16386
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 9º ano > Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

Plano de aula - Ditadura Civil-Militar e as populações indígenas

Plano de aula de História com atividades para 9º ano do EF sobre Ditadura Civil-Militar e as populações indígenas

Plano 01 de 2 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Ana Paula de Abreu Figueira

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09HI21 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

O plano de aula em questão procura relacionar o projeto desenvolvimentista colocado em prática durante a ditadura civil-militar com a violação dos direitos das populações indígenas. Para além da tomada do território indígena para a construção das rodovias e hidrelétricas, será trabalhado o projeto de integracionismo dos povos indígenas proposto pela ditadura civil-militar.

Materiais necessários: Cópias impressas ou projeção dos textos 1, 2 e 3 para que os alunos, divididos em trios, possam ler e analisar. Folhas de ofício e canetinhas para a sistematização.

Material complementar:

Documento 1 - Contexto: Trecho Comissão da verdade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/XCuB6F4SaNEuyrnpRtYng7dfm2mhWWSVba23QRgkhub5FWfdDrh3JXGXepTf/his9-21und01-documento-1-trecho-comissao-da-verdade.pdf

Documento 2 - Problematização: Memórias da ditadura civil-militar:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4g3qf5GgHd7kNNb92dGywDZtqDn9nCtW5q4bQjNuY7Aq4EhQEYCMqjgCta3U/his9-21und01-documento-2-memorias-da-ditadura-civil-militar.pdf

Documento 3 - Problematização: Entrevista sobre os Irmãos Villas Bôas: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5vrKfrgAYHg2MnrVzRtW7yQzdcjVqdE2qsMgEppsFRFK927ruNkXRpK27U9U/his9-21und01-documento-3-entrevista-sobre-os-irmaos-villas-boas.pdf

Para você saber mais:

Segue abaixo algumas referências sobre a temática da aula e dos conceitos nela utilizadas.

Link do memórias da ditadura: http://memoriasdaditadura.org.br/indigenas/index.html (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Reportagem jornal o Globo sobre a história da resistência e morte dos povos indígenas na ditadura. Link: https://glo.bo/2EHAMmk (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Referência de conteúdo sobre ditadura militar e as populações indígenas: link: https://www.ufmg.br/brasildoc/temas/5-ditadura-militar-e-populacoes-indigenas/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Conselho Indigenista missionário sobre a atuação da ditadura para com os povos indígenas: https://cimi.org.br/2014/03/35850/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Conceito de ditadura civil-militar: http://www.emdialogo.uff.br/content/consideracoes-sobre-o-conceito-da-ditadura-civil-militar-com-os-alunos-do-ensino-medio-3o e

http://e-revista.unioeste.br/index.php/espacoplural/article/download/8574/6324 (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Sobre o projeto de desenvolvimentismo durante a ditadura civil-militar:

http://revistaprincipios.com.br/artigos/51/cat/1492/política-externa-e-desenvolvimento-no-regime-militar-.html (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Sobre o conceito de integracionismo indígena durante a ditadura civil-militar:

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/07/23/album/1500833290_860968.html#foto_gal_1 (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Conceito de integração segundo a Comissão Nacional da Verdade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ge6kYj8PUfYRQWnpuNAe4wjSAZUajsWRRAP8fxMUkmkgZVrFpVd9g5NjNeEH/his9-21und01-conceito-de-integracao.pdf (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

O que foi a comissão nacional da verdade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/rcqSYCkMcM8fXUqx3DK5uH9DZbPYYsds4QUxX6e3yTDBmBSTnfTv3bEWxhmA/his9-21und01-definicao-da-comissao-nacional-da-verdade.pdf (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Conceito de desenvolvimentismo: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-tematico/desenvolvimentismo (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Referências bibliográficas:

FICO, C. Além do golpe: versões e controvérsias sobre 1964 e a Ditadura Militar. Rio de Janeiro: Record, 2004;

NAPOLITANO, Marcos. 1964: História do Regime Militar Brasileiro. 1 ed. São Paulo: Editora Contexto, 2014;

REIS, Daniel Aarão. Ditadura e democracia no Brasil: do golpe de 1964 à Constituição de 1988. Rio de Janeiro: Zahar, 2014;

DAVIS, Shelton H. Vítimas do Milagre; o desenvolvimento e os índios do Brasil. São Paulo: Zahar, 1978;

MARTINS, Edilson. Nossos índios, nossos mortos. Rio de Janeiro: CODECRI, 1978;

CAMPOS, André. Krenak: O presídio indígena da ditadura. Poratim, Brasília: Cimi, v. 347, agosto 2012.

MARCATO, Sônia de Almeida. A repressão contra os Botocudos em Minas Gerais. Boletim do Museu do Índio, Col. Etno-História. Rio de Janeiro: Museu do Índio, v. 1, maio de 1979.

-----------. Via-crucis de um povo. Os Krenak às margens do rio Doce, Funai, Brasília, 1982. PREZIA, Benedito. O povo Krenak: o exílio de um povo. Suplemento do Porantim, jan./fev. 1988, p. 2.

-----------. Indígenas do Leste do Brasil. Destruição e resistência. São Paulo: Paulinas, 2004, p. 51-57.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Apresente o objetivo da aula para turma. Você pode escrever no quadro, projetar ou ler para a turma.

A intenção nesta parte inicial é que os alunos saibam qual o objetivo da aula e o que deverão aprender ao final desta. Mas, é muito importante não antecipar nenhuma questão ou reflexão específica que será tratada durante a aula, permitindo que os alunos sejam protagonistas na construção do conhecimento.

O objetivo central da aula é que os alunos compreendam como o projeto desenvolvimentista, com as obras ditas obras “faraônicas”, impactaram nas comunidades indígenas durante o período da ditadura civil-militar.

Para você saber mais:

O conceito de desenvolvimentismo foi utilizado no Brasil no período de Juscelino Kubitscheck e retomado nos projetos da ditadura civil-militar, segue o verbete do acervo do cpdoc: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-tematico/desenvolvimentismo (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Sobre o projeto desenvolvimentista e as obras faraônicas da ditadura civil-militar:

https://guiadoestudante.abril.com.br/estudo/obras-de-infraestrutura-do-brasil-na-ditadura/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Para saber mais sobre o conceito e projeto de integracionismo das populações indígenas durante a ditadura civil-militar ver os links abaixo:

https://www.ufmg.br/brasildoc/temas/5-ditadura-militar-e-populacoes-indigenas/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

http://www.terrabrasileira.com.br/indigena/200integra.html (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Após apresentar o objetivo da aula, divida a turma em trios, disponibilize o documento 1 e peça que os alunos realizem a leitura do trecho da comissão da verdade sobre a violação dos direitos dos povos indígenas. Após a leitura, peça que nos trios os alunos conversem sobre o que aconteceu com as populações indígenas durante a ditadura civil-militar;

O interessante neste momento é que os alunos se sensibilizem sobre os efeitos da ditadura civil-militar para os povos indígenas, desconstruindo assim a noção de que a violência e a repressão ocorreu apenas aos grupos políticos e aliados a uma ideologia comunista. É possível que neste momento os alunos questionem o porquê dos indígenas terem sido alvo da ditadura civil-militar e sobre o que foi a comissão nacional da verdade, para maiores informações consultar o item para você saber mais, onde disponibilizo um texto sobre o que foi a comissão nacional da verdade.

Documento1: Trecho Comissão da verdade: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/XCuB6F4SaNEuyrnpRtYng7dfm2mhWWSVba23QRgkhub5FWfdDrh3JXGXepTf/his9-21und01-documento-1-trecho-comissao-da-verdade.pdf

Como adequar à sua realidade:

Caso os alunos sejam descendentes de comunidades indígenas, ou residam próximos das áreas impactadas diretamente, é interessante ver no relatório da comissão da verdade relatos de indígenas da região e trabalhar a história local com eles. Inclusive realizando a atividade de os alunos realizarem entrevistas em suas aldeias, ou com seus parentes que viveram no período na região, buscando resgatar a memória local.

Para você saber mais:

O que foi a comissão nacional da verdade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/rcqSYCkMcM8fXUqx3DK5uH9DZbPYYsds4QUxX6e3yTDBmBSTnfTv3bEWxhmA/his9-21und01-definicao-da-comissao-nacional-da-verdade.pdf (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Link do memórias da ditadura: http://memoriasdaditadura.org.br/indigenas/index.html (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Reportagem jornal o Globo sobre a história da resistência e morte dos povos indígenas na ditadura. Link: https://glo.bo/2EHAMmk (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Referência de conteúdo sobre ditadura militar e as populações indígenas: link: https://www.ufmg.br/brasildoc/temas/5-ditadura-militar-e-populacoes-indigenas/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Conselho Indigenista missionário sobre a atuação da ditadura para com os povos indígenas: https://cimi.org.br/2014/03/35850/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos

Orientações:

Disponibilize o documento 2: sobre os projetos desenvolvimentistas da ditadura civil-militar e o documento 3: trechos da entrevista sobre os Irmãos Villas Bôas. Peça aos alunos que em seus trios realizem a leitura dos textos e conversem sobre as perguntas apresentadas:

Como podemos relacionar os projetos de construção da Transamazônica e da Usina Hidrelétrica de Itaipu com a violência realizada contra as populações indígenas?

O que seria o projeto de “integração” dos indígenas?

Pedir que os alunos comentem suas respostas, após debate nos trios.

É esperado que os alunos, após a contextualização, estejam curiosos e interessados em compreender o motivo da violência empregada contra os indígenas durante a ditadura civil-militar. Os alunos deverão relacionar após a leitura dos textos, o projeto desenvolvimentista, com a abertura da Transamazônica e da usina hidrelétrica de Itaipu, as disputas territoriais e a invasão do espaço indígena e a violência instaurada.

É interessante trabalhar com os alunos o conceito de desenvolvimentismo e situar as regiões afetadas com a construção da Transamazônica. Com relação à pergunta sobre o que foi o projeto de integração do indígena, é possível que o aluno se questione sobre como foi este projeto e o que impactava nos índios, é importante trabalhar o conceito de integração, aculturação e despertar nos alunos a importância da preservação cultural das populações indígenas.

Como resposta é esperado que os alunos relacionem a retirada das terras indígenas para a abertura da transamazônica e das construções realizadas no período, terras habitadas por tribos há centenas de anos que foram violentamente retiradas para a integração do país, e para a construção de hidrelétricas e estradas. Além do uso da mão de obra indígena, nestas regiões, os abusos de poder e agressões realizadas por militares, a violência com tribos isoladas, que nunca tiveram contato com o homem branco.

Sobre o que seria o projeto de integração os alunos poderão responder sobre a tentativa de integrar o índio na sociedade nacional, tida como “civilizada”, retirar sua cultura, formas de organização, comunicação e rituais, retirar dos indígenas suas características tribais, ensinando o português, a religião, construindo casas, colocando-os em empregos.

Documento 2 - Problematização: Memórias da ditadura civil-militar:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4g3qf5GgHd7kNNb92dGywDZtqDn9nCtW5q4bQjNuY7Aq4EhQEYCMqjgCta3U/his9-21und01-documento-2-memorias-da-ditadura-civil-militar.pdf

Documento 3 - Problematização: Entrevista sobre os Irmãos Villas Bôas: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5vrKfrgAYHg2MnrVzRtW7yQzdcjVqdE2qsMgEppsFRFK927ruNkXRpK27U9U/his9-21und01-documento-3-entrevista-sobre-os-irmaos-villas-boas.pdf

Como adequar à sua realidade:

Caso sua escola esteja localizada em uma região cortada pela Transamazônica, ou próxima a Usina Hidrelétrica de Itaipu, seria interessante adaptar a aula para trabalhar os aspectos locais da construção destas obras, verificar as fontes de jornais locais da época sobre os impactos da construção nas populações locais, verificar a existência de museus e espaços de memória locais que retratam o período, ou até mesmo trabalhar com fotografias locais.

Para você saber mais:

Conceito de aculturação: “o ato de sujeitar um povo ou adaptá-lo tecnologicamente a um padrão tido como superior.(...) a aculturação é necessariamente um fenômeno de controle social de um povo sobre outro. (...) a aculturação, como política de colonização, foi uma prática de etnocentrismo. A não compreensão da cultura do “outro”, ou mesmo a negação dessa cultura, deu lugar a práticas de “aculturação”, pois esse “outro” – exatamente por ser diferente – deveria ser encaixado na cultura dita “superior”.” SILVA, Kalima. V; SILVA, Maciel H. Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2005. P.15 - 16.

Conceito de etnocentrismo: “o etnocentrismo pode ser definido como uma visão de mundo fundamentada rigidamente nos valores e modelos de uma dada cultura; por ele, o indivíduo julga e atribui valor à cultura do outro a partir de sua própria cultura. Tal situação dá margem a vários equívocos, preconceitos e hierarquias, que levam o indivíduo a considerar sua cultura a melhor ou superior.” SILVA, Kalima. V; SILVA, Maciel H. Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2005. P.127.

Conceito de integração segundo a Comissão Nacional da Verdade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ge6kYj8PUfYRQWnpuNAe4wjSAZUajsWRRAP8fxMUkmkgZVrFpVd9g5NjNeEH/his9-21und01-conceito-de-integracao.pdf (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Sobre o projeto de desenvolvimentismo durante a ditadura civil-militar:

http://revistaprincipios.com.br/artigos/51/cat/1492/política-externa-e-desenvolvimento-no-regime-militar-.html (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Sobre o conceito de integracionismo indígena durante a ditadura civil-militar:

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/07/23/album/1500833290_860968.html#foto_gal_1 (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações:

Este é o momento da finalização da aula, onde os alunos irão sintetizar o aprendizado. Peça que os alunos, ainda em trios, elaborem uma resposta para a questão: É possível preservar a cultura indígena (seus hábitos, costumes e modos de viver) por meio da Política Integracionista implantada durante a Ditadura Civil-Militar? Por quê? É desejável que os alunos após a leitura das fontes no momento da problematização se questionem sobre os efeitos da política de integração dos índios, e do papel dos órgãos de proteção neste momento da ditadura civil-militar.

Pedir que os trios elaborem uma frase em forma de denúncia, a partir das respostas dadas às perguntas acima. Peça que dois trios socializem suas denúncias para a turma.

Como resposta é esperado que os alunos identifiquem que não é possível se preservar e respeitar a cultura indígena com um projeto integracionista, que prevê a inserção do índio no modelo de sociedade ocidental e no mercado de trabalho, em detrimento de seus rituais, suas práticas culturais e de sua sociedade.

As perguntas podem ser escritas no quadro ou projetadas com data show. screva as perguntas no quadro ou projetá-las com data show. É interessante disponibilizar papel ofício e canetinhas, e pedir que os alunos escrevam a frase com letras grandes, para que depois, elaborem um painel com as denúncias e exponham para a turma.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09HI21 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

O plano de aula em questão procura relacionar o projeto desenvolvimentista colocado em prática durante a ditadura civil-militar com a violação dos direitos das populações indígenas. Para além da tomada do território indígena para a construção das rodovias e hidrelétricas, será trabalhado o projeto de integracionismo dos povos indígenas proposto pela ditadura civil-militar.

Materiais necessários: Cópias impressas ou projeção dos textos 1, 2 e 3 para que os alunos, divididos em trios, possam ler e analisar. Folhas de ofício e canetinhas para a sistematização.

Material complementar:

Documento 1 - Contexto: Trecho Comissão da verdade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/XCuB6F4SaNEuyrnpRtYng7dfm2mhWWSVba23QRgkhub5FWfdDrh3JXGXepTf/his9-21und01-documento-1-trecho-comissao-da-verdade.pdf

Documento 2 - Problematização: Memórias da ditadura civil-militar:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4g3qf5GgHd7kNNb92dGywDZtqDn9nCtW5q4bQjNuY7Aq4EhQEYCMqjgCta3U/his9-21und01-documento-2-memorias-da-ditadura-civil-militar.pdf

Documento 3 - Problematização: Entrevista sobre os Irmãos Villas Bôas: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5vrKfrgAYHg2MnrVzRtW7yQzdcjVqdE2qsMgEppsFRFK927ruNkXRpK27U9U/his9-21und01-documento-3-entrevista-sobre-os-irmaos-villas-boas.pdf

Para você saber mais:

Segue abaixo algumas referências sobre a temática da aula e dos conceitos nela utilizadas.

Link do memórias da ditadura: http://memoriasdaditadura.org.br/indigenas/index.html (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Reportagem jornal o Globo sobre a história da resistência e morte dos povos indígenas na ditadura. Link: https://glo.bo/2EHAMmk (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Referência de conteúdo sobre ditadura militar e as populações indígenas: link: https://www.ufmg.br/brasildoc/temas/5-ditadura-militar-e-populacoes-indigenas/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Conselho Indigenista missionário sobre a atuação da ditadura para com os povos indígenas: https://cimi.org.br/2014/03/35850/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Conceito de ditadura civil-militar: http://www.emdialogo.uff.br/content/consideracoes-sobre-o-conceito-da-ditadura-civil-militar-com-os-alunos-do-ensino-medio-3o e

http://e-revista.unioeste.br/index.php/espacoplural/article/download/8574/6324 (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Sobre o projeto de desenvolvimentismo durante a ditadura civil-militar:

http://revistaprincipios.com.br/artigos/51/cat/1492/política-externa-e-desenvolvimento-no-regime-militar-.html (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Sobre o conceito de integracionismo indígena durante a ditadura civil-militar:

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/07/23/album/1500833290_860968.html#foto_gal_1 (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Conceito de integração segundo a Comissão Nacional da Verdade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ge6kYj8PUfYRQWnpuNAe4wjSAZUajsWRRAP8fxMUkmkgZVrFpVd9g5NjNeEH/his9-21und01-conceito-de-integracao.pdf (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

O que foi a comissão nacional da verdade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/rcqSYCkMcM8fXUqx3DK5uH9DZbPYYsds4QUxX6e3yTDBmBSTnfTv3bEWxhmA/his9-21und01-definicao-da-comissao-nacional-da-verdade.pdf (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Conceito de desenvolvimentismo: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-tematico/desenvolvimentismo (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Referências bibliográficas:

FICO, C. Além do golpe: versões e controvérsias sobre 1964 e a Ditadura Militar. Rio de Janeiro: Record, 2004;

NAPOLITANO, Marcos. 1964: História do Regime Militar Brasileiro. 1 ed. São Paulo: Editora Contexto, 2014;

REIS, Daniel Aarão. Ditadura e democracia no Brasil: do golpe de 1964 à Constituição de 1988. Rio de Janeiro: Zahar, 2014;

DAVIS, Shelton H. Vítimas do Milagre; o desenvolvimento e os índios do Brasil. São Paulo: Zahar, 1978;

MARTINS, Edilson. Nossos índios, nossos mortos. Rio de Janeiro: CODECRI, 1978;

CAMPOS, André. Krenak: O presídio indígena da ditadura. Poratim, Brasília: Cimi, v. 347, agosto 2012.

MARCATO, Sônia de Almeida. A repressão contra os Botocudos em Minas Gerais. Boletim do Museu do Índio, Col. Etno-História. Rio de Janeiro: Museu do Índio, v. 1, maio de 1979.

-----------. Via-crucis de um povo. Os Krenak às margens do rio Doce, Funai, Brasília, 1982. PREZIA, Benedito. O povo Krenak: o exílio de um povo. Suplemento do Porantim, jan./fev. 1988, p. 2.

-----------. Indígenas do Leste do Brasil. Destruição e resistência. São Paulo: Paulinas, 2004, p. 51-57.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Apresente o objetivo da aula para turma. Você pode escrever no quadro, projetar ou ler para a turma.

A intenção nesta parte inicial é que os alunos saibam qual o objetivo da aula e o que deverão aprender ao final desta. Mas, é muito importante não antecipar nenhuma questão ou reflexão específica que será tratada durante a aula, permitindo que os alunos sejam protagonistas na construção do conhecimento.

O objetivo central da aula é que os alunos compreendam como o projeto desenvolvimentista, com as obras ditas obras “faraônicas”, impactaram nas comunidades indígenas durante o período da ditadura civil-militar.

Para você saber mais:

O conceito de desenvolvimentismo foi utilizado no Brasil no período de Juscelino Kubitscheck e retomado nos projetos da ditadura civil-militar, segue o verbete do acervo do cpdoc: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-tematico/desenvolvimentismo (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Sobre o projeto desenvolvimentista e as obras faraônicas da ditadura civil-militar:

https://guiadoestudante.abril.com.br/estudo/obras-de-infraestrutura-do-brasil-na-ditadura/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Para saber mais sobre o conceito e projeto de integracionismo das populações indígenas durante a ditadura civil-militar ver os links abaixo:

https://www.ufmg.br/brasildoc/temas/5-ditadura-militar-e-populacoes-indigenas/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

http://www.terrabrasileira.com.br/indigena/200integra.html (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Após apresentar o objetivo da aula, divida a turma em trios, disponibilize o documento 1 e peça que os alunos realizem a leitura do trecho da comissão da verdade sobre a violação dos direitos dos povos indígenas. Após a leitura, peça que nos trios os alunos conversem sobre o que aconteceu com as populações indígenas durante a ditadura civil-militar;

O interessante neste momento é que os alunos se sensibilizem sobre os efeitos da ditadura civil-militar para os povos indígenas, desconstruindo assim a noção de que a violência e a repressão ocorreu apenas aos grupos políticos e aliados a uma ideologia comunista. É possível que neste momento os alunos questionem o porquê dos indígenas terem sido alvo da ditadura civil-militar e sobre o que foi a comissão nacional da verdade, para maiores informações consultar o item para você saber mais, onde disponibilizo um texto sobre o que foi a comissão nacional da verdade.

Documento1: Trecho Comissão da verdade: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/XCuB6F4SaNEuyrnpRtYng7dfm2mhWWSVba23QRgkhub5FWfdDrh3JXGXepTf/his9-21und01-documento-1-trecho-comissao-da-verdade.pdf

Como adequar à sua realidade:

Caso os alunos sejam descendentes de comunidades indígenas, ou residam próximos das áreas impactadas diretamente, é interessante ver no relatório da comissão da verdade relatos de indígenas da região e trabalhar a história local com eles. Inclusive realizando a atividade de os alunos realizarem entrevistas em suas aldeias, ou com seus parentes que viveram no período na região, buscando resgatar a memória local.

Para você saber mais:

O que foi a comissão nacional da verdade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/rcqSYCkMcM8fXUqx3DK5uH9DZbPYYsds4QUxX6e3yTDBmBSTnfTv3bEWxhmA/his9-21und01-definicao-da-comissao-nacional-da-verdade.pdf (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Link do memórias da ditadura: http://memoriasdaditadura.org.br/indigenas/index.html (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Reportagem jornal o Globo sobre a história da resistência e morte dos povos indígenas na ditadura. Link: https://glo.bo/2EHAMmk (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Referência de conteúdo sobre ditadura militar e as populações indígenas: link: https://www.ufmg.br/brasildoc/temas/5-ditadura-militar-e-populacoes-indigenas/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Conselho Indigenista missionário sobre a atuação da ditadura para com os povos indígenas: https://cimi.org.br/2014/03/35850/ (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos

Orientações:

Disponibilize o documento 2: sobre os projetos desenvolvimentistas da ditadura civil-militar e o documento 3: trechos da entrevista sobre os Irmãos Villas Bôas. Peça aos alunos que em seus trios realizem a leitura dos textos e conversem sobre as perguntas apresentadas:

Como podemos relacionar os projetos de construção da Transamazônica e da Usina Hidrelétrica de Itaipu com a violência realizada contra as populações indígenas?

O que seria o projeto de “integração” dos indígenas?

Pedir que os alunos comentem suas respostas, após debate nos trios.

É esperado que os alunos, após a contextualização, estejam curiosos e interessados em compreender o motivo da violência empregada contra os indígenas durante a ditadura civil-militar. Os alunos deverão relacionar após a leitura dos textos, o projeto desenvolvimentista, com a abertura da Transamazônica e da usina hidrelétrica de Itaipu, as disputas territoriais e a invasão do espaço indígena e a violência instaurada.

É interessante trabalhar com os alunos o conceito de desenvolvimentismo e situar as regiões afetadas com a construção da Transamazônica. Com relação à pergunta sobre o que foi o projeto de integração do indígena, é possível que o aluno se questione sobre como foi este projeto e o que impactava nos índios, é importante trabalhar o conceito de integração, aculturação e despertar nos alunos a importância da preservação cultural das populações indígenas.

Como resposta é esperado que os alunos relacionem a retirada das terras indígenas para a abertura da transamazônica e das construções realizadas no período, terras habitadas por tribos há centenas de anos que foram violentamente retiradas para a integração do país, e para a construção de hidrelétricas e estradas. Além do uso da mão de obra indígena, nestas regiões, os abusos de poder e agressões realizadas por militares, a violência com tribos isoladas, que nunca tiveram contato com o homem branco.

Sobre o que seria o projeto de integração os alunos poderão responder sobre a tentativa de integrar o índio na sociedade nacional, tida como “civilizada”, retirar sua cultura, formas de organização, comunicação e rituais, retirar dos indígenas suas características tribais, ensinando o português, a religião, construindo casas, colocando-os em empregos.

Documento 2 - Problematização: Memórias da ditadura civil-militar:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4g3qf5GgHd7kNNb92dGywDZtqDn9nCtW5q4bQjNuY7Aq4EhQEYCMqjgCta3U/his9-21und01-documento-2-memorias-da-ditadura-civil-militar.pdf

Documento 3 - Problematização: Entrevista sobre os Irmãos Villas Bôas: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5vrKfrgAYHg2MnrVzRtW7yQzdcjVqdE2qsMgEppsFRFK927ruNkXRpK27U9U/his9-21und01-documento-3-entrevista-sobre-os-irmaos-villas-boas.pdf

Como adequar à sua realidade:

Caso sua escola esteja localizada em uma região cortada pela Transamazônica, ou próxima a Usina Hidrelétrica de Itaipu, seria interessante adaptar a aula para trabalhar os aspectos locais da construção destas obras, verificar as fontes de jornais locais da época sobre os impactos da construção nas populações locais, verificar a existência de museus e espaços de memória locais que retratam o período, ou até mesmo trabalhar com fotografias locais.

Para você saber mais:

Conceito de aculturação: “o ato de sujeitar um povo ou adaptá-lo tecnologicamente a um padrão tido como superior.(...) a aculturação é necessariamente um fenômeno de controle social de um povo sobre outro. (...) a aculturação, como política de colonização, foi uma prática de etnocentrismo. A não compreensão da cultura do “outro”, ou mesmo a negação dessa cultura, deu lugar a práticas de “aculturação”, pois esse “outro” – exatamente por ser diferente – deveria ser encaixado na cultura dita “superior”.” SILVA, Kalima. V; SILVA, Maciel H. Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2005. P.15 - 16.

Conceito de etnocentrismo: “o etnocentrismo pode ser definido como uma visão de mundo fundamentada rigidamente nos valores e modelos de uma dada cultura; por ele, o indivíduo julga e atribui valor à cultura do outro a partir de sua própria cultura. Tal situação dá margem a vários equívocos, preconceitos e hierarquias, que levam o indivíduo a considerar sua cultura a melhor ou superior.” SILVA, Kalima. V; SILVA, Maciel H. Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2005. P.127.

Conceito de integração segundo a Comissão Nacional da Verdade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ge6kYj8PUfYRQWnpuNAe4wjSAZUajsWRRAP8fxMUkmkgZVrFpVd9g5NjNeEH/his9-21und01-conceito-de-integracao.pdf (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Sobre o projeto de desenvolvimentismo durante a ditadura civil-militar:

http://revistaprincipios.com.br/artigos/51/cat/1492/política-externa-e-desenvolvimento-no-regime-militar-.html (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Sobre o conceito de integracionismo indígena durante a ditadura civil-militar:

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/07/23/album/1500833290_860968.html#foto_gal_1 (Acesso em 27 de fevereiro de 2019)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações:

Este é o momento da finalização da aula, onde os alunos irão sintetizar o aprendizado. Peça que os alunos, ainda em trios, elaborem uma resposta para a questão: É possível preservar a cultura indígena (seus hábitos, costumes e modos de viver) por meio da Política Integracionista implantada durante a Ditadura Civil-Militar? Por quê? É desejável que os alunos após a leitura das fontes no momento da problematização se questionem sobre os efeitos da política de integração dos índios, e do papel dos órgãos de proteção neste momento da ditadura civil-militar.

Pedir que os trios elaborem uma frase em forma de denúncia, a partir das respostas dadas às perguntas acima. Peça que dois trios socializem suas denúncias para a turma.

Como resposta é esperado que os alunos identifiquem que não é possível se preservar e respeitar a cultura indígena com um projeto integracionista, que prevê a inserção do índio no modelo de sociedade ocidental e no mercado de trabalho, em detrimento de seus rituais, suas práticas culturais e de sua sociedade.

As perguntas podem ser escritas no quadro ou projetadas com data show. screva as perguntas no quadro ou projetá-las com data show. É interessante disponibilizar papel ofício e canetinhas, e pedir que os alunos escrevam a frase com letras grandes, para que depois, elaborem um painel com as denúncias e exponham para a turma.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946 do 9º ano :

9º ano / História / Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

9º ano / História / Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

MAIS AULAS DE História do 9º ano:

9º ano / História / Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF09HI21 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano