Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Conte | Alfabetização


Por: Tory Oliveira

Professor faz projeto de alfabetização e muda sinalização da escola

Em Teresina, professor Ítalo da Silva trabalha o gênero textual aviso com o 3º ano e amplia noções de cidadania e alfabetização

Quem anda pelos espaços coletivos da EM Lunalva Costa, em Teresina (PI), logo é avisado: recomendações como “não correr neste espaço”, “mantenha o banheiro sempre limpo” e “não atrapalhe a aula” estão escritas com todas as letras nas placas elaboradas pelas crianças do 3º ano da escola.

“Os alunos saíram da função de espectadores para a de produtores daquele gênero textual, o aviso”, explica o professor Ítalo da Silva, que decidiu ir ao encontro das situações comunicativas reais dos alunos com o projeto “Sinalizando a escola: um elo de construção entre alfabetização e letramento”, 

realizado em 2017. Após avaliar que as turmas sentiam dificuldade com a rigidez das propostas do material didático, repetitivas e sem elo com a realidade, e receber o sinal verde para fazer os ajustes necessários para a aprendizagem, Ítalo decidiu colocar os estudantes como protagonistas A turma saiu da sala, investigou as demandas e criou frases e ilustrações que se tornaram placas afixadas pela escola.

Em 2018, o projeto foi um dos 50 finalistas do prêmio Professor Nota 10. Simples, a ideia trouxe resultados importantes: ao elaborar os avisos, as crianças entenderam que as mensagens precisavam ser claramente compreendidas pelos demais, refinaram suas habilidades de leitura e escrita e contribuíram de forma positiva para o espaço escolar. Após sugerir o aviso para sinalizar o local correto de descarte do lixo, por exemplo, um aluno observou que não havia cestos suficientes no banheiro, uma necessidade levada até a direção da escola. “A BNCC diz que o aprendizado surge quando a prática é significativa. A elaboração das placas foi grandiosa para os alunos construírem a alfabetização e a cidadania”, conta Ítalo.


Qual é a técnica?

Como trabalhar o gênero aviso
Saiba como realizar a atividade sobre o gênero aviso, placas e sinais de forma prática com os alunos do Fundamental I

Investigue as demandas com os alunos
Após avaliar o que já sabem sobre o gênero e explicar a importância do aviso, explore a escola e peça para os alunos apontarem quais sinalizações seriam necessárias. Filtre as sugestões e decida democraticamente quais placas serão elaboradas.

Produza e afixe as placas e avisos na escola
Com a ajuda do professor, as crianças escreveram, ilustraram e assinaram suas placas. Não é preciso utilizar materiais caros (pode-se usar o próprio caderno), mas é importante que a mensagem possa ser lida e entendida com clareza.

Estimule a cidadania
Além de entender melhor o gênero e a utilização de verbos no imperativo e infinitivo, ao elaborar as placas, as crianças exercitaram o olhar crítico sobre o espaço escolar e se sentiram convidadas a colaborar para a sua melhora, elevando a autoestima e a responsabilização.

PALAVRA DE ESPECIALISTA

Além do material didático
Os pontos mais interessantes do projeto do professor Ítalo, segundo Andréa Luize, coordenadora do Instituto Vera Cruz:

Contexto real
Com situações reais (a falta de sinalização na escola), o aluno aprende como, quando e por que utilizar o gênero textual.

Postura ativa
Ele conseguiu não ficar preso ao material didático. É importante encará-lo como uma das possibilidades e, caso necessário, ir além.

Alunos e cidadãos
O projeto ajudou na construção da cidadania. “As crianças se sentiram mais autorizadas a tomar conta e a opinar sobre a escola”, analisa Andréa.

PARA SABER MAIS

Alfabetizar e Letrar: Um diálogo entre a teoria e a prática
Marlene Carvalho
Ed. Vozes


Letramento: Um tema em três gêneros
Magda Soares
Ed. Autêntica


Foto: Cândido Neto/NOVA ESCOLA


NA BNCC

Ler e compreender, em colaboração com os colegas e com a ajuda do professor, cartazes, avisos, folhetos, regras e regulamentos que organizam a vida na comunidade escolar, dentre outros gêneros do campo da atuação cidadã, considerando a situação comunicativa e o tema/assunto do texto. Habilidade EF12LP10