12728
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

2º ano / Ciências / Matéria e Energia

Plano de aula - Flexibilidade dos materiais

Plano de aula de Ciências com atividades para 2o ano do EF sobre Flexibilidade dos materiais

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Helisabety Barros Mendes de Melo

 

Sobre este plano select-down

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Materiais necessários para a aula:

  • Vídeo "A folha de papel que queria ser um barquinho”. Acesse: https://www.youtube.com/watch?v=llAm5I5v7TE; https://www.youtube.com/watch?v=x5MgGanLtwM
  • Origami de barco de papel: https://www.youtube.com/watch?v=8kWNh4ubID0
  • 01 caixa de papelão;
  • 01 folha de papel sulfite A4 (branco ou colorido) para cada aluno;
  • 01 folha de papel sulfite para distribuir em cada grupo de até 04 (quatro) alunos(as);
  • 01 clip metálico para distribuir em cada grupo de até 04 (quatro) alunos(as);
  • 01 lápis de madeira para distribuir em cada grupo de até 04 (quatro) alunos(as);
  • 01 pedaço de mangueira para distribuir em cada grupo de até 04 (quatro) alunos(as);
  • 01 cópia do slide 7 para distribuir em cada grupo de até 04 (quatro) alunos(as);

Título da aula select-down

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: Organize os alunos em um semicírculo. Leia o tema da aula e comente com os alunos que eles irão discutir sobre a flexibilidade de alguns materiais. Discuta sobre os que eles(as) pensam ser flexibilidade. Depois, prossiga com a apresentação.

Contexto select-down

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Convide a turma para participar de uma história que se chama “O papel que queria ser um barquinho". Mas antes de contar a história, entregue uma folha de papel A4 para cada aluno(a). Explique que a cada dobradura realizada, os(as) alunos(as) deverão buscar fazer da mesma forma. Mas esta aula não deve ser uma “aula de fazer barquinho de papel”, o mais importante é o contato como o papel, o dobrar e desdobrar.

Sugestão de link:

Contexto select-down

Orientações: Inicie a história "O papel que queria ser um barquinho": https://www.youtube.com/watch?v=llAm5I5v7TE.

Questão disparadora select-down

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Leia a questão disparadora do slide e explique à turma que todos irão participar de uma atividade experimental para verificar a capacidade que alguns materiais em se dobrar, quando submetido a forças exteriores, e não se partir. Organize os alunos em grupos de até 4 alunos(as), distribua os materiais necessários para o experimento e mais uma cópia do slide 6 para cada grupo. Prossiga com a apresentação.

Mão na massa select-down

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Distribua para cada grupo uma cópia do slide 6 e os seguintes materiais: 01 clip metálico, 01 folha de papel sulfite, 01 pedaço de mangueira e 01 lápis de madeira. Explique que nesse quadro, eles(as) deverão realizar o registro da atividade experimental. Na primeira coluna deve ser escrito o nome do material mais flexível. Enquanto que na segunda coluna deve ser demonstrado por escrito a forma como eles(as) compreenderam o conceito de flexibilidade e aplicaram aos diferentes materiais/objetos. O tempo total sugerido para o Mão na Massa é de 25 minutos

Mão na massa select-down

Orientações: Leia as questões do slide e explique que o quadro distribuído para cada grupo é uma forma de registro das respostas a esses três questionamentos e que eles(as) deverão realizar a atividade experimental manuseando os materiais e verificando a sua capacidade de dobrar e desdobrar sem partir e preencher o quadro conforme as orientações fornecidas anteriormente no slide 6.

Sistematização select-down

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Leia para turma os resultados encontrados em cada grupo e peça para cada grupo defender a sua opinião.

Sugestão de respostas às questões:

  • Entre uma folha de papel e a mangueira, o mais flexível é a folha de papel pois conseguimos dobrá-la mais facilmente que a mangueira.
  • Entre a mangueira e a madeira, o mais flexível é a mangueira, é mais mole, enquanto a madeira é tenaz, mais resistente.
  • Entre a madeira e um clip, o mais flexível é o clip, o material com o qual é feito (metal) é mais maleável que a madeira.

Em seguida, proponha a construção coletiva de uma resposta a questão disparadora: O que significa dizer que "a flexibilidade é uma característica do papel" e registre no quadro.

Sugestões de respostas:

Significa dizer que o papel pode ser dobrado, amassado facilmente e mesmo assim não rasga ou é partido.

Significa dizer que o papel é um material que podemos dobrar e que não parte.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Materiais necessários para a aula:

  • Vídeo "A folha de papel que queria ser um barquinho”. Acesse: https://www.youtube.com/watch?v=llAm5I5v7TE; https://www.youtube.com/watch?v=x5MgGanLtwM
  • Origami de barco de papel: https://www.youtube.com/watch?v=8kWNh4ubID0
  • 01 caixa de papelão;
  • 01 folha de papel sulfite A4 (branco ou colorido) para cada aluno;
  • 01 folha de papel sulfite para distribuir em cada grupo de até 04 (quatro) alunos(as);
  • 01 clip metálico para distribuir em cada grupo de até 04 (quatro) alunos(as);
  • 01 lápis de madeira para distribuir em cada grupo de até 04 (quatro) alunos(as);
  • 01 pedaço de mangueira para distribuir em cada grupo de até 04 (quatro) alunos(as);
  • 01 cópia do slide 7 para distribuir em cada grupo de até 04 (quatro) alunos(as);

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: Organize os alunos em um semicírculo. Leia o tema da aula e comente com os alunos que eles irão discutir sobre a flexibilidade de alguns materiais. Discuta sobre os que eles(as) pensam ser flexibilidade. Depois, prossiga com a apresentação.

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Convide a turma para participar de uma história que se chama “O papel que queria ser um barquinho". Mas antes de contar a história, entregue uma folha de papel A4 para cada aluno(a). Explique que a cada dobradura realizada, os(as) alunos(as) deverão buscar fazer da mesma forma. Mas esta aula não deve ser uma “aula de fazer barquinho de papel”, o mais importante é o contato como o papel, o dobrar e desdobrar.

Sugestão de link:

Orientações: Inicie a história "O papel que queria ser um barquinho": https://www.youtube.com/watch?v=llAm5I5v7TE.

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Leia a questão disparadora do slide e explique à turma que todos irão participar de uma atividade experimental para verificar a capacidade que alguns materiais em se dobrar, quando submetido a forças exteriores, e não se partir. Organize os alunos em grupos de até 4 alunos(as), distribua os materiais necessários para o experimento e mais uma cópia do slide 6 para cada grupo. Prossiga com a apresentação.

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Distribua para cada grupo uma cópia do slide 6 e os seguintes materiais: 01 clip metálico, 01 folha de papel sulfite, 01 pedaço de mangueira e 01 lápis de madeira. Explique que nesse quadro, eles(as) deverão realizar o registro da atividade experimental. Na primeira coluna deve ser escrito o nome do material mais flexível. Enquanto que na segunda coluna deve ser demonstrado por escrito a forma como eles(as) compreenderam o conceito de flexibilidade e aplicaram aos diferentes materiais/objetos. O tempo total sugerido para o Mão na Massa é de 25 minutos

Orientações: Leia as questões do slide e explique que o quadro distribuído para cada grupo é uma forma de registro das respostas a esses três questionamentos e que eles(as) deverão realizar a atividade experimental manuseando os materiais e verificando a sua capacidade de dobrar e desdobrar sem partir e preencher o quadro conforme as orientações fornecidas anteriormente no slide 6.

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Leia para turma os resultados encontrados em cada grupo e peça para cada grupo defender a sua opinião.

Sugestão de respostas às questões:

  • Entre uma folha de papel e a mangueira, o mais flexível é a folha de papel pois conseguimos dobrá-la mais facilmente que a mangueira.
  • Entre a mangueira e a madeira, o mais flexível é a mangueira, é mais mole, enquanto a madeira é tenaz, mais resistente.
  • Entre a madeira e um clip, o mais flexível é o clip, o material com o qual é feito (metal) é mais maleável que a madeira.

Em seguida, proponha a construção coletiva de uma resposta a questão disparadora: O que significa dizer que "a flexibilidade é uma característica do papel" e registre no quadro.

Sugestões de respostas:

Significa dizer que o papel pode ser dobrado, amassado facilmente e mesmo assim não rasga ou é partido.

Significa dizer que o papel é um material que podemos dobrar e que não parte.


2º Ano

 

Objetivos de aprendizagem

Identificar a capacidade de alguns materiais em se dobrar, quando submetido a forças exteriores, e não se partir.

 

Habilidade da Base Nacional Comum Curricular
(EF02CI02) Propor o uso de diferentes materiais para a construção de objetos de uso cotidiano, tendo em vista algumas propriedades desses materiais (flexibilidade, dureza, transparência etc.).

 

Este plano foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Professor-autor: Helisabety Melo

Mentor: Lisandra Amaral

Especialista: Margareth Polido


Código: CIE2_02M&E02

(EF02CI02) Propor o uso de diferentes materiais para a construção de objetos de uso cotidiano, tendo em vista algumas propriedades desses materiais (flexibilidade, dureza, transparência etc.).


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Matéria e Energia do 2º ano:

2º ano / Ciências / Matéria e Energia

2º ano / Ciências / Matéria e Energia

MAIS AULAS DE Ciências do 2º ano:

2º ano / Ciências / Matéria e Energia

2º ano / Ciências / Matéria e Energia

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes