17812
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 7º ano > Humanismos, Renascimentos e o Novo Mundo

Plano de aula - Revolução Científica

Plano de aula de História com atividades para 7º ano do EF sobre Revolução Científica

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Vanessa Spiess Cardoso

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF07HI04, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Materiais necessários: Cópias impressas das atividades. Projetor ou, na ausência dele, a opção de imprimir as imagens. É também possível reproduzir o conteúdo em papel pardo ou cartolina.

Material complementar:

Telescópio de Galileu - A descoberta da astronomia. Disponível em:

https://brunelleschi.imss.fi.it/esplora/cannocchiale/dswmedia/simula/esimula1.html Acesso em: 1º/5/2019. Com este recurso digital os alunos poderão conhecer o que o telescópio de Galileu pôde visualizar: as descobertas de Galileu. É possível perceber também as distorções cromáticas e aquelas próprias dos telescópios refratores com a tecnologia concebida por Galileu.

Link para a execução do meme: https://memegenerator.net/create

Link Contextualização Ficha - As teorias de Giordano Bruno.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/6xD9vy2UMMqMctG75rC3fHJUb3UmMmJdmVqxUUuT9pFjKxx5yEFAkj8ybBv8/his7-04und-05-contextualizacao-as-teorias-de-giordano-bruno.pdf

Link Fonte visual Contextualização - Julgamento de Giordano Bruno

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/aZCMHYC2xNxnRQ93JtZ8N5FkuNGVSqrpz72GJC2naGxKg8ZRnHHgusbC9vzc/his7-04und-05-fonte-visual-julgamento-giordano-bruno.pdf

Link Quadro de registros: teorias e teses dos humanistas na Revolução Científica

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hdnyUY32CnrmVm6p7U4Nr2j7nJPHCfZS8jba3tEcuVqCTCjN96aenJUcXu5C/his7-04und-05-quadro-de-registros-teorias-e-teses-dos-humanistas-na-revolucao-cientifica.pdf

Link Opção 1 - O telescópio de Galileu

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Jpdnpqd96WC4fjFj9DBAcZyuR5jJwgja9nBaMa2DhTDCFBEm6bvajHPNxBnE/his7-04und-05-problematizacao-opcao-1-o-telescopio-de-galileu.pdf

Link Fonte visual Problematização Opção 1 - VER PARA CRER - O telescópio

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pud9hExxByfbx2BMQZvBhzDf6gPggSGtKfTWWxbPaVSwqKNVJhyuS7JSgQbC/his7-04und-05-fonte-visual-problematizacao-opcao-1-ver-para-crer-o-telescopio.pdf

Link Opção 2 - Maquiavel - Política e História

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5qHb3ardaWZMuJqD98bePCaMdzVEaPVGsBRMZzqkF7j3DbaG7h2qvHddYN44/his7-04und-05-problematizacao-opcao-2-maquiavel-politica-e-historia.pdf

Link Mapa Todos caminhos levam a Florença

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZCRgt8rknVrsjrrGcKhasK6qqjrNC7YyTvEyZz3qb3UfFAyKZYreTYE9tPf7/his7-04und-05-mapa-todos-caminhos-levam-a-florenca.pdf

Link Fonte visual Sistematização - Pense Ciência - “O FIM”

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xuRFr8vYPRP5h4MJPp7ZnbCF2JEbESFNJfcqCswwCXjYk9rVHSjq4nZ2fCau/his7-04und-05-fonte-visual-sistematizacao-pense-ciencia-o-fim.pdf

Referência das imagens:

FERRARI, Ettore. O julgamento de Giordano Bruno - Baixo-relevo em bronze presente na base do Monumento a Giordano Bruno (1889) na Praça de Campo di Fiori (Roma). Fotografia de NGUYEN, Marie-Lan. Disponível em: <

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Relief_Bruno_Campo_dei_Fiori_n1.jpg Acesso em: 18/5/2019.

BERTINI, Giuseppe. Galileo Galilei mostrando ao doge de Veneza como usar o telescópio. Fresco. 1858, Varese - Itália. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bertini_fresco_of_Galileo_Galilei_and_Doge_of_Venice.jpg Acesso em: 1º/5/2019.

ESO/H. Dahle (Observatório de La Silla/ ESO - European Southern Observatory). Pegando luz. Fotografia. Março 2013. https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Catching_Light.jpg?uselang=pt-br. Acesso em: 1º/5/2019. Mais informações: https://www.eso.org/public/images/potw1311a/

STRICKLAND, Carol. Renascimento da arte. Mapa. In Arte Comentada (Da Pré-História ao Pós-Moderno). Ediouro. Rio de Janeiro: 1999, p.30.

Para saber mais:

Thomas Kuhn. Disponível em: https://plato.stanford.edu/entries/thomas-kuhn/. Acesso em: 1º/5/2019. Sobre o conceito de mudança de paradigma e Revolução Científica.

Descartes e as verdades indiscutíveis. Acesso em: https://historiahoje.com/descartes-e-as-verdades-indiscutiveis/ Disponível em: 1º/5/2019.

Vídeo - Sobre Giordano Bruno (1548 - 1600) - Filósofo italiano - Discovery Channel , in Irineu Barreto. (3.31 min) Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=7o-hwM38QDw Acesso em: 1º/5/2019.

O que é blasfêmia. Disponível em:https://www.respostas.com.br/o-que-e-blasfemia/ Acesso em: 1º/5/2019.

Quem foi Giordano Bruno, o místico “visionário” queimado na fogueira há 418 anos. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-43081130

Acesso em: 1º/5/2019.

Vídeo - O nascimento da ciência (GLEISER, Marcelo.). Nov. 2006. Poeira das estrelas - Parte 2, Fantástico/TV Globo: Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=LkYrmgkJp5c A partir de 1.17 minuto.

A invenção do telescópio por Galileu Galilei. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/a-invencao-telescopio-por-galileu-galilei.htm

Acesso em: 1º/5/2019.

Instrumentos óticos - O telescópio. Disponível em: https://pt.khanacademy.org/science/5-ano/terra-e-universo-5-ano/instrumentos-oticos/a/o-telescopio Acesso em: 1º/5/2019. Sobre como se forma a imagem em um telescópio.

Eso em resumo. Disponível em: https://www.eso.org/public/about-eso/esoglance/. Acesso em: 1º/5/2019. O link possui imagem que mostra outros telescópios adjacentes da ESO e apresenta um resumo do que é a ESO.

Galileu e a arte renascentista. Disponível em: https://smarthistory.org/galileo-and-renaissance-art/ . Acesso em: 1º/5/2019. Esta obra de Ludovico Cigoli, Assunção da Virgem, teve a Lua que sustenta a Virgem modificada logo após ficar pronta. Era blasfêmia não apresentá-la perfeitamente esférica. A obra, embora fosse uma encomenda da Igreja Católica, foi uma homenagem do artista a Galileu.

Reflexões sobre a influência de Maquiavel na educação e na formação do Estado Moderno. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982012000100007. Acesso em: 1º/5/2019.

Nicolau Maquiavel: o cidadão sem fortuna, o intelectual de virtù. Disponível em:

http://www.aedmoodle.ufpa.br/pluginfile.php/164696/mod_resource/content/1/Francisco%20Weffort%20-%20Os%20Classicos%20da%20Politica%20Vol.%2001.pdf Acesso em: 1º/5/2019. A partir da p. 12.

História e ação política em Maquiavel. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/article/view/9050/7578

Acesso em: 1º/5/2019.

Universidades públicas respondem por mais de 95% da produção científica do Brasil. Disponível em:

http://www.abc.org.br/2019/04/15/universidades-publicas-respondem-por-mais-de-95-da-producao-cientifica-do-brasil/ Acesso em: 13/5/2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente o tema aos alunos escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente este slide e faça uma leitura coletiva.

Para você saber mais:

Thomas Kuhn. Disponível em: https://plato.stanford.edu/entries/thomas-kuhn/ Acesso em: 1º/5/2019. Sobre o conceito de mudança de paradigma e Revolução Científica.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente a imagem impressa ou projetada. Divida a turma em trios ou quartetos e inicie o debate estimulando os alunos a discutir o que é apresentado no slide.

Questione os alunos sobre os seguintes pontos a fim de promover esta etapa:

- A imagem é de um julgamento, ao centro está Giordano Bruno. Vocês já ouviram falar deste personagem? Se sim, sabem a causa de seu julgamento?

- A quem é sugerida a autoria das “ideias perturbadoras” sobre a existência de outros planetas?

- Por que suas ideias seriam perturbadoras e teriam que ser reprimidas?

Espera-se, por meio da narração presente abaixo da imagem, que identifiquem a presença do nome “Bruno”. Explore seus comentários se limitando a dizer que ele entre outras questões afirmou sobre a existência de outros mundos sendo um grande pregador de ideias contestadas pela Igreja Católica.

Pergunte a eles se sabem o que significa a palavra “blasfêmia” e a palavra “heresia”. Se eles não as conhecerem peça que procurem no dicionário o que significam. Ressalte que uma pessoa nesta época da Renascença poderia ser acusada, denunciada por insultar Deus e o cristão batizado que não se arrependesse poderia ser condenado por cometer um pecado muito grave contra a fé cristã (heresia) e que Giordano Bruno foi um destes casos, um humanista condenado pelo Tribunal da Santa Inquisição.

Mantenha a obra projetada e entregue para os alunos a Ficha 2 “As teorias de Giordano Bruno” e o Quadro de registros. Ressalte que o Quadro de registros será utilizado durante toda a aula. E diga que preencham o Quadro de registros sobre Giordano Bruno, reservando os posteriores para as etapas seguintes.

  • Peça primeiramente que o grupo leia o texto e procure identificar quais são as descobertas que Galileu fez por meio do seu telescópio.
  • Após a leitura, solicite que registrem no quadro suas descobertas, respondendo a questão-problema.

Link Contextualização Ficha - As teorias de Giordano Bruno

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/6xD9vy2UMMqMctG75rC3fHJUb3UmMmJdmVqxUUuT9pFjKxx5yEFAkj8ybBv8/his7-04und-05-contextualizacao-as-teorias-de-giordano-bruno.pdf

Link Fonte visual Contextualização - Julgamento de Giordano Bruno

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/aZCMHYC2xNxnRQ93JtZ8N5FkuNGVSqrpz72GJC2naGxKg8ZRnHHgusbC9vzc/his7-04und-05-fonte-visual-julgamento-giordano-bruno.pdf

Link Quadro de registros: Teorias e teses dos humanistas na Revolução Científica

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hdnyUY32CnrmVm6p7U4Nr2j7nJPHCfZS8jba3tEcuVqCTCjN96aenJUcXu5C/his7-04und-05-quadro-de-registros-teorias-e-teses-dos-humanistas-na-revolucao-cientifica.pdf

Aponte que estas hipóteses novas são levantadas por clérigos, membros da própria Igreja. Que a teoria sobre o heliocentrismo foi trazida depois de 1800 anos por Copérnico e foi defendida por Giordano Bruno. Utilize as Gravuras do Sistema Ptolomaico e Copernicano presentes na atividade para explicar a diferença entre geocentrismo e heliocentrismo. Que para não morrer Copérnico renega toda sua teoria e Giordano morre na fogueira por não fazer o mesmo. Que ainda que a perseguição fosse grande, houve quem se mantivesse firme sobre tais convicções, desafiando o poder da Igreja. O cerceamento e as mortes não foram suficientes para que se impedisse o surgimento de outra forma de enxergar o mundo. Que são os primórdios, o início do que resultaria na Revolução Científica.

A obra de Copérnico, defendida por Bruno, foi praticamente ignorada até o século XVII, quando as teorias nela propostas ressurgiram com Galileu e Kepler.

Referência da imagem:

FERRARI, Ettore. O julgamento de Giordano Bruno - Baixo-relevo em bronze presente na base do Monumento a Giordano Bruno (1889) na Praça de Campo di Fiori (Roma). Fotografia de NGUYEN, Marie-Lan. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Relief_Bruno_Campo_dei_Fiori_n1.jpg Acesso em: 18/5/2019.

Para saber mais:

Vídeo Sobre Giordano Bruno (1548-1600) - Filósofo italiano - Discovery Channel, in Irineu Barreto. (3.31 min) Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=7o-hwM38QDw Acesso em: 1º/5/2019.

O que é blasfêmia. Disponível em:

https://www.respostas.com.br/o-que-e-blasfemia/ Acesso em: 1º/5/2019.

Quem foi Giordano Bruno, o místico “visionário” queimado na fogueira há 418 anos. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-43081130 Acesso em: 1º/5/2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Mantenha os grupos e peça que leiam atentamente o fragmento acima, diga-lhes que se trata de um pensamento publicado durante o Renascimento pelo filósofo René Descartes. E pergunte:

  • É possível dizer que algo seja “A Verdade”?
  • O que o Descartes nos diz sobre a verdade?
  • Por que Descartes diz ser importante “pôr todas as coisas em dúvida”?

A fim de preparar os alunos para as outras etapas, explore seus comentários, estimule-os a pensar sobre como sustentamos nossas verdades hoje, se já foi diferente ou sempre foi assim. Diga-lhes que sociedades criam teorias sobre as coisas, mas que no período da Renascença ocorre uma inovação no modo de definir o que é verdade, a comprovação delas se dá por meio de provas inquestionáveis: com base em uma pergunta inicial, criam-se uma ou mais hipóteses que são analisadas pela observação e comprovadas ou não pela experimentação, e que o resultado de uma comprovação seria a transformação da teoria em tese. Que neste método de investigação usando a dúvida seria um elemento importante para o homem poder compreender melhor a realidade.

Uma pergunta inicial

Hipóteses ? Análise ? Observação ? Experimentação = Tese

Teoria ? Tese

?

Comprovação científica

Diga-lhes que este método de conhecer as coisas (a verdade) trazida pelos humanistas sofreu grande resistência da Igreja Católica. Caso tenha dificuldades na condução do debate, norteie o mesmo com a seguinte questão:

  • É possível construir outras hipóteses sobre as coisas do mundo quando existe um modo apenas correto de enxergá-las?

Peça que imaginem como isso seria, o mundo que enxergamos ser fruto do que se aprende apenas no plano religioso, regido apenas pelo entendimento

de uma única religião. Diga-lhes que era isso que ocorria até o período da Renascença, que a Igreja Católica não permitia que teorias ou teses pudessem questionar ou alterar as visões sobre a verdade, e quem pusesse em dúvida as verdades defendidas pela Igreja ou o conteúdo bíblico era considerado blasfemo ou herege.

No final dos debates peça que registrem em seu caderno os questionamentos e que os respondam conforme o debate proporcionado.

  • ATENÇÃO: Neste momento apresentamos para você duas opções de Problematização, escolha uma delas conforme lhe convier de modo que a classe possa identificar e compreender a importância da ciência para a Idade Moderna, para exemplificar o que foi a Revolução Científica no Renascimento, a fim de esclarecer como ela surge e como os humanistas mudaram a forma de compreender até então os acontecimentos.

Para saber mais:

Descartes e as verdades indiscutíveis. Acesso em: https://historiahoje.com/descartes-e-as-verdades-indiscutiveis/ Disponível em: 1º/5/2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Opção 1

Orientações: Mantenha a turma em trios ou quartetos e inicie o debate estimulando os alunos a discutir o que é apresentado no slide. Conduza-os primeiramente a observar a tela projetada de Giuseppe Bertini “Galileo Galilei mostrando ao doge de Veneza como usar o telescópio” (1858) e sua relação com a fotografia logo ao lado: Observatório de La Silla/ESO, no Chile. Pergunte:

  • O que elas têm em comum?
  • A que períodos se referem as imagens?
  • Este instrumento possui diferenças entre uma época e outra? Por quê?
  • Este instrumento e o conhecimento produzido por ele sempre existiram?
  • Quais ciências atuais têm relação com seu uso?

É esperado que os alunos falem que as imagens representam telescópios em tempos diversos, sendo que o segundo lhes pareça bastante atual. Possivelmente não saberão responder se sempre existiram estudos ou desde quando da existência o telescópio, talvez digam que já se fizessem estudos deste tipo, mas sem recursos tecnológicos mais avançados. Que as ciências envolvidas com ela sejam a astronomia, ou disciplinas como Geografia e Ciências. E ainda que associem sua importância por meio do que René Descartes expôs em seu tempo sobre o que o telescópio representava enquanto inovação para a sua época.

Diga-lhes que na primeira imagem é o próprio Galileu apresentando seu telescópio, e que o telescópio da fotografia está no Observatório de La Silla/ESO,

no Chile, e que segundo informações no seu sítio é tido cientificamente como o mais produtivo do mundo na atualidade. Diga que as grandes mudanças que tiveram como Galileu seu precursor fundamental (o que depois viríamos a chamar de Revolução Científica) possibilitaram que hoje tenhamos observatórios científicos espalhados por todo o mundo financiados pelas grandes potências mundiais. Ressalte que a Revolução Científica representa

uma grande mudança (de paradigmas - expressão utilizada por Thomas Kuhn), explore o que significa revolução.

Por fim, questione:

  • Vocês concordam com o que Descartes dizia no século XVII, que os telescópios abririam “o caminho para uma compreensão mais profunda e mais perfeita da natureza”?

  • Como deve ser trazer uma forma completamente nova de entendimento do mundo quando se diz que a única forma aceita de conhecer as coisas do mundo é por meio do que Deus nos revela pela Bíblia e a Igreja?

  • Caso disponha de tempo e prefira apresente, antes de inserir a Ficha “O telescópio de Galileu”, o vídeo - O nascimento da Ciência (Marcelo Gleiser).
    O link está presente em “Para saber mais”. Reproduza a partir de 1:17 minuto.

Em seguida, mantenha a obra do slide projetada e entregue para os alunos o texto O telescópio de Galileu”. E peça que preencham o Quadro de registros sobre o tema. Caso os alunos tenham dificuldades na interpretação da fonte, peça que utilizem como apoio o dicionário.

  • Peça primeiramente que o grupo leia o texto e procure identificar quais são as descobertas que Galileu fez por meio do seu telescópio.
  • Após a leitura, solicite que registrem no quadro sua interpretação, respondendo a questão-problema.

Link Opção 1 - O telescópio de Galileu

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Jpdnpqd96WC4fjFj9DBAcZyuR5jJwgja9nBaMa2DhTDCFBEm6bvajHPNxBnE/his7-04und-05-problematizacao-opcao-1-o-telescopio-de-galileu.pdf

Link Fonte visual Problematização Opção 1 - VER PARA CRER - O telescópio.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pud9hExxByfbx2BMQZvBhzDf6gPggSGtKfTWWxbPaVSwqKNVJhyuS7JSgQbC/his7-04und-05-fonte-visual-problematizacao-opcao-1-ver-para-crer-o-telescopio.pdf

  • Após a realização da ATIVIDADE mostre-lhes por meio do link presente também no slide acima, logo abaixo de “VER PARA CRER”, o que Galileu pôde ver com seu telescópio. É possível perceber também as distorções cromáticas e aquelas próprias dos telescópios refratores com a tecnologia concebida por Galileu. Este recurso foi produzido pelo Museo Galileu (Instituto e Museo di Storia della Scienza, Florença - Itália).

É importante que os alunos saiam da análise da atividade com a compreensão do que é produzido de novo na Renascença, o que surge neste momento, estudos com o emprego de tecnologias para comprovar teses, o embasamento de teorias em sustentações comprováveis que representam teses. Ainda assim Galileu sofreu com as mais diversas contestações, como a de que seu telescópio induziria efeitos caleidoscópios no olho do espectador. Além disso da repressão e da perseguição religiosa empregadas pela Igreja Católica pelo monopólio do conhecimento. Ela processou-o e condenou-o como herege por contestar verdades bíblicas, Galileu então renegou suas teses para não ir para a fogueira e como sentença teve de que ficar preso em sua casa até o resto da vida. Entre as teorias as quais Galileu não encontrou respostas está a que seria chamada mais tarde, em 1687, com Newton, de Lei da Gravitação Universal (está representado no vídeo sugerido em “Para saber mais”, O nascimento da ciência).

Referência das imagens:

BERTINI, Giuseppe. Galileo Galilei mostrando ao doge de Veneza como usar o telescópio. Fresco. 1858, Varese - Itália. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bertini_fresco_of_Galileo_Galilei_and_Doge_of_Venice.jpg Acesso em: 1º/5/2019.

ESO/H. Dahle (Observatório de La Silla/ ESO - European Southern Observatory). Pegando Luz. Fotografia. Março 2013. https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Catching_Light.jpg?uselang=pt-br Acesso em: 1º/5/2019. Mais informações: https://www.eso.org/public/images/potw1311a/

Para você saber mais:

Vídeo O nascimento da ciência (GLEISER, Marcelo.). Nov. 2006. Poeira das estrelas - Parte 2, Fantástico/TV Globo: Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=LkYrmgkJp5c Apartir de 1.17 minuto.

Recurso telescópio de Galileu - A descoberta da astronomia. Disponível em:

https://brunelleschi.imss.fi.it/esplora/cannocchiale/dswmedia/simula/esimula1.html Acesso em: 1º/5/2019. Com este recurso digital os alunos poderão conhecer o que o telescópio de Galileu pôde visualizar, as descobertas de Galileu. É possível perceber também as distorções cromáticas e aquelas próprias dos telescópios refratores com a tecnologia concebida por Galileu.

A invenção do telescópio por Galileu Galilei. Disponível em:

https://brasilescola.uol.com.br/historiag/a-invencao-telescopio-por-galileu-galilei.htm Acesso em: 1º/5/2019.

Instrumentos óticos - O telescópio. Disponível em:

https://pt.khanacademy.org/science/5-ano/terra-e-universo-5-ano/instrumentos-oticos/a/o-telescopio. Acesso em: 1º/5/2019. Sobre como se forma a imagem em um telescópio.

Eso em resumo. Disponível em: https://www.eso.org/public/about-eso/esoglance/ Acesso em: 1º/5/2019. O link possui imagem que mostra outros telescópios adjacentes da ESO e apresenta um resumo do que é a ESO.

Galileu e a arte renascentista. Disponível em: https://smarthistory.org/galileo-and-renaissance-art/ Acesso em: 1º/5/2019. Esta obra de Ludovico Cigoli, Assunção da Virgem, teve a Lua que sustenta a Virgem modificada logo após ficar pronta. Era blasfêmia não apresentá-la perfeitamente esférica. A obra, embora fosse uma encomenda da Igreja Católica, foi uma homenagem do artista a Galileu.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Opção 2

Orientações: Mantenha a turma em trios ou quartetos e inicie o debate estimulando os alunos a discutir o que é apresentado no slide, conduza-os à compreensão do mapa. Pergunte:

  • Que continente é este representado no slide acima?
  • E a Itália, onde fica?

Espera-se que digam tratar-se do mapa da Europa e que saibam onde fica a Itália. Reforce que as cidades em destaque são as que se tornaram referência durante a Renascença, observando que a maioria dela são italianas e que especialmente Florença era o centro onde este movimento humanista surgiu e que suas ideias viriam a se espalhar por toda a Europa.

Introduza neste momento a FICHA - “Maquiavel - Política e História” e o Mapa “Todos caminhos levam a Florença”.

Link Opção 2 - Maquiavel - Política e História

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5qHb3ardaWZMuJqD98bePCaMdzVEaPVGsBRMZzqkF7j3DbaG7h2qvHddYN44/his7-04und-05-problematizacao-opcao-2-maquiavel-politica-e-historia.pdf

Link Mapa Todos caminhos levam a Florença.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZCRgt8rknVrsjrrGcKhasK6qqjrNC7YyTvEyZz3qb3UfFAyKZYreTYE9tPf7/his7-04und-05-mapa-todos-caminhos-levam-a-florenca.pdf

Diga-lhes que, quando Maquiavel trata do patronato artístico, o mesmo ocorre com o patronato científico, que recebem também interesse dos patronos, já que também lhes trazia prestígio. Da importância da ciência histórica para o aprendizado dos príncipes, uma grande inovação de Maquiavel, que também foi influenciado por todo este ambiente humanista que contagiava Florença, que colocava o homem no controle e no entendimento das suas ações com base no conhecimento histórico e na ação política orientado por ele. Peça que observem também as cidades que circularam, centros de financiamento bancário (e de prospecção de dinheiro) e das outras cidades próximas que tinham se tornado grandes centros comerciais, prósperas e que apresentaram filósofos, físicos, matemáticos, poetas, escritores, músicos, historiadores, pintores, escultores, arquitetos que mudaram o paradigma de pensamento e conhecimento. Por fim que observem a origem dos personagens de seu Quadro de registros, relacionando todas as informações com o mapa.

É necessário que os alunos saiam desta etapa com a compreensão do quanto Maquiavel eleva a importância da História, que na época servia mais de distração e entretenimento, que é a primeira vez do uso da História como ciência, passível para a compreensão de um dado local e das características das relações sociais naquela sociedade, elementos importantíssimos para a formação do líder e para sua ação ante a fortuna, e que este teria de ser alguém com virtú. Assim ele inaugurava duas ciências: a da História com outra visão sobre o trabalho do historiador, que faria os estudos da História com base em estudos comprováveis e repleto de profundas análises - tornando-a uma ciência e não apenas uma narrativa; e da política, aliando-as, sendo que esta última tenha sido referência para o fortalecimento das monarquias nacionais europeias.

Referências da imagem:

STRICKLAND, Carol. Renascimento da arte. Mapa. In Arte comentada (Da Pré-História ao Pós-Moderno). Ediouro. Rio de Janeiro: 1999, p.30.

Para saber mais:

Peter Burke expõe que havia três motivos para o patronato às artes neste período: piedade, prestígio e prazer, todos elementos que nos apresentam a fartura de condições no período, ou do “equilíbrio econômico” (entre os séculos em que os Medici governaram Florença, conforme nos fala Maquiavel).

Fala das proporções matemáticas também adentrarem o campo econômico de modo que os italianos desenvolveram muito interesse em estatísticas de importação e exportação, de população e preços; na construção de uma mentalidade numerária. Aliado ao protagonismo comercial que estas regiões da Itália estavam procurando recuperar (da época do antigo Império Romano) a de grande entreposto comercial, foram decisivas para colocá-la em primeiro plano no movimento de ideias e mudança de paradigma, o Renascimento.

“A mais perfeita consciência política, o desenvolvimento mais completo e variado encontram-se reunidos na História de Florença, a cidade que, neste sentido, merece ser considerada o primeiro Estado moderno do mundo. Aqui vê-se [sic] um povo inteiro ocupar-se daquilo que, nos estados governados

por príncipes, interessa apenas a uma família. O maravilhoso espírito florentino, este espírito ao mesmo tempo justo, enamorado pelo belo, ávido por criar, transforma incessantemente o estatuto político e social, incessantemente o descreve e o julga. Deste modo Florença tornou-se a pátria das doutrinas e das teorias políticas, [...] o berço dos estudos históricos, no sentido moderno da expressão. (BUCKHARDT, Jacob. O Renascimento italiano. Ed. Martins Fontes, São Paulo: 1973, p. 65-66)”

O sentido moderno da participação política dos cidadãos florentinos foi expressão do espírito greco-romano, tão em voga no Renascimento. Mas todo este desenvolvimento intelectual e político não teria sido suficiente para unir politicamente Florença, muito menos a Itália, o que era motivo de grande descontentamento de Maquiavel, que se contrapôs a uma sociedade baseada em honrarias, riquezas e títulos.

Reflexões sobre a influência de Maquiavel na educação e na formação do Estado Moderno. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982012000100007 Acesso em: 1º/5/2019.

Nicolau Maquiavel: o cidadão sem fortuna, o intelectual de virtù. Disponível em:

http://www.aedmoodle.ufpa.br/pluginfile.php/164696/mod_resource/content/1/Francisco%20Weffort%20-%20Os%20Classicos%20da%20Politica%20Vol.%2001.pdf Acesso em: 1º/5/2019. A partir da p. 12.

História e ação política em Maquiavel. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/article/view/9050/7578 Acesso em: 1º/5/2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Avise os alunos que estamos no fim desta aula. Depois da reflexão sobre o que se passou com filósofos, físicos, astrônomos, historiadores e da mudança de pensamento que eles ajudaram a consolidar na Renascença, peça que produzam um meme que critique ou ironize o senso comum hoje, não baseado em ideias comprováveis, ações deliberadas e não racionais e que se colocam contra a produção científica. De modo a valorizar a importância da ciência, do seu valor como instrumento do conhecer e de como ela é tratada por classes privilegiadas, pela Igreja, pela mídia ou editoras, setores econômicos ou políticos. Estimule-os a utilizar como apoio o Quadro de registros como fonte de elaboração de sua produção, afiná-la, já que possui temáticas científicas que podem ser problematizadas. Há um link abaixo com um recurso para a produção de memes que os alunos gostarão de usar.

Para ambientá-los na produção desta atividade pergunte:

  • O que você acha que em seu dia a dia envolve o uso de ciência?
  • Qual é a importância do financiamento (recursos financeiros) para a produção das pesquisas científicas?
  • De que maneira o corte de verbas para as áreas científicas pode prejudicar novas descobertas científicas no país?
  • Vocês já ouviram falar nas diferenças entre as ciências humanas e as ciências exatas?

Se não for possível o uso de um laboratório de informática, oriente que produzam o mesmo por meio de recortes de revistas. Aqueles que tenham dificuldade de produzir algo na linguagem de meme poderão também produzir uma cena de HQ, tal como uma charge (neste caso traga-lhes modelos),

com diálogos ou não. Permita que explorem na internet ou traga outros exemplos de memes impressos ou projete-os de modo que se familiarizem com a linguagem antes da produção.

Ceda outro momento para os acabamentos, em sala ou em casa.

Oportunize por fim um momento coletivo de socialização. Você poderá realizar uma exposição para o grupo escolar dos memes produzidos pela classe.

Link para a execução do meme aqui: https://memegenerator.net/create

Link Fonte visual Sistematização - Pense Ciência - “O FIM”

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xuRFr8vYPRP5h4MJPp7ZnbCF2JEbESFNJfcqCswwCXjYk9rVHSjq4nZ2fCau/his7-04und-05-fonte-visual-sistematizacao-pense-ciencia-o-fim.pdf

Referências da imagem:

Fonte da imagem: O FIM. Facebook, in página “Pense mais”. Disponível em:

https://www.facebook.com/PenseCiencia/photos/a.478735305648883/1074192036103204/?type=3&theater Acesso em: 13/5/2019.

Para você saber mais:

Universidades públicas respondem por mais de 95% da produção científica do Brasil. Disponível em:

http://www.abc.org.br/2019/04/15/universidades-publicas-respondem-por-mais-de-95-da-producao-cientifica-do-brasil/ Acesso em: 13/5/2019.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF07HI04, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Materiais necessários: Cópias impressas das atividades. Projetor ou, na ausência dele, a opção de imprimir as imagens. É também possível reproduzir o conteúdo em papel pardo ou cartolina.

Material complementar:

Telescópio de Galileu - A descoberta da astronomia. Disponível em:

https://brunelleschi.imss.fi.it/esplora/cannocchiale/dswmedia/simula/esimula1.html Acesso em: 1º/5/2019. Com este recurso digital os alunos poderão conhecer o que o telescópio de Galileu pôde visualizar: as descobertas de Galileu. É possível perceber também as distorções cromáticas e aquelas próprias dos telescópios refratores com a tecnologia concebida por Galileu.

Link para a execução do meme: https://memegenerator.net/create

Link Contextualização Ficha - As teorias de Giordano Bruno.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/6xD9vy2UMMqMctG75rC3fHJUb3UmMmJdmVqxUUuT9pFjKxx5yEFAkj8ybBv8/his7-04und-05-contextualizacao-as-teorias-de-giordano-bruno.pdf

Link Fonte visual Contextualização - Julgamento de Giordano Bruno

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/aZCMHYC2xNxnRQ93JtZ8N5FkuNGVSqrpz72GJC2naGxKg8ZRnHHgusbC9vzc/his7-04und-05-fonte-visual-julgamento-giordano-bruno.pdf

Link Quadro de registros: teorias e teses dos humanistas na Revolução Científica

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hdnyUY32CnrmVm6p7U4Nr2j7nJPHCfZS8jba3tEcuVqCTCjN96aenJUcXu5C/his7-04und-05-quadro-de-registros-teorias-e-teses-dos-humanistas-na-revolucao-cientifica.pdf

Link Opção 1 - O telescópio de Galileu

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Jpdnpqd96WC4fjFj9DBAcZyuR5jJwgja9nBaMa2DhTDCFBEm6bvajHPNxBnE/his7-04und-05-problematizacao-opcao-1-o-telescopio-de-galileu.pdf

Link Fonte visual Problematização Opção 1 - VER PARA CRER - O telescópio

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pud9hExxByfbx2BMQZvBhzDf6gPggSGtKfTWWxbPaVSwqKNVJhyuS7JSgQbC/his7-04und-05-fonte-visual-problematizacao-opcao-1-ver-para-crer-o-telescopio.pdf

Link Opção 2 - Maquiavel - Política e História

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5qHb3ardaWZMuJqD98bePCaMdzVEaPVGsBRMZzqkF7j3DbaG7h2qvHddYN44/his7-04und-05-problematizacao-opcao-2-maquiavel-politica-e-historia.pdf

Link Mapa Todos caminhos levam a Florença

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZCRgt8rknVrsjrrGcKhasK6qqjrNC7YyTvEyZz3qb3UfFAyKZYreTYE9tPf7/his7-04und-05-mapa-todos-caminhos-levam-a-florenca.pdf

Link Fonte visual Sistematização - Pense Ciência - “O FIM”

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xuRFr8vYPRP5h4MJPp7ZnbCF2JEbESFNJfcqCswwCXjYk9rVHSjq4nZ2fCau/his7-04und-05-fonte-visual-sistematizacao-pense-ciencia-o-fim.pdf

Referência das imagens:

FERRARI, Ettore. O julgamento de Giordano Bruno - Baixo-relevo em bronze presente na base do Monumento a Giordano Bruno (1889) na Praça de Campo di Fiori (Roma). Fotografia de NGUYEN, Marie-Lan. Disponível em: <

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Relief_Bruno_Campo_dei_Fiori_n1.jpg Acesso em: 18/5/2019.

BERTINI, Giuseppe. Galileo Galilei mostrando ao doge de Veneza como usar o telescópio. Fresco. 1858, Varese - Itália. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bertini_fresco_of_Galileo_Galilei_and_Doge_of_Venice.jpg Acesso em: 1º/5/2019.

ESO/H. Dahle (Observatório de La Silla/ ESO - European Southern Observatory). Pegando luz. Fotografia. Março 2013. https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Catching_Light.jpg?uselang=pt-br. Acesso em: 1º/5/2019. Mais informações: https://www.eso.org/public/images/potw1311a/

STRICKLAND, Carol. Renascimento da arte. Mapa. In Arte Comentada (Da Pré-História ao Pós-Moderno). Ediouro. Rio de Janeiro: 1999, p.30.

Para saber mais:

Thomas Kuhn. Disponível em: https://plato.stanford.edu/entries/thomas-kuhn/. Acesso em: 1º/5/2019. Sobre o conceito de mudança de paradigma e Revolução Científica.

Descartes e as verdades indiscutíveis. Acesso em: https://historiahoje.com/descartes-e-as-verdades-indiscutiveis/ Disponível em: 1º/5/2019.

Vídeo - Sobre Giordano Bruno (1548 - 1600) - Filósofo italiano - Discovery Channel , in Irineu Barreto. (3.31 min) Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=7o-hwM38QDw Acesso em: 1º/5/2019.

O que é blasfêmia. Disponível em:https://www.respostas.com.br/o-que-e-blasfemia/ Acesso em: 1º/5/2019.

Quem foi Giordano Bruno, o místico “visionário” queimado na fogueira há 418 anos. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-43081130

Acesso em: 1º/5/2019.

Vídeo - O nascimento da ciência (GLEISER, Marcelo.). Nov. 2006. Poeira das estrelas - Parte 2, Fantástico/TV Globo: Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=LkYrmgkJp5c A partir de 1.17 minuto.

A invenção do telescópio por Galileu Galilei. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/a-invencao-telescopio-por-galileu-galilei.htm

Acesso em: 1º/5/2019.

Instrumentos óticos - O telescópio. Disponível em: https://pt.khanacademy.org/science/5-ano/terra-e-universo-5-ano/instrumentos-oticos/a/o-telescopio Acesso em: 1º/5/2019. Sobre como se forma a imagem em um telescópio.

Eso em resumo. Disponível em: https://www.eso.org/public/about-eso/esoglance/. Acesso em: 1º/5/2019. O link possui imagem que mostra outros telescópios adjacentes da ESO e apresenta um resumo do que é a ESO.

Galileu e a arte renascentista. Disponível em: https://smarthistory.org/galileo-and-renaissance-art/ . Acesso em: 1º/5/2019. Esta obra de Ludovico Cigoli, Assunção da Virgem, teve a Lua que sustenta a Virgem modificada logo após ficar pronta. Era blasfêmia não apresentá-la perfeitamente esférica. A obra, embora fosse uma encomenda da Igreja Católica, foi uma homenagem do artista a Galileu.

Reflexões sobre a influência de Maquiavel na educação e na formação do Estado Moderno. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982012000100007. Acesso em: 1º/5/2019.

Nicolau Maquiavel: o cidadão sem fortuna, o intelectual de virtù. Disponível em:

http://www.aedmoodle.ufpa.br/pluginfile.php/164696/mod_resource/content/1/Francisco%20Weffort%20-%20Os%20Classicos%20da%20Politica%20Vol.%2001.pdf Acesso em: 1º/5/2019. A partir da p. 12.

História e ação política em Maquiavel. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/article/view/9050/7578

Acesso em: 1º/5/2019.

Universidades públicas respondem por mais de 95% da produção científica do Brasil. Disponível em:

http://www.abc.org.br/2019/04/15/universidades-publicas-respondem-por-mais-de-95-da-producao-cientifica-do-brasil/ Acesso em: 13/5/2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente o tema aos alunos escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente este slide e faça uma leitura coletiva.

Para você saber mais:

Thomas Kuhn. Disponível em: https://plato.stanford.edu/entries/thomas-kuhn/ Acesso em: 1º/5/2019. Sobre o conceito de mudança de paradigma e Revolução Científica.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente a imagem impressa ou projetada. Divida a turma em trios ou quartetos e inicie o debate estimulando os alunos a discutir o que é apresentado no slide.

Questione os alunos sobre os seguintes pontos a fim de promover esta etapa:

- A imagem é de um julgamento, ao centro está Giordano Bruno. Vocês já ouviram falar deste personagem? Se sim, sabem a causa de seu julgamento?

- A quem é sugerida a autoria das “ideias perturbadoras” sobre a existência de outros planetas?

- Por que suas ideias seriam perturbadoras e teriam que ser reprimidas?

Espera-se, por meio da narração presente abaixo da imagem, que identifiquem a presença do nome “Bruno”. Explore seus comentários se limitando a dizer que ele entre outras questões afirmou sobre a existência de outros mundos sendo um grande pregador de ideias contestadas pela Igreja Católica.

Pergunte a eles se sabem o que significa a palavra “blasfêmia” e a palavra “heresia”. Se eles não as conhecerem peça que procurem no dicionário o que significam. Ressalte que uma pessoa nesta época da Renascença poderia ser acusada, denunciada por insultar Deus e o cristão batizado que não se arrependesse poderia ser condenado por cometer um pecado muito grave contra a fé cristã (heresia) e que Giordano Bruno foi um destes casos, um humanista condenado pelo Tribunal da Santa Inquisição.

Mantenha a obra projetada e entregue para os alunos a Ficha 2 “As teorias de Giordano Bruno” e o Quadro de registros. Ressalte que o Quadro de registros será utilizado durante toda a aula. E diga que preencham o Quadro de registros sobre Giordano Bruno, reservando os posteriores para as etapas seguintes.

  • Peça primeiramente que o grupo leia o texto e procure identificar quais são as descobertas que Galileu fez por meio do seu telescópio.
  • Após a leitura, solicite que registrem no quadro suas descobertas, respondendo a questão-problema.

Link Contextualização Ficha - As teorias de Giordano Bruno

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/6xD9vy2UMMqMctG75rC3fHJUb3UmMmJdmVqxUUuT9pFjKxx5yEFAkj8ybBv8/his7-04und-05-contextualizacao-as-teorias-de-giordano-bruno.pdf

Link Fonte visual Contextualização - Julgamento de Giordano Bruno

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/aZCMHYC2xNxnRQ93JtZ8N5FkuNGVSqrpz72GJC2naGxKg8ZRnHHgusbC9vzc/his7-04und-05-fonte-visual-julgamento-giordano-bruno.pdf

Link Quadro de registros: Teorias e teses dos humanistas na Revolução Científica

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hdnyUY32CnrmVm6p7U4Nr2j7nJPHCfZS8jba3tEcuVqCTCjN96aenJUcXu5C/his7-04und-05-quadro-de-registros-teorias-e-teses-dos-humanistas-na-revolucao-cientifica.pdf

Aponte que estas hipóteses novas são levantadas por clérigos, membros da própria Igreja. Que a teoria sobre o heliocentrismo foi trazida depois de 1800 anos por Copérnico e foi defendida por Giordano Bruno. Utilize as Gravuras do Sistema Ptolomaico e Copernicano presentes na atividade para explicar a diferença entre geocentrismo e heliocentrismo. Que para não morrer Copérnico renega toda sua teoria e Giordano morre na fogueira por não fazer o mesmo. Que ainda que a perseguição fosse grande, houve quem se mantivesse firme sobre tais convicções, desafiando o poder da Igreja. O cerceamento e as mortes não foram suficientes para que se impedisse o surgimento de outra forma de enxergar o mundo. Que são os primórdios, o início do que resultaria na Revolução Científica.

A obra de Copérnico, defendida por Bruno, foi praticamente ignorada até o século XVII, quando as teorias nela propostas ressurgiram com Galileu e Kepler.

Referência da imagem:

FERRARI, Ettore. O julgamento de Giordano Bruno - Baixo-relevo em bronze presente na base do Monumento a Giordano Bruno (1889) na Praça de Campo di Fiori (Roma). Fotografia de NGUYEN, Marie-Lan. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Relief_Bruno_Campo_dei_Fiori_n1.jpg Acesso em: 18/5/2019.

Para saber mais:

Vídeo Sobre Giordano Bruno (1548-1600) - Filósofo italiano - Discovery Channel, in Irineu Barreto. (3.31 min) Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=7o-hwM38QDw Acesso em: 1º/5/2019.

O que é blasfêmia. Disponível em:

https://www.respostas.com.br/o-que-e-blasfemia/ Acesso em: 1º/5/2019.

Quem foi Giordano Bruno, o místico “visionário” queimado na fogueira há 418 anos. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-43081130 Acesso em: 1º/5/2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Mantenha os grupos e peça que leiam atentamente o fragmento acima, diga-lhes que se trata de um pensamento publicado durante o Renascimento pelo filósofo René Descartes. E pergunte:

  • É possível dizer que algo seja “A Verdade”?
  • O que o Descartes nos diz sobre a verdade?
  • Por que Descartes diz ser importante “pôr todas as coisas em dúvida”?

A fim de preparar os alunos para as outras etapas, explore seus comentários, estimule-os a pensar sobre como sustentamos nossas verdades hoje, se já foi diferente ou sempre foi assim. Diga-lhes que sociedades criam teorias sobre as coisas, mas que no período da Renascença ocorre uma inovação no modo de definir o que é verdade, a comprovação delas se dá por meio de provas inquestionáveis: com base em uma pergunta inicial, criam-se uma ou mais hipóteses que são analisadas pela observação e comprovadas ou não pela experimentação, e que o resultado de uma comprovação seria a transformação da teoria em tese. Que neste método de investigação usando a dúvida seria um elemento importante para o homem poder compreender melhor a realidade.

Uma pergunta inicial

Hipóteses ? Análise ? Observação ? Experimentação = Tese

Teoria ? Tese

?

Comprovação científica

Diga-lhes que este método de conhecer as coisas (a verdade) trazida pelos humanistas sofreu grande resistência da Igreja Católica. Caso tenha dificuldades na condução do debate, norteie o mesmo com a seguinte questão:

  • É possível construir outras hipóteses sobre as coisas do mundo quando existe um modo apenas correto de enxergá-las?

Peça que imaginem como isso seria, o mundo que enxergamos ser fruto do que se aprende apenas no plano religioso, regido apenas pelo entendimento

de uma única religião. Diga-lhes que era isso que ocorria até o período da Renascença, que a Igreja Católica não permitia que teorias ou teses pudessem questionar ou alterar as visões sobre a verdade, e quem pusesse em dúvida as verdades defendidas pela Igreja ou o conteúdo bíblico era considerado blasfemo ou herege.

No final dos debates peça que registrem em seu caderno os questionamentos e que os respondam conforme o debate proporcionado.

  • ATENÇÃO: Neste momento apresentamos para você duas opções de Problematização, escolha uma delas conforme lhe convier de modo que a classe possa identificar e compreender a importância da ciência para a Idade Moderna, para exemplificar o que foi a Revolução Científica no Renascimento, a fim de esclarecer como ela surge e como os humanistas mudaram a forma de compreender até então os acontecimentos.

Para saber mais:

Descartes e as verdades indiscutíveis. Acesso em: https://historiahoje.com/descartes-e-as-verdades-indiscutiveis/ Disponível em: 1º/5/2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Opção 1

Orientações: Mantenha a turma em trios ou quartetos e inicie o debate estimulando os alunos a discutir o que é apresentado no slide. Conduza-os primeiramente a observar a tela projetada de Giuseppe Bertini “Galileo Galilei mostrando ao doge de Veneza como usar o telescópio” (1858) e sua relação com a fotografia logo ao lado: Observatório de La Silla/ESO, no Chile. Pergunte:

  • O que elas têm em comum?
  • A que períodos se referem as imagens?
  • Este instrumento possui diferenças entre uma época e outra? Por quê?
  • Este instrumento e o conhecimento produzido por ele sempre existiram?
  • Quais ciências atuais têm relação com seu uso?

É esperado que os alunos falem que as imagens representam telescópios em tempos diversos, sendo que o segundo lhes pareça bastante atual. Possivelmente não saberão responder se sempre existiram estudos ou desde quando da existência o telescópio, talvez digam que já se fizessem estudos deste tipo, mas sem recursos tecnológicos mais avançados. Que as ciências envolvidas com ela sejam a astronomia, ou disciplinas como Geografia e Ciências. E ainda que associem sua importância por meio do que René Descartes expôs em seu tempo sobre o que o telescópio representava enquanto inovação para a sua época.

Diga-lhes que na primeira imagem é o próprio Galileu apresentando seu telescópio, e que o telescópio da fotografia está no Observatório de La Silla/ESO,

no Chile, e que segundo informações no seu sítio é tido cientificamente como o mais produtivo do mundo na atualidade. Diga que as grandes mudanças que tiveram como Galileu seu precursor fundamental (o que depois viríamos a chamar de Revolução Científica) possibilitaram que hoje tenhamos observatórios científicos espalhados por todo o mundo financiados pelas grandes potências mundiais. Ressalte que a Revolução Científica representa

uma grande mudança (de paradigmas - expressão utilizada por Thomas Kuhn), explore o que significa revolução.

Por fim, questione:

  • Vocês concordam com o que Descartes dizia no século XVII, que os telescópios abririam “o caminho para uma compreensão mais profunda e mais perfeita da natureza”?

  • Como deve ser trazer uma forma completamente nova de entendimento do mundo quando se diz que a única forma aceita de conhecer as coisas do mundo é por meio do que Deus nos revela pela Bíblia e a Igreja?

  • Caso disponha de tempo e prefira apresente, antes de inserir a Ficha “O telescópio de Galileu”, o vídeo - O nascimento da Ciência (Marcelo Gleiser).
    O link está presente em “Para saber mais”. Reproduza a partir de 1:17 minuto.

Em seguida, mantenha a obra do slide projetada e entregue para os alunos o texto O telescópio de Galileu”. E peça que preencham o Quadro de registros sobre o tema. Caso os alunos tenham dificuldades na interpretação da fonte, peça que utilizem como apoio o dicionário.

  • Peça primeiramente que o grupo leia o texto e procure identificar quais são as descobertas que Galileu fez por meio do seu telescópio.
  • Após a leitura, solicite que registrem no quadro sua interpretação, respondendo a questão-problema.

Link Opção 1 - O telescópio de Galileu

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Jpdnpqd96WC4fjFj9DBAcZyuR5jJwgja9nBaMa2DhTDCFBEm6bvajHPNxBnE/his7-04und-05-problematizacao-opcao-1-o-telescopio-de-galileu.pdf

Link Fonte visual Problematização Opção 1 - VER PARA CRER - O telescópio.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pud9hExxByfbx2BMQZvBhzDf6gPggSGtKfTWWxbPaVSwqKNVJhyuS7JSgQbC/his7-04und-05-fonte-visual-problematizacao-opcao-1-ver-para-crer-o-telescopio.pdf

  • Após a realização da ATIVIDADE mostre-lhes por meio do link presente também no slide acima, logo abaixo de “VER PARA CRER”, o que Galileu pôde ver com seu telescópio. É possível perceber também as distorções cromáticas e aquelas próprias dos telescópios refratores com a tecnologia concebida por Galileu. Este recurso foi produzido pelo Museo Galileu (Instituto e Museo di Storia della Scienza, Florença - Itália).

É importante que os alunos saiam da análise da atividade com a compreensão do que é produzido de novo na Renascença, o que surge neste momento, estudos com o emprego de tecnologias para comprovar teses, o embasamento de teorias em sustentações comprováveis que representam teses. Ainda assim Galileu sofreu com as mais diversas contestações, como a de que seu telescópio induziria efeitos caleidoscópios no olho do espectador. Além disso da repressão e da perseguição religiosa empregadas pela Igreja Católica pelo monopólio do conhecimento. Ela processou-o e condenou-o como herege por contestar verdades bíblicas, Galileu então renegou suas teses para não ir para a fogueira e como sentença teve de que ficar preso em sua casa até o resto da vida. Entre as teorias as quais Galileu não encontrou respostas está a que seria chamada mais tarde, em 1687, com Newton, de Lei da Gravitação Universal (está representado no vídeo sugerido em “Para saber mais”, O nascimento da ciência).

Referência das imagens:

BERTINI, Giuseppe. Galileo Galilei mostrando ao doge de Veneza como usar o telescópio. Fresco. 1858, Varese - Itália. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bertini_fresco_of_Galileo_Galilei_and_Doge_of_Venice.jpg Acesso em: 1º/5/2019.

ESO/H. Dahle (Observatório de La Silla/ ESO - European Southern Observatory). Pegando Luz. Fotografia. Março 2013. https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Catching_Light.jpg?uselang=pt-br Acesso em: 1º/5/2019. Mais informações: https://www.eso.org/public/images/potw1311a/

Para você saber mais:

Vídeo O nascimento da ciência (GLEISER, Marcelo.). Nov. 2006. Poeira das estrelas - Parte 2, Fantástico/TV Globo: Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=LkYrmgkJp5c Apartir de 1.17 minuto.

Recurso telescópio de Galileu - A descoberta da astronomia. Disponível em:

https://brunelleschi.imss.fi.it/esplora/cannocchiale/dswmedia/simula/esimula1.html Acesso em: 1º/5/2019. Com este recurso digital os alunos poderão conhecer o que o telescópio de Galileu pôde visualizar, as descobertas de Galileu. É possível perceber também as distorções cromáticas e aquelas próprias dos telescópios refratores com a tecnologia concebida por Galileu.

A invenção do telescópio por Galileu Galilei. Disponível em:

https://brasilescola.uol.com.br/historiag/a-invencao-telescopio-por-galileu-galilei.htm Acesso em: 1º/5/2019.

Instrumentos óticos - O telescópio. Disponível em:

https://pt.khanacademy.org/science/5-ano/terra-e-universo-5-ano/instrumentos-oticos/a/o-telescopio. Acesso em: 1º/5/2019. Sobre como se forma a imagem em um telescópio.

Eso em resumo. Disponível em: https://www.eso.org/public/about-eso/esoglance/ Acesso em: 1º/5/2019. O link possui imagem que mostra outros telescópios adjacentes da ESO e apresenta um resumo do que é a ESO.

Galileu e a arte renascentista. Disponível em: https://smarthistory.org/galileo-and-renaissance-art/ Acesso em: 1º/5/2019. Esta obra de Ludovico Cigoli, Assunção da Virgem, teve a Lua que sustenta a Virgem modificada logo após ficar pronta. Era blasfêmia não apresentá-la perfeitamente esférica. A obra, embora fosse uma encomenda da Igreja Católica, foi uma homenagem do artista a Galileu.

Slide Plano Aula

Opção 2

Orientações: Mantenha a turma em trios ou quartetos e inicie o debate estimulando os alunos a discutir o que é apresentado no slide, conduza-os à compreensão do mapa. Pergunte:

  • Que continente é este representado no slide acima?
  • E a Itália, onde fica?

Espera-se que digam tratar-se do mapa da Europa e que saibam onde fica a Itália. Reforce que as cidades em destaque são as que se tornaram referência durante a Renascença, observando que a maioria dela são italianas e que especialmente Florença era o centro onde este movimento humanista surgiu e que suas ideias viriam a se espalhar por toda a Europa.

Introduza neste momento a FICHA - “Maquiavel - Política e História” e o Mapa “Todos caminhos levam a Florença”.

Link Opção 2 - Maquiavel - Política e História

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5qHb3ardaWZMuJqD98bePCaMdzVEaPVGsBRMZzqkF7j3DbaG7h2qvHddYN44/his7-04und-05-problematizacao-opcao-2-maquiavel-politica-e-historia.pdf

Link Mapa Todos caminhos levam a Florença.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZCRgt8rknVrsjrrGcKhasK6qqjrNC7YyTvEyZz3qb3UfFAyKZYreTYE9tPf7/his7-04und-05-mapa-todos-caminhos-levam-a-florenca.pdf

Diga-lhes que, quando Maquiavel trata do patronato artístico, o mesmo ocorre com o patronato científico, que recebem também interesse dos patronos, já que também lhes trazia prestígio. Da importância da ciência histórica para o aprendizado dos príncipes, uma grande inovação de Maquiavel, que também foi influenciado por todo este ambiente humanista que contagiava Florença, que colocava o homem no controle e no entendimento das suas ações com base no conhecimento histórico e na ação política orientado por ele. Peça que observem também as cidades que circularam, centros de financiamento bancário (e de prospecção de dinheiro) e das outras cidades próximas que tinham se tornado grandes centros comerciais, prósperas e que apresentaram filósofos, físicos, matemáticos, poetas, escritores, músicos, historiadores, pintores, escultores, arquitetos que mudaram o paradigma de pensamento e conhecimento. Por fim que observem a origem dos personagens de seu Quadro de registros, relacionando todas as informações com o mapa.

É necessário que os alunos saiam desta etapa com a compreensão do quanto Maquiavel eleva a importância da História, que na época servia mais de distração e entretenimento, que é a primeira vez do uso da História como ciência, passível para a compreensão de um dado local e das características das relações sociais naquela sociedade, elementos importantíssimos para a formação do líder e para sua ação ante a fortuna, e que este teria de ser alguém com virtú. Assim ele inaugurava duas ciências: a da História com outra visão sobre o trabalho do historiador, que faria os estudos da História com base em estudos comprováveis e repleto de profundas análises - tornando-a uma ciência e não apenas uma narrativa; e da política, aliando-as, sendo que esta última tenha sido referência para o fortalecimento das monarquias nacionais europeias.

Referências da imagem:

STRICKLAND, Carol. Renascimento da arte. Mapa. In Arte comentada (Da Pré-História ao Pós-Moderno). Ediouro. Rio de Janeiro: 1999, p.30.

Para saber mais:

Peter Burke expõe que havia três motivos para o patronato às artes neste período: piedade, prestígio e prazer, todos elementos que nos apresentam a fartura de condições no período, ou do “equilíbrio econômico” (entre os séculos em que os Medici governaram Florença, conforme nos fala Maquiavel).

Fala das proporções matemáticas também adentrarem o campo econômico de modo que os italianos desenvolveram muito interesse em estatísticas de importação e exportação, de população e preços; na construção de uma mentalidade numerária. Aliado ao protagonismo comercial que estas regiões da Itália estavam procurando recuperar (da época do antigo Império Romano) a de grande entreposto comercial, foram decisivas para colocá-la em primeiro plano no movimento de ideias e mudança de paradigma, o Renascimento.

“A mais perfeita consciência política, o desenvolvimento mais completo e variado encontram-se reunidos na História de Florença, a cidade que, neste sentido, merece ser considerada o primeiro Estado moderno do mundo. Aqui vê-se [sic] um povo inteiro ocupar-se daquilo que, nos estados governados

por príncipes, interessa apenas a uma família. O maravilhoso espírito florentino, este espírito ao mesmo tempo justo, enamorado pelo belo, ávido por criar, transforma incessantemente o estatuto político e social, incessantemente o descreve e o julga. Deste modo Florença tornou-se a pátria das doutrinas e das teorias políticas, [...] o berço dos estudos históricos, no sentido moderno da expressão. (BUCKHARDT, Jacob. O Renascimento italiano. Ed. Martins Fontes, São Paulo: 1973, p. 65-66)”

O sentido moderno da participação política dos cidadãos florentinos foi expressão do espírito greco-romano, tão em voga no Renascimento. Mas todo este desenvolvimento intelectual e político não teria sido suficiente para unir politicamente Florença, muito menos a Itália, o que era motivo de grande descontentamento de Maquiavel, que se contrapôs a uma sociedade baseada em honrarias, riquezas e títulos.

Reflexões sobre a influência de Maquiavel na educação e na formação do Estado Moderno. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982012000100007 Acesso em: 1º/5/2019.

Nicolau Maquiavel: o cidadão sem fortuna, o intelectual de virtù. Disponível em:

http://www.aedmoodle.ufpa.br/pluginfile.php/164696/mod_resource/content/1/Francisco%20Weffort%20-%20Os%20Classicos%20da%20Politica%20Vol.%2001.pdf Acesso em: 1º/5/2019. A partir da p. 12.

História e ação política em Maquiavel. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/article/view/9050/7578 Acesso em: 1º/5/2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Avise os alunos que estamos no fim desta aula. Depois da reflexão sobre o que se passou com filósofos, físicos, astrônomos, historiadores e da mudança de pensamento que eles ajudaram a consolidar na Renascença, peça que produzam um meme que critique ou ironize o senso comum hoje, não baseado em ideias comprováveis, ações deliberadas e não racionais e que se colocam contra a produção científica. De modo a valorizar a importância da ciência, do seu valor como instrumento do conhecer e de como ela é tratada por classes privilegiadas, pela Igreja, pela mídia ou editoras, setores econômicos ou políticos. Estimule-os a utilizar como apoio o Quadro de registros como fonte de elaboração de sua produção, afiná-la, já que possui temáticas científicas que podem ser problematizadas. Há um link abaixo com um recurso para a produção de memes que os alunos gostarão de usar.

Para ambientá-los na produção desta atividade pergunte:

  • O que você acha que em seu dia a dia envolve o uso de ciência?
  • Qual é a importância do financiamento (recursos financeiros) para a produção das pesquisas científicas?
  • De que maneira o corte de verbas para as áreas científicas pode prejudicar novas descobertas científicas no país?
  • Vocês já ouviram falar nas diferenças entre as ciências humanas e as ciências exatas?

Se não for possível o uso de um laboratório de informática, oriente que produzam o mesmo por meio de recortes de revistas. Aqueles que tenham dificuldade de produzir algo na linguagem de meme poderão também produzir uma cena de HQ, tal como uma charge (neste caso traga-lhes modelos),

com diálogos ou não. Permita que explorem na internet ou traga outros exemplos de memes impressos ou projete-os de modo que se familiarizem com a linguagem antes da produção.

Ceda outro momento para os acabamentos, em sala ou em casa.

Oportunize por fim um momento coletivo de socialização. Você poderá realizar uma exposição para o grupo escolar dos memes produzidos pela classe.

Link para a execução do meme aqui: https://memegenerator.net/create

Link Fonte visual Sistematização - Pense Ciência - “O FIM”

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xuRFr8vYPRP5h4MJPp7ZnbCF2JEbESFNJfcqCswwCXjYk9rVHSjq4nZ2fCau/his7-04und-05-fonte-visual-sistematizacao-pense-ciencia-o-fim.pdf

Referências da imagem:

Fonte da imagem: O FIM. Facebook, in página “Pense mais”. Disponível em:

https://www.facebook.com/PenseCiencia/photos/a.478735305648883/1074192036103204/?type=3&theater Acesso em: 13/5/2019.

Para você saber mais:

Universidades públicas respondem por mais de 95% da produção científica do Brasil. Disponível em:

http://www.abc.org.br/2019/04/15/universidades-publicas-respondem-por-mais-de-95-da-producao-cientifica-do-brasil/ Acesso em: 13/5/2019.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Humanismos, Renascimentos e o Novo Mundo do 7º ano :

MAIS AULAS DE História do 7º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF07HI04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano