Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Apresentado por
Logo da Unicef

Novos caminhos para enfrentar a violência conta a criança e adolescente

O Crescer Sem Violência tem como objetivo disseminar informações e metodologias de enfrentamento às diferentes formas de violência, sem expor crianças e adolescentes

Crédito: Walter Firmo

É durante a infância e a adolescência que formamos e desenvolvemos grande parte da estrutura física, emocional, afetiva, cognitiva e social dos indivíduos. Os esforços da família, comunidade, instituições e do estado em assegurar os direitos das crianças e dos adolescentes são fundamentais para garantir a dignidade da vida e uma sociedade mais justa.

Nesse contexto, desde 2009 o Canal Futura, o UNICEF e a Childhood Brasil assumiram o desafio de desenvolver ações e projetos conjuntos para o enfrentamento das violências contra crianças e adolescentes, em especial as violências sexuais. O Crescer Sem Violência tem como objetivo disseminar informações de qualidade e metodologias de enfrentamento às diferentes formas de violência de modo informativo, atraente e sem expor crianças e adolescentes. Temas como o abuso, exploração sexual, direitos sexuais e autoproteção já foram abordados nas séries televisivas “Que exploração é essa?”, “Que abuso é esse?” e “Que corpo é esse?”, e mais de 7.000 profissionais da rede de proteção à criança e ao adolescente já foram formados pelas ações do projeto em mais de 500 municípios brasileiros. Dada a sua relevância, o projeto foi premiado com o I Prêmio Neide Castanha de Direitos Humanos em 2011 na categoria Boas Práticas e o Prêmio TAL na categoria Grande destaque em 2016.

Crédito: Walter Firmo

“Mais de 7.000 profissionais da rede de proteção à criança
e ao adolescente já foram formados pelas ações
do projeto em mais de 500 municípios brasileiros”

Em 2019 o UNICEF e o Canal Futura se uniram para mais uma iniciativa do projeto: a construção de um ambiente online com minicursos gratuitos do Crescer Sem violência. Numa primeira etapa, os 15 primeiros cursos – que combinam a curadoria de materiais escritos, audiovisual, programas de TV, entrevistas e outros documentos digitais – apoiarão gestores municipais a estruturarem ações de proteção a crianças e adolescentes em seus territórios. As temáticas são de interesse do grande público, mas correspondem aos resultados sistêmicos que estão sendo abordados dentro da metodologia do Selo UNICEF (iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância para estimular e reconhecer avanços reais e positivos na promoção, realização e garantia dos direitos de crianças e adolescentes em municípios brasileiros).

Crédito: Walter Firmo

“O projeto foi premiado com o I Prêmio Neide Castanha
de Direitos Humanos em 2011
na categoria Boas Práticas
e o Prêmio TAL na categoria Grande destaque em 2016.”

SAIBA MAIS Crescer sem Violência

.