16274
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 8º ano > O mundo contemporâneo: o Antigo Regime em crise

Plano de aula - Revolução nas ideias: Iluminismo e enciclopédias

Plano de aula de História com atividades para 8º ano do EF sobre Revolução nas ideias: Iluminismo e enciclopédias

Plano 02 de 2 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Gabriel Amato Bruno De Lima

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI01, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

– Cópias impressas das imagens e textos ou data show para projeção destas fontes.

– Volumes de enciclopédias (caso disponíveis na biblioteca da escola).

– Cópias impressas da atividade ou sala de informática (apenas no caso da realização da atividade de Sistematização em meio digital).

Material complementar:

Meme sobre internet e enciclopédia:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jEZW3UxsnKufNqTRmVJ7WBvawJtJ2zZ2sAmCj4RHh9SgrTBRvFTFK4aZRGZF/his8-01und02--meme-sobre-enciclopedia.pdf

Capa do primeiro tomo da Encyclopédie (1751):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TUwE7Mk5Cwx4Zhaa5MKM78J46tpDa3vUzMKzek5rxXQ7qRNAChxe6ppKjmBT/his8-01und02--capa-do-primeiro-tomo-da-encyclopedie-1751.pdf

Print da página inicial da Wikipédia em português (2018):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/j4wGkx8YaYNhauCXnP8GckCU7sksySYJCdD7NPqejKYUEETWMuKAPfkDV85n/his8-01und02--print-da-pagina-inicial-da-wikipedia-em-portugues.pdf

Trecho do verbete “Discurso preliminar dos editores” (1751), por Denis Diderot e Jean D'Alambert:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/frMT8SYdBA28my9bTdXHJ6KmPGNypRsECUda97wZ2EeErXATAGv85tzajgzF/his8-01und02--trecho-do-texto-discurso-preliminar-dos-editores-1751-por-diderot-e-dalambert.pdf

Trecho do verbete “Wikipédia: sobre a Wikipédia”:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DcCWdSNxJuk47sbxfcZ7Zm6KjVqMwqZukPJ2dnjSW5zJmm72CMemapYAJwre/his8-01und02--trecho-do-verbete-wikipedia-sobre-a-wikipedia.pdf

Atividade de Sistematização, no modelo de verbete da Wikipédia:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/yTwcbgR3q68GWKyAyjrvWbB5Dbdd6rXqARGdRejRamEWMgg78HsB8QKCJjJq/his8-01und02--atividade-de-sistematizacao.pdf

Para você saber mais:

“Epidemias culturais”, por Ricardo Monteiro e Thiago Quadros, no jornal Nexo (vídeo, 2m:11s). Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/video/video/Epidemias-culturais Acesso em: 22 de novembro de 2018.

DARNTON, Robert. O iluminismo como negócio: história da publicação da Encyclopédie (1775-1800). São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

BURKE, Peter. A República das Letras Europeia, 1500-2000. Estudos Avanc?ados, São Paulo, vol. 25, nº 72, 2011, p. 277-288. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v25n72/a21v25n72.pdf> Acesso em: 22 de novembro de 2018.

“O historiador Peter Burke reflete sobre a era da informação”, entrevista com Peter Burke publicada no G1 em 30/9/2012. Disponível em: <http://g1.globo.com/platb/maquinadeescrever/2012/09/30/1236/> Acesso em: 22 de novembro de 2018.

GUROVITZ, Hugo. A história que une americanos e franceses. Época, 19/2/2015. Disponível em: <https://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/helio-gurovitz/noticia/2015/02/historia-que-bune-americanos-e-francesesb.html> Acesso em: 21 de novembro de 2018.

“Robert Darnton: Os iluministas e a revolução da leitura”, Fronteiras do Pensamento (vídeo, 5m:16s). Disponível em: <https://www.fronteiras.com/videos/os-iluministas-e-a-revolucao-da-leitura> Acesso em: 21 de novembro de 2018.

“Como escrever um bom artigo”, por Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Livro_de_estilo/Como_escrever_um_bom_artigo Acesso em: 22 de novembro de 2018.

“Guia de edição/Como começar uma página”, por Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ajuda:Guia_de_edi%C3%A7%C3%A3o/Como_come%C3%A7ar_uma_p%C3%A1gina Acesso em: 22 de novembro de 2018.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente o objetivo aos alunos escrevendo-o no quadro, ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente este slide e faça uma leitura coletiva. Lembre-se de não antecipar as reflexões da aula neste momento, pois a intenção é que os estudantes construam o raciocínio apenas com a sua mediação.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Professor, o objetivo deste momento da aula – que você não deve dizer diretamente para os estudantes, pois a intenção é que eles sejam protagonistas da leitura da fonte – é levar os alunos a perceber que o meme é uma forma de comunicação rápida própria da internet. Este, em específico, está contrapondo a facilidade de pesquisar informações na internet à dificuldade de lidar com enciclopédias de papel, dado o volume de páginas dos livros impressos. Projete, caso esteja usando data show, ou imprima e mostre aos estudantes o meme. Ele está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jEZW3UxsnKufNqTRmVJ7WBvawJtJ2zZ2sAmCj4RHh9SgrTBRvFTFK4aZRGZF/his8-01und02--meme-sobre-enciclopedia.pdf

Peça que alguns alunos expliquem o meme para a turma. Na medida em que eles forem descrevendo o que veem, atue como um mediador da leitura da fonte. Faça perguntas, como: O que é um meme? Ele existe “desde sempre”? Por que ele é engraçado? O que é uma “enciclopédia Barsa”? Como fazemos uma pesquisa para os trabalhos da escola hoje? No uso da internet, como sabemos diferenciar sites que trazem informações confiáveis daqueles que não trazem? Quanto tempo gastamos para fazer nossas pesquisas? Como os avós de vocês, sem internet, faziam para pesquisar? Será que eles gastavam mais tempo para fazer os trabalhos do que nós? Você sabe o que é uma enciclopédia? Você já viu uma enciclopédia impressa, em casa ou na biblioteca? Já navegou por uma enciclopédia digital?

Outra questão que pode ser explorada neste momento é a importância dos mecanismos de busca online como o Google, que fazem a indexação do conteúdo, mas não são responsáveis por produzir informações, como os sites que consultamos para pesquisas escolares.

Na comparação entre a pesquisa na internet e nas enciclopédias, pode surgir também o tema da menor confiabilidade daquilo que encontramos quando pesquisamos na internet. Faça a mediação da discussão, perguntando aos alunos se isso acontece porque qualquer pessoa, inclusive sem se identificar como autor, pode adicionar informações online. Mas lembre aos estudantes que a pesquisa na internet tem suas vantagens, como, por exemplo, maior rapidez ou democratização do acesso às informações.

Caso possível, leve para a sala uma das enciclopédias da biblioteca da escola. Apresente a obra aos estudantes permitindo a eles manusear a publicação enquanto se questionam sobre os significados do meme. Chame a atenção para a abrangência de temas cobertos pelas enciclopédias, o que as tornava a principal fonte de pesquisa para os estudantes de gerações muitos próximas aos alunos (seus pais, tios, avós etc.). Pergunta e eles como devemos fazer para pesquisar algo na enciclopédia. Neste momento, discuta a organização da publicação: o índice onomástico, a estrutura de “verbetes”, a organização em ordem alfabética, as remissões que um verbete faz a outros que abordam temas próximos. Esta pode também ser uma oportunidade para chamar a atenção para a proximidade entre a busca na enciclopédia e a pesquisa no dicionário.

Para você saber mais:

“Epidemias culturais”, por Ricardo Monteiro e Thiago Quadros, no jornal Nexo (vídeo, 2m:11s). Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/video/video/Epidemias-culturais Acesso em: 22 de novembro de 2018.

Vídeo produzido por jornalistas que sintetiza a história do surgimento dos memes da internet como um gênero textual replicável e típico da era digital.
Além disso, são apontadas as principais características desta forma de comunicação (reprodutibilidade, criatividade, humor) que podem ser exploradas
na Contextualização.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Apresente aos estudantes, impressas ou projetadas no data show, as duas imagens. Questione a turma sobre as duas fontes, separadamente em um primeiro momento.

  • Pergunte sobre o contexto de publicação da Enciclopédia (século XVIII); o suporte da publicação (papel); o que significa ela ter sido publicada em vários tomos; em qual idioma ela foi publicada (francês); quais eram os seus editores (Denis Diderot e Jean D’Alambert). Todas estas informações podem ser identificadas na imagem, mas como ela está no idioma original sua mediação deve ser mais próxima neste momento. Questione também sobre a iconografia que aparece na fonte: Qual a relação entre a representação de luzes trazidas por um anjo e os símbolos do conhecimento como livro, astrolábio, réguas etc.? Quais os sentidos da representação de um anjo na capa da publicação, considerando a valorização da razão proposta pelos enciclopedistas e sua oposição à Igreja Católica? A intenção é que os estudantes discutam a concepção do conhecimento como revelação e descoberta, típica do Iluminismo. Incentive também o debate sobre a valorização da razão, do questionamento e do conhecimento, outra característica deste movimento de ideias.

  • Depois, pergunte sobre a data provável em que foi feita a captura do print da página inicial da Wikipédia (tempo presente); sobre o suporte de publicação (digital/internet); em quais idiomas o conteúdo está disponível; a extensão de verbetes em cada idioma (Por que há mais artigos em inglês do que em português?). Faça a mediação da identificação destas informações perguntando aos estudantes se eles já usaram a Wikipédia para fazer pesquisas. Questione também o significado do slogan da Wikipédia – “A enciclopédia livre”, que aparece na parte superior da tela – possibilitando que os alunos debatam quem é responsável por criar o conteúdo da plataforma. Por fim, faça perguntas sobre a parte iconográfica da fonte: Por que o símbolo da enciclopédia é um globo terrestre em formato de quebra-cabeças incompleto, com representações de letras em vários alfabetos? Neste momento, discuta que o conteúdo da Wikipédia está sempre em construção (por isso, a imagem do quebra-cabeças) e que se trata de uma iniciativa internacional (por isso a utilização do globo).

Capa do primeiro tomo da Encyclopédie (1751):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TUwE7Mk5Cwx4Zhaa5MKM78J46tpDa3vUzMKzek5rxXQ7qRNAChxe6ppKjmBT/his8-01und02--capa-do-primeiro-tomo-da-encyclopedie-1751.pdf

Tradução livre do texto da imagem:

“Enciclopédia ou Diciona?rio razoado das cie?ncias, das artes e dos ofi?cios, por uma sociedade de homens de letras. Editado e publicado por sr. Diderot, da Academia Real de Ciências e Belas Artes de Pruffe; e, quanto à parte matemática, por sr. d'Alambert, da Academia Real de Ciências de Paris, de Pruffe e da Sociedade Real de Londres”.

Print da página inicial da Wikipédia em português (2018):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/j4wGkx8YaYNhauCXnP8GckCU7sksySYJCdD7NPqejKYUEETWMuKAPfkDV85n/his8-01und02--print-da-pagina-inicial-da-wikipedia-em-portugues.pdf

Para você saber mais:

BURKE, Peter. A República das Letras Europeia, 1500-2000. Estudos Avanc?ados, São Paulo, vol. 25, nº 72, 2011, p. 277-288. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v25n72/a21v25n72.pdf> Acesso em: 22 de novembro de 2018.

Neste ensaio, o historiador inglês Peter Burke analisa a formação do que ele chamou de “comunidade do saber” entre os séculos XVI e XX abordando tanto os enciclopedistas iluministas como a Wikipédia. Segundo ele, “A disseminac?a?o de comunidades de conhecimento de alcance mundial, ou pelo menos intercontinental, na?o comec?ou na era da internet, embora tenha certamente se acelerado nos u?ltimos 20 anos”. (p. 277). Ele analisa, portanto, as consequências da cooperação intelectual para a produção do conhecimento no século XVIII e no tempo presente, tema que pode ser abordado na análise das fontes.

“O historiador Peter Burke reflete sobre a era da informação”, entrevista com Peter Burke publicada no G1 em 30/9/2012. Disponível em: <http://g1.globo.com/platb/maquinadeescrever/2012/09/30/1236/> Acesso em: 22 de novembro de 2018.

Nesta entrevista, Peter Burke apresenta algumas ideias do seu livro Uma história social do conhecimento: da Enciclopédia à Wikipédia publicado no Brasil pela editora Zahar em 2012. Entre outros temas, ele aborda o impacto da internet na democratização do conhecimento – assunto que pode ser discutido com os estudantes quando se analisa a página inicial da Wikipédia.

DARNTON, Robert. O iluminismo como negócio: história da publicação da Encyclopédie (1775-1800). São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

Trata-se de livro fundamental para a história do livro e da leitura, campo de pesquisas historiográficas que inspira este plano de aula. Nele, Darnton analisa a história da produção e publicação da Enciclopédia de Diderot e d'Alembert no século XVIII. Os contatos entre os autores enciclopedistas, a perseguição da censura do Antigo Regime à publicação, a oposição dos jesuítas ao projeto enciclopedista, as edições piratas dos diversos tomos da obra e a difusão das ideias iluministas por meio da iniciativa são analisadas pelo autor. O livro pode ser encontrado em bibliotecas universitárias para consulta.

GUROVITZ, Hugo. A história que une americanos e franceses. Época, 19/2/2015. Disponível em: <https://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/helio-gurovitz/noticia/2015/02/historia-que-bune-americanos-e-francesesb.html> Acesso em: 21 de novembro de 2018.

Resenha do livro O iluminismo como negócio, de Robert Darnton, publicada pelo jornalista Hugo Gurovitz. O autor chama a atenção para a complexidade da difusão das ideias iluministas a partir da França para os Estados Unidos durante o processo de independência e fundação da república norte-americana inspirada nos ideais das luzes.

“Robert Darnton: Os iluministas e a revolução da leitura”, Fronteiras do Pensamento (vídeo, 5m:16s). Disponível em: <https://www.fronteiras.com/videos/os-iluministas-e-a-revolucao-da-leitura> Acesso em: 21 de novembro de 2018.

Nesta entrevista, o historiador norte-americano Robert Darnton faz uma reflexão sobre as mudanças nas práticas de leitura e nas relações de produção do conhecimento trazidas por pensadores iluministas como Jean-Jacques Rousseau.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Professor, neste segundo momento da Problematização, selecione dois alunos para ler um dos dois textos a seguir em voz alta:

Trecho do verbete “Discurso preliminar dos editores” (1751), por Denis Diderot e Jean D'Alambert:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/frMT8SYdBA28my9bTdXHJ6KmPGNypRsECUda97wZ2EeErXATAGv85tzajgzF/his8-01und02--trecho-do-texto-discurso-preliminar-dos-editores-1751-por-diderot-e-dalambert.pdf

Trecho do verbete “Wikipédia: sobre a Wikipédia”:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DcCWdSNxJuk47sbxfcZ7Zm6KjVqMwqZukPJ2dnjSW5zJmm72CMemapYAJwre/his8-01und02--trecho-do-verbete-wikipedia-sobre-a-wikipedia.pdf

Na medida em que a leitura for acontecendo, estimule o debate sobre os dois projetos de enciclopédia. A diferenciação entre informação (conjunto de dados diversos sobre determinada temática) e conhecimento (análise sobre determinado tema que relaciona, contextualiza, compara etc. os dados coletados) pode servir de norte para esta parte da Problematização.

Pergunte: Em que as duas enciclopédias se diferem? Neste momento, chame a atenção para as diferentes formas de suporte (papel, no caso da Enciclopédia; digital, na Wikipédia), quem são os autores (“homens de letras” identificados; pessoas anônimas), quais são os assuntos tratados (ciências, letras e artes; assuntos os mais amplos e diversos). Peça a um estudante que explique o que significa a “árvore do conhecimento” proposta pelos enciclopedistas do século XVIII e a outro aluno que explique o que significa o conceito “wiki wiki” que está na base do funcionamento da Wikipédia. A intenção, neste momento, é discutir a questão da autoridade na produção do conhecimento, tanto em termos da autoria (quem fala/escreve) como da legitimidade que o autor confere àquilo que está sendo dito. Por fim, questione aos estudantes quais consequência as constantes mudanças de conteúdo (a chamada revisibilidade) na Wikipédia trazem para a circulação do conhecimento quando comparadas com o texto fixado na página da Enciclopédia iluminista.

Depois, pergunte: Em que os dois projetos se aproximam? Peça a um aluno que identifique, nos textos, quais as dimensões das duas enciclopédias, em termos de abrangência das áreas de conhecimento e do número de artigos/verbetes. Questione aos estudantes se há uma continuidade na valorização do conhecimento humano, marca central do iluminismo, na proposta da Wikipédia. Pergunte também se não haveria uma intenção de saber e reunir tudo ou o máximo de conhecimento possível presente nas duas publicações.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Peça aos estudantes que se organizem em grupos de até quatro integrantes e distribua a Folha de atividades para eles. Ela está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/yTwcbgR3q68GWKyAyjrvWbB5Dbdd6rXqARGdRejRamEWMgg78HsB8QKCJjJq/his8-01und02--atividade-de-sistematizacao.pdf De maneira alternativa, a atividade pode ser realizada no computador (veja instruções abaixo).

Para sintetizar os debates realizados durante a aula, os alunos irão elaborar um verbete no modelo da Wikipédia comparando os dois projetos de enciclopédia. Este artigo terá três partes básicas: um texto breve (10-15 linhas); duas imagens, uma para cada publicação, que podem ser desenhos produzidos pelos próprios estudantes; e uma tabela com informações sobre as duas enciclopédias. Enquanto os estudantes estiverem realizando a atividade, circule pela sala e incentive-os a incorporar as análises feitas ao longo das partes de Contexto e Problematização. Lembre aos alunos que,
além de comparar, é importante contextualizar as duas publicações (século XVIII, para a Enciclopédia iluminista, e tempo presente, para a Wikipédia).

Quando os grupos finalizarem a produção do verbete, exponha as atividades para a turma, colando-as no quadro. Escolha alguns grupos para ler, em voz alta, as suas atividades para os colegas.

Caso haja a possibilidade de usar um laboratório de informática com acesso à internet na sua escola, os estudantes podem produzir um verbete em formato digital na própria Wikipédia. No entanto, caso esta seja a forma de Sistematização adotada, será preciso usar a página de testes da plataforma porque a enciclopédia tem regras para a edição que impedem a edição de verbetes já consolidados (casos dos artigos sobre a Enciclopédia e a Wikipédia) por usuários anônimos ou recém-cadastrados. A página de testes está disponível no link: https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikipédia:Página_de_testes

Lembre-se de solicitar aos estudantes que tirem um print da tela quando finalizarem o trabalho e o enviem para você ou salvem no computador da escola. Do contrário, as edições na página de testes da Wikipédia serão perdidas.

Para você saber mais:

“Como escrever um bom artigo”, por Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Livro_de_estilo/Como_escrever_um_bom_artigo Acesso em: 22 de novembro de 2018.

Este artigo da Wikipédia em português traz informações sobre o modelo de artigos da plataforma. Algumas dicas podem ser adotadas pelos estudantes, como a introdução direta típica do conteúdo da plataforma (exemplo: “A enciclopédia Conhecer é uma enciclopédia em língua portuguesa publicada no Brasil pela primeira vez em 1966 pela Abril Cultural, posteriormente Nova Cultural”.) ou o uso de hiperlinks (caso a produção seja feita no computador).
Se julgar adequado, apresente aos alunos as 15 recomendações para produção de artigos presentes nesta página.

“Guia de edição/Como começar uma página”, por Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ajuda:Guia_de_edi%C3%A7%C3%A3o/Como_come%C3%A7ar_uma_p%C3%A1gina Acesso em: 22 de novembro de 2018.

No caso de a Sistematização ser feita no laboratório de informática da escola com acesso à internet, esta página poderá auxiliar você e os estudantes na criação da página da Wikipédia.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI01, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

– Cópias impressas das imagens e textos ou data show para projeção destas fontes.

– Volumes de enciclopédias (caso disponíveis na biblioteca da escola).

– Cópias impressas da atividade ou sala de informática (apenas no caso da realização da atividade de Sistematização em meio digital).

Material complementar:

Meme sobre internet e enciclopédia:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jEZW3UxsnKufNqTRmVJ7WBvawJtJ2zZ2sAmCj4RHh9SgrTBRvFTFK4aZRGZF/his8-01und02--meme-sobre-enciclopedia.pdf

Capa do primeiro tomo da Encyclopédie (1751):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TUwE7Mk5Cwx4Zhaa5MKM78J46tpDa3vUzMKzek5rxXQ7qRNAChxe6ppKjmBT/his8-01und02--capa-do-primeiro-tomo-da-encyclopedie-1751.pdf

Print da página inicial da Wikipédia em português (2018):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/j4wGkx8YaYNhauCXnP8GckCU7sksySYJCdD7NPqejKYUEETWMuKAPfkDV85n/his8-01und02--print-da-pagina-inicial-da-wikipedia-em-portugues.pdf

Trecho do verbete “Discurso preliminar dos editores” (1751), por Denis Diderot e Jean D'Alambert:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/frMT8SYdBA28my9bTdXHJ6KmPGNypRsECUda97wZ2EeErXATAGv85tzajgzF/his8-01und02--trecho-do-texto-discurso-preliminar-dos-editores-1751-por-diderot-e-dalambert.pdf

Trecho do verbete “Wikipédia: sobre a Wikipédia”:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DcCWdSNxJuk47sbxfcZ7Zm6KjVqMwqZukPJ2dnjSW5zJmm72CMemapYAJwre/his8-01und02--trecho-do-verbete-wikipedia-sobre-a-wikipedia.pdf

Atividade de Sistematização, no modelo de verbete da Wikipédia:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/yTwcbgR3q68GWKyAyjrvWbB5Dbdd6rXqARGdRejRamEWMgg78HsB8QKCJjJq/his8-01und02--atividade-de-sistematizacao.pdf

Para você saber mais:

“Epidemias culturais”, por Ricardo Monteiro e Thiago Quadros, no jornal Nexo (vídeo, 2m:11s). Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/video/video/Epidemias-culturais Acesso em: 22 de novembro de 2018.

DARNTON, Robert. O iluminismo como negócio: história da publicação da Encyclopédie (1775-1800). São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

BURKE, Peter. A República das Letras Europeia, 1500-2000. Estudos Avanc?ados, São Paulo, vol. 25, nº 72, 2011, p. 277-288. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v25n72/a21v25n72.pdf> Acesso em: 22 de novembro de 2018.

“O historiador Peter Burke reflete sobre a era da informação”, entrevista com Peter Burke publicada no G1 em 30/9/2012. Disponível em: <http://g1.globo.com/platb/maquinadeescrever/2012/09/30/1236/> Acesso em: 22 de novembro de 2018.

GUROVITZ, Hugo. A história que une americanos e franceses. Época, 19/2/2015. Disponível em: <https://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/helio-gurovitz/noticia/2015/02/historia-que-bune-americanos-e-francesesb.html> Acesso em: 21 de novembro de 2018.

“Robert Darnton: Os iluministas e a revolução da leitura”, Fronteiras do Pensamento (vídeo, 5m:16s). Disponível em: <https://www.fronteiras.com/videos/os-iluministas-e-a-revolucao-da-leitura> Acesso em: 21 de novembro de 2018.

“Como escrever um bom artigo”, por Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Livro_de_estilo/Como_escrever_um_bom_artigo Acesso em: 22 de novembro de 2018.

“Guia de edição/Como começar uma página”, por Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ajuda:Guia_de_edi%C3%A7%C3%A3o/Como_come%C3%A7ar_uma_p%C3%A1gina Acesso em: 22 de novembro de 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente o objetivo aos alunos escrevendo-o no quadro, ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente este slide e faça uma leitura coletiva. Lembre-se de não antecipar as reflexões da aula neste momento, pois a intenção é que os estudantes construam o raciocínio apenas com a sua mediação.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Professor, o objetivo deste momento da aula – que você não deve dizer diretamente para os estudantes, pois a intenção é que eles sejam protagonistas da leitura da fonte – é levar os alunos a perceber que o meme é uma forma de comunicação rápida própria da internet. Este, em específico, está contrapondo a facilidade de pesquisar informações na internet à dificuldade de lidar com enciclopédias de papel, dado o volume de páginas dos livros impressos. Projete, caso esteja usando data show, ou imprima e mostre aos estudantes o meme. Ele está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jEZW3UxsnKufNqTRmVJ7WBvawJtJ2zZ2sAmCj4RHh9SgrTBRvFTFK4aZRGZF/his8-01und02--meme-sobre-enciclopedia.pdf

Peça que alguns alunos expliquem o meme para a turma. Na medida em que eles forem descrevendo o que veem, atue como um mediador da leitura da fonte. Faça perguntas, como: O que é um meme? Ele existe “desde sempre”? Por que ele é engraçado? O que é uma “enciclopédia Barsa”? Como fazemos uma pesquisa para os trabalhos da escola hoje? No uso da internet, como sabemos diferenciar sites que trazem informações confiáveis daqueles que não trazem? Quanto tempo gastamos para fazer nossas pesquisas? Como os avós de vocês, sem internet, faziam para pesquisar? Será que eles gastavam mais tempo para fazer os trabalhos do que nós? Você sabe o que é uma enciclopédia? Você já viu uma enciclopédia impressa, em casa ou na biblioteca? Já navegou por uma enciclopédia digital?

Outra questão que pode ser explorada neste momento é a importância dos mecanismos de busca online como o Google, que fazem a indexação do conteúdo, mas não são responsáveis por produzir informações, como os sites que consultamos para pesquisas escolares.

Na comparação entre a pesquisa na internet e nas enciclopédias, pode surgir também o tema da menor confiabilidade daquilo que encontramos quando pesquisamos na internet. Faça a mediação da discussão, perguntando aos alunos se isso acontece porque qualquer pessoa, inclusive sem se identificar como autor, pode adicionar informações online. Mas lembre aos estudantes que a pesquisa na internet tem suas vantagens, como, por exemplo, maior rapidez ou democratização do acesso às informações.

Caso possível, leve para a sala uma das enciclopédias da biblioteca da escola. Apresente a obra aos estudantes permitindo a eles manusear a publicação enquanto se questionam sobre os significados do meme. Chame a atenção para a abrangência de temas cobertos pelas enciclopédias, o que as tornava a principal fonte de pesquisa para os estudantes de gerações muitos próximas aos alunos (seus pais, tios, avós etc.). Pergunta e eles como devemos fazer para pesquisar algo na enciclopédia. Neste momento, discuta a organização da publicação: o índice onomástico, a estrutura de “verbetes”, a organização em ordem alfabética, as remissões que um verbete faz a outros que abordam temas próximos. Esta pode também ser uma oportunidade para chamar a atenção para a proximidade entre a busca na enciclopédia e a pesquisa no dicionário.

Para você saber mais:

“Epidemias culturais”, por Ricardo Monteiro e Thiago Quadros, no jornal Nexo (vídeo, 2m:11s). Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/video/video/Epidemias-culturais Acesso em: 22 de novembro de 2018.

Vídeo produzido por jornalistas que sintetiza a história do surgimento dos memes da internet como um gênero textual replicável e típico da era digital.
Além disso, são apontadas as principais características desta forma de comunicação (reprodutibilidade, criatividade, humor) que podem ser exploradas
na Contextualização.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Apresente aos estudantes, impressas ou projetadas no data show, as duas imagens. Questione a turma sobre as duas fontes, separadamente em um primeiro momento.

  • Pergunte sobre o contexto de publicação da Enciclopédia (século XVIII); o suporte da publicação (papel); o que significa ela ter sido publicada em vários tomos; em qual idioma ela foi publicada (francês); quais eram os seus editores (Denis Diderot e Jean D’Alambert). Todas estas informações podem ser identificadas na imagem, mas como ela está no idioma original sua mediação deve ser mais próxima neste momento. Questione também sobre a iconografia que aparece na fonte: Qual a relação entre a representação de luzes trazidas por um anjo e os símbolos do conhecimento como livro, astrolábio, réguas etc.? Quais os sentidos da representação de um anjo na capa da publicação, considerando a valorização da razão proposta pelos enciclopedistas e sua oposição à Igreja Católica? A intenção é que os estudantes discutam a concepção do conhecimento como revelação e descoberta, típica do Iluminismo. Incentive também o debate sobre a valorização da razão, do questionamento e do conhecimento, outra característica deste movimento de ideias.

  • Depois, pergunte sobre a data provável em que foi feita a captura do print da página inicial da Wikipédia (tempo presente); sobre o suporte de publicação (digital/internet); em quais idiomas o conteúdo está disponível; a extensão de verbetes em cada idioma (Por que há mais artigos em inglês do que em português?). Faça a mediação da identificação destas informações perguntando aos estudantes se eles já usaram a Wikipédia para fazer pesquisas. Questione também o significado do slogan da Wikipédia – “A enciclopédia livre”, que aparece na parte superior da tela – possibilitando que os alunos debatam quem é responsável por criar o conteúdo da plataforma. Por fim, faça perguntas sobre a parte iconográfica da fonte: Por que o símbolo da enciclopédia é um globo terrestre em formato de quebra-cabeças incompleto, com representações de letras em vários alfabetos? Neste momento, discuta que o conteúdo da Wikipédia está sempre em construção (por isso, a imagem do quebra-cabeças) e que se trata de uma iniciativa internacional (por isso a utilização do globo).

Capa do primeiro tomo da Encyclopédie (1751):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TUwE7Mk5Cwx4Zhaa5MKM78J46tpDa3vUzMKzek5rxXQ7qRNAChxe6ppKjmBT/his8-01und02--capa-do-primeiro-tomo-da-encyclopedie-1751.pdf

Tradução livre do texto da imagem:

“Enciclopédia ou Diciona?rio razoado das cie?ncias, das artes e dos ofi?cios, por uma sociedade de homens de letras. Editado e publicado por sr. Diderot, da Academia Real de Ciências e Belas Artes de Pruffe; e, quanto à parte matemática, por sr. d'Alambert, da Academia Real de Ciências de Paris, de Pruffe e da Sociedade Real de Londres”.

Print da página inicial da Wikipédia em português (2018):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/j4wGkx8YaYNhauCXnP8GckCU7sksySYJCdD7NPqejKYUEETWMuKAPfkDV85n/his8-01und02--print-da-pagina-inicial-da-wikipedia-em-portugues.pdf

Para você saber mais:

BURKE, Peter. A República das Letras Europeia, 1500-2000. Estudos Avanc?ados, São Paulo, vol. 25, nº 72, 2011, p. 277-288. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v25n72/a21v25n72.pdf> Acesso em: 22 de novembro de 2018.

Neste ensaio, o historiador inglês Peter Burke analisa a formação do que ele chamou de “comunidade do saber” entre os séculos XVI e XX abordando tanto os enciclopedistas iluministas como a Wikipédia. Segundo ele, “A disseminac?a?o de comunidades de conhecimento de alcance mundial, ou pelo menos intercontinental, na?o comec?ou na era da internet, embora tenha certamente se acelerado nos u?ltimos 20 anos”. (p. 277). Ele analisa, portanto, as consequências da cooperação intelectual para a produção do conhecimento no século XVIII e no tempo presente, tema que pode ser abordado na análise das fontes.

“O historiador Peter Burke reflete sobre a era da informação”, entrevista com Peter Burke publicada no G1 em 30/9/2012. Disponível em: <http://g1.globo.com/platb/maquinadeescrever/2012/09/30/1236/> Acesso em: 22 de novembro de 2018.

Nesta entrevista, Peter Burke apresenta algumas ideias do seu livro Uma história social do conhecimento: da Enciclopédia à Wikipédia publicado no Brasil pela editora Zahar em 2012. Entre outros temas, ele aborda o impacto da internet na democratização do conhecimento – assunto que pode ser discutido com os estudantes quando se analisa a página inicial da Wikipédia.

DARNTON, Robert. O iluminismo como negócio: história da publicação da Encyclopédie (1775-1800). São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

Trata-se de livro fundamental para a história do livro e da leitura, campo de pesquisas historiográficas que inspira este plano de aula. Nele, Darnton analisa a história da produção e publicação da Enciclopédia de Diderot e d'Alembert no século XVIII. Os contatos entre os autores enciclopedistas, a perseguição da censura do Antigo Regime à publicação, a oposição dos jesuítas ao projeto enciclopedista, as edições piratas dos diversos tomos da obra e a difusão das ideias iluministas por meio da iniciativa são analisadas pelo autor. O livro pode ser encontrado em bibliotecas universitárias para consulta.

GUROVITZ, Hugo. A história que une americanos e franceses. Época, 19/2/2015. Disponível em: <https://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/helio-gurovitz/noticia/2015/02/historia-que-bune-americanos-e-francesesb.html> Acesso em: 21 de novembro de 2018.

Resenha do livro O iluminismo como negócio, de Robert Darnton, publicada pelo jornalista Hugo Gurovitz. O autor chama a atenção para a complexidade da difusão das ideias iluministas a partir da França para os Estados Unidos durante o processo de independência e fundação da república norte-americana inspirada nos ideais das luzes.

“Robert Darnton: Os iluministas e a revolução da leitura”, Fronteiras do Pensamento (vídeo, 5m:16s). Disponível em: <https://www.fronteiras.com/videos/os-iluministas-e-a-revolucao-da-leitura> Acesso em: 21 de novembro de 2018.

Nesta entrevista, o historiador norte-americano Robert Darnton faz uma reflexão sobre as mudanças nas práticas de leitura e nas relações de produção do conhecimento trazidas por pensadores iluministas como Jean-Jacques Rousseau.

Slide Plano Aula

Orientações: Professor, neste segundo momento da Problematização, selecione dois alunos para ler um dos dois textos a seguir em voz alta:

Trecho do verbete “Discurso preliminar dos editores” (1751), por Denis Diderot e Jean D'Alambert:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/frMT8SYdBA28my9bTdXHJ6KmPGNypRsECUda97wZ2EeErXATAGv85tzajgzF/his8-01und02--trecho-do-texto-discurso-preliminar-dos-editores-1751-por-diderot-e-dalambert.pdf

Trecho do verbete “Wikipédia: sobre a Wikipédia”:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DcCWdSNxJuk47sbxfcZ7Zm6KjVqMwqZukPJ2dnjSW5zJmm72CMemapYAJwre/his8-01und02--trecho-do-verbete-wikipedia-sobre-a-wikipedia.pdf

Na medida em que a leitura for acontecendo, estimule o debate sobre os dois projetos de enciclopédia. A diferenciação entre informação (conjunto de dados diversos sobre determinada temática) e conhecimento (análise sobre determinado tema que relaciona, contextualiza, compara etc. os dados coletados) pode servir de norte para esta parte da Problematização.

Pergunte: Em que as duas enciclopédias se diferem? Neste momento, chame a atenção para as diferentes formas de suporte (papel, no caso da Enciclopédia; digital, na Wikipédia), quem são os autores (“homens de letras” identificados; pessoas anônimas), quais são os assuntos tratados (ciências, letras e artes; assuntos os mais amplos e diversos). Peça a um estudante que explique o que significa a “árvore do conhecimento” proposta pelos enciclopedistas do século XVIII e a outro aluno que explique o que significa o conceito “wiki wiki” que está na base do funcionamento da Wikipédia. A intenção, neste momento, é discutir a questão da autoridade na produção do conhecimento, tanto em termos da autoria (quem fala/escreve) como da legitimidade que o autor confere àquilo que está sendo dito. Por fim, questione aos estudantes quais consequência as constantes mudanças de conteúdo (a chamada revisibilidade) na Wikipédia trazem para a circulação do conhecimento quando comparadas com o texto fixado na página da Enciclopédia iluminista.

Depois, pergunte: Em que os dois projetos se aproximam? Peça a um aluno que identifique, nos textos, quais as dimensões das duas enciclopédias, em termos de abrangência das áreas de conhecimento e do número de artigos/verbetes. Questione aos estudantes se há uma continuidade na valorização do conhecimento humano, marca central do iluminismo, na proposta da Wikipédia. Pergunte também se não haveria uma intenção de saber e reunir tudo ou o máximo de conhecimento possível presente nas duas publicações.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Peça aos estudantes que se organizem em grupos de até quatro integrantes e distribua a Folha de atividades para eles. Ela está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/yTwcbgR3q68GWKyAyjrvWbB5Dbdd6rXqARGdRejRamEWMgg78HsB8QKCJjJq/his8-01und02--atividade-de-sistematizacao.pdf De maneira alternativa, a atividade pode ser realizada no computador (veja instruções abaixo).

Para sintetizar os debates realizados durante a aula, os alunos irão elaborar um verbete no modelo da Wikipédia comparando os dois projetos de enciclopédia. Este artigo terá três partes básicas: um texto breve (10-15 linhas); duas imagens, uma para cada publicação, que podem ser desenhos produzidos pelos próprios estudantes; e uma tabela com informações sobre as duas enciclopédias. Enquanto os estudantes estiverem realizando a atividade, circule pela sala e incentive-os a incorporar as análises feitas ao longo das partes de Contexto e Problematização. Lembre aos alunos que,
além de comparar, é importante contextualizar as duas publicações (século XVIII, para a Enciclopédia iluminista, e tempo presente, para a Wikipédia).

Quando os grupos finalizarem a produção do verbete, exponha as atividades para a turma, colando-as no quadro. Escolha alguns grupos para ler, em voz alta, as suas atividades para os colegas.

Caso haja a possibilidade de usar um laboratório de informática com acesso à internet na sua escola, os estudantes podem produzir um verbete em formato digital na própria Wikipédia. No entanto, caso esta seja a forma de Sistematização adotada, será preciso usar a página de testes da plataforma porque a enciclopédia tem regras para a edição que impedem a edição de verbetes já consolidados (casos dos artigos sobre a Enciclopédia e a Wikipédia) por usuários anônimos ou recém-cadastrados. A página de testes está disponível no link: https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikipédia:Página_de_testes

Lembre-se de solicitar aos estudantes que tirem um print da tela quando finalizarem o trabalho e o enviem para você ou salvem no computador da escola. Do contrário, as edições na página de testes da Wikipédia serão perdidas.

Para você saber mais:

“Como escrever um bom artigo”, por Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Livro_de_estilo/Como_escrever_um_bom_artigo Acesso em: 22 de novembro de 2018.

Este artigo da Wikipédia em português traz informações sobre o modelo de artigos da plataforma. Algumas dicas podem ser adotadas pelos estudantes, como a introdução direta típica do conteúdo da plataforma (exemplo: “A enciclopédia Conhecer é uma enciclopédia em língua portuguesa publicada no Brasil pela primeira vez em 1966 pela Abril Cultural, posteriormente Nova Cultural”.) ou o uso de hiperlinks (caso a produção seja feita no computador).
Se julgar adequado, apresente aos alunos as 15 recomendações para produção de artigos presentes nesta página.

“Guia de edição/Como começar uma página”, por Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ajuda:Guia_de_edi%C3%A7%C3%A3o/Como_come%C3%A7ar_uma_p%C3%A1gina Acesso em: 22 de novembro de 2018.

No caso de a Sistematização ser feita no laboratório de informática da escola com acesso à internet, esta página poderá auxiliar você e os estudantes na criação da página da Wikipédia.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE O mundo contemporâneo: o Antigo Regime em crise do 8º ano :

MAIS AULAS DE História do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF08HI01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano