16979
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 9º ano > Totalitarismos e conflitos mundiais

Plano de aula - Os direitos humanos e a ONU

Plano de aula de História com atividades para 9º ano do EF sobre Os direitos humanos e a ONU

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Aline Aparecida Pereira Zacheu

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09HI16, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Data show ou folha impressa, lápis, borracha, canetas, quadro, giz e folhas de sulfite.

Material complementar:

Documento 1: Trechos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Promulgada em 10 de dezembro de 1948, pela Organização das Nações Unidas, a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) é o documento que atualmente garante a defesa da dignidade humana em várias esferas da sociedade internacional. O documento surge do devastador cenário deixado por duas grandes guerras mundiais e, desta forma, expressa o desejo de manter a paz mundial e também de manter a todos os seres humanos com o mínimo necessário para que possam viver com dignidade, livres e seguros de que não terão sua vida ameaçada de alguma forma grotesca.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sBCKJ9x5WHrtnFt2RCrK8NgmvGR8GKwC3UDAFMHWXFzJ5Txyfdkx5YZqkAdK/his9-16und01-declaracao-universal-dos-direitos-humanos.pdf

Documento 2: Imagem - Violações comuns aos Direitos Humanos.

A imagem, disponível no site do Senado Notícias, faz parte de uma reportagem especial sobre o aniversário de 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, datada de 10 de dezembro de 1948. O título da reportagem muito sugere sobre o atual cenário relativo aos direitos humanos “Carta de Direitos Humanos completa 70 anos em momento de incertezas”. No conteúdo da reportagem há uma galeria de imagens que ilustram bem os resultados obtidos, por meio do trabalho e da representatividade da ONU nos avanços da defesa e da garantia dos direitos humanos, e, ainda,
as dificuldades encontradas em diminuir as violações e o desrespeito ao acordo internacional em alguns territórios mundiais.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jmZqhJuMN9rvWTAHvxbVXGeSCvETHPh65hewbe9pJeVDxBxV58HRzPdhexfV/his9-16und01-violacoes-aos-direitos-humanos.pdf

Documento 3: Defensores da educação ainda enfrentam violência.

O quadro informativo também faz parte da reportagem sobre os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos disponível no site do Senado Federal, o Senado Notícias. Especificamente, este quadro traz informações sobre duas pessoas que lutam bravamente contra o desrespeito e a violação ao direito de crianças, adolescentes e adultos de frequentar escolas e ser alfabetizados, o que é algo importantíssimo na defesa da dignidade humana. A paquistanesa Malala Yousafzai e o indiano Kailashi Satyarthi dividiram, em 2014, o Prêmio Nobel da Paz

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Tr8dCAY2eMPts5T8Xmr8CmHsdUFW4YWwZWQHBVW3SJXMwtwHTvemh3QKvMGA/his9-16und01.pdf

Para você saber mais:

“Declaração Universal dos Direitos Humanos”. Disponível em: https://www.ohchr.org/EN/UDHR/Documents/UDHR_Translations/por.pdf
Acesso em: 21/2/2019.

“Carta de Direitos Humanos completa 70 anos em momento de incertezas”. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2018/12/70-anos-da-declaracao-universal-dos-direitos-humanos Acesso em: 21/2/2019.

“Artigo 26: Direito à educação”. Disponível em: https://nacoesunidas.org/artigo-26-direito-a-educacao/ Acesso em: 21/2/2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, copie no quadro ou leia este slide para toda a turma. É importante que, ao iniciar a aula, todos tenham o conhecimento do que irá ser trabalhado e o que é esperado para que sua aprendizagem seja realmente sistematizada e construída de forma protagonista. Atente para que ao expor sobre a temática da aula e seu objetivo você não antecipe respostas ou deixe caminhos predefinidos para os debates propostos, isso pode desmotivar os estudantes ou fazê-los pensar de acordo com suas conclusões, sem maiores problematizações.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

O Contexto está dividido em dois momentos (slides) com o tempo total de 15 minutos. No primeiro momento dedique 8 minutos para a leitura das questões e para as discussões com os grupos de estudantes; no segundo momento dedique 7 minutos para a leitura do quadro informativo.

Orientações:

Organize a sala em grupos de trabalho colaborativo de quatro ou cinco estudantes. O trabalho em grupo é uma grande oportunidade de enriquecer as possíveis aprendizagens e trocas de conhecimento, por isso forme os grupos contemplando as competências e habilidades de cada integrante, ou seja, escolha um integrante que tenha maior facilidade em expor suas ideias em voz alta, e escolha também um que tenha mais dificuldade com isso. A ideia é que um estudante motive o outro a romper suas barreiras na aprendizagem e também no relacionamento com o meio social em que vive e que divide tanto de seu tempo.

Com a sala já dividida em grupos, entregue duas folhas de sulfite para cada grupo e explique que uma folha servirá para o grupo fazer as anotações das discussões e conclusões a que chegarem durante a aula e a outra folha servirá para a realização da atividade proposta na Sistematização da aula. Por questão de organização, o grupo deverá eleger um escriba, a pessoa que será responsável em anotar as considerações de todos os integrantes do grupo durante a aula, com a intenção de auxiliar a Sistematização dos conhecimentos adquiridos e trocados durante a aula.

São dois slides reservados para o Contexto da aula, por isso ele será dividido em dois momentos. No primeiro momento temos questões que irão nortear as discussões da aula e também será utilizada para perceber qual o conhecimento dos estudantes sobre as questões a ser discutidas, ou seja, qual o conhecimento prévio do grupo. No segundo momento, temos um quadro informativo que será utilizado para embasar teoricamente maiores discussões e possibilitar a elaboração da atividade proposta na Sistematização da aula. Reserve mais tempo para o primeiro slide, pois é nele que os estudantes irão iniciar os debates em grupo, o segundo slide será mais discutido durante a Sistematização da aula.

Projete o primeiro slide ou, caso não consiga fazer a projeção, anote as questões no quadro e entregue uma cópia impressa da imagem para cada grupo. O documento com a imagem intitulada “ Violações comuns aos direitos humanos” está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jmZqhJuMN9rvWTAHvxbVXGeSCvETHPh65hewbe9pJeVDxBxV58HRzPdhexfV/his9-16und01-violacoes-aos-direitos-humanos.pdf

O infográfico original você encontra no site do senado, disponível em

https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2018/12/70-anos-da-declaracao-universal-dos-direitos-humanos#gallery-2 Acesso em: 17/2/2019, produzido por Diego Jimenez e Cássio Costa para reportagem de Nelson Oliveira, Diana Bispo e Morgana Nathany.

Escolha um estudante para fazer a leitura em voz alta das questões presentes no slide e, neste momento, atente para as falas de todos. Estas primeiras descobertas são o termômetro para saber como o professor poderá prosseguir, incrementar ou remanejar a aula em momentos futuros. A expectativa é que alguns estudantes saibam ou já tenham ouvido falar sobre os “Direitos Humanos” e o trabalho da ONU em trabalhar na diminuição das violações a eles e a preservação da dignidade humana.

Trabalhando com a análise da imagem “Violações comuns aos direitos humanos” temos um momento oportuno para conversar sobre as violações destes direitos que podem acontecer ao nosso redor e que muitas vezes não são punidos. Converse sobre cada um dos 12 tópicos que aparecem na imagem, lendo-os e relacionando com os desenhos com que têm ligação. Depois, indague os estudantes se já presenciaram algum tipo de violação como esta e se sabiam que se tratava de uma violação aos direitos que todos os seres humanos possuem, de acordo com o documento internacional Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Pode ser que um tópico acabe chamando mais a atenção da turma, ou, ainda, pode ser que eles tenham mais exemplos a dar sobre um em específico, como por exemplo o tópico 8, que trata das limitações à propriedade e traz a imagem de uma pessoa dormindo em um banco, o que provavelmente será entendido como a imagem de um sem-teto. Mesmo em municípios pequenos esta imagem fará sentido na realidade social de seus estudantes. Desta forma, você pode conversar com eles sobre a falta de direitos garantidos, como por exemplo o direito à moradia. Terminada esta proposta, prossiga para o próximo slide, que será o segundo momento do Contexto.

Para você saber mais:

https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2018/12/70-anos-da-declaracao-universal-dos-direitos-humanos

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos.

Orientações:

Projete ou entregue impresso aos grupos o quadro informativo “Defensores da educação ainda enfrentam violência”. O arquivo com o quadro está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Tr8dCAY2eMPts5T8Xmr8CmHsdUFW4YWwZWQHBVW3SJXMwtwHTvemh3QKvMGA/his9-16und01.pdf

O infográfico original você encontra no site do senado, disponível em

https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2018/12/70-anos-da-declaracao-universal-dos-direitos-humanos#gallery-7 Acesso em: 17/2/2019, produzido por Diego Jimenez e Cássio Costa para reportagem de Nelson Oliveira, Diana Bispo e Morgana Nathany.

A leitura deste quadro é necessária para embasar a turma sobre a luta de alguns povos em desconstruir conceitos históricos que distanciam grupos sociais da escola e, desta forma, privam este grupo de pessoas de pertencer à forma de comunicação há milhares de anos utilizadas e, em alguns momentos da História mundial, utilizada para demonstrar o poder de um grupo social sobre outro. Tanto a paquistanesa Malala Yousafzai como o indiano Kailash Satyarthi lutam para que haja uma expansão da educação pública para que todos os povos, sem distinção de sexo, cor ou cultura, possam ser alfabetizados e, com isso, diminuir os casos de violência, guerra e intolerância muitas vezes instaladas e alimentadas por comportamentos religiosos e sociais extremistas.

Desta forma, escolha dois estudantes para fazer a leitura em voz alta do que está escrito no quadro. Sugerimos que o primeiro leia o início do quadro e as falas relacionadas a Malala, e o segundo leia as falas relacionadas a Kailash. Logo após a leitura compartilhada pergunte para a turma se alguém gostaria de dizer algo sobre o que sentiu a ler estas informações, se alguma ideia sobre o direito à educação foi modificado.

Para que os estudantes consigam vislumbrar, em números, o impacto positivo do trabalho voltado à expansão da educação pública a nível mundial, os dados a seguir podem ser transcritos no quadro e até mesmo lidos em voz alta.

“O Banco Mundial e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) estimam que, em 1960, só 42% da população mundial sabia ler e escrever. Em 2015, este percentual cresceu para 86%. Alguns países – Andorra, Azerbaijão, Cuba, Eslovênia, Geórgia, Liechtenstein, Luxemburgo, Noruega, Polônia, Rússia e Tajiquistão – possuem índices de alfabetização de 100% ou perto disso.” Informações extraídas de: https://nacoesunidas.org/artigo-26-direito-a-educacao/ Acesso em: 17/2/2019.

Após isso verifique se alguém da turma, de preferência alguém que não tenha se expressado ainda, ou alguém de um grupo que não tenha participado mais ativamente da aula, gostaria de falar sobre estes dados e relacioná-los a seu cotidiano, como: Conhecem alguma pessoa que não sabe ler e escrever? Se houver resposta positiva, pergunte sobre as condições econômicas desta pessoa, ou seja: O que você acha que dificultou o acesso desta pessoa à escola? Qual seria o motivo de ela não ter frequentado a escola?

Isso posto, está na hora de passar para a análise do documento histórico “Declaração Universal dos Direitos Humanos”, proposta para a Problematização da aula.

Para você saber mais:

https://nacoesunidas.org/artigo-26-direito-a-educacao/

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Com a turma ainda organizada em grupos, projete ou entregue impressos os tópicos escritos no slide e também os trechos recortados da Declaração dos Direitos Humanos para que possa ser analisada pelos integrantes do grupo. Neste momento da aula a leitura será feita pelos integrantes do grupo mesmo, sem um leitor em voz alta escolhido pelo professor. Então solicite a todos que escolham quem fará a leitura do documento e das questões propostas dentro do grupo.

O link com o recorte da Declaração dos Direitos Humanos está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sBCKJ9x5WHrtnFt2RCrK8NgmvGR8GKwC3UDAFMHWXFzJ5Txyfdkx5YZqkAdK/his9-16und01-declaracao-universal-dos-direitos-humanos.pdf

O primeiro passo é a leitura do documento e, assim que terminarem, oriente-os a ler as questões separadas nos três tópicos do slide. As respostas e as considerações de todos os integrantes do grupo devem ser levadas em conta e, desta forma, o escriba escolhido pelo grupo será encarregado de fazer os registros na folha de sulfite entregue pelo professor no começo da aula. Estas anotações não serão utilizadas para se fazer a avaliação das aprendizagens dos estudantes, mas é importante para que, em grupo, as discussões sejam bem direcionadas e, de maneira concreta, eles consigam enxergar o que foi proposto como objetivo da aula.

Ao direcionar a leitura e a análise da Declaração lembre os estudantes que se trata de um documento histórico, então, ao lê-lo, deve-se pensar em: Quais os motivos que levaram à escrita deste documento? Por que um grupo de pessoas e uma instituição tiveram que o fazê-lo? Instigue-os a estranhar os termos utilizados, a verificar se conhecem o significado de todas as palavras presentes no documento e pensar em qual a finalidade de cada frase e cada artigo selecionado para a leitura. Desperte na turma a inquietação de um cientista em busca de traços e verdades escondidos e prontas para ser descobertas, isso pode motivá-los bastante na análise do documento.

Quanto aos tópicos, a expectativa é que:

  • Os estudantes percebam que o texto da Declaração foi redigido pelos países participantes da ONU- Organização das Nações Unidas, dirigindo o seu escrito a todos os seres humanos. Neste tópico, caso algum estudante indague sobre o fato de algumas pessoas dizerem que os “direitos humanos servem somente para defender bandidos”, aproveite o momento e lembre que o que está sendo discutido na aula de hoje, o desrespeito ao direito à educação, também é uma luta de pessoas que se preocupam com os direitos humanos, como também se preocupam com o acesso à moradia, à alimentação e ao lazer de todos os seres humanos.

  • De acordo com o segundo artigo da Declaração “Todos os seres humanos podem invocar os direitos e as liberdades proclamados na presente Declaração”, então todas as pessoas, de todos os lugares, de todas as idades e classes sociais têm o direito à educação e, por isso, sempre que se sentirem lesados, podem acionar as instituições da ONU a fim de garantir o seu direito. Além disso, no artigo 26°, pode-se ler: “Toda pessoa tem direito à educação. A educação deve ser gratuita, pelo menos a correspondente ao ensino elementar fundamental.”

  • No último tópico espera-se que as discussões do grupo cheguem à conclusão de que, apesar de todos terem o acesso à educação, infelizmente a permanência de todos não é garantida devido a condições econômicas e sociais desfavoráveis, como a motivação da saída da escola para se dedicar ao trabalho e ao sustento da família, ou, ainda, a evasão escolar por motivos de exclusão e vulnerabilidade social, preconceitos e relacionamentos não condizentes com um ambiente escolar, como a violência, o uso de drogas e a prática do bullying.

Assim que terminarem o trabalho em grupo, escolha, sorteie ou deixe que um representante dos grupos exponha as anotações que foram feitas diante dos tópicos e da análise do documento. Assim que os estudantes terminarem de expor suas anotações pergunte se há alguém que gostaria de participar, questionando, concordando ou discordando com o que foi exposto pelo colega. Neste momento deixe-os expor seus pensamentos de maneira mais livre, porém sempre que achar pertinente contribua com as falas dos estudantes atentando sempre para a prevenção de falas e comportamentos que possam disseminar o ódio outros tipos de intolerância.

Assim feito, podemos partir para a atividade de Sistematização da aula, que está mais bem descrita no próximo slide.

Para você saber mais:

https://www.ohchr.org/EN/UDHR/Documents/UDHR_Translations/por.pdf

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações:

Com a sala ainda organizada em grupos, projete, transcreva no quadro ou então entregue impressa a proposta de atividade para a Sistematização da aula. Escolha um estudante para fazer a leitura em voz alta e, após a leitura da atividade, verifique se todos compreenderam o comando ou se algo ainda não está claro o suficiente para que eles iniciem a elaboração do artigo a ser incorporado na Declaração Universal dos Direitos Humanos.

O grupo irá elaborar, na segunda folha de sulfite entregue no início da aula, uma proposta de artigo a ser incluído na Declaração, com um detalhe, o artigo deve contemplar algo que possa melhorar a oferta ou a qualidade da educação e, para que isso possa ser realmente impactante e possa movimentar o grupo com grande motivação, peça para que pensem em algo que possa modificar de maneira positiva a sua realidade local, ou seja, a sua escola, o seu bairro e a sua cidade.

A expectativa é que os estudante pensem em problemas diários em sua escola e, com base na leitura da Declaração somada ao conjunto de informações relativas ao direito à educação e as implicações sociais de sua violação. Desta forma consigam relacionar os direitos humanos a um conjunto de direitos acordados a nível internacional e que podem cuidar da defesa da dignidade humana.

Quando os estudantes perceberem que a educação, frequentar a escola, ter professores à sua disposição e uma estrutura organizacional dedicada a isso na verdade não é uma obrigação mas sim um direito, e que pessoas de muitos locais distantes do mundo têm que lutar e colocar a própria vida em risco em nome deste direito, espera-se que eles consigam compreender a importância da instituição escola e, depois disso, pensar em como podem contribuir com os avanços democráticos da educação mundial, principalmente da educação pública, ainda tão carente de figuras públicas que a representem de maneira séria.

Oriente os grupos que também é possível pensar em um modelo de cartaz como o analisado no Contexto, juntando pequenos textos, frases curtas, com imagens relacionadas ao seu conteúdo, o que torna o cartaz mais chamativo para o público que irá observá-lo.

No fim da atividade organize uma pequena exposição do material produzido, pode ser na sala de aula ou ainda em um corredor da escola que tenha grande circulação de estudantes e professores. Selecione um grupo para expor para a sala o que produziram e comentar sobre a justificativa que os levaram a produzir o artigo. Ao expor os trabalhos, a ideia é motivar mais e mais gente a pensar a educação como um direito universal.

Como adequar à sua realidade: Para que esta atividade de Sistematização possa ser efetivada e percebida como uma possibilidade de os estudantes atuarem sobre o dia a dia deles, o professor pode elaborar, com a ajuda de todos, uma lista de problemas da própria escola, ou da turma em específico, para ser discutida e pensada nos grupos. Desta forma todos irão propor soluções para os problemas relativos à educação em sua realidade local.

Para você saber mais:

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09HI16, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Data show ou folha impressa, lápis, borracha, canetas, quadro, giz e folhas de sulfite.

Material complementar:

Documento 1: Trechos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Promulgada em 10 de dezembro de 1948, pela Organização das Nações Unidas, a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) é o documento que atualmente garante a defesa da dignidade humana em várias esferas da sociedade internacional. O documento surge do devastador cenário deixado por duas grandes guerras mundiais e, desta forma, expressa o desejo de manter a paz mundial e também de manter a todos os seres humanos com o mínimo necessário para que possam viver com dignidade, livres e seguros de que não terão sua vida ameaçada de alguma forma grotesca.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sBCKJ9x5WHrtnFt2RCrK8NgmvGR8GKwC3UDAFMHWXFzJ5Txyfdkx5YZqkAdK/his9-16und01-declaracao-universal-dos-direitos-humanos.pdf

Documento 2: Imagem - Violações comuns aos Direitos Humanos.

A imagem, disponível no site do Senado Notícias, faz parte de uma reportagem especial sobre o aniversário de 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, datada de 10 de dezembro de 1948. O título da reportagem muito sugere sobre o atual cenário relativo aos direitos humanos “Carta de Direitos Humanos completa 70 anos em momento de incertezas”. No conteúdo da reportagem há uma galeria de imagens que ilustram bem os resultados obtidos, por meio do trabalho e da representatividade da ONU nos avanços da defesa e da garantia dos direitos humanos, e, ainda,
as dificuldades encontradas em diminuir as violações e o desrespeito ao acordo internacional em alguns territórios mundiais.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jmZqhJuMN9rvWTAHvxbVXGeSCvETHPh65hewbe9pJeVDxBxV58HRzPdhexfV/his9-16und01-violacoes-aos-direitos-humanos.pdf

Documento 3: Defensores da educação ainda enfrentam violência.

O quadro informativo também faz parte da reportagem sobre os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos disponível no site do Senado Federal, o Senado Notícias. Especificamente, este quadro traz informações sobre duas pessoas que lutam bravamente contra o desrespeito e a violação ao direito de crianças, adolescentes e adultos de frequentar escolas e ser alfabetizados, o que é algo importantíssimo na defesa da dignidade humana. A paquistanesa Malala Yousafzai e o indiano Kailashi Satyarthi dividiram, em 2014, o Prêmio Nobel da Paz

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Tr8dCAY2eMPts5T8Xmr8CmHsdUFW4YWwZWQHBVW3SJXMwtwHTvemh3QKvMGA/his9-16und01.pdf

Para você saber mais:

“Declaração Universal dos Direitos Humanos”. Disponível em: https://www.ohchr.org/EN/UDHR/Documents/UDHR_Translations/por.pdf
Acesso em: 21/2/2019.

“Carta de Direitos Humanos completa 70 anos em momento de incertezas”. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2018/12/70-anos-da-declaracao-universal-dos-direitos-humanos Acesso em: 21/2/2019.

“Artigo 26: Direito à educação”. Disponível em: https://nacoesunidas.org/artigo-26-direito-a-educacao/ Acesso em: 21/2/2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, copie no quadro ou leia este slide para toda a turma. É importante que, ao iniciar a aula, todos tenham o conhecimento do que irá ser trabalhado e o que é esperado para que sua aprendizagem seja realmente sistematizada e construída de forma protagonista. Atente para que ao expor sobre a temática da aula e seu objetivo você não antecipe respostas ou deixe caminhos predefinidos para os debates propostos, isso pode desmotivar os estudantes ou fazê-los pensar de acordo com suas conclusões, sem maiores problematizações.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

O Contexto está dividido em dois momentos (slides) com o tempo total de 15 minutos. No primeiro momento dedique 8 minutos para a leitura das questões e para as discussões com os grupos de estudantes; no segundo momento dedique 7 minutos para a leitura do quadro informativo.

Orientações:

Organize a sala em grupos de trabalho colaborativo de quatro ou cinco estudantes. O trabalho em grupo é uma grande oportunidade de enriquecer as possíveis aprendizagens e trocas de conhecimento, por isso forme os grupos contemplando as competências e habilidades de cada integrante, ou seja, escolha um integrante que tenha maior facilidade em expor suas ideias em voz alta, e escolha também um que tenha mais dificuldade com isso. A ideia é que um estudante motive o outro a romper suas barreiras na aprendizagem e também no relacionamento com o meio social em que vive e que divide tanto de seu tempo.

Com a sala já dividida em grupos, entregue duas folhas de sulfite para cada grupo e explique que uma folha servirá para o grupo fazer as anotações das discussões e conclusões a que chegarem durante a aula e a outra folha servirá para a realização da atividade proposta na Sistematização da aula. Por questão de organização, o grupo deverá eleger um escriba, a pessoa que será responsável em anotar as considerações de todos os integrantes do grupo durante a aula, com a intenção de auxiliar a Sistematização dos conhecimentos adquiridos e trocados durante a aula.

São dois slides reservados para o Contexto da aula, por isso ele será dividido em dois momentos. No primeiro momento temos questões que irão nortear as discussões da aula e também será utilizada para perceber qual o conhecimento dos estudantes sobre as questões a ser discutidas, ou seja, qual o conhecimento prévio do grupo. No segundo momento, temos um quadro informativo que será utilizado para embasar teoricamente maiores discussões e possibilitar a elaboração da atividade proposta na Sistematização da aula. Reserve mais tempo para o primeiro slide, pois é nele que os estudantes irão iniciar os debates em grupo, o segundo slide será mais discutido durante a Sistematização da aula.

Projete o primeiro slide ou, caso não consiga fazer a projeção, anote as questões no quadro e entregue uma cópia impressa da imagem para cada grupo. O documento com a imagem intitulada “ Violações comuns aos direitos humanos” está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jmZqhJuMN9rvWTAHvxbVXGeSCvETHPh65hewbe9pJeVDxBxV58HRzPdhexfV/his9-16und01-violacoes-aos-direitos-humanos.pdf

O infográfico original você encontra no site do senado, disponível em

https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2018/12/70-anos-da-declaracao-universal-dos-direitos-humanos#gallery-2 Acesso em: 17/2/2019, produzido por Diego Jimenez e Cássio Costa para reportagem de Nelson Oliveira, Diana Bispo e Morgana Nathany.

Escolha um estudante para fazer a leitura em voz alta das questões presentes no slide e, neste momento, atente para as falas de todos. Estas primeiras descobertas são o termômetro para saber como o professor poderá prosseguir, incrementar ou remanejar a aula em momentos futuros. A expectativa é que alguns estudantes saibam ou já tenham ouvido falar sobre os “Direitos Humanos” e o trabalho da ONU em trabalhar na diminuição das violações a eles e a preservação da dignidade humana.

Trabalhando com a análise da imagem “Violações comuns aos direitos humanos” temos um momento oportuno para conversar sobre as violações destes direitos que podem acontecer ao nosso redor e que muitas vezes não são punidos. Converse sobre cada um dos 12 tópicos que aparecem na imagem, lendo-os e relacionando com os desenhos com que têm ligação. Depois, indague os estudantes se já presenciaram algum tipo de violação como esta e se sabiam que se tratava de uma violação aos direitos que todos os seres humanos possuem, de acordo com o documento internacional Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Pode ser que um tópico acabe chamando mais a atenção da turma, ou, ainda, pode ser que eles tenham mais exemplos a dar sobre um em específico, como por exemplo o tópico 8, que trata das limitações à propriedade e traz a imagem de uma pessoa dormindo em um banco, o que provavelmente será entendido como a imagem de um sem-teto. Mesmo em municípios pequenos esta imagem fará sentido na realidade social de seus estudantes. Desta forma, você pode conversar com eles sobre a falta de direitos garantidos, como por exemplo o direito à moradia. Terminada esta proposta, prossiga para o próximo slide, que será o segundo momento do Contexto.

Para você saber mais:

https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2018/12/70-anos-da-declaracao-universal-dos-direitos-humanos

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos.

Orientações:

Projete ou entregue impresso aos grupos o quadro informativo “Defensores da educação ainda enfrentam violência”. O arquivo com o quadro está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Tr8dCAY2eMPts5T8Xmr8CmHsdUFW4YWwZWQHBVW3SJXMwtwHTvemh3QKvMGA/his9-16und01.pdf

O infográfico original você encontra no site do senado, disponível em

https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2018/12/70-anos-da-declaracao-universal-dos-direitos-humanos#gallery-7 Acesso em: 17/2/2019, produzido por Diego Jimenez e Cássio Costa para reportagem de Nelson Oliveira, Diana Bispo e Morgana Nathany.

A leitura deste quadro é necessária para embasar a turma sobre a luta de alguns povos em desconstruir conceitos históricos que distanciam grupos sociais da escola e, desta forma, privam este grupo de pessoas de pertencer à forma de comunicação há milhares de anos utilizadas e, em alguns momentos da História mundial, utilizada para demonstrar o poder de um grupo social sobre outro. Tanto a paquistanesa Malala Yousafzai como o indiano Kailash Satyarthi lutam para que haja uma expansão da educação pública para que todos os povos, sem distinção de sexo, cor ou cultura, possam ser alfabetizados e, com isso, diminuir os casos de violência, guerra e intolerância muitas vezes instaladas e alimentadas por comportamentos religiosos e sociais extremistas.

Desta forma, escolha dois estudantes para fazer a leitura em voz alta do que está escrito no quadro. Sugerimos que o primeiro leia o início do quadro e as falas relacionadas a Malala, e o segundo leia as falas relacionadas a Kailash. Logo após a leitura compartilhada pergunte para a turma se alguém gostaria de dizer algo sobre o que sentiu a ler estas informações, se alguma ideia sobre o direito à educação foi modificado.

Para que os estudantes consigam vislumbrar, em números, o impacto positivo do trabalho voltado à expansão da educação pública a nível mundial, os dados a seguir podem ser transcritos no quadro e até mesmo lidos em voz alta.

“O Banco Mundial e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) estimam que, em 1960, só 42% da população mundial sabia ler e escrever. Em 2015, este percentual cresceu para 86%. Alguns países – Andorra, Azerbaijão, Cuba, Eslovênia, Geórgia, Liechtenstein, Luxemburgo, Noruega, Polônia, Rússia e Tajiquistão – possuem índices de alfabetização de 100% ou perto disso.” Informações extraídas de: https://nacoesunidas.org/artigo-26-direito-a-educacao/ Acesso em: 17/2/2019.

Após isso verifique se alguém da turma, de preferência alguém que não tenha se expressado ainda, ou alguém de um grupo que não tenha participado mais ativamente da aula, gostaria de falar sobre estes dados e relacioná-los a seu cotidiano, como: Conhecem alguma pessoa que não sabe ler e escrever? Se houver resposta positiva, pergunte sobre as condições econômicas desta pessoa, ou seja: O que você acha que dificultou o acesso desta pessoa à escola? Qual seria o motivo de ela não ter frequentado a escola?

Isso posto, está na hora de passar para a análise do documento histórico “Declaração Universal dos Direitos Humanos”, proposta para a Problematização da aula.

Para você saber mais:

https://nacoesunidas.org/artigo-26-direito-a-educacao/

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Com a turma ainda organizada em grupos, projete ou entregue impressos os tópicos escritos no slide e também os trechos recortados da Declaração dos Direitos Humanos para que possa ser analisada pelos integrantes do grupo. Neste momento da aula a leitura será feita pelos integrantes do grupo mesmo, sem um leitor em voz alta escolhido pelo professor. Então solicite a todos que escolham quem fará a leitura do documento e das questões propostas dentro do grupo.

O link com o recorte da Declaração dos Direitos Humanos está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sBCKJ9x5WHrtnFt2RCrK8NgmvGR8GKwC3UDAFMHWXFzJ5Txyfdkx5YZqkAdK/his9-16und01-declaracao-universal-dos-direitos-humanos.pdf

O primeiro passo é a leitura do documento e, assim que terminarem, oriente-os a ler as questões separadas nos três tópicos do slide. As respostas e as considerações de todos os integrantes do grupo devem ser levadas em conta e, desta forma, o escriba escolhido pelo grupo será encarregado de fazer os registros na folha de sulfite entregue pelo professor no começo da aula. Estas anotações não serão utilizadas para se fazer a avaliação das aprendizagens dos estudantes, mas é importante para que, em grupo, as discussões sejam bem direcionadas e, de maneira concreta, eles consigam enxergar o que foi proposto como objetivo da aula.

Ao direcionar a leitura e a análise da Declaração lembre os estudantes que se trata de um documento histórico, então, ao lê-lo, deve-se pensar em: Quais os motivos que levaram à escrita deste documento? Por que um grupo de pessoas e uma instituição tiveram que o fazê-lo? Instigue-os a estranhar os termos utilizados, a verificar se conhecem o significado de todas as palavras presentes no documento e pensar em qual a finalidade de cada frase e cada artigo selecionado para a leitura. Desperte na turma a inquietação de um cientista em busca de traços e verdades escondidos e prontas para ser descobertas, isso pode motivá-los bastante na análise do documento.

Quanto aos tópicos, a expectativa é que:

  • Os estudantes percebam que o texto da Declaração foi redigido pelos países participantes da ONU- Organização das Nações Unidas, dirigindo o seu escrito a todos os seres humanos. Neste tópico, caso algum estudante indague sobre o fato de algumas pessoas dizerem que os “direitos humanos servem somente para defender bandidos”, aproveite o momento e lembre que o que está sendo discutido na aula de hoje, o desrespeito ao direito à educação, também é uma luta de pessoas que se preocupam com os direitos humanos, como também se preocupam com o acesso à moradia, à alimentação e ao lazer de todos os seres humanos.

  • De acordo com o segundo artigo da Declaração “Todos os seres humanos podem invocar os direitos e as liberdades proclamados na presente Declaração”, então todas as pessoas, de todos os lugares, de todas as idades e classes sociais têm o direito à educação e, por isso, sempre que se sentirem lesados, podem acionar as instituições da ONU a fim de garantir o seu direito. Além disso, no artigo 26°, pode-se ler: “Toda pessoa tem direito à educação. A educação deve ser gratuita, pelo menos a correspondente ao ensino elementar fundamental.”

  • No último tópico espera-se que as discussões do grupo cheguem à conclusão de que, apesar de todos terem o acesso à educação, infelizmente a permanência de todos não é garantida devido a condições econômicas e sociais desfavoráveis, como a motivação da saída da escola para se dedicar ao trabalho e ao sustento da família, ou, ainda, a evasão escolar por motivos de exclusão e vulnerabilidade social, preconceitos e relacionamentos não condizentes com um ambiente escolar, como a violência, o uso de drogas e a prática do bullying.

Assim que terminarem o trabalho em grupo, escolha, sorteie ou deixe que um representante dos grupos exponha as anotações que foram feitas diante dos tópicos e da análise do documento. Assim que os estudantes terminarem de expor suas anotações pergunte se há alguém que gostaria de participar, questionando, concordando ou discordando com o que foi exposto pelo colega. Neste momento deixe-os expor seus pensamentos de maneira mais livre, porém sempre que achar pertinente contribua com as falas dos estudantes atentando sempre para a prevenção de falas e comportamentos que possam disseminar o ódio outros tipos de intolerância.

Assim feito, podemos partir para a atividade de Sistematização da aula, que está mais bem descrita no próximo slide.

Para você saber mais:

https://www.ohchr.org/EN/UDHR/Documents/UDHR_Translations/por.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações:

Com a sala ainda organizada em grupos, projete, transcreva no quadro ou então entregue impressa a proposta de atividade para a Sistematização da aula. Escolha um estudante para fazer a leitura em voz alta e, após a leitura da atividade, verifique se todos compreenderam o comando ou se algo ainda não está claro o suficiente para que eles iniciem a elaboração do artigo a ser incorporado na Declaração Universal dos Direitos Humanos.

O grupo irá elaborar, na segunda folha de sulfite entregue no início da aula, uma proposta de artigo a ser incluído na Declaração, com um detalhe, o artigo deve contemplar algo que possa melhorar a oferta ou a qualidade da educação e, para que isso possa ser realmente impactante e possa movimentar o grupo com grande motivação, peça para que pensem em algo que possa modificar de maneira positiva a sua realidade local, ou seja, a sua escola, o seu bairro e a sua cidade.

A expectativa é que os estudante pensem em problemas diários em sua escola e, com base na leitura da Declaração somada ao conjunto de informações relativas ao direito à educação e as implicações sociais de sua violação. Desta forma consigam relacionar os direitos humanos a um conjunto de direitos acordados a nível internacional e que podem cuidar da defesa da dignidade humana.

Quando os estudantes perceberem que a educação, frequentar a escola, ter professores à sua disposição e uma estrutura organizacional dedicada a isso na verdade não é uma obrigação mas sim um direito, e que pessoas de muitos locais distantes do mundo têm que lutar e colocar a própria vida em risco em nome deste direito, espera-se que eles consigam compreender a importância da instituição escola e, depois disso, pensar em como podem contribuir com os avanços democráticos da educação mundial, principalmente da educação pública, ainda tão carente de figuras públicas que a representem de maneira séria.

Oriente os grupos que também é possível pensar em um modelo de cartaz como o analisado no Contexto, juntando pequenos textos, frases curtas, com imagens relacionadas ao seu conteúdo, o que torna o cartaz mais chamativo para o público que irá observá-lo.

No fim da atividade organize uma pequena exposição do material produzido, pode ser na sala de aula ou ainda em um corredor da escola que tenha grande circulação de estudantes e professores. Selecione um grupo para expor para a sala o que produziram e comentar sobre a justificativa que os levaram a produzir o artigo. Ao expor os trabalhos, a ideia é motivar mais e mais gente a pensar a educação como um direito universal.

Como adequar à sua realidade: Para que esta atividade de Sistematização possa ser efetivada e percebida como uma possibilidade de os estudantes atuarem sobre o dia a dia deles, o professor pode elaborar, com a ajuda de todos, uma lista de problemas da própria escola, ou da turma em específico, para ser discutida e pensada nos grupos. Desta forma todos irão propor soluções para os problemas relativos à educação em sua realidade local.

Para você saber mais:

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Totalitarismos e conflitos mundiais do 9º ano :

MAIS AULAS DE História do 9º ano:

9º ano / História / Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF09HI16 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano