15917
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Adaptação: conhecendo a escola

Nos primeiros dias na escola, convide-as as crianças a conhecer os espaços da instituição e as pessoas que nela trabalham.

Plano 03 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Karla Alessandra Santos Pereira de Souza

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Convide as famílias para uma conversa antes do início das atividades escolares, a fim de que sejam orientadas, que deem informações sobre os principais hábitos dos bebês, suas preferências etc. Organize a turma em dois pequenos grupos em horários diferentes, visando uma maior interação com as crianças e comunique à gestão da escola que precisará de um outro professor. Explique como será essa proposta e sua participação na etapa engajando a família e combine em quais horários e dias iniciará com as crianças a adaptação, considerando períodos mais curtos e a presença da família nos primeiros dias. Planeje com os professoresdas crianças maiores dia e hora em que um pequeno grupo apresentarão os ambientes, os funcionários e seus espaços preferidos aos novos colegas. Para isso, organize um espaço de brincadeira e interação com as outras crianças da turma, de preferência o parque. Para saber mais sobre adaptação acesse aqui.

Materiais:

Para o parque: baldinhos e brinquedos como carrinhos e bonecos. Providencie também brinquedos de largo alcance como tubos de papelão e de plástico, tampas plásticas, caixasdiversas, pneus, tubos de linhas, possibilitando a criatividade e o faz de conta, para que as crianças brinquem de livre escolha.

Para os cantos da sala: alguns objetos pessoais e/ou preferidos das crianças para que, caso se sintam ainda inseguras, possam usar esses objetos de apego como segurança. Brinquedos diversos de faz de conta, de encaixe e outros, enquanto esperam a visitação começar ou para brincarem se escolherem ficar na sala.

Para registros: celular ou máquina fotográfica.

Espaços:

Sala dos pequenos organizada com cantosde livre escolha onde estejam brinquedos diversos e objetos pessoais das crianças. Outros espaços da escola (pátio, secretaria, cozinha, refeitório, cantina, outras salas etc) aos quais as crianças farão a visitação e o parque, já organizado com os baldinhos e brinquedos de largo alcance espalhados em forma de ilhas, à espera das crianças.

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora.

Perguntas para guiar suas observações:

1. De que maneira as crianças demonstram atitudes de curiosidade, medo, atenção na interação com seus colegas, com outras crianças e com os adultos?

2. Quais são as estratégias usadas pelos pequenos para comunicar as outras crianças e para os adultos, seus desejos, necessidades, sentimentos e opiniões?

3. Como as crianças expressam independência ou não, na área externa à sala? Elas compartilham interesses, objetos e os espaços com seus pares? Demonstram segurança e tranquilidade? Como?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Perceba se as crianças precisam de ajuda para se locomover, se expressar, perguntar, interagir. Dessa forma, verbalize o que é manifestado por meio de gestos. Ouça e perceba as preferências das delas. Oriente os familiares das crianças que, caso estejam chorando muito, acompanhe-nas no passeio. Contrário, se elas estiverem envolvidase seguras, peça que se afastem um pouco, porém, mantendo-se por perto.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Receba as crianças na sala, sempre demonstrando interesse em saber como elas estão. Chame-as pelo nome e se aproxime, respeitando o limite de cada uma, mesmo que ainda chorem ou estejam agarradas ao colo da mãe. Acolha o familiar, chamando-o pelo nome e demonstrando, de alguma forma, para a criança que se conhecem e têm um bom relacionamento. Estimule-as a brincar com os objetos disponíveis na sala até que todos tenham chegado. Quando todas as crianças do pequeno grupo definido para esse horário tiverem chegado, convide-as para sentar-se em roda com seus familiares e comunique que irão fazer um passeio pela escola, para conhecer outros espaços e as pessoas que trabalham em cada um deles, a fim de que aos poucos os pequenos tomem consciência desses lugares. Comente que na escola há várias

áreas e pessoas que ajudam umas às outras. Observe a reação dos pequenos. Alguns podem demonstrar medo, se agarrar no familiar, indicando que não querem sair. Outros podem bater palminhas, já se levantar, correr para fora, indicando que estão animados para conhecer os espaços da escola. Demonstre entusiasmo e respeite se alguma criança preferir ficar na salacom o familiar ou com outro professor.


2

Ainda na sala, diga às crianças que terão a companhia de um pequeno grupo de colegas de outra turmae do(s) professor(es) deles. Se atente a como os novatos reagem nesse momento. Apresente essas crianças (que chegarão na sala em horário combinado previamente com seus professores) aos pequenos e diga que serão seus guias.Oportunize que, por alguns minutos, as crianças conversem. Incentive as maiores a falarem sobre como é a escola. Respeite as crianças que não se sentirem seguras para irem com outras pessoas. As que ainda se sentirem inseguras poderão estar acompanhadas dos pais, mas só se for realmente preciso. As que aceitarem podem pegar na mão do colega e ser guiado pelo professor. Peça que alguém sugira uma música para a saída rumo aos espaços da escola.


3

Comece o percurso. Deixe as crianças bem à vontade. A ordem da visita pode ficar a seu critério. Em cada ambiente oriente os familiares e as crianças das outras turmas que se revezem na apresentação. Assim as famílias também participam, deixando as crianças ainda mais seguras e confiantes. Oriente a todos os envolvidos a deixar que os pequenos falem, perguntem, movimentem-se pelo espaço, manipulem objetos etc. Ao apontarem e balbuciarem, eles estão querendo comunicar algo, e isso deve ser sempre levado em conta. Perceba os movimentos de cada criança. Mesmo que alguma não chore e já fique sem um familiar, isso não quer dizer que esteja totalmente adaptada. Então, se aproxime dela e tente inseri-la na atividade. Oriente aos responsáveis pelas crianças que estejam bem envolvidas a se afastarem aos poucos.


4

Oportunize que os pequenos explorem os espaços e interajam com as pessoas, incentivando-os. Oriente aos funcionários de cada espaço a responder às perguntas das crianças. Essa visita não deve demorar muito para não cansar as crianças ou as deixar entediadas. No entanto, caso perceba muito envolvimento e interesse, deixe que explorem os locais por mais tempo. Observe cada gesto, fala, balbucio, expressão e registre tudo o que for possível para posterior exposição.


5

O parque ou outro ambiente que você organizou deve ser o último a ser visitado. Sente-se no chão, incentive as brincadeiras com areia e outros materiais disponíveis, sendo exemplo para as crianças, fazendo com que elas ampliem as possibilidades com areia, terra, os baldinhos e outros materiais. Dessa forma, favoreça também o contato delas com as crianças maiores e o(s) professor(es) delas. Toda a turma pode se encontrar para brincar nesse momento. Dê liberdade para as crianças se movimentarem, criarem e interagirem. Observe as que não participam ativamente,veja se te observam e convide-as para participar. Oriente aos pais que ainda estejam acompanhando os pequenos a irem se afastando aos poucos, a depender da adaptação da criança.


Para finalizar:

Perceba como está acontecendo a adaptação das crianças até esse momento. Defina o tempo no parque a depender, do interesse delas. Deixe-as brincar e avise que as famílias já estarão chegando para buscá-las (pois nesses primeiros dias o tempo de permanência das crianças é mais curto e é importante que o horário combinado para criança ir embora seja respeitado, mesmo que ela esteja bem), por isso devem começar a juntar os brinquedos e outros objetos. Avise que elas podem esperar pelos familiares ali mesmo no parque ou encaminhar-se para casa com aqueles que as acompanham. Caso alguma criança queira levar algum brinquedo para casa, permita isso. Será uma excelente oportunidade de aumentar os laços entre escola e família.

Desdobramentos

Observe como as crianças estão se adaptando e promova um momento de chegadacom brincadeiras no parque, com os próprios brinquedos do espaço, como brincadeira com água na areia, para fazer castelo, bolinhos, formigueiros, comidinha etc. Outra sugestão é que após esse período de adaptação você promova novamente esse passeio pela escola, somente com os pequenos, sem os familiares ou outras crianças.

Engajando as famílias

Monte um mural na entrada da escola com as fotos dos diversos espaços visitados pelas crianças e oriente às famílias para que conversem com elas sobre o que mais chamou a atenção delas em cada um desses espaços do ambiente escolar. Peça aos familiares que, em um outro dia, na chegada à escola, antes de encaminhar as crianças para a sala, perguntem a elas sobre um espaço que conheceram e gostaram muito e leve-as para visitá-lonovamente.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses) :

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EF01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EO01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EO03 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano