19202
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Empreendedora > 1º ano > Unidade

Plano de aula - Por que nos organizamos em roda?

Plano de aula de Educação Empreendedora para Ensino Fundamental 1 sobre Refletir sobre como brincadeiras e situações que envolvem a roda podem auxiliar na criação de espaços de diálogo, no trabalho colaborativo entre pares, na escuta do outro e na tomada

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Aline Soares Silva

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre o plano select-down

Slide Plano Aula

As orientações deste plano não devem ser apresentadas aos alunos, elas apresentam detalhamento das ações e maiores subsídios para que você, professor, possa se organizar melhor para a execução da aula.

Resumo da sequência: Esta sequência é composta por 3 planos. Nela, as crianças serão convidadas a pensar nas atividades em roda para além do brincar. Pretende-se que percebam, por meio das atividades e reflexões propostas, que as vivências, brincadeiras e demais situações em roda são formas de aprendizagem e interação. Pretende-se abordar a ideia da colaboração e coletividade, além da importância da tomada de decisão em grupos. Para isso, a turma vivenciará e refletirá sobre variadas atividades em roda e, posteriormente, realizará, de forma mais autônoma e intencional, uma proposição de atividade em roda.

Sobre este plano: Este plano contempla uma aula de 100 minutos. Ele pode ser realizado em duas aulas de 50 minutos ou em uma aula sequencial de 100 minutos. É indicado que na sequência seja aplicado o plano 2 - A roda como forma de organização e brincadeira. Nesta aula, são propostas uma série de reflexões e vivências que ajudarão a turma a compreender a ideia de cooperação e coletividade, por meio do lúdico e do brincar. Em grupos, os alunos vivenciarão diferentes brincadeiras e situações em que crianças e adultos podem se organizar em roda, identificando a função social dela. Eles deverão decidir e escolher a brincadeira ou situação que mais agrada ao grupo, vivenciá-la e refletir sobre funcionalidade dela nos ambientes da escola.

Esse plano de aula faz parte de uma sequência mais ampla, contemplada por 3 planos de aula. Neles, serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com as habilidades (EF15AR03), (EF12EF01) e (EF01GE02) que constam na BNCC. Como as habilidades devem ser desenvolvidas ao longo de todo o ano, você observará que elas não serão contempladas na totalidade aqui e que as propostas terão continuidade em aulas subsequentes. Além disso, a sequência contempla as seguintes Competências Gerais da Educação Básica previstas na BNCC: 1. Conhecimento e 3. Repertório cultural.

Organização das aulas: Essa sequência pode acontecer no contexto de um único componente ou combinar encontros com outros. Caso seja possível, sugere-se a realização do plano 2 na sequência deste.

Ação prévia: Explore, na aula anterior, algumas cantigas de roda ou converse informalmente sobre quais as brincadeiras de roda os estudantes mais gostam.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: A sequência coloca em pauta a importância da organização do trabalho colaborativo, busca desenvolver a interação entre os pares e autonomia, com intuito de favorecer o exercício de escolhas pelos estudantes. Espera-se que eles compreendam a funcionalidade das rodas como momentos não apenas de lazer, mas de situações que promovem a socialização e integração do grupo e ajudam a lidar com aspectos da coletividade.

Materiais necessários: Tiras de papel colorido para que os alunos façam registros das situações e brincadeiras em roda. Caneta hidrocor. Pequenas bolas, copos de iogurte ou qualquer material de sucata, para que os alunos façam a roda ao som da cantiga de roda “Escravos de Jó”.


Para você saber mais:

É importante reconhecer as diversas formas de manifestações em rodas, percebendo-as como momentos de integração e socialização de grupos. As aulas e vídeos sugeridos trazem maior embasamento e repertório para discutir a função da roda com os grupos.

  • A importância do lúdico através de brincadeiras cantadas na educação infantil no contexto da gestão escolar - Fonte: Monografia de especialização

Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/2612/Lima_Maria_Valrineide_da_Silva.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Acesso em: 02/02/2020

  • Brincadeiras de roda - Fonte: Fundação Basílio

Disponível em: http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content&view=article&id=485&Itemid

Acesso em: 02/02/2020

  • Seleção de cantigas de roda - Fonte: Ouvir música

Disponível em: https://www.ouvirmusica.com.br/cantigas-populares/870903/

Acesso em: 02/02/2020

  • Seleção de letras de músicas para cantar em roda

Disponível em: http://www.alzirazulmira.com/cantigas.htm

Acesso em: 02/02/2020

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

 

Orientações: Acolha o grupo e peça para que se organizem em roda. Combine com eles que o assunto do dia será roda! Garanta que se organizem de forma mais autônoma possível. Os alunos ficarão melhor acomodados assentados no chão. Sente-se junto deles e, de preferência, adotando uma postura parecida, para que assim se sintam mais acolhidos.

Projete, leia ou escreva no quadro a frase apresentada no slide.

É provável que as crianças citem, com frequência, as brincadeiras e jogos que podem ser feitas em roda, mas é importante que percebem que a roda não serve apenas para brincar.

Explore o tema fazendo mais questionamentos.

Peça aos estudantes que olhem para a forma que estão organizados. A partir daí, faça outros questionamentos, como:

  • Nessa forma de organização vocês conseguem ver todos os colegas do grupo?
  • Nos organizamos em roda somente para brincar?
  • A roda pode facilitar o trabalho? Como?
  • Vocês gostam mais de trabalhar em roda ou em fileiras? Por quê?
  • O que você já vivenciou em roda?

Dê oportunidade de fala para todos os estudantes. Indague aqueles que não queiram participar. Valorize todas as respostas dos alunos e auxilie os que não conseguem indicar outra utilidade para a roda que não seja relacionada ao brincar.

Caso ninguém tenha relatado, explore, com o grupo, outras possibilidades de roda para além do brincar. Questione as crianças sobre o propósito da organização do grupo nesta aula.

Imagem disponível em: Banco de imagens Nova Escola

Acesso: 01/03/2020

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Explore, com seu grupo, as brincadeiras antigas, as cantigas de roda, as brincadeiras realizadas na escola e com os amigos. Deixe as crianças mostrarem umas para as outras as brincadeiras de roda que conhecem. Peça que relembrem outras situações de roda que já vivenciaram na escola.

Faça indagações para que os alunos consigam mobilizar ideias e começarem a construir significado para as situações de roda.

Sugestões:

  • Quando vocês se reúnem em roda na escola?
  • Já viram brincadeiras de roda em outros lugares? E fora do Brasil?
  • Já viram situações onde os adultos também se reúnem em rodas?
  • Se adultos também se reúnem em rodas, elas podem ser consideradas apenas brincadeiras de crianças?

Lembre-se que este é um momento para ampliar os significados da roda. Oriente as crianças na compreensão dessas organizações. Explique que a roda é também um espaço de socialização, novas vivências e troca. Conte aos alunos algumas brincadeiras ou situações onde as pessoas se organizam em roda, que você já conheça. Procure contemplar aquelas que não foram ditas pelas crianças.

É preciso que os alunos compreendam como a colaboração é importante na organização de toda atividade em roda. Faça com que a discussão seja ampla, provoque o grupo a perceber os diversos momentos que se organizam em roda.

Exemplos: em uma assembléia em sala, numa reunião comunitária, para cantar, para se divertir, como em jogos de tabuleiro, por exemplo.

O objetivo desse momento é fazer com que os estudantes interajam e percebam, na roda, como situações como esta podem facilitar o contato mais próximo com colegas, as tomadas de decisões e a autonomia. Primeiro, os estudantes devem significar a organização da roda e, na sequência, fazer um levantamento das brincadeiras de roda que mais gostam.

Liste, com o grupo, as brincadeiras de roda descritas por eles.

Entregue tiras de papel para metade do grupo, de forma que se organizem em duplas. Tente auxiliar na escolha dessas duplas, para que o trabalho seja mais produtivo. É importante que pelo menos um integrante da dupla tenha maior domínio da escrita. Peça para que discutam com os pares quais são as brincadeiras e situações de roda que conhecem e mais gostam. Cada dupla poderá registrar uma brincadeira na tira. Esse registro pode ser em forma de escrita ou desenho. Nesse momento, é importante que as duplas discutam e decidam qual a brincadeira mais significativa para ambos. Pode ser necessário auxiliar e mediar os conflitos que surgirem diante da dificuldade de escolha.

É provável que os alunos identifiquem somente as formas de brincar em roda, porém, é importante que se percebam na roda formada e citem essa forma de organização como facilitadora do trabalho em grupo, da interação entre pares e da tomada de decisões. Provoque-os para que percebam a intencionalidade da aula.

Caso os alunos não consigam desvincular a organização da roda do brincar, peça para que olhem uns para os outros e pergunte sobre o que podem ver, o que podem sentir e como enxergam e interagem com os pares. Questione se dessa forma é possível ver e ouvir todo o grupo com mais facilidade.

Questione-os novamente:

- Quando um jogo de futebol vai para os pênaltis, é comum os jogadores se reunirem em roda... o que eles fazem nesse momento?

- Quando jovens se encontram em um espaço público, muitas vezes formam uma roda... para fazer o quê?

- Na hora do recreio, muitos professores fazem uma roda na sala de professores. Para que será?

Quando as duplas definirem a brincadeira/situação em roda, distribua as canetas hidrocor e peça para que os estudantes escrevam em destaque a escolha deles. Sugestão: caixa alta.

Após a finalização do registro, recolha as tiras e deixe-as em local de fácil visibilidade. Elas podem ser coladas em um quadro ou parede.

Como adequar à sua realidade: traga uma brincadeira ou atividade própria de sua cultura ou explore outras diversas. Caso não conte com projetor multimídia, a questão introdutória e questões posteriores podem ser escritas no quadro, em um cartaz ou até mesmo lida para as crianças. É importante que as perguntas sejam refeitas sempre que houver mudança de foco.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Converse com o grupo sobre a brincadeira de roda que será apresentada. Diga que é uma cantiga bem conhecida, mas que tem formas muito diferentes de brincar em cada lugar do Brasil. Pergunte se conhecem a música “Escravos de Jó” e se já fizeram alguma brincadeira com ela.

Projete o slide com a música: “Escravos de Jó”. Caso não tenha projetor multimídia, toque a música em aparelho de som ou cante-a com o grupo. A letra pode ser impressa nos materiais complementares desta aula.

Para projetar a brincadeira para o grupo, sugere-se estes vídeos:

https://www.youtube.com/watch?v=AJCVHKEohAg

https://www.youtube.com/watch?v=iFwV4Q24KbU

Peça aos alunos que se levantem e dêem as mãos. Explique que farão uma roda e uma brincadeira muito popular no Brasil. Diga que esta é uma cantiga de roda bem antiga e que provavelmente os pais deles brincavam quando eram crianças. Há crianças que reconhecerão a cantiga, outras que terão primeiro contato. É importante dizer ao grupo que as brincadeiras de roda fazem parte da cultura do nosso país e integram algumas das tradições populares mais antigas da humanidade. Várias culturas ao redor do mundo brincam em círculos ao som de canções específicas.

Caso algum aluno conheça a canção e o jogo, convide-o para cantar para os colegas e explicar como se joga. Perceba que este é um modo de incentivar o protagonismo dos estudantes.

Caso ninguém conheça, auxilie as crianças na cantiga da música e oriente-as sobre a atividade:

Letra: Escravos de Jó

“Os escravos de Jó

Jogavam caxangá

Tira, põe,

Deixa o Zé Pereira ficar

Guerreiros com guerreiros

Fazem ziguezigue zá

Guerreiros com guerreiros

Fazem ziguezigue zá”.

O que será feito:

Dê para cada criança um objeto: bola, copo de iogurte ou outro material de sucata (conforme indicado nas orientações do plano). Durante toda a música devem estabelecer um ritmo entre as palavras e passar o objeto para o colega do lado. A letra da música traz algumas marcações que sinalizam quando o objeto deve ser passado para os colegas do lado, quando deve ser colocado para o alto e quando deve ficar nas mãos de cada criança. Ajude as crianças a compreenderem a letra da música, como, por exemplo, o que é caxangá? Apoie-os para ganharem destreza nos movimentos e poderem brincar de acelerar também…

Curiosidade sobre caxangá - https://super.abril.com.br/mundo-estranho/o-que-e-o-caxanga-que-os-escravos-de-jo-jogavam/

Finalizada a cantiga, questione o grupo:

  • Em uma atividade como esta, precisamos uns dos outros?
  • Todos colaboraram para que a roda girasse?
  • O que aconteceria se algum colega soltasse as mãos dos pares e/ou parasse de girar?

- Todos gostaram do jogo? Alguém não achou muito legal? Por quê?

- Todos aprenderam no mesmo ritmo ou alguns levaram mais tempo para entender como se joga?

- Quando alguém errou, o que os outros fizeram? Vocês acham que esse foi o melhor modo de apoiar quem errou? Quais outros modos teríamos?

Essas problematizações permitem perceber no grupo os aspectos que permeiam a colaboração, o apoio mútuo na realização das atividades e a importância do grupo para melhor fluência do trabalho.

Nesse momento, é esperado que o grupo compreenda a importância da roda como possibilidade de interação entre os pares e trabalho em conjunto. Reflita com os estudantes sobre como é importante a sintonia do grupo para que a roda funcione perfeitamente.

Como adequar à sua realidade:

Caso não seja possível realizar a projeção, toque a música ou cante com seu grupo.

A letra pode ser impressa nos materiais complementares.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações: Caso tenha fragmentado a aula e retomado em outro momento, retome com o grupo a roda com a cantiga “Escravos de Jó”.

Após a brincadeira de roda e as discussões retome as tiras que estão visíveis para o grupo e peça para pensarem sobre as situações que foram expostas pelos colegas. É provável que muitas situações em roda tenham se repetido, organize-as de modo que os alunos percebam essa recorrência.

Explique para o grupo que agora eles precisam tomar algumas decisões e uma delas é escolher apenas 3 atividades em roda. Repasse as seguintes instruções:

1 - Identifiquem as atividades em roda que mais lhe chamaram a atenção.

Você pode fazer uma votação. As 3 mais votadas serão executadas pelos grupos.

2 - Encontrem os colegas que fizeram a mesma escolha que você.

Neste momento, serão formados 3 grupos com diferentes situações em roda.

3 - Deixem os grupos equilibrados em relação ao número de integrantes.

É importante mediar o trabalho, para que as rodas aconteçam de forma harmônica. Caso os grupos que se identificam se aglomerem em direção à mesma atividade, faça intervenções e reflexões sobre a importância das 3 rodas funcionarem da melhor forma possível.

4 - Discuta com o grupo sobre o porquê de escolherem essa atividade.

Ao final das escolhas, peça que os grupos brinquem e executem a atividade escolhida. Garanta que todos participem e se divirtam.

É importante reconhecer que a interação e colaboração entre os estudantes são elementos muito importantes na Educação Empreendedora. Quanto mais integrado estiver o grupo, melhor será o desenvolvimento das atividades propostas. Neste momento, é importante destacar para os grupos que é imprescindível a participação de cada aluno e que todos são corresponsáveis pela boa execução da atividade.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Peça para os grupos justificarem as escolhas feitas e fazerem uma breve apresentação da situação em roda escolhida. Peça aos demais estudantes que vejam com atenção como os colegas se apresentam e como o grupo interage.

Reflita com o grupo sobre algumas questões já colocadas:

  • Nos organizamos em roda somente para brincar?
  • A roda pode ser coisa séria?
  • O que é preciso para brincar em roda?
  • O que podemos aprender em uma roda?

Perceba se os grupos fizeram escolhas com as quais se identificaram e se as vivenciaram de forma consciente. Sobretudo, é importante que os estudantes se sintam livres diante da escolha e se percebam corresponsáveis por ela. Também é importante que se vejam como integrantes fundamentais no grupo que integraram.

Após a retomada das questões e discussão com o grupo, reflita sobre como é importante brincar e decidir em roda.

Pontue para o grupo que é provável que a escolha não deve ter sido fácil, mas que a interação do grupo foi fundamental para que pudessem executar a atividade de forma mais harmoniosa. Sente-se com os grupos e dê um retorno sobre os pontos fortes em relação à organização e cooperação para a realização da roda. Pontue para o grupo o que pode ser melhorado em relação à colaboração e organização para os próximos momentos de atividades.

Pontos que podem ser discutidos no feedback: organização, cooperação, autonomia e execução da atividade escolhida.

Continuidade da sequência: É indicada a realização do segundo plano de aula desta sequência. Para esta execução, serão necessárias algumas ações e combinados prévios com a turma. Peça às crianças que façam uma curta pesquisa e registrem brincadeiras de roda pelo mundo. Peça também que conversem com os pais e registrem situações em roda que vivenciaram na infância.

Resumo da aula

download Baixar plano

As orientações deste plano não devem ser apresentadas aos alunos, elas apresentam detalhamento das ações e maiores subsídios para que você, professor, possa se organizar melhor para a execução da aula.

Resumo da sequência: Esta sequência é composta por 3 planos. Nela, as crianças serão convidadas a pensar nas atividades em roda para além do brincar. Pretende-se que percebam, por meio das atividades e reflexões propostas, que as vivências, brincadeiras e demais situações em roda são formas de aprendizagem e interação. Pretende-se abordar a ideia da colaboração e coletividade, além da importância da tomada de decisão em grupos. Para isso, a turma vivenciará e refletirá sobre variadas atividades em roda e, posteriormente, realizará, de forma mais autônoma e intencional, uma proposição de atividade em roda.

Sobre este plano: Este plano contempla uma aula de 100 minutos. Ele pode ser realizado em duas aulas de 50 minutos ou em uma aula sequencial de 100 minutos. É indicado que na sequência seja aplicado o plano 2 - A roda como forma de organização e brincadeira. Nesta aula, são propostas uma série de reflexões e vivências que ajudarão a turma a compreender a ideia de cooperação e coletividade, por meio do lúdico e do brincar. Em grupos, os alunos vivenciarão diferentes brincadeiras e situações em que crianças e adultos podem se organizar em roda, identificando a função social dela. Eles deverão decidir e escolher a brincadeira ou situação que mais agrada ao grupo, vivenciá-la e refletir sobre funcionalidade dela nos ambientes da escola.

Esse plano de aula faz parte de uma sequência mais ampla, contemplada por 3 planos de aula. Neles, serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com as habilidades (EF15AR03), (EF12EF01) e (EF01GE02) que constam na BNCC. Como as habilidades devem ser desenvolvidas ao longo de todo o ano, você observará que elas não serão contempladas na totalidade aqui e que as propostas terão continuidade em aulas subsequentes. Além disso, a sequência contempla as seguintes Competências Gerais da Educação Básica previstas na BNCC: 1. Conhecimento e 3. Repertório cultural.

Organização das aulas: Essa sequência pode acontecer no contexto de um único componente ou combinar encontros com outros. Caso seja possível, sugere-se a realização do plano 2 na sequência deste.

Ação prévia: Explore, na aula anterior, algumas cantigas de roda ou converse informalmente sobre quais as brincadeiras de roda os estudantes mais gostam.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: A sequência coloca em pauta a importância da organização do trabalho colaborativo, busca desenvolver a interação entre os pares e autonomia, com intuito de favorecer o exercício de escolhas pelos estudantes. Espera-se que eles compreendam a funcionalidade das rodas como momentos não apenas de lazer, mas de situações que promovem a socialização e integração do grupo e ajudam a lidar com aspectos da coletividade.

Materiais necessários: Tiras de papel colorido para que os alunos façam registros das situações e brincadeiras em roda. Caneta hidrocor. Pequenas bolas, copos de iogurte ou qualquer material de sucata, para que os alunos façam a roda ao som da cantiga de roda “Escravos de Jó”.


Para você saber mais:

É importante reconhecer as diversas formas de manifestações em rodas, percebendo-as como momentos de integração e socialização de grupos. As aulas e vídeos sugeridos trazem maior embasamento e repertório para discutir a função da roda com os grupos.

  • A importância do lúdico através de brincadeiras cantadas na educação infantil no contexto da gestão escolar - Fonte: Monografia de especialização

Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/2612/Lima_Maria_Valrineide_da_Silva.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Acesso em: 02/02/2020

  • Brincadeiras de roda - Fonte: Fundação Basílio

Disponível em: http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content&view=article&id=485&Itemid

Acesso em: 02/02/2020

  • Seleção de cantigas de roda - Fonte: Ouvir música

Disponível em: https://www.ouvirmusica.com.br/cantigas-populares/870903/

Acesso em: 02/02/2020

  • Seleção de letras de músicas para cantar em roda

Disponível em: http://www.alzirazulmira.com/cantigas.htm

Acesso em: 02/02/2020

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

 

Orientações: Acolha o grupo e peça para que se organizem em roda. Combine com eles que o assunto do dia será roda! Garanta que se organizem de forma mais autônoma possível. Os alunos ficarão melhor acomodados assentados no chão. Sente-se junto deles e, de preferência, adotando uma postura parecida, para que assim se sintam mais acolhidos.

Projete, leia ou escreva no quadro a frase apresentada no slide.

É provável que as crianças citem, com frequência, as brincadeiras e jogos que podem ser feitas em roda, mas é importante que percebem que a roda não serve apenas para brincar.

Explore o tema fazendo mais questionamentos.

Peça aos estudantes que olhem para a forma que estão organizados. A partir daí, faça outros questionamentos, como:

  • Nessa forma de organização vocês conseguem ver todos os colegas do grupo?
  • Nos organizamos em roda somente para brincar?
  • A roda pode facilitar o trabalho? Como?
  • Vocês gostam mais de trabalhar em roda ou em fileiras? Por quê?
  • O que você já vivenciou em roda?

Dê oportunidade de fala para todos os estudantes. Indague aqueles que não queiram participar. Valorize todas as respostas dos alunos e auxilie os que não conseguem indicar outra utilidade para a roda que não seja relacionada ao brincar.

Caso ninguém tenha relatado, explore, com o grupo, outras possibilidades de roda para além do brincar. Questione as crianças sobre o propósito da organização do grupo nesta aula.

Imagem disponível em: Banco de imagens Nova Escola

Acesso: 01/03/2020

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Explore, com seu grupo, as brincadeiras antigas, as cantigas de roda, as brincadeiras realizadas na escola e com os amigos. Deixe as crianças mostrarem umas para as outras as brincadeiras de roda que conhecem. Peça que relembrem outras situações de roda que já vivenciaram na escola.

Faça indagações para que os alunos consigam mobilizar ideias e começarem a construir significado para as situações de roda.

Sugestões:

  • Quando vocês se reúnem em roda na escola?
  • Já viram brincadeiras de roda em outros lugares? E fora do Brasil?
  • Já viram situações onde os adultos também se reúnem em rodas?
  • Se adultos também se reúnem em rodas, elas podem ser consideradas apenas brincadeiras de crianças?

Lembre-se que este é um momento para ampliar os significados da roda. Oriente as crianças na compreensão dessas organizações. Explique que a roda é também um espaço de socialização, novas vivências e troca. Conte aos alunos algumas brincadeiras ou situações onde as pessoas se organizam em roda, que você já conheça. Procure contemplar aquelas que não foram ditas pelas crianças.

É preciso que os alunos compreendam como a colaboração é importante na organização de toda atividade em roda. Faça com que a discussão seja ampla, provoque o grupo a perceber os diversos momentos que se organizam em roda.

Exemplos: em uma assembléia em sala, numa reunião comunitária, para cantar, para se divertir, como em jogos de tabuleiro, por exemplo.

O objetivo desse momento é fazer com que os estudantes interajam e percebam, na roda, como situações como esta podem facilitar o contato mais próximo com colegas, as tomadas de decisões e a autonomia. Primeiro, os estudantes devem significar a organização da roda e, na sequência, fazer um levantamento das brincadeiras de roda que mais gostam.

Liste, com o grupo, as brincadeiras de roda descritas por eles.

Entregue tiras de papel para metade do grupo, de forma que se organizem em duplas. Tente auxiliar na escolha dessas duplas, para que o trabalho seja mais produtivo. É importante que pelo menos um integrante da dupla tenha maior domínio da escrita. Peça para que discutam com os pares quais são as brincadeiras e situações de roda que conhecem e mais gostam. Cada dupla poderá registrar uma brincadeira na tira. Esse registro pode ser em forma de escrita ou desenho. Nesse momento, é importante que as duplas discutam e decidam qual a brincadeira mais significativa para ambos. Pode ser necessário auxiliar e mediar os conflitos que surgirem diante da dificuldade de escolha.

É provável que os alunos identifiquem somente as formas de brincar em roda, porém, é importante que se percebam na roda formada e citem essa forma de organização como facilitadora do trabalho em grupo, da interação entre pares e da tomada de decisões. Provoque-os para que percebam a intencionalidade da aula.

Caso os alunos não consigam desvincular a organização da roda do brincar, peça para que olhem uns para os outros e pergunte sobre o que podem ver, o que podem sentir e como enxergam e interagem com os pares. Questione se dessa forma é possível ver e ouvir todo o grupo com mais facilidade.

Questione-os novamente:

- Quando um jogo de futebol vai para os pênaltis, é comum os jogadores se reunirem em roda... o que eles fazem nesse momento?

- Quando jovens se encontram em um espaço público, muitas vezes formam uma roda... para fazer o quê?

- Na hora do recreio, muitos professores fazem uma roda na sala de professores. Para que será?

Quando as duplas definirem a brincadeira/situação em roda, distribua as canetas hidrocor e peça para que os estudantes escrevam em destaque a escolha deles. Sugestão: caixa alta.

Após a finalização do registro, recolha as tiras e deixe-as em local de fácil visibilidade. Elas podem ser coladas em um quadro ou parede.

Como adequar à sua realidade: traga uma brincadeira ou atividade própria de sua cultura ou explore outras diversas. Caso não conte com projetor multimídia, a questão introdutória e questões posteriores podem ser escritas no quadro, em um cartaz ou até mesmo lida para as crianças. É importante que as perguntas sejam refeitas sempre que houver mudança de foco.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Converse com o grupo sobre a brincadeira de roda que será apresentada. Diga que é uma cantiga bem conhecida, mas que tem formas muito diferentes de brincar em cada lugar do Brasil. Pergunte se conhecem a música “Escravos de Jó” e se já fizeram alguma brincadeira com ela.

Projete o slide com a música: “Escravos de Jó”. Caso não tenha projetor multimídia, toque a música em aparelho de som ou cante-a com o grupo. A letra pode ser impressa nos materiais complementares desta aula.

Para projetar a brincadeira para o grupo, sugere-se estes vídeos:

https://www.youtube.com/watch?v=AJCVHKEohAg

https://www.youtube.com/watch?v=iFwV4Q24KbU

Peça aos alunos que se levantem e dêem as mãos. Explique que farão uma roda e uma brincadeira muito popular no Brasil. Diga que esta é uma cantiga de roda bem antiga e que provavelmente os pais deles brincavam quando eram crianças. Há crianças que reconhecerão a cantiga, outras que terão primeiro contato. É importante dizer ao grupo que as brincadeiras de roda fazem parte da cultura do nosso país e integram algumas das tradições populares mais antigas da humanidade. Várias culturas ao redor do mundo brincam em círculos ao som de canções específicas.

Caso algum aluno conheça a canção e o jogo, convide-o para cantar para os colegas e explicar como se joga. Perceba que este é um modo de incentivar o protagonismo dos estudantes.

Caso ninguém conheça, auxilie as crianças na cantiga da música e oriente-as sobre a atividade:

Letra: Escravos de Jó

“Os escravos de Jó

Jogavam caxangá

Tira, põe,

Deixa o Zé Pereira ficar

Guerreiros com guerreiros

Fazem ziguezigue zá

Guerreiros com guerreiros

Fazem ziguezigue zá”.

O que será feito:

Dê para cada criança um objeto: bola, copo de iogurte ou outro material de sucata (conforme indicado nas orientações do plano). Durante toda a música devem estabelecer um ritmo entre as palavras e passar o objeto para o colega do lado. A letra da música traz algumas marcações que sinalizam quando o objeto deve ser passado para os colegas do lado, quando deve ser colocado para o alto e quando deve ficar nas mãos de cada criança. Ajude as crianças a compreenderem a letra da música, como, por exemplo, o que é caxangá? Apoie-os para ganharem destreza nos movimentos e poderem brincar de acelerar também…

Curiosidade sobre caxangá - https://super.abril.com.br/mundo-estranho/o-que-e-o-caxanga-que-os-escravos-de-jo-jogavam/

Finalizada a cantiga, questione o grupo:

  • Em uma atividade como esta, precisamos uns dos outros?
  • Todos colaboraram para que a roda girasse?
  • O que aconteceria se algum colega soltasse as mãos dos pares e/ou parasse de girar?

- Todos gostaram do jogo? Alguém não achou muito legal? Por quê?

- Todos aprenderam no mesmo ritmo ou alguns levaram mais tempo para entender como se joga?

- Quando alguém errou, o que os outros fizeram? Vocês acham que esse foi o melhor modo de apoiar quem errou? Quais outros modos teríamos?

Essas problematizações permitem perceber no grupo os aspectos que permeiam a colaboração, o apoio mútuo na realização das atividades e a importância do grupo para melhor fluência do trabalho.

Nesse momento, é esperado que o grupo compreenda a importância da roda como possibilidade de interação entre os pares e trabalho em conjunto. Reflita com os estudantes sobre como é importante a sintonia do grupo para que a roda funcione perfeitamente.

Como adequar à sua realidade:

Caso não seja possível realizar a projeção, toque a música ou cante com seu grupo.

A letra pode ser impressa nos materiais complementares.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações: Caso tenha fragmentado a aula e retomado em outro momento, retome com o grupo a roda com a cantiga “Escravos de Jó”.

Após a brincadeira de roda e as discussões retome as tiras que estão visíveis para o grupo e peça para pensarem sobre as situações que foram expostas pelos colegas. É provável que muitas situações em roda tenham se repetido, organize-as de modo que os alunos percebam essa recorrência.

Explique para o grupo que agora eles precisam tomar algumas decisões e uma delas é escolher apenas 3 atividades em roda. Repasse as seguintes instruções:

1 - Identifiquem as atividades em roda que mais lhe chamaram a atenção.

Você pode fazer uma votação. As 3 mais votadas serão executadas pelos grupos.

2 - Encontrem os colegas que fizeram a mesma escolha que você.

Neste momento, serão formados 3 grupos com diferentes situações em roda.

3 - Deixem os grupos equilibrados em relação ao número de integrantes.

É importante mediar o trabalho, para que as rodas aconteçam de forma harmônica. Caso os grupos que se identificam se aglomerem em direção à mesma atividade, faça intervenções e reflexões sobre a importância das 3 rodas funcionarem da melhor forma possível.

4 - Discuta com o grupo sobre o porquê de escolherem essa atividade.

Ao final das escolhas, peça que os grupos brinquem e executem a atividade escolhida. Garanta que todos participem e se divirtam.

É importante reconhecer que a interação e colaboração entre os estudantes são elementos muito importantes na Educação Empreendedora. Quanto mais integrado estiver o grupo, melhor será o desenvolvimento das atividades propostas. Neste momento, é importante destacar para os grupos que é imprescindível a participação de cada aluno e que todos são corresponsáveis pela boa execução da atividade.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Peça para os grupos justificarem as escolhas feitas e fazerem uma breve apresentação da situação em roda escolhida. Peça aos demais estudantes que vejam com atenção como os colegas se apresentam e como o grupo interage.

Reflita com o grupo sobre algumas questões já colocadas:

  • Nos organizamos em roda somente para brincar?
  • A roda pode ser coisa séria?
  • O que é preciso para brincar em roda?
  • O que podemos aprender em uma roda?

Perceba se os grupos fizeram escolhas com as quais se identificaram e se as vivenciaram de forma consciente. Sobretudo, é importante que os estudantes se sintam livres diante da escolha e se percebam corresponsáveis por ela. Também é importante que se vejam como integrantes fundamentais no grupo que integraram.

Após a retomada das questões e discussão com o grupo, reflita sobre como é importante brincar e decidir em roda.

Pontue para o grupo que é provável que a escolha não deve ter sido fácil, mas que a interação do grupo foi fundamental para que pudessem executar a atividade de forma mais harmoniosa. Sente-se com os grupos e dê um retorno sobre os pontos fortes em relação à organização e cooperação para a realização da roda. Pontue para o grupo o que pode ser melhorado em relação à colaboração e organização para os próximos momentos de atividades.

Pontos que podem ser discutidos no feedback: organização, cooperação, autonomia e execução da atividade escolhida.

Continuidade da sequência: É indicada a realização do segundo plano de aula desta sequência. Para esta execução, serão necessárias algumas ações e combinados prévios com a turma. Peça às crianças que façam uma curta pesquisa e registrem brincadeiras de roda pelo mundo. Peça também que conversem com os pais e registrem situações em roda que vivenciaram na infância.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Unidade do 1º ano :

MAIS AULAS DE Educação Empreendedora do 1º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF15AR03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF01GE02 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF12EF01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Empreendedora

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano