17513
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Geografia > 6º ano > Unidade

Plano de aula - A relação das comunidades urbanas e ribeirinhas com os rios

Plano de aula de Geografia com atividades para 6º ano do Fundamental sobrec como a sociedade urbana e comunidades ribeirinhas percebem e se apropriam dos recursos dos rios.

Plano 03 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Regina Luiza Gouvea

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06GE10 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Esta habilidade diz respeito ao entendimento das diferentes formas de uso do solo (rotação de terras, terraceamento, aterros etc.) e de apropriação dos recursos hídricos (sistema de irrigação, tratamento e redes de distribuição), bem como suas vantagens e desvantagens em diferentes épocas e lugares. Esta atividade permitirá compreender como as comunidades ribeirinhas e sociedades urbanas percebem os rios e se apropriam dos seus recursos. Sabe-se que as margens dos rios se apresentam como locais vantajosos para o estabelecimento das sociedades humanas, pois são fonte natural de água doce, alimentos, além de permitir a irrigação de áreas cultivadas.

Materiais necessários: 1 folha sulfite por dupla (deverá ser entregue pelo professor), lápis preto, régua, borracha e lápis de cor.

Material complementar:

Imagem Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kaJt2k7bV73ZJggmsc9fJetqXujxTYDPZrNFxv6MRhvfJwvt2EZ5b5x6HSAx/geo6-10und04-imagem-contextualizacao.pdf

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Atividade da ação propositiva:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mT9Z2mHg4Yyhe8ZMyFQKGYfrYkQKhg8NPDmUsF9FckasFkMKZAb6wZayR4QS/geo6-10und03-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Imagem Sistematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/E3sKzmcRjbYV6APVGJ7RXkmzN845aFCKjKh7xqPVqffperDN5UXkFUtKpZ8D/geo6-10und03-imagem-sistematizacao.pdf

Para você saber mais:

Confira o artigo que traz uma abordagem sobre a importância de se investigar como as comunidades ribeirinhas se relaciona com os recursos hídricos. O objetivo do artigo é conhecer a comunidade da bacia do Rio Magu (MA) e como ela se relaciona cognitiva e emocionalmente com a unidade ecossistêmica na qual está inserida. O artigo traz uma investigação da percepção dos seus usuários sobre o impacto de certas atividades na conservação do ambiente onde vivem. O artigo pode ser acessado no link:

CALDAS, Ana Luiza Rios; RODRIGUES, Maria do Socorro. Avaliação da Percepção Ambiental: Estudo de caso da comunidade ribeirinha da microbacia do rio Magu. Rev. Eletr. Mestrado em Educação Ambiental, vol.15, 2005. Disponível em: <https://periodicos.furg.br/remea/article/view/2934>. Acesso em: 18 mai 2019.

Para conhecer como vivem as comunidades ribeirinhas no Pará, assista ao vídeo disponibilizado pelo G1 no link: <http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/jornal-da-eptv-2edicao//videos/v/serie-mostra-como-vivem-comunidades-ribeirinhas-do-para/6304873/>. Acesso em: 18 mai 2019.

Contextos prévios:

  • Comunidade ribeirinha: habitante tradicional das margens dos rios.
  • Efluente: são resíduos provenientes das indústrias, de esgotos e das redes pluviais, que são despejados no meio ambiente.
  • Redes pluviais: galerias que coletam água da chuva.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete o tema para os alunos, escreva no quadro ou fale para a turma que se atentem para o fato que as diferentes comunidades que vivem no entorno dos rios se apropriam do mesmo de forma diferente.

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Para você saber mais:

CALDAS, Ana Luiza Rios; RODRIGUES, Maria do Socorro. Avaliação da Percepção Ambiental: Estudo de caso da comunidade ribeirinha da microbacia do rio Magu. Rev. Eletr. Mestrado em Educação Ambiental, vol.15, 2005. Disponível em: <https://periodicos.furg.br/remea/article/view/2934>. Acesso em: 18 mai 2019.

Série mostra como vivem comunidades ribeirinhas do Pará. G1. Disponível em: <http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/jornal-da-eptv-2edicao//videos/v/serie-mostra-como-vivem-comunidades-ribeirinhas-do-para/6304873/>. Acesso em: 18 mai 2019.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: A apropriação dos recursos naturais ocorre nas margens dos rios urbanos e onde vivem as comunidades tradicionais que tiram seu sustento dos rios. Estas áreas podem ser mais ou menos preservadas em função do tipo de intervenção humana no local. Nas áreas urbanas, observa-se que os cursos d’água recebem as águas pluviais e efluentes domésticos e industriais.

Muitas vezes, os rios são canalizados para dar lugar a avenidas, assim como para aumentar a velocidade de escoamento das águas, numa tentativa de evitar alagamentos e inundações em áreas com aglomerados urbanos. Já nas comunidades que subsistem dos recursos diretos dos rios, como aqueles que vivem da pesca para seu próprio sustento e utilizam a água para se banhar, lavar roupas, se transportar, etc., mantém uma relação de certa forma mais sustentável com os recursos, ou seja, retiram do mesmo aquilo que é necessário para sua sobrevivência sem comprometer a disponibilidade de recursos para a própria comunidade.

Nas diferentes regiões do mundo o homem se apropria dos recursos naturais, como os recursos hídricos, de forma diferenciada. O passar dos anos e as experiências adquiridas também interferem na percepção e intervenção do homem sobre os recursos naturais. Investigue a percepção dos alunos sobre a imagem apresentada e se trata-se de uma área urbana ou comunidade ribeirinha. Estimule a turma a falar sobre a relação que eles têm com os rios da sua localidade e como eles percebem a relação que sua comunidade tem com os cursos d’água da sua localidade.

Imagem Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kaJt2k7bV73ZJggmsc9fJetqXujxTYDPZrNFxv6MRhvfJwvt2EZ5b5x6HSAx/geo6-10und04-imagem-contextualizacao.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Os slides apresentam comunidades ribeirinhas no entorno de Belém (PA); crianças brincando no rio São Francisco; e a paisagem em transformação em São Paulo, com imagens da vista do rio Tamanduateí, no século XIX, na capital paulista; e Rio Tamanduateí canalizado para abrir espaço para avenidas.

Projete ou mostre as imagens impressas para os alunos. Oriente-os a observar detalhes das fotos, identificando elementos que se relacionem com seus ambientes de viver ou mesmo com sua relação com os rios de suas localidades. Se for necessário e devido ao escasso tempo dessa etapa, ajude-os a localizar os elementos que você julga necessários que observem. Lance a seguinte pergunta:

  • De que maneira as comunidades ribeirinhas podem contribuir para a conservação e/ou degradação dos rios?

Acompanhe suas reflexões sobre tal questionamento e incentive os estudantes a identificar qual das imagens apresentadas se aproxima mais da relação que sua comunidade tem com o rio de sua localidade.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Os slides apresentam comunidades ribeirinhas no entorno de Belém (PA); crianças brincando no rio São Francisco; e a paisagem em transformação em São Paulo, com imagens da vista do rio Tamanduateí, no século XIX, na capital paulista; e Rio Tamanduateí canalizado para abrir espaço para avenidas.

Projete ou mostre as imagens impressas para os alunos. Oriente-os a observar detalhes das fotos, identificando elementos que se relacionem com seus ambientes de viver ou mesmo com sua relação com os rios de suas localidades. Se for necessário e devido ao escasso tempo dessa etapa, ajude-os a localizar os elementos que você julga necessários que observem. Lance a seguinte pergunta:

  • De que maneira as comunidades ribeirinhas podem contribuir para a conservação e/ou degradação dos rios?

Acompanhe suas reflexões sobre tal questionamento e incentive os estudantes a identificar qual das imagens apresentadas se aproxima mais da relação que sua comunidade tem com o rio de sua localidade.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Os slides apresentam comunidades ribeirinhas no entorno de Belém (PA); crianças brincando no rio São Francisco; e a paisagem em transformação em São Paulo, com imagens da vista do rio Tamanduateí, no século XIX, na capital paulista; e Rio Tamanduateí canalizado para abrir espaço para avenidas.

Projete ou mostre as imagens impressas para os alunos. Oriente-os a observar detalhes das fotos, identificando elementos que se relacionem com seus ambientes de viver ou mesmo com sua relação com os rios de suas localidades. Se for necessário e devido ao escasso tempo dessa etapa, ajude-os a localizar os elementos que você julga necessários que observem. Lance a seguinte pergunta:

  • De que maneira as comunidades ribeirinhas podem contribuir para a conservação e/ou degradação dos rios?

Acompanhe suas reflexões sobre tal questionamento e incentive os estudantes a identificar qual das imagens apresentadas se aproxima mais da relação que sua comunidade tem com o rio de sua localidade.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Os slides apresentam comunidades ribeirinhas na região Norte; crianças brincando no rio São Francisco; e a paisagem em transformação em São Paulo, com imagens da vista do rio Tamanduateí, no século XIX, na capital paulista; e Rio Tamanduateí canalizado para abrir espaço para avenidas.

Projete ou mostre as imagens impressas para os alunos. Oriente-os a observar detalhes das fotos, identificando elementos que se relacionem com seus ambientes de viver ou mesmo com sua relação com os rios de suas localidades. Se for necessário e devido ao escasso tempo dessa etapa, ajude-os a localizar os elementos que você julga necessários que observem. Lance a seguinte pergunta:

  • De que maneira as comunidades ribeirinhas podem contribuir para a conservação e/ou degradação dos rios?

Acompanhe suas reflexões sobre tal questionamento e incentive os estudantes a identificar qual das imagens apresentadas se aproxima mais da relação que sua comunidade tem com o rio de sua localidade.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Os slides apresentam comunidades ribeirinhas no entorno de Belém (PA); crianças brincando no rio São Francisco; e a paisagem em transformação em São Paulo, com imagens da vista do rio Tamanduateí, no século XIX, na capital paulista; e Rio Tamanduateí canalizado para abrir espaço para avenidas.

Projete ou mostre as imagens impressas para os alunos. Oriente-os a observar detalhes das fotos, identificando elementos que se relacionem com seus ambientes de viver ou mesmo com sua relação com os rios de suas localidades. Se for necessário e devido ao escasso tempo dessa etapa, ajude-os a localizar os elementos que você julga necessários que observem. Lance a seguinte pergunta:

  • De que maneira as comunidades ribeirinhas podem contribuir para a conservação e/ou degradação dos rios?

Acompanhe suas reflexões sobre tal questionamento e incentive os estudantes a identificar qual das imagens apresentadas se aproxima mais da relação que sua comunidade tem com o rio de sua localidade.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Nesta etapa os alunos devem entender de que forma os povos percebem o rio do seu entorno e como é possível garantir uma relação mais equilibrada entre o homem e a natureza, aliando a apropriação dos recursos hídricos e bem-estar das sociedades que dependem dos rios para sobreviver.

Divida a turma em equipes e, em seguida, apresente as orientações para a realização das atividades disponível neste link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mT9Z2mHg4Yyhe8ZMyFQKGYfrYkQKhg8NPDmUsF9FckasFkMKZAb6wZayR4QS/geo6-10und03-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Você pode imprimir ou escrever no quadro.

Oriente os alunos a fazerem anotações em seus cadernos. Estas anotações serão necessárias para a realização da etapa seguinte.

Cuide para que todas as equipes finalizem a atividade conforme sugerida na orientação. Circule pela sala e acompanhe o trabalho. Tire dúvidas e retome as perguntas feitas na etapa anterior, caso as duplas precisem de ajuda para notar elementos da paisagem.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 23 minutos

Orientações: Entregue as folhas de papel sulfite e demais materiais necessários para que os alunos possam fazer uma notícia ilustrada, com base nas transformações que observaram nas imagens ou na relação que a comunidade local apresenta com os rios. A notícia pode ser sobre uma ação positiva de uma comunidade com o rio ou mesmo de um impacto sobre os recursos hídricos na localidade, como plantio de espécies nas margens do rio, mutirão de limpeza das margens, desassoreamento do leito do rio para dar mais vazão para a água etc. Após todos terem terminado, escolha um lugar na sala para expor o trabalho dos estudantes.

Destaque algumas causas prováveis para as turmas: as margens dos rios se apresentam como locais vantajosos, não somente para o estabelecimento de uma comunidade ribeirinha, aldeias indígenas, mas também para o estabelecimento das sociedades urbanas, pois são fonte natural de água doce, alimentos, além de permitir a irrigação de áreas cultivadas. A canalização nos centros urbanos, visa o escoamento rápido das águas, buscando evitar alagamentos e inundações nos aglomerados urbanos, além de gerar espaço para a construção de avenidas e ruas, dentre outros fatores.

Imagem Sistematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/E3sKzmcRjbYV6APVGJ7RXkmzN845aFCKjKh7xqPVqffperDN5UXkFUtKpZ8D/geo6-10und03-imagem-sistematizacao.pdf

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06GE10 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Esta habilidade diz respeito ao entendimento das diferentes formas de uso do solo (rotação de terras, terraceamento, aterros etc.) e de apropriação dos recursos hídricos (sistema de irrigação, tratamento e redes de distribuição), bem como suas vantagens e desvantagens em diferentes épocas e lugares. Esta atividade permitirá compreender como as comunidades ribeirinhas e sociedades urbanas percebem os rios e se apropriam dos seus recursos. Sabe-se que as margens dos rios se apresentam como locais vantajosos para o estabelecimento das sociedades humanas, pois são fonte natural de água doce, alimentos, além de permitir a irrigação de áreas cultivadas.

Materiais necessários: 1 folha sulfite por dupla (deverá ser entregue pelo professor), lápis preto, régua, borracha e lápis de cor.

Material complementar:

Imagem Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kaJt2k7bV73ZJggmsc9fJetqXujxTYDPZrNFxv6MRhvfJwvt2EZ5b5x6HSAx/geo6-10und04-imagem-contextualizacao.pdf

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Atividade da ação propositiva:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mT9Z2mHg4Yyhe8ZMyFQKGYfrYkQKhg8NPDmUsF9FckasFkMKZAb6wZayR4QS/geo6-10und03-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Imagem Sistematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/E3sKzmcRjbYV6APVGJ7RXkmzN845aFCKjKh7xqPVqffperDN5UXkFUtKpZ8D/geo6-10und03-imagem-sistematizacao.pdf

Para você saber mais:

Confira o artigo que traz uma abordagem sobre a importância de se investigar como as comunidades ribeirinhas se relaciona com os recursos hídricos. O objetivo do artigo é conhecer a comunidade da bacia do Rio Magu (MA) e como ela se relaciona cognitiva e emocionalmente com a unidade ecossistêmica na qual está inserida. O artigo traz uma investigação da percepção dos seus usuários sobre o impacto de certas atividades na conservação do ambiente onde vivem. O artigo pode ser acessado no link:

CALDAS, Ana Luiza Rios; RODRIGUES, Maria do Socorro. Avaliação da Percepção Ambiental: Estudo de caso da comunidade ribeirinha da microbacia do rio Magu. Rev. Eletr. Mestrado em Educação Ambiental, vol.15, 2005. Disponível em: <https://periodicos.furg.br/remea/article/view/2934>. Acesso em: 18 mai 2019.

Para conhecer como vivem as comunidades ribeirinhas no Pará, assista ao vídeo disponibilizado pelo G1 no link: <http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/jornal-da-eptv-2edicao//videos/v/serie-mostra-como-vivem-comunidades-ribeirinhas-do-para/6304873/>. Acesso em: 18 mai 2019.

Contextos prévios:

  • Comunidade ribeirinha: habitante tradicional das margens dos rios.
  • Efluente: são resíduos provenientes das indústrias, de esgotos e das redes pluviais, que são despejados no meio ambiente.
  • Redes pluviais: galerias que coletam água da chuva.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete o tema para os alunos, escreva no quadro ou fale para a turma que se atentem para o fato que as diferentes comunidades que vivem no entorno dos rios se apropriam do mesmo de forma diferente.

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Para você saber mais:

CALDAS, Ana Luiza Rios; RODRIGUES, Maria do Socorro. Avaliação da Percepção Ambiental: Estudo de caso da comunidade ribeirinha da microbacia do rio Magu. Rev. Eletr. Mestrado em Educação Ambiental, vol.15, 2005. Disponível em: <https://periodicos.furg.br/remea/article/view/2934>. Acesso em: 18 mai 2019.

Série mostra como vivem comunidades ribeirinhas do Pará. G1. Disponível em: <http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/jornal-da-eptv-2edicao//videos/v/serie-mostra-como-vivem-comunidades-ribeirinhas-do-para/6304873/>. Acesso em: 18 mai 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: A apropriação dos recursos naturais ocorre nas margens dos rios urbanos e onde vivem as comunidades tradicionais que tiram seu sustento dos rios. Estas áreas podem ser mais ou menos preservadas em função do tipo de intervenção humana no local. Nas áreas urbanas, observa-se que os cursos d’água recebem as águas pluviais e efluentes domésticos e industriais.

Muitas vezes, os rios são canalizados para dar lugar a avenidas, assim como para aumentar a velocidade de escoamento das águas, numa tentativa de evitar alagamentos e inundações em áreas com aglomerados urbanos. Já nas comunidades que subsistem dos recursos diretos dos rios, como aqueles que vivem da pesca para seu próprio sustento e utilizam a água para se banhar, lavar roupas, se transportar, etc., mantém uma relação de certa forma mais sustentável com os recursos, ou seja, retiram do mesmo aquilo que é necessário para sua sobrevivência sem comprometer a disponibilidade de recursos para a própria comunidade.

Nas diferentes regiões do mundo o homem se apropria dos recursos naturais, como os recursos hídricos, de forma diferenciada. O passar dos anos e as experiências adquiridas também interferem na percepção e intervenção do homem sobre os recursos naturais. Investigue a percepção dos alunos sobre a imagem apresentada e se trata-se de uma área urbana ou comunidade ribeirinha. Estimule a turma a falar sobre a relação que eles têm com os rios da sua localidade e como eles percebem a relação que sua comunidade tem com os cursos d’água da sua localidade.

Imagem Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kaJt2k7bV73ZJggmsc9fJetqXujxTYDPZrNFxv6MRhvfJwvt2EZ5b5x6HSAx/geo6-10und04-imagem-contextualizacao.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Os slides apresentam comunidades ribeirinhas no entorno de Belém (PA); crianças brincando no rio São Francisco; e a paisagem em transformação em São Paulo, com imagens da vista do rio Tamanduateí, no século XIX, na capital paulista; e Rio Tamanduateí canalizado para abrir espaço para avenidas.

Projete ou mostre as imagens impressas para os alunos. Oriente-os a observar detalhes das fotos, identificando elementos que se relacionem com seus ambientes de viver ou mesmo com sua relação com os rios de suas localidades. Se for necessário e devido ao escasso tempo dessa etapa, ajude-os a localizar os elementos que você julga necessários que observem. Lance a seguinte pergunta:

  • De que maneira as comunidades ribeirinhas podem contribuir para a conservação e/ou degradação dos rios?

Acompanhe suas reflexões sobre tal questionamento e incentive os estudantes a identificar qual das imagens apresentadas se aproxima mais da relação que sua comunidade tem com o rio de sua localidade.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Slide Plano Aula

Orientações: Os slides apresentam comunidades ribeirinhas no entorno de Belém (PA); crianças brincando no rio São Francisco; e a paisagem em transformação em São Paulo, com imagens da vista do rio Tamanduateí, no século XIX, na capital paulista; e Rio Tamanduateí canalizado para abrir espaço para avenidas.

Projete ou mostre as imagens impressas para os alunos. Oriente-os a observar detalhes das fotos, identificando elementos que se relacionem com seus ambientes de viver ou mesmo com sua relação com os rios de suas localidades. Se for necessário e devido ao escasso tempo dessa etapa, ajude-os a localizar os elementos que você julga necessários que observem. Lance a seguinte pergunta:

  • De que maneira as comunidades ribeirinhas podem contribuir para a conservação e/ou degradação dos rios?

Acompanhe suas reflexões sobre tal questionamento e incentive os estudantes a identificar qual das imagens apresentadas se aproxima mais da relação que sua comunidade tem com o rio de sua localidade.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Slide Plano Aula

Orientações: Os slides apresentam comunidades ribeirinhas no entorno de Belém (PA); crianças brincando no rio São Francisco; e a paisagem em transformação em São Paulo, com imagens da vista do rio Tamanduateí, no século XIX, na capital paulista; e Rio Tamanduateí canalizado para abrir espaço para avenidas.

Projete ou mostre as imagens impressas para os alunos. Oriente-os a observar detalhes das fotos, identificando elementos que se relacionem com seus ambientes de viver ou mesmo com sua relação com os rios de suas localidades. Se for necessário e devido ao escasso tempo dessa etapa, ajude-os a localizar os elementos que você julga necessários que observem. Lance a seguinte pergunta:

  • De que maneira as comunidades ribeirinhas podem contribuir para a conservação e/ou degradação dos rios?

Acompanhe suas reflexões sobre tal questionamento e incentive os estudantes a identificar qual das imagens apresentadas se aproxima mais da relação que sua comunidade tem com o rio de sua localidade.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Slide Plano Aula

Orientações: Os slides apresentam comunidades ribeirinhas na região Norte; crianças brincando no rio São Francisco; e a paisagem em transformação em São Paulo, com imagens da vista do rio Tamanduateí, no século XIX, na capital paulista; e Rio Tamanduateí canalizado para abrir espaço para avenidas.

Projete ou mostre as imagens impressas para os alunos. Oriente-os a observar detalhes das fotos, identificando elementos que se relacionem com seus ambientes de viver ou mesmo com sua relação com os rios de suas localidades. Se for necessário e devido ao escasso tempo dessa etapa, ajude-os a localizar os elementos que você julga necessários que observem. Lance a seguinte pergunta:

  • De que maneira as comunidades ribeirinhas podem contribuir para a conservação e/ou degradação dos rios?

Acompanhe suas reflexões sobre tal questionamento e incentive os estudantes a identificar qual das imagens apresentadas se aproxima mais da relação que sua comunidade tem com o rio de sua localidade.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Slide Plano Aula

Orientações: Os slides apresentam comunidades ribeirinhas no entorno de Belém (PA); crianças brincando no rio São Francisco; e a paisagem em transformação em São Paulo, com imagens da vista do rio Tamanduateí, no século XIX, na capital paulista; e Rio Tamanduateí canalizado para abrir espaço para avenidas.

Projete ou mostre as imagens impressas para os alunos. Oriente-os a observar detalhes das fotos, identificando elementos que se relacionem com seus ambientes de viver ou mesmo com sua relação com os rios de suas localidades. Se for necessário e devido ao escasso tempo dessa etapa, ajude-os a localizar os elementos que você julga necessários que observem. Lance a seguinte pergunta:

  • De que maneira as comunidades ribeirinhas podem contribuir para a conservação e/ou degradação dos rios?

Acompanhe suas reflexões sobre tal questionamento e incentive os estudantes a identificar qual das imagens apresentadas se aproxima mais da relação que sua comunidade tem com o rio de sua localidade.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YSm9SMahkgKGGM3mDNkdQ3kTSnxrVfzWycchSNQ6bpZXhM9H79duayJAZJf2/geo6-10und03-imagens-problematizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Se possível, utilizar imagens locais que apresentam a relação da comunidade local com o rio. Assim, os alunos podem refletir e perceber a importância que o rio tem para ele e para sua comunidade.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Nesta etapa os alunos devem entender de que forma os povos percebem o rio do seu entorno e como é possível garantir uma relação mais equilibrada entre o homem e a natureza, aliando a apropriação dos recursos hídricos e bem-estar das sociedades que dependem dos rios para sobreviver.

Divida a turma em equipes e, em seguida, apresente as orientações para a realização das atividades disponível neste link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mT9Z2mHg4Yyhe8ZMyFQKGYfrYkQKhg8NPDmUsF9FckasFkMKZAb6wZayR4QS/geo6-10und03-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Você pode imprimir ou escrever no quadro.

Oriente os alunos a fazerem anotações em seus cadernos. Estas anotações serão necessárias para a realização da etapa seguinte.

Cuide para que todas as equipes finalizem a atividade conforme sugerida na orientação. Circule pela sala e acompanhe o trabalho. Tire dúvidas e retome as perguntas feitas na etapa anterior, caso as duplas precisem de ajuda para notar elementos da paisagem.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 23 minutos

Orientações: Entregue as folhas de papel sulfite e demais materiais necessários para que os alunos possam fazer uma notícia ilustrada, com base nas transformações que observaram nas imagens ou na relação que a comunidade local apresenta com os rios. A notícia pode ser sobre uma ação positiva de uma comunidade com o rio ou mesmo de um impacto sobre os recursos hídricos na localidade, como plantio de espécies nas margens do rio, mutirão de limpeza das margens, desassoreamento do leito do rio para dar mais vazão para a água etc. Após todos terem terminado, escolha um lugar na sala para expor o trabalho dos estudantes.

Destaque algumas causas prováveis para as turmas: as margens dos rios se apresentam como locais vantajosos, não somente para o estabelecimento de uma comunidade ribeirinha, aldeias indígenas, mas também para o estabelecimento das sociedades urbanas, pois são fonte natural de água doce, alimentos, além de permitir a irrigação de áreas cultivadas. A canalização nos centros urbanos, visa o escoamento rápido das águas, buscando evitar alagamentos e inundações nos aglomerados urbanos, além de gerar espaço para a construção de avenidas e ruas, dentre outros fatores.

Imagem Sistematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/E3sKzmcRjbYV6APVGJ7RXkmzN845aFCKjKh7xqPVqffperDN5UXkFUtKpZ8D/geo6-10und03-imagem-sistematizacao.pdf

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Unidade do 6º ano :

MAIS AULAS DE Geografia do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF06GE10 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Geografia

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano