Redes de todo o país correm para obedecer às novas regras

POR:
Bianca Bibiano, Beatriz Santomauro, NOVA ESCOLA
Ilustração: Mario Kanno
Ilustração: Mario Kanno

Fonte Censo Escolar de 2009/Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)

O Censo Escolar de 2009, divulgado em novembro pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), revelou que 92% dos municípios já implementaram o Ensino Fundamental de 9 anos, mas que eles respondem por apenas 59% das matrículas. Ou seja, quatro de cada dez alunos brasileiros ainda estão em redes que não se adaptaram à nova lei (que tem até 2010 para ser implementada). A situação é mais crítica em Roraima, Pará, Paraná e Amapá: menos de 25% das matrículas obedecem às novas regras. Veja no gráfico acima os dados de 2009 e o que avançou desde 2008.


Parceria
Ampliando os horizontes

Escolas, bibliotecas e museus agora podem ter acesso gratuito aos livros, DVDs, CD-ROMs e catálogos do Instituto Itaú Cultural, de São Paulo. Os pedidos devem ser feitos pelo site e são analisados antes da liberação dos produtos. Cada instituição pode solicitar uma cópia de cada coleção, como a que fala sobre cinema, vídeo ou identidade nacional, além de edições da revista Observatório Itaú Cultural.


Ontem e hoje

Foto: Luigi Mamprin
Foto: Luigi Mamprin

Em 1983, era raro encontrar escolas que, como esta, de São Paulo, tinham computador. Catorze anos depois, 7,5% dos estabelecimentos possuíam a máquina, segundo o Ministério da Educação. Pesquisa divulgada em dezembro pela Fundação Victor Civita mostra que, em 13 capitais, já é de 98% o percentual de escolas públicas com computador.

 

 


Cinema
Vídeo na escola

Produzir os próprios filmes com celular e filmadoras, editá-los no computador e divulgar para a comunidade já faz parte da rotina da EE Professora Hercy Moraes, em Campinas, a 100 quilômetros de São Paulo, desde 2008, quando os alunos participaram do 1º Festival do Minuto da escola. Os organizadores do evento, Mário Sarraipa, professor de Educação Física, e Paulo Bucci, de Geografia, contam com orgulho: "Os vídeos abordam assuntos cotidianos, como as aulas, e temas controversos, como gravidez e pichação". O sucesso do primeiro festival animou a realização da segunda edição, de 2009. E a equipe promete: em 2010 tem mais.


Calvin

Calvin

Toda semana, uma nova tirinha sobre Educação com Calvin e seus amigos


Na Internet

Site com mais de 3 mil documentos para download, entre livros, periódicos, imagens e outros registros copiados de originais que o colecionador José Mindlin reúne há mais de 80 anos.


Indicadores
Números mostram avanços tímidos na Educação

Ilustração: Mario Kanno
Ilustração: Mario Kanno

Há três anos, o movimento Todos pela Educação estabeleceu cinco metas a serem alcançadas até 2022: a garantia de que crianças e jovens de 4 a 17 anos devam estar na escola, que todos estejam alfabetizados até os 8 anos, que aprendam o que é adequado à sua série, que jovens de até 19 anos concluam o Ensino Médio e que o investimento em Educação seja ampliado. Em dezembro, a instituição divulgou um relatório sobre duas dessas metas. Os resultados indicam um crescimento tímido nos indicadores, principalmente sobre o número de crianças na escola. Acompanhe acima os dados coletados.


Linha do tempo
Quarenta e cinco anos depois, Paulo Freire é anistiado

1964: O educador, criador do chamado Método Paulo Freire de Alfabetização, coordena o Programa Nacional de Alfabetização desde 1963. Com o golpe militar de 1964, é acusado de comunista e preso e segue para o exílio, na Bolívia. No fim do ano, muda-se para o Chile para tratar de problemas de saúde.

1968: No Chile, escreve Pedagogia do Oprimido, no qual coloca os alunos como participantes do processo de Alfabetização e discute a Educação das classes populares. Outro livro escrito nesse período do exílio é Educação como Prática da Liberdade.

1980: Com o início da redemocratização e a Lei de Anistia, recebe permissão para voltar ao país. Leciona na Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e na Faculdade de Comunicação e Filosofia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

1989: Assume o cargo de secretário da Educação da cidade de São Paulo. Luta pela revisão curricular e pela recuperação salarial dos professores.

1997: Morre, aos 75 anos, de infarto do miocárdio, em São Paulo.

2009: A Comissão de Anistia do Ministério da Justiça reconhece que Freire foi perseguido político e exilado durante 16 anos.

Fonte: Folha Explica: Paulo Freire, de Fernando José de Almeida, Ed. Publifolha

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias