Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias
01 de Março de 2010 Imprimir
5 4 3 2 1

Coletânea de cantigas de roda

As brincadeiras de roda desenvolvem os movimentos e a oralidade, além de colaborar com a iniciação musical na pré-escola

Por: Paula Nadal
Além de ser uma importante manifestação cultural, brincar de roda é um exercício que estimula os movimentos, trabalha o equilíbrio, desenvolve a linguagem oral e contribui para a iniciação musical das crianças na pré-escola.

Conheça abaixo as letras de algumas cantigas e saiba como cirandar com as crianças. Mas lembre-se: é importante respeitar o ritmo de aprendizagem de cada um.

Bambalalão

Bambalalão,
Senhor capitão
Espada na cinta
Ginete na mão.

PARTICIPANTES No mínimo dois.
ORGANIZAÇÃO Em roda ou livre.
COMO BRINCAR As crianças cantam e se balançam como se estivessem montadas em cavalinhos, no ritmo da canção.

Bela Roseira

I
Na mão direita, tenho uma roseira
Que dá flor na primavera.
Ó bela roseira entrai na roda
E abraçai a mais faceira

II
Dolin, dolê
Dolin, dolá
Tocar viola
Pra nós dançá(r)

III
Eu não comprei,
Mas eu vou comprar
Sapatinho branco
Para nós dançá(r)

PARTICIPANTES No mínimo oito.
ORGANIZAÇÃO Em roda simples, com quatro crianças fora da roda.
COMO BRINCAR De mãos dadas, as crianças giram em sentido horário. Quando cantam "Ó bela roseira", as quatro crianças que estão de fora entram na roda. Ao chegar ao verso "E abraçai a mais faceira", cada uma das quatro escolhe um par para que dancem o restante da canção em duplas, com pulos, avanços e recuos.

Cai, cai, balão

Cai, cai, balão
Cai, cai, balão
Aqui na minha mão
Não cai, não
Não cai, não
Não cai, não
Cai na rua do sabão

PARTICIPANTES No mínimo dois.
ORGANIZAÇÃO Em roda.
COMO BRINCAR Ao longo da canção, as crianças permanecem em roda e fazem gestos seguindo a letra.

Capelinha de Melão

I
Capelinha de melão é de São João
É de cravo, é de rosa, é de manjericão

II
São João está dormindo, não acorda, não
Acordai, acordai, acordai, João

PARTICIPANTES No mínimo dois.
ORGANIZAÇÃO Em roda.
COMO BRINCAR Na primeira estrofe as crianças giram em sentido horário. Na segunda, podem fazer paradas, girar no sentido oposto ou voltar-se para o centro da roda.

Hoje é domingo

Hoje é domingo,
Pede cachimbo.
O cachimbo é de barro,
Bate no jarro.
O jarro é de ouro,
Bate no touro.
O touro é valente,
Bate na gente.
A gente é tão fraco,
E cai no buraco.
O buraco é tão fundo,
Acabou-se o mundo.

PARTICIPANTES No mínimo dois.
ORGANIZAÇÃO Livre.
COMO BRINCAR Faça com que as crianças cantem juntas todos os versos, já que o objetivo desta parlenda é a memorização.

Minha canção (Enriquez, Bardotti e Chico Buarque)

Dorme a cidade
Resta um coração
Misterioso
Faz-se uma ilusão
Soletra um gesto
Lavra a melodia
Singelamente
Dolorosamente.

Doce é a música
Silenciosa
Larga meu peito
Solta-se no espaço
Faz-se a certeza
Minha canção
Réstia de luz onde
Dorme o meu irmão.

PARTICIPANTES No mínimo dois.
ORGANIZAÇÃO Em roda ou livre.
COMO BRINCAR Cada verso da música representa uma nota da escala musical. Faça com que as crianças percebam essa variação utilizando instrumentos como o xilofone, por exemplo, no início de cada verso. Também experimente cantar apenas as notas do começo de cada frase junto das crianças. Serve à iniciação musical.

O meu chapéu tem três pontas

O meu chapéu tem três pontas
Tem três pontas o meu chapéu.
Se não tivesse três pontas,
Não seria o meu chapéu

PARTICIPANTES No mínimo dois.
ORGANIZAÇÃO Em roda ou livre.
COMO BRINCAR Enquanto cantam, as crianças apontam para a cabeça, em alusão ao chapéu, fazem o número três com os dedos e o sinal de negativo com o dedo indicador na última estrofe da cantiga.

O pião entrou na roda

O pião entrou na roda, o pião
O pião entrou na roda, o pião

Roda, pião; bambeia, pião
Roda, pião; bambeia, pião

Sapateia o dia inteiro, pião
Sapateia o dia inteiro, pião

Roda, pião; bambeia, pião
Roda, pião; bambeia, pião

E ajoelha o dia inteiro, pião
E ajoelha o dia inteiro, pião

Roda, pião; bambeia, pião
Roda, pião; bambeia, pião

E abana o dia inteiro, pião
E abana o dia inteiro, pião

Roda, pião; bambeia, pião
Roda, pião; bambeia, pião

PARTICIPANTES No mínimo três.
ORGANIZAÇÃO Em roda, com uma criança de fora.
COMO BRINCAR Assim que a cantiga inicia, a criança que está de fora entra no centro da roda. Em seguida, ela deve fazer os gestos apontados pelas estrofes da música, como rodar, abanar ou ajoelhar.

Pezinho

Ai, bota aqui
Ai, bota ali
O seu pezinho.
O seu pezinho bem juntinho
Igual ao meu.

E depois não vá dizer
Que você me esqueceu.

PARTICIPANTES No mínimo dois.
ORGANIZAÇÃO Em roda.
COMO BRINCAR De mãos dadas, as crianças giram em sentido horário. Nos versos "Ai, bota aqui, ai, bota ali o seu pezinho", podem mover os pés para frente e para trás, em conjunto.

Pirulito que bate, bate

Pirulito que bate, bate
Pirulito que já bateu
Quem gosta de mim é ela
Quem gosta dela sou eu.

PARTICIPANTES No mínimo dois.
ORGANIZAÇÃO Em roda.
COMO BRINCAR De mãos dadas, as crianças cantam e giram a roda em sentido horário e anti-horário.

Pombinha voou

Pombinha voou, voou,
Caiu no laço,
Se embaraçou.

Ai me dá um abraço,
Que eu desembaraço
A minha pombinha,
Que caiu do laço.

PARTICIPANTES No mínimo dois.
ORGANIZAÇÃO Em roda ou livre.
COMO BRINCAR A roda se desenvolve com as crianças imitando o canto. No primeiro verso, elas agitam os braços, como se voassem. No segundo, sobrepõem os dedos médio e indicador de uma mão sobre os dedos da outra, representando uma armadilha. No terceiro, fazem movimentos circulares com as mãos, para ilustrar o embaraço da pombinha. No quarto, cada criança se abraça. Em seguida, repetem os gestos do embaraço (em sentido contrário), do voo da pombinha e da armadilha.

Roda Cotia

Roda Cotia,
De noite, de dia
O galo cantou
E a casa caiu!

PARTICIPANTES No mínimo dois.
ORGANIZAÇÃO Em roda.
COMO BRINCAR As crianças giram de mãos dadas até o último verso, quando ficam de cócoras e cantam mais alto a palavra "caiu!".

Sapo Cururu

Sapo cururu,
Na beira do rio
Quando o sapo canta, ó maninha
É porque tem frio

A mulher do sapo
Deve estar lá dentro
Fazendo rendinha, ó maninha
Pro seu casamento

PARTICIPANTES No mínimo dois.
ORGANIZAÇÃO Em roda.
COMO BRINCAR A roda gira lentamente nos dois primeiros versos e acelera ao longo da cantiga, assim como o ritmo do canto das crianças.

Trem de Ferro

I
O trem de ferro
Quando sai de Pernambuco
Vai fazendo xique-xique
Até chegar no Ceará.

II
Rebola a bola
Você diz que vai entrar
Você diz que dá na bola,
Mas na bola você não dá.

PARTICIPANTES No mínimo cinco.
ORGANIZAÇÃO Duas rodas concêntricas, sendo a do centro, com dois participantes.
COMO BRINCAR Ao longo da primeira estrofe, as rodas giram, sendo uma em sentido horário e outra no sentido anti-horário. Na segunda estrofe todos param, colocam as mãos na cintura e rebolam, gingando o corpo.

 

Quer saber mais?

BIBLIOGRAFIA
Brincadeiras Cantadas. Rose Maria Reis Garcia e Lilian Argentina Marques. Editora Kuarup, 1988.
Música na Educação Infantil - Propostas para a formação integral da criança. Teca Alencar de Brito. Editora Fundação Peirópolis, 2003.

 

Tenha acesso a conteúdos e serviços exclusivos
Cadastre-se agora gratuitamente
Cadastrar