16229
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 6º ano > Lógicas de organização política

Plano de aula - Características dos povos germânicos

Plano de aula de História com atividades para 6º ano do EF sobre Características dos povos germânicos

Plano 03 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Ivonilda Ferreira De Andrade

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06HI14 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Para realizar a aula serão utilizados projetor ou tela interativa (que poderá precisar também do computador), material impresso, cola, tesouras (01 para cada grupo que fará a colagem).

Em caso de não dispor dos recursos audiovisuais, poderá fazer a impressão dos materiais ou mesmo utilizar painéis e anotações prévias do material a ser usado, de acordo com as orientações contidas no plano.

Material complementar:

Formulários de registros da Atividade 01: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jXMTsUhKFwfD4KguKDkdvwwEV3wvPg5HXSz42CwbPKnrfZ83wv2FNte3GyZ4/his06-14und03-contextualizacao-formularios-atividade-01.pdf

Caracte?ísticas a serem coladas (problematização): https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MxBpwb7gYG2ak73uPzQVq29KFbbT5eJevfEAHfsXtaEy7kCg7cwAVtVCfSnC/his06-14unid03-problematizacao-caracteristicas.pdf

Textos com as características analisadas 1: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/v3fsJrWSk2PgZrNyx3JK2Pu6CD5TjQaE4ZVre8HkrpnWb4pnHGNBhUvPrGG9/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-1.pdf

Textos com as características analisadas 2:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RgPbp7THsyckxUj3sm8xtqyx25vCxavAh27RvENeSzPb4BqvA4JU4HjSNrT/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-2.pdf

Textos com as características analisadas 3:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/w8Um7fzqKxSVMyBZXqnwt2ARFhqSuXj4AH5KQjsGpmNZD8ydyJaxbJ2hdWXZ/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-3.pdf

Gabarito da atividade (problematização): https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/wbNTpggrMS4wtEFQ8WeM22knHwsYb5CfNQcbR2X9UdG5uaeeXHsypbXn9eng/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-gabarito.pdf

Para você saber mais:

ANDRADE, Maria Cecília Albernaz Lins Silva de. A Germania de Tácito: tradução e comentários. 2011. Dissertação. (Mestrado em Letras Clássicas). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8143/tde-20042012-114933/pt-br.php>. Acesso em: 06 dez. 2018.

TÁCITO. Germânia. Tradução de João Penteado Erskine Stevenson. 2006. Ed. e Publicações Brasil (eBook). Disponível em: <www.teses.usp.br/teses/disponiveis/.../2011_MariaCeciliaALSilvadeAndrade_VRev.pdf > Acesso em: 06 dez. 2018.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo para a turma. É muito importante começar com essa apresentação para que os estudantes entendam o que farão e compreendam onde se quer chegar ao fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos

Orientações: Para garantir o protagonismo dos alunos, é necessário que você não vá diretamente para a razão que motivou a formulação desta atividade (problematizar a construção, por parte dos romanos, de uma concepção pejorativa acerca da organização social, política econômica dos povos que não compartilhavam da sua cultura).

Professor(a), para esse momento, deverá preparar previamente o material a ser entregue aos estudantes. Imprima a página 1 do documento HIS06_14UND03 - Contextualização: Formulários atividade 1 e corte a folha ao meio, de modo que cada estudante fique com uma metade.

Para iniciar esse momento da aula, peça aos estudantes para formarem duplas e, em seguida, chame a atenção deles(as) para a imagem exibida, levantando algumas questões:

a) o que está representado na imagem? Espera-se que façam referência ao espelho;

b) a mulher posicionada em frente ao espelho consegue ver a sua própria imagem refletida? Por que?

Espera-se que identifiquem que a imagem da mulher atrás do espelho não reflete a imagem do primeiro, inclusive, as expressões faciais são diferentes. Caso não levantem essa questão, instigue-os com algumas perguntas complementares, sem, no entanto, apresentar as respostas;

Faça esse levantamento em 2 minutos.

Dê continuidade, iniciando o trabalho com as duplas. Busque fazer as intervenções passo a passo, conforme descrito abaixo.

Use 2 minutos para essa preparação.

  • Entregue a cada um(a) o material disponível com o título “Eu no espelho”. Peça que escrevam no espaço reservado, como cada um(a) vê a si próprio, as suas principais características físicas, como se apresenta no momento (cabelo, roupas, acessórios, etc.), qualquer informação que considere importante colocar, inclusive da sua personalidade, família, moradia, etc. Lembre-os que poderão fazer o registro também em forma de desenho.

Dê 3 minutos para esse registro. Informe que a atividade será interrompida no tempo definido e que irão parar de escrever ao seu comando, mesmo que não tenha colocado todas as características.

Diga para deixarem o material produzido na carteira e levantarem, posicionando-se um(a) em frente à(ao) outro(a).

  • Explique que terão 2 minutos com o(a) colega (1 minuto para cada), quando deverão falar um pouco sobre si mesmo(a).
  • Esclareça que, enquanto o(a) colega estiver falando, o(a) outro(a) integrante deverá observá-lo(a) atentamente: olhe as características físicas, os acessórios que está usando(se for o caso), o vestuário, o tom de pele, o olhar, o sorriso, as expressões enquanto faz a própria descrição, etc.
  • Ao final do primeiro minuto, dê o comando para que troquem de posição em relação à dinâmica realizada, quem estava falando agora será o(a) observador(a) e vice-versa.
  • Ao concluírem, entregue a segunda página do material, intitulada “O outro no meu Espelho”, seguindo os mesmos passos da primeira.

Dessa vez deverão registrar como vêem o(a) colega, depois da conversa e observação feitas. Esse registro pode ser feito por escrito ou através de desenhos.

Dê mais 3 minutos para isso. Siga a mesma orientação de interromper o registro ao final do tempo definido.

  • Informe aos alunos que guardem os registros feitos, que serão retomados posteriormente.

Link para os formulários de registros da Atividade 01:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jXMTsUhKFwfD4KguKDkdvwwEV3wvPg5HXSz42CwbPKnrfZ83wv2FNte3GyZ4/his06-14und03-contextualizacao-formularios-atividade-01.pdf

Como adequar à sua realidade: Caso não disponha de recursos audiovisuais, como projetor ou tela interativa, poderá imprimir a imagem da mulher de frente ao espelho na quantidade suficiente para distribuir uma cópia para cada dupla. Mas, como essa imagem inicial tem uma finalidade mais ilustrativa do que necessária à atividade, pode substituir a sua exibição, levantando algumas questões, como:

a) quem gosta de se olhar no espelho? Porque?

b) o que significa se enxergar?

c) será que a forma como nos vemos no espelho é a mesma que outras pessoas nos enxergam?

Quanto aos registros, caso não tenha como imprimir os formulários, pode pedir que façam-no no próprio caderno.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 26 minutos

Orientações: Peça agora que cada dupla se junte a outra, formando grupos de quatro pessoas.

Essa divisão atende um total de 12 estudantes. Para fazer as adequações pela quantidade de estudantes em diferentes contextos, leia o tópico Para adequar à sua realidade.

Para esse momento, deverá separar previamente todo o material a ser entregue aos estudantes. Imprima os documentos disponíveis nos links abaixo, na quantidade suficiente para o número de estudantes que irão realizar a tarefa.

  • Distribua para cada grupo, uma tesoura, cola, os fragmentos de texto e as características que deverão identificar nesses fragmentos, de acordo com o material disponibilizado. Lembre-se de entregar para cada grupo, TODOS os aspectos disponíveis no documento que será usado para recorte. Isso é importante para produzir um nível de dificuldade na busca pelas respostas.
  • Explique que terão 10 minutos para ler os textos, analisarem a característica descrita e colarem no espaço correspondente.

Durante a realização da atividade, circule entre os grupos, observando a dinâmica e levantando questões que possam ajudá-los na concretização da tarefa. Mas lembre-se, nunca dê as respostas.

  • Ao concluírem, peça que o grupo indique um integrante para ler para os(as) demais uma das características que identificaram, de forma que todas as características sejam apresentadas a todos(as). Diga para prestarem bastante atenção na leitura, para que possam conversar a respeito no momento seguinte (orientações no próximo slide).

Use 8 minutos nessa etapa.

É muito importante lembrar que, por se tratar de uma visão de um romano sobre os povos germânicos, às vezes, podem vir expressos os julgamentos de valor do próprio Tácito nessas descrições que estão sendo apresentadas. Portanto, um olhar sobre o outro, e não necessariamente o que os povos germânicos eram ou acreditavam ser, por si mesmos.

Link para o Gabarito da atividade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/wbNTpggrMS4wtEFQ8WeM22knHwsYb5CfNQcbR2X9UdG5uaeeXHsypbXn9eng/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-gabarito.pdf

Link para as caracte?ísticas a serem coladas:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MxBpwb7gYG2ak73uPzQVq29KFbbT5eJevfEAHfsXtaEy7kCg7cwAVtVCfSnC/his06-14unid03-problematizacao-caracteristicas.pdf

Link para os textos com as características analisadas 1:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/v3fsJrWSk2PgZrNyx3JK2Pu6CD5TjQaE4ZVre8HkrpnWb4pnHGNBhUvPrGG9/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-1.pdf

Link para os textos com as características analisadas 2:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RgPbp7THsyckxUj3sm8xtqyx25vCxavAh27RvENeSzPb4BqvA4JU4HjSNrT/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-2.pdf

Link para os textos com as características analisadas 3:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/w8Um7fzqKxSVMyBZXqnwt2ARFhqSuXj4AH5KQjsGpmNZD8ydyJaxbJ2hdWXZ/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-3.pdf

Referência dos textos usadas na Problematização:

ANDRADE, Maria Cecília Albernaz Lins Silva de. A Germania de Tácito: tradução e comentários. 2011. Dissertação. (Mestrado em Letras Clássicas), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8143/tde-20042012-114933/pt-br.php>. Acesso em: 06 dez. 2018.

Referência da imagem usada no slide 2:

Gaius Cornelius Tacitus. Wikimedia, 2005. Disponível em: <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Gaius_Cornelius_Tacitus _mirror.jpg> Acesso em 10 dez. 2018.

Como adequar à sua realidade: No que se refere à disponibilidade de recursos, caso não tenha condição de imprimir os materiais disponíveis, construa, com antecedência, um painel (ou desenhe no quadro), no qual estejam colocados os fragmentos de textos, sem informar qual o aspecto abordado em cada caso, de acordo com os modelos dos documentos 1,2 e 3 com as características.

A partir daí, pode conduzir uma leitura coletiva, pedindo que, de forma organizada, cada estudante, ou grupo, indique o aspecto apresentado em cada fragmento, anotando aquilo que for respondido e conduzindo perguntas, sempre que apresentarem dificuldades para identificar. Não esqueça de apresentá-los previamente quais os aspectos considerados: origem, localização, atividades econômicas, religiosidade, aparência, política, exército, habitação, vestuário, família e alimentação.

Quanto ao número de estudantes:

Essa é uma atividade na qual não há interferência da distribuição das tarefas entre os grupos para a construção da aprendizagem, já que será feito o compartilhamento, pelos demais, das características não contempladas na análise de cada grupo. Por isso, sugere-se que sejam distribuídas quantas tabelas forem a quantidade de grupos, de forma que estejam contemplados, minimamente, os três documentos disponíveis, para que nenhuma característica fique de fora.

Exemplo: Se a sua turma é composta por 36 estudantes, fará a impressão de 03 cópias de cada documento, distribuindo-as para nove grupos. Se a turma é composta por 32 estudantes, pode formar 8 grupos e uma das tabelas não será utilizada, sem que isso traga prejuízos ao aprendizado.

A mesma lógica deve ser adotada para a distribuição das atividades, com qualquer número de estudantes, sempre buscando a adequação necessária.

Para você saber mais:

ANDRADE, Maria Cecília Albernaz Lins Silva de. A Germania de Tácito: tradução e comentários. 2011. Dissertação. (Mestrado em Letras Clássicas). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8143/tde-20042012-114933/pt-br.php>. Acesso em: 06 dez. 2018.

TÁCITO. Germânia. Tradução de João Penteado Erskine Stevenson. 2006. Ed. e Publicações Brasil (eBook). Disponível em: <www.teses.usp.br/teses/disponiveis/.../2011_MariaCeciliaALSilvadeAndrade_VRev.pdf > Acesso em: 06 dez. 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

Concluídas as leituras, peça para pegarem o material que produziram no início da aula. Oriente-os a ficar com a auto-descrição e a trocar com o(a) colega da dupla, a descrição que fez dele(a).

Em seguida, diga para fazerem a leitura dos dois textos, ou observarem os desenhos feitos, analisando as aproximações e distanciamentos entre um e outro, guiando a reflexão com algumas perguntas (use 3 minutos para essa reflexão):

  • Ao observar os textos/desenhos, vocês acham que aquilo que o(a) colega vê em você é próximo ou distante do que você mesmo(a) enxerga?
  • O que você acha que pode influenciar para que o olhar do colega seja de acordo com o que você vê a seu respeito?
  • É possível que o colega enxergue além do que você mesmo(a) enxerga sobre você?

A cada pergunta, peça que pelo menos um(a) estudante responda as questões em voz alta.

Projete as imagens do slide e conduza uma discussão, com as seguintes questões (use 5 minutos para essa reflexão):

  • Quais as características estudadas que podem ser identificadas nessas imagens?
  • Existem características que parecem estar “diferentes” do que foi estudado? Se sim, o que seria?
  • Por que vocês acham que isso acontece?
  • A forma como olhamos para outra pessoa ou grupo pode mudar a visão que construímos sobre ela? Por que?

A cada pergunta, peça que pelo menos um(a) estudante responda as questões em voz alta.

Pergunte à turma se, ao ler a descrição da vidas desses povos, eles enxergam-nos da mesma forma que os romanos enxergavam.

Ao final das discussões, lembre à turma que a forma como os romanos enxergavam esses povos também tinha relação com as guerras travadas e com a decadência experimentada pelos romanos naquele período.

Referências das imagens usadas no slide da Problematização:

COLE, Thomas. Destruction from The Course of Empire, 1836. Pintura. Disponível em: <https://commons.wikimedia.org/ wiki/File:Cole_ Thomas _The_Course_of_Empire_Destruction_1836.jpg >. Acesso em: 02 dez. 2018.

Como adequar à sua realidade: Caso não tenha os recursos audiovisuais, pode imprimir as imagens na quantidade de cada grupo.

Se também não puder imprimir, construa uma descrição das imagens, lembrando como os romanos enxergavam os povos que consideravam bárbaros, a vinculação à ideia de violência, destruição, ignorância, atraso, etc.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

Projete o slide com o meme e peça aos(às) estudantes que observem-no atentamente e façam a leitura da mensagem transmitida.

Levante as seguintes questões para a turma: (4 minutos)

  • Como está representada a escola pública e a escola particular na imagem?
  • Vocês concordam com essa representação? Por que?
  • Qual a relação que podemos fazer desse meme com tudo que foi estudado durante a aula?
  • Como vocês se sentem, sendo colocados na condição de bárbaro, ou de civilizado, depois do que aprendemos hoje? (essa resposta estará vinculada à característica de cada instituição).

Essas são questões fundamentais, independente do cenário, pois, no caso da escola pública, podem refletir como os preconceitos direcionados a eles são infundados e não os definem enquanto sujeitos, não devendo considerarem-se cidadãos de menor categoria pela inacessibilidade característica de alguns contextos nos quais se encontram. No caso das escolas privadas, abre-se espaço para uma reflexão em torno dessa autoimagem de privilegiado(a), em muitos casos, de cidadão(ã)s de categoria superior, referenciados(as) em valores e/ou interesses também vinculados a alguns contextos nos quais se encontram. Existem ainda aqueles que as famílias fazem sacrifício para que não figurem no cenário da “barbárie” da educação pública, o que pode também ser problematizado e discutido amplamente, inclusive ser tema de uma aula posterior.

Depois de ouvir as respostas de alguns(mas) estudantes, oriente-os a escrever no caderno, um parágrafo que sintetize o que aprendeu com os estudos durante a aula.

Em seguida, peça que, voluntariamente, duas pessoas leiam o parágrafo que escreveram. Caso não haja voluntários(as), indique alguém para realizar a tarefa.

Nesse momento é importante apresentar ao grupo o conceito de alteridade, entendida como a percepção do que é diferente, daquilo que não se é ou não se imagina ser. A alteridade é como se olhar em um espelho invertido, é como se olhar no espelho e enxergar algo completamente diferente. A alteridade é um fenômeno em que se constrói o outro a partir daquilo que nós não somos ou consideramos negativo.

Estabeleça 6 minutos para essa finalização.

Como adequar à sua realidade: Se a sua escola não dispuser dos recursos audiovisuais, levante algumas questões para discussão:

  • Existe diferença na visão que as pessoas têm sobre a escola pública, em relação à particular?
  • Relacionando com a aula de hoje, qual escola estaria representada pela imagem da barbárie e qual traria a ideia de civilização? Por que?

A partir disso, pode dar seguimento com as mesmas orientações já apresentadas.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06HI14 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Para realizar a aula serão utilizados projetor ou tela interativa (que poderá precisar também do computador), material impresso, cola, tesouras (01 para cada grupo que fará a colagem).

Em caso de não dispor dos recursos audiovisuais, poderá fazer a impressão dos materiais ou mesmo utilizar painéis e anotações prévias do material a ser usado, de acordo com as orientações contidas no plano.

Material complementar:

Formulários de registros da Atividade 01: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jXMTsUhKFwfD4KguKDkdvwwEV3wvPg5HXSz42CwbPKnrfZ83wv2FNte3GyZ4/his06-14und03-contextualizacao-formularios-atividade-01.pdf

Caracte?ísticas a serem coladas (problematização): https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MxBpwb7gYG2ak73uPzQVq29KFbbT5eJevfEAHfsXtaEy7kCg7cwAVtVCfSnC/his06-14unid03-problematizacao-caracteristicas.pdf

Textos com as características analisadas 1: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/v3fsJrWSk2PgZrNyx3JK2Pu6CD5TjQaE4ZVre8HkrpnWb4pnHGNBhUvPrGG9/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-1.pdf

Textos com as características analisadas 2:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RgPbp7THsyckxUj3sm8xtqyx25vCxavAh27RvENeSzPb4BqvA4JU4HjSNrT/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-2.pdf

Textos com as características analisadas 3:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/w8Um7fzqKxSVMyBZXqnwt2ARFhqSuXj4AH5KQjsGpmNZD8ydyJaxbJ2hdWXZ/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-3.pdf

Gabarito da atividade (problematização): https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/wbNTpggrMS4wtEFQ8WeM22knHwsYb5CfNQcbR2X9UdG5uaeeXHsypbXn9eng/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-gabarito.pdf

Para você saber mais:

ANDRADE, Maria Cecília Albernaz Lins Silva de. A Germania de Tácito: tradução e comentários. 2011. Dissertação. (Mestrado em Letras Clássicas). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8143/tde-20042012-114933/pt-br.php>. Acesso em: 06 dez. 2018.

TÁCITO. Germânia. Tradução de João Penteado Erskine Stevenson. 2006. Ed. e Publicações Brasil (eBook). Disponível em: <www.teses.usp.br/teses/disponiveis/.../2011_MariaCeciliaALSilvadeAndrade_VRev.pdf > Acesso em: 06 dez. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo para a turma. É muito importante começar com essa apresentação para que os estudantes entendam o que farão e compreendam onde se quer chegar ao fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos

Orientações: Para garantir o protagonismo dos alunos, é necessário que você não vá diretamente para a razão que motivou a formulação desta atividade (problematizar a construção, por parte dos romanos, de uma concepção pejorativa acerca da organização social, política econômica dos povos que não compartilhavam da sua cultura).

Professor(a), para esse momento, deverá preparar previamente o material a ser entregue aos estudantes. Imprima a página 1 do documento HIS06_14UND03 - Contextualização: Formulários atividade 1 e corte a folha ao meio, de modo que cada estudante fique com uma metade.

Para iniciar esse momento da aula, peça aos estudantes para formarem duplas e, em seguida, chame a atenção deles(as) para a imagem exibida, levantando algumas questões:

a) o que está representado na imagem? Espera-se que façam referência ao espelho;

b) a mulher posicionada em frente ao espelho consegue ver a sua própria imagem refletida? Por que?

Espera-se que identifiquem que a imagem da mulher atrás do espelho não reflete a imagem do primeiro, inclusive, as expressões faciais são diferentes. Caso não levantem essa questão, instigue-os com algumas perguntas complementares, sem, no entanto, apresentar as respostas;

Faça esse levantamento em 2 minutos.

Dê continuidade, iniciando o trabalho com as duplas. Busque fazer as intervenções passo a passo, conforme descrito abaixo.

Use 2 minutos para essa preparação.

  • Entregue a cada um(a) o material disponível com o título “Eu no espelho”. Peça que escrevam no espaço reservado, como cada um(a) vê a si próprio, as suas principais características físicas, como se apresenta no momento (cabelo, roupas, acessórios, etc.), qualquer informação que considere importante colocar, inclusive da sua personalidade, família, moradia, etc. Lembre-os que poderão fazer o registro também em forma de desenho.

Dê 3 minutos para esse registro. Informe que a atividade será interrompida no tempo definido e que irão parar de escrever ao seu comando, mesmo que não tenha colocado todas as características.

Diga para deixarem o material produzido na carteira e levantarem, posicionando-se um(a) em frente à(ao) outro(a).

  • Explique que terão 2 minutos com o(a) colega (1 minuto para cada), quando deverão falar um pouco sobre si mesmo(a).
  • Esclareça que, enquanto o(a) colega estiver falando, o(a) outro(a) integrante deverá observá-lo(a) atentamente: olhe as características físicas, os acessórios que está usando(se for o caso), o vestuário, o tom de pele, o olhar, o sorriso, as expressões enquanto faz a própria descrição, etc.
  • Ao final do primeiro minuto, dê o comando para que troquem de posição em relação à dinâmica realizada, quem estava falando agora será o(a) observador(a) e vice-versa.
  • Ao concluírem, entregue a segunda página do material, intitulada “O outro no meu Espelho”, seguindo os mesmos passos da primeira.

Dessa vez deverão registrar como vêem o(a) colega, depois da conversa e observação feitas. Esse registro pode ser feito por escrito ou através de desenhos.

Dê mais 3 minutos para isso. Siga a mesma orientação de interromper o registro ao final do tempo definido.

  • Informe aos alunos que guardem os registros feitos, que serão retomados posteriormente.

Link para os formulários de registros da Atividade 01:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jXMTsUhKFwfD4KguKDkdvwwEV3wvPg5HXSz42CwbPKnrfZ83wv2FNte3GyZ4/his06-14und03-contextualizacao-formularios-atividade-01.pdf

Como adequar à sua realidade: Caso não disponha de recursos audiovisuais, como projetor ou tela interativa, poderá imprimir a imagem da mulher de frente ao espelho na quantidade suficiente para distribuir uma cópia para cada dupla. Mas, como essa imagem inicial tem uma finalidade mais ilustrativa do que necessária à atividade, pode substituir a sua exibição, levantando algumas questões, como:

a) quem gosta de se olhar no espelho? Porque?

b) o que significa se enxergar?

c) será que a forma como nos vemos no espelho é a mesma que outras pessoas nos enxergam?

Quanto aos registros, caso não tenha como imprimir os formulários, pode pedir que façam-no no próprio caderno.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 26 minutos

Orientações: Peça agora que cada dupla se junte a outra, formando grupos de quatro pessoas.

Essa divisão atende um total de 12 estudantes. Para fazer as adequações pela quantidade de estudantes em diferentes contextos, leia o tópico Para adequar à sua realidade.

Para esse momento, deverá separar previamente todo o material a ser entregue aos estudantes. Imprima os documentos disponíveis nos links abaixo, na quantidade suficiente para o número de estudantes que irão realizar a tarefa.

  • Distribua para cada grupo, uma tesoura, cola, os fragmentos de texto e as características que deverão identificar nesses fragmentos, de acordo com o material disponibilizado. Lembre-se de entregar para cada grupo, TODOS os aspectos disponíveis no documento que será usado para recorte. Isso é importante para produzir um nível de dificuldade na busca pelas respostas.
  • Explique que terão 10 minutos para ler os textos, analisarem a característica descrita e colarem no espaço correspondente.

Durante a realização da atividade, circule entre os grupos, observando a dinâmica e levantando questões que possam ajudá-los na concretização da tarefa. Mas lembre-se, nunca dê as respostas.

  • Ao concluírem, peça que o grupo indique um integrante para ler para os(as) demais uma das características que identificaram, de forma que todas as características sejam apresentadas a todos(as). Diga para prestarem bastante atenção na leitura, para que possam conversar a respeito no momento seguinte (orientações no próximo slide).

Use 8 minutos nessa etapa.

É muito importante lembrar que, por se tratar de uma visão de um romano sobre os povos germânicos, às vezes, podem vir expressos os julgamentos de valor do próprio Tácito nessas descrições que estão sendo apresentadas. Portanto, um olhar sobre o outro, e não necessariamente o que os povos germânicos eram ou acreditavam ser, por si mesmos.

Link para o Gabarito da atividade:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/wbNTpggrMS4wtEFQ8WeM22knHwsYb5CfNQcbR2X9UdG5uaeeXHsypbXn9eng/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-gabarito.pdf

Link para as caracte?ísticas a serem coladas:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MxBpwb7gYG2ak73uPzQVq29KFbbT5eJevfEAHfsXtaEy7kCg7cwAVtVCfSnC/his06-14unid03-problematizacao-caracteristicas.pdf

Link para os textos com as características analisadas 1:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/v3fsJrWSk2PgZrNyx3JK2Pu6CD5TjQaE4ZVre8HkrpnWb4pnHGNBhUvPrGG9/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-1.pdf

Link para os textos com as características analisadas 2:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RgPbp7THsyckxUj3sm8xtqyx25vCxavAh27RvENeSzPb4BqvA4JU4HjSNrT/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-2.pdf

Link para os textos com as características analisadas 3:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/w8Um7fzqKxSVMyBZXqnwt2ARFhqSuXj4AH5KQjsGpmNZD8ydyJaxbJ2hdWXZ/his06-14unid03-problematizacao-identificacao-de-caracteristicas-3.pdf

Referência dos textos usadas na Problematização:

ANDRADE, Maria Cecília Albernaz Lins Silva de. A Germania de Tácito: tradução e comentários. 2011. Dissertação. (Mestrado em Letras Clássicas), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8143/tde-20042012-114933/pt-br.php>. Acesso em: 06 dez. 2018.

Referência da imagem usada no slide 2:

Gaius Cornelius Tacitus. Wikimedia, 2005. Disponível em: <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Gaius_Cornelius_Tacitus _mirror.jpg> Acesso em 10 dez. 2018.

Como adequar à sua realidade: No que se refere à disponibilidade de recursos, caso não tenha condição de imprimir os materiais disponíveis, construa, com antecedência, um painel (ou desenhe no quadro), no qual estejam colocados os fragmentos de textos, sem informar qual o aspecto abordado em cada caso, de acordo com os modelos dos documentos 1,2 e 3 com as características.

A partir daí, pode conduzir uma leitura coletiva, pedindo que, de forma organizada, cada estudante, ou grupo, indique o aspecto apresentado em cada fragmento, anotando aquilo que for respondido e conduzindo perguntas, sempre que apresentarem dificuldades para identificar. Não esqueça de apresentá-los previamente quais os aspectos considerados: origem, localização, atividades econômicas, religiosidade, aparência, política, exército, habitação, vestuário, família e alimentação.

Quanto ao número de estudantes:

Essa é uma atividade na qual não há interferência da distribuição das tarefas entre os grupos para a construção da aprendizagem, já que será feito o compartilhamento, pelos demais, das características não contempladas na análise de cada grupo. Por isso, sugere-se que sejam distribuídas quantas tabelas forem a quantidade de grupos, de forma que estejam contemplados, minimamente, os três documentos disponíveis, para que nenhuma característica fique de fora.

Exemplo: Se a sua turma é composta por 36 estudantes, fará a impressão de 03 cópias de cada documento, distribuindo-as para nove grupos. Se a turma é composta por 32 estudantes, pode formar 8 grupos e uma das tabelas não será utilizada, sem que isso traga prejuízos ao aprendizado.

A mesma lógica deve ser adotada para a distribuição das atividades, com qualquer número de estudantes, sempre buscando a adequação necessária.

Para você saber mais:

ANDRADE, Maria Cecília Albernaz Lins Silva de. A Germania de Tácito: tradução e comentários. 2011. Dissertação. (Mestrado em Letras Clássicas). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8143/tde-20042012-114933/pt-br.php>. Acesso em: 06 dez. 2018.

TÁCITO. Germânia. Tradução de João Penteado Erskine Stevenson. 2006. Ed. e Publicações Brasil (eBook). Disponível em: <www.teses.usp.br/teses/disponiveis/.../2011_MariaCeciliaALSilvadeAndrade_VRev.pdf > Acesso em: 06 dez. 2018.

Slide Plano Aula

Orientações:

Concluídas as leituras, peça para pegarem o material que produziram no início da aula. Oriente-os a ficar com a auto-descrição e a trocar com o(a) colega da dupla, a descrição que fez dele(a).

Em seguida, diga para fazerem a leitura dos dois textos, ou observarem os desenhos feitos, analisando as aproximações e distanciamentos entre um e outro, guiando a reflexão com algumas perguntas (use 3 minutos para essa reflexão):

  • Ao observar os textos/desenhos, vocês acham que aquilo que o(a) colega vê em você é próximo ou distante do que você mesmo(a) enxerga?
  • O que você acha que pode influenciar para que o olhar do colega seja de acordo com o que você vê a seu respeito?
  • É possível que o colega enxergue além do que você mesmo(a) enxerga sobre você?

A cada pergunta, peça que pelo menos um(a) estudante responda as questões em voz alta.

Projete as imagens do slide e conduza uma discussão, com as seguintes questões (use 5 minutos para essa reflexão):

  • Quais as características estudadas que podem ser identificadas nessas imagens?
  • Existem características que parecem estar “diferentes” do que foi estudado? Se sim, o que seria?
  • Por que vocês acham que isso acontece?
  • A forma como olhamos para outra pessoa ou grupo pode mudar a visão que construímos sobre ela? Por que?

A cada pergunta, peça que pelo menos um(a) estudante responda as questões em voz alta.

Pergunte à turma se, ao ler a descrição da vidas desses povos, eles enxergam-nos da mesma forma que os romanos enxergavam.

Ao final das discussões, lembre à turma que a forma como os romanos enxergavam esses povos também tinha relação com as guerras travadas e com a decadência experimentada pelos romanos naquele período.

Referências das imagens usadas no slide da Problematização:

COLE, Thomas. Destruction from The Course of Empire, 1836. Pintura. Disponível em: <https://commons.wikimedia.org/ wiki/File:Cole_ Thomas _The_Course_of_Empire_Destruction_1836.jpg >. Acesso em: 02 dez. 2018.

Como adequar à sua realidade: Caso não tenha os recursos audiovisuais, pode imprimir as imagens na quantidade de cada grupo.

Se também não puder imprimir, construa uma descrição das imagens, lembrando como os romanos enxergavam os povos que consideravam bárbaros, a vinculação à ideia de violência, destruição, ignorância, atraso, etc.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

Projete o slide com o meme e peça aos(às) estudantes que observem-no atentamente e façam a leitura da mensagem transmitida.

Levante as seguintes questões para a turma: (4 minutos)

  • Como está representada a escola pública e a escola particular na imagem?
  • Vocês concordam com essa representação? Por que?
  • Qual a relação que podemos fazer desse meme com tudo que foi estudado durante a aula?
  • Como vocês se sentem, sendo colocados na condição de bárbaro, ou de civilizado, depois do que aprendemos hoje? (essa resposta estará vinculada à característica de cada instituição).

Essas são questões fundamentais, independente do cenário, pois, no caso da escola pública, podem refletir como os preconceitos direcionados a eles são infundados e não os definem enquanto sujeitos, não devendo considerarem-se cidadãos de menor categoria pela inacessibilidade característica de alguns contextos nos quais se encontram. No caso das escolas privadas, abre-se espaço para uma reflexão em torno dessa autoimagem de privilegiado(a), em muitos casos, de cidadão(ã)s de categoria superior, referenciados(as) em valores e/ou interesses também vinculados a alguns contextos nos quais se encontram. Existem ainda aqueles que as famílias fazem sacrifício para que não figurem no cenário da “barbárie” da educação pública, o que pode também ser problematizado e discutido amplamente, inclusive ser tema de uma aula posterior.

Depois de ouvir as respostas de alguns(mas) estudantes, oriente-os a escrever no caderno, um parágrafo que sintetize o que aprendeu com os estudos durante a aula.

Em seguida, peça que, voluntariamente, duas pessoas leiam o parágrafo que escreveram. Caso não haja voluntários(as), indique alguém para realizar a tarefa.

Nesse momento é importante apresentar ao grupo o conceito de alteridade, entendida como a percepção do que é diferente, daquilo que não se é ou não se imagina ser. A alteridade é como se olhar em um espelho invertido, é como se olhar no espelho e enxergar algo completamente diferente. A alteridade é um fenômeno em que se constrói o outro a partir daquilo que nós não somos ou consideramos negativo.

Estabeleça 6 minutos para essa finalização.

Como adequar à sua realidade: Se a sua escola não dispuser dos recursos audiovisuais, levante algumas questões para discussão:

  • Existe diferença na visão que as pessoas têm sobre a escola pública, em relação à particular?
  • Relacionando com a aula de hoje, qual escola estaria representada pela imagem da barbárie e qual traria a ideia de civilização? Por que?

A partir disso, pode dar seguimento com as mesmas orientações já apresentadas.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Lógicas de organização política do 6º ano :

MAIS AULAS DE História do 6º ano:

6º ano / História / História: tempo, espaço e formas de registros

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF06HI14 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano