Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias

Ferramenta do Google ajuda a gerenciar aulas na escola

POR:
Débora Garofalo
Ilustração: Getty Images

Quando pensamos em Inteligência Artificial (AI), logo vem à cabeça o pesadelo da substituição do professor por uma máquina. Nada disso. A implementação de recursos digitais não vai tornar o ser humano obsoleto em sala de aula. Pelo contrário, o professor continuará sendo essencial, pois ele é quem irá mediar esses novos conhecimentos – um papel importantíssimo na diminuição da desigualdade social e no aumento da qualidade de ensino.

LEIA MAIS   Como usar o Twitter em sala de aula

A Inteligência Artificial está em constante avanço, trazendo benefícios à Educação, como ferramentas de colaboração, entre elas o Google Sala de Aula. Parte integrante da plataforma G Suite for Education, esse dispositivo possui um grande potencial de personalizar o ensino, reforçando o trabalho em equipe e o pensamento crítico.

LEIA MAIS   8 passos para levar ferramentas digitais para sala de aula

A ferramenta possibilita a professores e estudantes usufruir de recursos que tornam o processo de aprendizado mais produtivo, integrando celular de forma dinâmica e fomentando a exposição dos conteúdos, organização da rotina escolar e acesso aos materiais didáticos.

Nota: Um estudo organizado pelo IEDE (Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional), com base em dados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA) de 2015 relata que temos no Brasil a segunda pior conectividade entre as escolas participantes do levantamento.

Tela da plataforma Google Sala de Aula    Foto: Reprodução/Google Sala de Aula

Benefícios do Google Sala de Aula
Para ter acesso à plataforma, é importante ter uma conta no Gmail. É um momento oportuno para trabalhar com os estudantes a comunicação e escrita em sua função social, já que eles poderão usar o e-mail posteriormente em suas vidas até para buscar emprego. A ferramenta Google Sala de aula está disponível no canto superior direito, em Ícones.

Criação de turma. A ferramenta permite que criar turmas, nomeando o conteúdo da aula e classificando-o adequadamente, inclusive abrindo turmas com dificuldades no currículo. Através de um código que será gerado, os estudantes localizarão sua turma. Também é possível convidá-los, através do endereço eletrônico (e-mail).

Recursos colaborativos. A tela principal se assemelha a uma rede social, com uma navegação muito intuitiva. É possível fixar comunicados e deixá-los visíveis. Os avisos podem ser acompanhados de links, vídeos e até documentos anexos do próprio Google Drive (sistema de armazenamento em nuvem de imagens, documentos etc, disponível a partir da criação da conta no Gmail).

O professor pode delegar tarefas e trabalhos colaborativos, dos quais todos os alunos podem participar, com direito a buscas na Internet. O docente pode gerenciar o trabalho, acompanhando o empenho e dificuldades dos estudantes.

Avaliações. A ferramenta possibilita o envio de trabalhos e a realização de avaliações com descrições e prazos. Tanto o professor quanto os alunos podem incluir materiais multimídia como vídeos, áudios e links da internet. A tarefa pode ser enviada para mais de uma turma.

Esse recurso promove a construção do diálogo e permite ao professor acompanhar a aprendizagem dos estudantes – e a partir dos resultados tomar as decisões pertinentes. Particularmente, gosto muito de trabalhar esse recurso com os alunos, principalmente em avaliações de rubricas, em que o diálogo dos critérios é importante para o processo.

Recebimento de trabalhos. Para os alunos, o processo é intuitivo e prático. Em uma mesma tela, eles aproveitam os recursos de pesquisa – vídeos, áudios e links – e ao finalizar a atividade, fazem o envio do trabalho.

Organização do material. Outra facilidade é a otimização e organização do material, que são facilmente encontrados em arquivos separados em pastas, com os nomes das turmas. Isso facilita a localização do material e a organização de rotina de estudos.

Comunicação. Um dos maiores benefícios é o despertar dos estudantes para os estudos, além da facilidade da comunicação, trabalho em equipe e amadurecimento do processo colaborativo. Na tela inicial, os estudantes e professores têm acesso à publicação de mensagens e podem direcioná-las a grupos ou pessoas específicas, debater sobre o tema e se aprofundar sobre assuntos estudados.

Para o professor, a plataforma é uma facilitadora do envio de trabalhos e avaliações por meio de mensagens direcionadas, personalizando o ensino e permitindo interação com o processo de construção e aprendizado. O Google Sala de Aula permite uma grande interação entre professores e alunos, com a integração do conteúdo estudado.

E você, querido professor, já utilizou o Google Sala de Aula? Traga suas contribuições, aqui nos comentários.

Um abraço,

 

Débora Denise Dias Garofalo é formada em Letras e Pedagogia e está cursando mestrado em Educação. Ela atua como professora na rede de ensino público em São Paulo.

Tags

Guias

Aprofunde sua leitura

Assuntos Relacionados