17284
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 9º ano > O nascimento da República no Brasil e os processos históricos até a metade do século XX

Plano de aula - A importância do trabalho da Frente Negra Brasileira (FNB)

Plano de aula de História com atividades para 9º ano do EF sobre A importância do trabalho da Frente Negra Brasileira (FNB)

Plano 03 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Talita Seniuk

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09HI04, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Projetor (caso este não esteja disponível, você poderá imprimir as imagens e os textos, dimensionando-os ao tamanho da folha, para que todos os estudantes possam visualizá-los sem muita dificuldade). No caso dos textos, além da impressão eles poderão ser transcritos no quadro. Você também poderá fazer mais cópias destas fontes para ser entregues aos estudantes, dependendo da sua disponibilidade em relação ao número de fotocópias.

Material complementar:

Sugestão de materiais para a Sistematização: cartolinas ou folhas de A4 (uma para cada grupo), lápis de cor, canetinhas, revistas para recortes, etc.) para produção de cartazes.

Contexto 1 - Imagem jornal A Voz da Raça para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/BYqMh2n8YsfxMyUKxVmgZTCvfjdJn38CQSC657s968DzUhxgrsXdpXFDwJnd/his9-04und03-contexto-1-imagem-jornal-a-voz-da-raca.pdf

Problematização 1 - Texto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Para você saber mais:

OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE NA PERSPECTIVA DO PROFESSOR PDE: PRODUÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS (aulas sobre a Frente Negra Brasileira). Nádia Cecília Augusto Assunção. Disponível em: <http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2016/2016_pdp_hist_uel_nadiaceciliaaugustoassuncao.pdf>.
Acesso em: 24 fev. 2019.

ARLINDO VEIGA DOS SANTOS. PORTAL DA CULTURA NEGRA. Disponível em: <https://portaldaculturanegra.wordpress.com/tag/arlindo-veiga-dos-santos/>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O MESSIAS NEGRO? ARLINDO VEIGA DOS SANTOS (1902-1978): “VIVA A MONARQUIA BRASILEIRA, VIVA DOM PEDRO III!”. PETRÔNIO DOMINGUES. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-87752006000200015>. Acesso em: 24 fev. 2019.

PERSONALIDADES NEGRAS: JOSÉ CORREIA LEITE. PALMARES. Disponível em: <http://www.palmares.gov.br/?p=33586>. Acesso em: 24 fev. 2019.

RAÇA E CULTURA: O PROTAGONISMO DO NEGRO NA FORMAÇÃO HISTÓRICA-SOCIAL-GEOGRÁFICA NO BRASIL. YAGO DE SOUZA VERLING ET AL.
Disponível em: <http://enneabi.iff.edu.br/ckeditor_assets/attachments/45/raca_e_cultura_o_protagonismo_do_negro_na_formacao_historica-social-geografica_no_brasil.pdf>. Acesso em: 9 de fev. 2019.

A TRAJETÓRIA DO NEGRO NO BRASIL E A IMPORTÂNCIA DA CULTURA AFRO. MIGUEL LIMA. Disponível em: <http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/2010/artigos_teses/2010/Historia/monografia/3lima_miguel_nonografia.pdf>.
Acesso em: 9 de fev. 2019.

MARGINALIZAÇÃO DO NEGRO É FRUTO DA ABOLIÇÃO INCONCLUSA. CARLOS MERCURI. Disponível em: <https://www.revistaforum.com.br/digital/147/marginalizacao-negro-e-fruto-da-abolicao-inconclusa/>. Acesso em: 26 de jan. 2019.

O DESTINO DOS NEGROS APÓS A ABOLIÇÃO. GILBERTO MARINGONI. Disponível em: <http://www.ipea.gov.br/desafios/index.php?option=com_content&id=2673%3Acatid%3D28&Itemid=23>. Acesso em: 11 de fev. 2019.

CRISTIANISMO, PATRIOTISMO E NACIONALISMO. VICTOR EMANUEL VILELA BARBUY. Disponível em: <http://cristianismopatriotismoenacionalismo.blogspot.com/2009/03/arlindo-veiga-dos-santos-arauto-e-poeta.html>. Acesso em: 24 fev. 2019.

SOCIALISMO. PRIBERAM. Disponível em: <https://dicionario.priberam.org/socialismo>. Acesso em: 26 fev. 2019.

ESTATUTO DO MOVIMENTO NEGRO BRASILEIRO. DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO (Imprensa Oficial). Disponível em: <https://www.imprensaoficial.com.br/DO/BuscaDO2001Documento_11_4.aspx?link=%2f1931%2fdiario%2520oficial%2fnovembro%2f04%2fpag_0012_55R9SPBDSCIUKeD76KL4COF980H.pdf&pagina=12&data=04/11/1931&caderno=Di%C3%A1rio%20Oficial&paginaordenacao=100012>. Acesso em: 24 fev. 2019.

FATO E MITO: DESCOBRINDO UM PROBLEMA RACIAL NO BRASIL. THOMAS E. SKIDMORE. FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS: CADERNOS DE PESQUISA, Nº 79, 1991. Disponível em: <http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/1010>. Acesso em: 27 abr. 2019.

DICIONÁRIO DA ESCRAVIDÃO E LIBERDADE: 50 TEXTOS CRÍTICOS. LILIA M. SCHWARCZ E FLÁVIO GOMES. Disponível em: <https://books.google.com.br/books?id=BT9WDwAAQBAJ&pg=PR49-IA19&lpg=PR49-IA19&dq=lilia+schwarcz+fnb&source=bl&ots=AY8ZM0OZhe&sig=ACfU3U1kayAPC8BHgzGMqw0xzaLhNckIfg&hl=pt-BR&sa=X&ved=2ahUKEwij4obh3fDhAhXLIbkGHbwiA90Q6AEwB3oECAgQAQ#v=onepage&q&f=false>.
Acesso em: 25 mai. 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete o objetivo da aula utilizando este slide, outra alternativa é transcrevê-lo no quadro, caso queira, realizando a leitura do mesmo ou pedindo para que algum estudante o faça.

Sugere-se a disposição dos alunos em grupo de três, quatro ou cinco, pois permite uma melhor discussão do tema, enriquecendo o diálogo, para posteriormente dividir com todos os demais.

O objetivo da aula é que no fim dela os alunos percebam a importância da atuação da Frente Negra Brasileira no período pós-Abolição, como um local de reafirmação de identidades, de valorização da cultura negra e de atuação contra o racismo. Seu objetivo principal era a promoção de direitos civis dos negros e por meio da união de diferentes elementos a conquista da igualdade. Sua criação se deu numa sociedade extremamente eurocêntrica e autoritária, que, apesar de já ter abolido a escravidão, ainda apresentava traços muito fortes de preconceito, marginalizando estas populações, por isso a importância de movimentos como o da FNB e outros da mesma vertente, pois defendiam as populações segregadas pela maioria.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. A fonte a ser apresentada é uma imagem do jornal
A Voz da Raça, da Frente Negra Brasileira.

É esperado que os estudantes percebam que se trata de um periódico ou de um jornal com o título A Voz da Raça. Peça para que observem os elementos do documento, como a etnia representada na imagem, a bandeira do Brasil ao fundo do título, a frase: “Deus, pátria, raça e família”, além de: “O preconceito de cor, no Brasil, só nós, os negros, o podemos sentir”, que nos remetem a questões identitárias e sociais da população negra.

Outras informações que merecem destaque para a compreensão dos estudantes são os conceitos de algumas palavras que aparecem neste documento como raça e pátria. Raça aqui se refere à população negra, numa analogia com a raça negra em oposição à branca, pois neste período, apesar de não existir formalmente mais a escravidão, os negros ainda sofriam preconceito por causa de sua etnia, pois a sociedade ainda pautava-se em critérios eurocêntricos de superioridade racial. Pátria aqui se refere a país, num conceito de lar, de identidade nacional, de união dentro dos limites territoriais do Brasil; nota-se que os integrantes da FNB reconheciam o Brasil como seu lar, sua pátria, mesmo sendo descendentes de africanos e afrobrasileiros que foram trazidos à força para se escravizados, o que demonstra que desejavam participar do desenvolvimento e do progresso nacional, contudo sem esquecer suas raízes étnicas.

É importante notar que, mesmo após a Abolição da Escravidão (13 de maio de 1888), não houve preocupação político-social para integrar os negros à sociedade, para que pudessem de modo digno continuar colaborando com o desenvolvimento do Brasil. Simplesmente tornaram-se libertos, mas sem as mínimas condições sociais, como trabalho e moradia, sendo malvistos e segregados nas periferias. Ainda que este documento seja datado de 1933, o contexto para as populações negras ainda era de marginalização.

Como adequar à sua realidade:

Caso queira, nesta ou em outra aula, poderá realizar uma pesquisa e apresentar em sala ou pedir para que os estudantes a façam, se havia em sua região durante o período republicano pós-Abolição algum jornal ou periódico como o A Voz da Raça que circulava e quais seus impactos na sociedade local.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem jornal A Voz da Raça para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/BYqMh2n8YsfxMyUKxVmgZTCvfjdJn38CQSC657s968DzUhxgrsXdpXFDwJnd/his9-04und03-contexto-1-imagem-jornal-a-voz-da-raca.pdf

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. A fonte a ser apresentada é uma imagem do jornal
A Voz da Raça, jornal da Frente Negra Brasileira.

É esperado que os estudantes percebam que se trata de um periódico ou de um jornal com o título A Voz da Raça. Peça para que observem os elementos do documento, como a etnia representada na imagem, a bandeira do Brasil ao fundo do título, a frase: “Deus, pátria, raça e família”, além de: “O preconceito de cor, no Brasil, só nós, os negros, o podemos sentir”, que nos remetem a questões identitárias e sociais da população negra.

Outras informações que merecem destaque para a compreensão dos estudantes são os conceitos de algumas palavras que aparecem neste documento como raça e pátria. Raça, aqui se refere à população negra, numa analogia com a raça negra em oposição à branca, pois neste período, apesar de não existir formalmente mais a escravidão, os negros ainda sofriam preconceito por causa de sua etnia, pois a sociedade ainda pautava-se em critérios eurocêntricos de superioridade racial. Pátria aqui se refere ao país, num conceito de lar, de identidade nacional, de união dentro dos limites territoriais do Brasil; nota-se que os integrantes da FNB reconheciam o Brasil como seu lar, sua pátria, mesmo sendo descendentes de africanos e afrobrasileiros que foram trazidos à força para ser escravizados, o que demonstra que desejavam participar do desenvolvimento e do progresso nacional, contudo sem esquecer suas raízes étnicas.

É importante notar que, mesmo após a Abolição da Escravidão (13 de maio de 1888), não houve preocupação político-social para integrar os negros à sociedade, para que pudessem de modo digno continuar colaborando com o desenvolvimento do Brasil, simplesmente tornaram-se libertos, mas sem as mínimas condições sociais, como trabalho e moradia, sendo malvistos e segregados nas periferias. Ainda que este documento seja datado de 1933, o contexto para as populações negras ainda era de marginalização.

Como adequar à sua realidade:

Caso queira, nesta ou em outra aula, poderá realizar uma pesquisa e apresentar em sala ou pedir para que os estudantes a façam, se havia em sua região durante o período republicano pós-Abolição algum jornal ou periódico como o A Voz da Raça que circulava e quais seus impactos na sociedade local.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem jornal A Voz da Raça para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/BYqMh2n8YsfxMyUKxVmgZTCvfjdJn38CQSC657s968DzUhxgrsXdpXFDwJnd/his9-04und03-contexto-1-imagem-jornal-a-voz-da-raca.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos desta instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro, e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a Abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas, se todos eram iguais, porque não havia os mesmos direitos para a população negra. Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB, “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder este questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro-brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos desta instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro, e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a Abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas se todos eram iguais, por que não havia os mesmos direitos para a população negra? Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder esse questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro-brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos dessa instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a Abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas, se todos eram iguais, por que não havia os mesmos direitos para a população negra? Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada, mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB, “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder este questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>.
Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos dessa instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a Abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas, se todos eram iguais, por que não havia os mesmos direitos para a população negra? Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB, “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder este questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro-brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos desta instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro, e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a Abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas, se todos eram iguais, por que não havia os mesmos direitos para a população negra? Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB, “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder esse questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>.
Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro-brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos dessa instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro, e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas se todos eram iguais, porque não havia os mesmos direitos para a população negra. Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB, “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder este questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro-brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Neste momento você deve fomentar a discussão sobre a temática, tendo as questões apresentadas no Contexto e durante a Problematização como ponto de partida. Mas é essencial que eles desenvolvam a reflexão de como a atuação da Frente Negra Brasileira foi importante na promoção de direitos civis/humanos das populações negras.

Projete, imprima ou transcreva no quadro a proposta de atividade: produção de um fôlder/cartaz, tendo como referencial as fontes apresentadas e as discussões, simulando a volta da Frente Negra Brasileira como um partido político, devendo apresentar seus projetos principais para a campanha. No final da produção, estes materiais poderão ser expostos num local onde todos os alunos da escola possam visualizá-los.

Caso perceba que seja necessário para a realização da atividade, retome alguns dos comentários dados pelos estudantes nas etapas anteriores.

Para você saber mais:

Caso queira realizar uma aula sobre o protagonismo negro na formação social do país neste mesmo período histórico - pós-Abolição e início do século XX - poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 04, Plano 02 - HIS9_04UND02 que trata dessa temática. Ou, ainda, caso deseje trabalhar a importância dos movimentos culturais afro-brasileiros deste mesmo período numa aula, poderá acessar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 04, Plano 01 - HIS9_04UND01 que trata estes movimentos como formas de resistência à opressão e à exploração da comunidade negra.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09HI04, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Projetor (caso este não esteja disponível, você poderá imprimir as imagens e os textos, dimensionando-os ao tamanho da folha, para que todos os estudantes possam visualizá-los sem muita dificuldade). No caso dos textos, além da impressão eles poderão ser transcritos no quadro. Você também poderá fazer mais cópias destas fontes para ser entregues aos estudantes, dependendo da sua disponibilidade em relação ao número de fotocópias.

Material complementar:

Sugestão de materiais para a Sistematização: cartolinas ou folhas de A4 (uma para cada grupo), lápis de cor, canetinhas, revistas para recortes, etc.) para produção de cartazes.

Contexto 1 - Imagem jornal A Voz da Raça para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/BYqMh2n8YsfxMyUKxVmgZTCvfjdJn38CQSC657s968DzUhxgrsXdpXFDwJnd/his9-04und03-contexto-1-imagem-jornal-a-voz-da-raca.pdf

Problematização 1 - Texto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Para você saber mais:

OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE NA PERSPECTIVA DO PROFESSOR PDE: PRODUÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS (aulas sobre a Frente Negra Brasileira). Nádia Cecília Augusto Assunção. Disponível em: <http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2016/2016_pdp_hist_uel_nadiaceciliaaugustoassuncao.pdf>.
Acesso em: 24 fev. 2019.

ARLINDO VEIGA DOS SANTOS. PORTAL DA CULTURA NEGRA. Disponível em: <https://portaldaculturanegra.wordpress.com/tag/arlindo-veiga-dos-santos/>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O MESSIAS NEGRO? ARLINDO VEIGA DOS SANTOS (1902-1978): “VIVA A MONARQUIA BRASILEIRA, VIVA DOM PEDRO III!”. PETRÔNIO DOMINGUES. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-87752006000200015>. Acesso em: 24 fev. 2019.

PERSONALIDADES NEGRAS: JOSÉ CORREIA LEITE. PALMARES. Disponível em: <http://www.palmares.gov.br/?p=33586>. Acesso em: 24 fev. 2019.

RAÇA E CULTURA: O PROTAGONISMO DO NEGRO NA FORMAÇÃO HISTÓRICA-SOCIAL-GEOGRÁFICA NO BRASIL. YAGO DE SOUZA VERLING ET AL.
Disponível em: <http://enneabi.iff.edu.br/ckeditor_assets/attachments/45/raca_e_cultura_o_protagonismo_do_negro_na_formacao_historica-social-geografica_no_brasil.pdf>. Acesso em: 9 de fev. 2019.

A TRAJETÓRIA DO NEGRO NO BRASIL E A IMPORTÂNCIA DA CULTURA AFRO. MIGUEL LIMA. Disponível em: <http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/2010/artigos_teses/2010/Historia/monografia/3lima_miguel_nonografia.pdf>.
Acesso em: 9 de fev. 2019.

MARGINALIZAÇÃO DO NEGRO É FRUTO DA ABOLIÇÃO INCONCLUSA. CARLOS MERCURI. Disponível em: <https://www.revistaforum.com.br/digital/147/marginalizacao-negro-e-fruto-da-abolicao-inconclusa/>. Acesso em: 26 de jan. 2019.

O DESTINO DOS NEGROS APÓS A ABOLIÇÃO. GILBERTO MARINGONI. Disponível em: <http://www.ipea.gov.br/desafios/index.php?option=com_content&id=2673%3Acatid%3D28&Itemid=23>. Acesso em: 11 de fev. 2019.

CRISTIANISMO, PATRIOTISMO E NACIONALISMO. VICTOR EMANUEL VILELA BARBUY. Disponível em: <http://cristianismopatriotismoenacionalismo.blogspot.com/2009/03/arlindo-veiga-dos-santos-arauto-e-poeta.html>. Acesso em: 24 fev. 2019.

SOCIALISMO. PRIBERAM. Disponível em: <https://dicionario.priberam.org/socialismo>. Acesso em: 26 fev. 2019.

ESTATUTO DO MOVIMENTO NEGRO BRASILEIRO. DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO (Imprensa Oficial). Disponível em: <https://www.imprensaoficial.com.br/DO/BuscaDO2001Documento_11_4.aspx?link=%2f1931%2fdiario%2520oficial%2fnovembro%2f04%2fpag_0012_55R9SPBDSCIUKeD76KL4COF980H.pdf&pagina=12&data=04/11/1931&caderno=Di%C3%A1rio%20Oficial&paginaordenacao=100012>. Acesso em: 24 fev. 2019.

FATO E MITO: DESCOBRINDO UM PROBLEMA RACIAL NO BRASIL. THOMAS E. SKIDMORE. FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS: CADERNOS DE PESQUISA, Nº 79, 1991. Disponível em: <http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/1010>. Acesso em: 27 abr. 2019.

DICIONÁRIO DA ESCRAVIDÃO E LIBERDADE: 50 TEXTOS CRÍTICOS. LILIA M. SCHWARCZ E FLÁVIO GOMES. Disponível em: <https://books.google.com.br/books?id=BT9WDwAAQBAJ&pg=PR49-IA19&lpg=PR49-IA19&dq=lilia+schwarcz+fnb&source=bl&ots=AY8ZM0OZhe&sig=ACfU3U1kayAPC8BHgzGMqw0xzaLhNckIfg&hl=pt-BR&sa=X&ved=2ahUKEwij4obh3fDhAhXLIbkGHbwiA90Q6AEwB3oECAgQAQ#v=onepage&q&f=false>.
Acesso em: 25 mai. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete o objetivo da aula utilizando este slide, outra alternativa é transcrevê-lo no quadro, caso queira, realizando a leitura do mesmo ou pedindo para que algum estudante o faça.

Sugere-se a disposição dos alunos em grupo de três, quatro ou cinco, pois permite uma melhor discussão do tema, enriquecendo o diálogo, para posteriormente dividir com todos os demais.

O objetivo da aula é que no fim dela os alunos percebam a importância da atuação da Frente Negra Brasileira no período pós-Abolição, como um local de reafirmação de identidades, de valorização da cultura negra e de atuação contra o racismo. Seu objetivo principal era a promoção de direitos civis dos negros e por meio da união de diferentes elementos a conquista da igualdade. Sua criação se deu numa sociedade extremamente eurocêntrica e autoritária, que, apesar de já ter abolido a escravidão, ainda apresentava traços muito fortes de preconceito, marginalizando estas populações, por isso a importância de movimentos como o da FNB e outros da mesma vertente, pois defendiam as populações segregadas pela maioria.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. A fonte a ser apresentada é uma imagem do jornal
A Voz da Raça, da Frente Negra Brasileira.

É esperado que os estudantes percebam que se trata de um periódico ou de um jornal com o título A Voz da Raça. Peça para que observem os elementos do documento, como a etnia representada na imagem, a bandeira do Brasil ao fundo do título, a frase: “Deus, pátria, raça e família”, além de: “O preconceito de cor, no Brasil, só nós, os negros, o podemos sentir”, que nos remetem a questões identitárias e sociais da população negra.

Outras informações que merecem destaque para a compreensão dos estudantes são os conceitos de algumas palavras que aparecem neste documento como raça e pátria. Raça aqui se refere à população negra, numa analogia com a raça negra em oposição à branca, pois neste período, apesar de não existir formalmente mais a escravidão, os negros ainda sofriam preconceito por causa de sua etnia, pois a sociedade ainda pautava-se em critérios eurocêntricos de superioridade racial. Pátria aqui se refere a país, num conceito de lar, de identidade nacional, de união dentro dos limites territoriais do Brasil; nota-se que os integrantes da FNB reconheciam o Brasil como seu lar, sua pátria, mesmo sendo descendentes de africanos e afrobrasileiros que foram trazidos à força para se escravizados, o que demonstra que desejavam participar do desenvolvimento e do progresso nacional, contudo sem esquecer suas raízes étnicas.

É importante notar que, mesmo após a Abolição da Escravidão (13 de maio de 1888), não houve preocupação político-social para integrar os negros à sociedade, para que pudessem de modo digno continuar colaborando com o desenvolvimento do Brasil. Simplesmente tornaram-se libertos, mas sem as mínimas condições sociais, como trabalho e moradia, sendo malvistos e segregados nas periferias. Ainda que este documento seja datado de 1933, o contexto para as populações negras ainda era de marginalização.

Como adequar à sua realidade:

Caso queira, nesta ou em outra aula, poderá realizar uma pesquisa e apresentar em sala ou pedir para que os estudantes a façam, se havia em sua região durante o período republicano pós-Abolição algum jornal ou periódico como o A Voz da Raça que circulava e quais seus impactos na sociedade local.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem jornal A Voz da Raça para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/BYqMh2n8YsfxMyUKxVmgZTCvfjdJn38CQSC657s968DzUhxgrsXdpXFDwJnd/his9-04und03-contexto-1-imagem-jornal-a-voz-da-raca.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. A fonte a ser apresentada é uma imagem do jornal
A Voz da Raça, jornal da Frente Negra Brasileira.

É esperado que os estudantes percebam que se trata de um periódico ou de um jornal com o título A Voz da Raça. Peça para que observem os elementos do documento, como a etnia representada na imagem, a bandeira do Brasil ao fundo do título, a frase: “Deus, pátria, raça e família”, além de: “O preconceito de cor, no Brasil, só nós, os negros, o podemos sentir”, que nos remetem a questões identitárias e sociais da população negra.

Outras informações que merecem destaque para a compreensão dos estudantes são os conceitos de algumas palavras que aparecem neste documento como raça e pátria. Raça, aqui se refere à população negra, numa analogia com a raça negra em oposição à branca, pois neste período, apesar de não existir formalmente mais a escravidão, os negros ainda sofriam preconceito por causa de sua etnia, pois a sociedade ainda pautava-se em critérios eurocêntricos de superioridade racial. Pátria aqui se refere ao país, num conceito de lar, de identidade nacional, de união dentro dos limites territoriais do Brasil; nota-se que os integrantes da FNB reconheciam o Brasil como seu lar, sua pátria, mesmo sendo descendentes de africanos e afrobrasileiros que foram trazidos à força para ser escravizados, o que demonstra que desejavam participar do desenvolvimento e do progresso nacional, contudo sem esquecer suas raízes étnicas.

É importante notar que, mesmo após a Abolição da Escravidão (13 de maio de 1888), não houve preocupação político-social para integrar os negros à sociedade, para que pudessem de modo digno continuar colaborando com o desenvolvimento do Brasil, simplesmente tornaram-se libertos, mas sem as mínimas condições sociais, como trabalho e moradia, sendo malvistos e segregados nas periferias. Ainda que este documento seja datado de 1933, o contexto para as populações negras ainda era de marginalização.

Como adequar à sua realidade:

Caso queira, nesta ou em outra aula, poderá realizar uma pesquisa e apresentar em sala ou pedir para que os estudantes a façam, se havia em sua região durante o período republicano pós-Abolição algum jornal ou periódico como o A Voz da Raça que circulava e quais seus impactos na sociedade local.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem jornal A Voz da Raça para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/BYqMh2n8YsfxMyUKxVmgZTCvfjdJn38CQSC657s968DzUhxgrsXdpXFDwJnd/his9-04und03-contexto-1-imagem-jornal-a-voz-da-raca.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos desta instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro, e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a Abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas, se todos eram iguais, porque não havia os mesmos direitos para a população negra. Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB, “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder este questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro-brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos desta instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro, e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a Abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas se todos eram iguais, por que não havia os mesmos direitos para a população negra? Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder esse questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro-brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos dessa instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a Abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas, se todos eram iguais, por que não havia os mesmos direitos para a população negra? Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada, mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB, “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder este questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>.
Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos dessa instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a Abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas, se todos eram iguais, por que não havia os mesmos direitos para a população negra? Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB, “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder este questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro-brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos desta instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro, e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a Abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas, se todos eram iguais, por que não havia os mesmos direitos para a população negra? Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB, “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder esse questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>.
Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro-brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são um pequeno texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira (FNB), além de um trecho do seu Estatuto e uma imagem (print) retirado do sítio virtual da Organização das Nações Unidas (ONU), que traz uma manchete sobre o aniversário de 80 anos dessa instituição. Você pode projetar os textos ou entregar cópias impressas aos grupos.

Sobre o texto sobre a trajetória da Frente Negra Brasileira vale ressaltar que Arlindo Veiga dos Santos era um intelectual, poeta, escritor e importante líder político brasileiro, e José Benedito Correia Leite redator, escritor, repórter e diretor de jornais voltados ao público negro.

Você pode comentar que, já na Constituição de 1891, pouquíssimos anos após a abolição da escravidão, que ocorreu em 1888, e da Proclamação da República, em 1889, todos eram considerados iguais perante a lei, mas se todos eram iguais, porque não havia os mesmos direitos para a população negra. Vale lembrar neste fragmento, assim como popularmente se diz, que a “lei estava só no papel” no quesito igualdade, por isso a FNB reivindicava a igualdade de direitos que de fato não acontecia.

Você pode comentar que Movimento Patrianovista almejava instaurar uma nova monarquia no Brasil, baseado numa política tradicionalista, onde haveria a junção entre o rei, a Igreja Católica e as corporações de ofício; e o pensamento socialista defende oposição ao poder centralizado nas mãos de uma pessoa ou entidade (Estado), devendo ser dividido entre todos, além da extinção da propriedade privada dos meios de produção, almejando uma divisão igualitária de renda entre todos.

No trecho do Estatuto da FNB é importante ressaltar que a questão da representatividade citada na fonte apresentada mostra-se essencial para a efetivação de políticas voltadas às populações negras, pois não há melhor representante como aquele que vivencia os problemas, por isso a importância especial deste artigo do Estatuto.

O print da notícia da ONU sobre 80 anos da FNB traz o uso indireto das mídias digitais, o que pode aumentar a participação dos alunos, além de trazer um dado mais atual sobre a Frente Negra Brasileira (FNB), ressaltando sua importância como o primeiro partido político da população afrodescendente brasileira.

Após a leitura das fontes questione os estudantes:

  • Quais eram os objetivos da Frente Negra Brasileira?

É esperado que os alunos respondam que o partido buscava a união da população negra para a luta por seus direitos como no trecho do primeiro texto “união política e social da gente negra nacional, para a afirmação dos direitos históricos da mesma em virtude de uma atividade moral e material no passado, e para a reivindicação dos seus direitos materiais e políticos atuais na comunhão brasileira” ou, de acordo com o trecho do Estatuto a FNB, “pleiteará, dentro da ordem legal instituída no Brasil, os cargos eletivos de representação da Gente Negra Brasileira, efetivando a sua ação político-social em sentido rigorosamente brasileiro”. Caso perceba que os estudantes estejam com dificuldade para responder este questionamento, retome os trechos citados acima.

Material complementar:

Problematização 1 - Texto Frente Negra Brasileira para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Cu7n9SvVph5sWPSeGJUNmfzXbesF5P8jX5DnzaYqTzD9xUjxeFjfwFyxDrCD/his9-04und03-problematizacao-1-texto-frente-negra-brasileira.pdf

Problematização 2 - Texto Trecho Estatuto FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nTXJHt3NfW33WmCqn86sQHGFeXdpVkdZwk49sBVTgjEdexf5P6xN8E9w8pyF/his9-04und03-problematizacao-2-texto-trecho-estatuto-fnb.pdf

Problematização 3 - Print Manchete ONU FNB para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pmfxyBm8ad3sKtgBBNbSDpXwH3jTYhsN82a9fHKJ7VB3qpH5P26veVArNAZS/his9-04und03-problematizacao-3-print-manchete-onu-fnb.pdf

Link para reportagem completa:

ONU BRASIL. Frente Negra Brasileira comemora 80 anos, 2011. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/frente-negra-brasileira-comemora-80-anos/>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Para você saber mais:

Caso queira conhecer um pouco mais sobre a atuação da Organização das Nações Unidas (ONU) e realizar uma aula sobre esta instituição, poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 36, Plano 01 - HIS9_036UND01 que trata de um dos muitos papéis sociais da ONU, neste caso, na mediação de conflitos internacionais.

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua comunidade ou região haja movimentos sociais afro-brasileiros que atuam na promoção de direitos civis/humanos das populações negras, você pode citá-los aqui nesta aula, ou em outro momento, com autorização da coordenação escolar, convidá-los para que interajam com os estudantes, enriquecendo ainda mais a temática e contextualizando os conteúdos escolares a realidade circundante dos alunos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Neste momento você deve fomentar a discussão sobre a temática, tendo as questões apresentadas no Contexto e durante a Problematização como ponto de partida. Mas é essencial que eles desenvolvam a reflexão de como a atuação da Frente Negra Brasileira foi importante na promoção de direitos civis/humanos das populações negras.

Projete, imprima ou transcreva no quadro a proposta de atividade: produção de um fôlder/cartaz, tendo como referencial as fontes apresentadas e as discussões, simulando a volta da Frente Negra Brasileira como um partido político, devendo apresentar seus projetos principais para a campanha. No final da produção, estes materiais poderão ser expostos num local onde todos os alunos da escola possam visualizá-los.

Caso perceba que seja necessário para a realização da atividade, retome alguns dos comentários dados pelos estudantes nas etapas anteriores.

Para você saber mais:

Caso queira realizar uma aula sobre o protagonismo negro na formação social do país neste mesmo período histórico - pós-Abolição e início do século XX - poderá consultar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 04, Plano 02 - HIS9_04UND02 que trata dessa temática. Ou, ainda, caso deseje trabalhar a importância dos movimentos culturais afro-brasileiros deste mesmo período numa aula, poderá acessar o plano do 9° do Ensino Fundamental, Unidade 04, Plano 01 - HIS9_04UND01 que trata estes movimentos como formas de resistência à opressão e à exploração da comunidade negra.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE O nascimento da República no Brasil e os processos históricos até a metade do século XX do 9º ano :

9º ano / História / O nascimento da República no Brasil e os processos históricos até a metade do século XX

MAIS AULAS DE História do 9º ano:

9º ano / História / Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF09HI04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano