOSO Com o aquecimento, a sublimação é acelerada, o que permite visualizar o processo em poucos segundos

1 DO SÓLIDO PARA O GASOSO Com o aquecimento, a sublimação é acelerada, o que permite visualizar o processo em poucos segundos

2 DO GASOSO PARA O SÓLIDO Ao atingir o vidro de relógio, o iodo em estado gasoso resfria e solidifica, processo também denominado sublimação

2 DO GASOSO PARA O SÓLIDO Ao atingir o vidro de relógio, o iodo em estado gasoso resfria e solidifica, processo também denominado sublimação

 

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias