14453
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 5º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Concordância verbal e as relações de sentido em contos

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 5º ano do Fundamental sobre concordância verbal e sentido em contos

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Katiuscia Macêdo Cardoso Brandão

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é primeira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é identificar a relação de concordância estabelecida entre o verbo e os pronomes pessoais/nomes sujeitos da oração.

Materiais necessários: Texto impresso “Furos no céu”, de Lenice Gomes, pilão, folha na cor preta e recortes de estrelas.

Dificuldades antecipadas: Desconhecer concordância verbal.

Referências sobre o assunto:

BECHARA, Evanildo. Gramática escolar da Língua Portuguesa. 2ª. edição. RJ: Nova Fronteira, 2010.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris (Org.). Por que a escola não ensina gramática assim? São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

FERRAREZI JUNIOR, Celso. Sintaxe para a educação básica. São Paulo: Contexto, 2018.

GOMES, Lenice ;HOLANDA, Arlene; GOMES, Clayson. Furos no céu. In: ______________ et al. Nina África: Contos de uma África menina para ninar gente de todas as idades. São Paulo: Elementar, 2010, pp. 6-10.

SANTOS, Leonor Werneck. Análise e produção de textos. 1ª. edição, 2ª. reimpressão. São Paulo: Contexto, 2015.

SÃO PAULO (SP). Secretaria Municipal de Educação. Diretoria de Orientação Técnica. Recuperação Língua Portuguesa – Aprender os padrões da linguagem escrita de modo reflexivo : unidade IV – Você sabia? – Livro do professor / Secretaria Municipal de Educação. – São Paulo : SME/ DOT, 2011. - 56p. Disponível em: http://portal.sme.prefeitura.sp.gov.br/Portals/1/Files/16469.pdf

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Questione a turma sobre o tema da aula.
  • O que significa “concordar”? Espera-se que os alunos respondam que seria combinar, entrar em acordo.
  • Qual relação existe entre a palavra “concordar” e a aula de português? Espera-se que os alunos respondam que as palavras precisam “combinar” entre si para haver harmonia entre as palavras causando o efeito de sentido desejado. ( Muitas outras respostas podem surgir.)
  • Anote as respostas, resumidamente, em um lado do quadro branco para as constatações ao final da aula.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Exponha a capa do livro Nina África, das autoras Lenice Gomes, Arlete Holanda e Clayton Gomes. Ajude-os a formular as hipóteses:
  • O que o título do livro nos sugere? Espera-se que os alunos suponham, a partir do título: ninar significa colocar para dormir, embalar. Faz-se referências às histórias contadas nas rodas de terreiro. A partir das cores, espera-se que apontem as cores vibrantes, alegres, típicas do continente africano. Como também a presença do macaco e de um boneco feito de palha, típicos de terras africanas. Assim, podem concluir que trata-se de histórias com origem africana.
  • Observem a capa. Quais relações podemos estabelecer entre a ilustração e o título do livro? Nesse momento, promova a relação com o subtítulo: Contos de uma África menina para ninar gente de todas as idades.
  • Conhecem algum conto africano?
  • Qual a importância dos contos africanos para nossa cultura? Os contos africanos foram trazidos juntos aos escravos que aqui se instalaram contra sua vontade na primeira metade do século XVI. A sua cultura faz parte da cultura brasileira.

2. Comente com a turma que irá ler um conto popular africano. Esse conto faz parte de uma coletânea de contos dispostos nesse livro.

A Lei 10.639/03, que versa sobre o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana, ressalta a importância da cultura negra na formação da sociedade brasileira.

3. Sonde-os sobre o conhecimento prévio do gênero conto (texto de narrativa, ficção, apresentado por um narrador, com personagens, ponto de vista e enredo).

4. Ressalte a importância dos contos populares para a perpetuação das histórias do imaginário popular.

5. Informe-os sobre o conto popular africano que será lido e que narra um mito de origem - uma explicação oral para um acontecimento científico ligado à natureza, que passa de geração a geração.

Fonte: GOMES, Lenice ;HOLANDA, Arlene; GOMES, Clayson. Furos no céu. In: ______________ et al. Nina África: Contos de uma África menina para ninar gente de todas as idades. São Paulo: Elementar, 2010, pp. 6-10.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Apresente a imagem e promova questionamentos sobre o título e a imagem.
  • Pergunte que história será contada a partir do título e da imagem. Ouça as hipóteses.
  • Em seguida, leia o texto em voz alta e dê paradas no parágrafo quinto e no décimo primeiro. Peça que os alunos criem hipóteses orais, e em seguida conclua a leitura.

Materiais complementares: Para acessar o texto impresso, clique aqui.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

1. Forme grupos com quatro alunos e distribua o conto. O texto estará com os verbos entre parênteses (Exemplo: saiu/sairam) para que o aluno escolha o que melhor se encaixar no texto que acabou de ouvir. Oriente-os a assinalar aquele verbo que não se adequar ao trecho, escrevendo o verbo adequado.

Materiais complementares: Para acesso ao texto impresso em lacunas, clique aqui.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Siga as orientações do slide 5.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações:

  • Após concluída a leitura e resolução das lacunas, converse com a turma:
  • O que tem em comum as palavras entre parênteses? A qual classe de palavras elas pertencem?
  • O que permitiu a vocês identificarem essas palavras?

2. Peça que os alunos identifiquem, ligando por meio de uma seta esses verbos às palavras a quem eles se referem.

3. Escreva, no quadro, estas frases abaixo e peça que os alunos marquem uma seta, as palavras com as quais os verbos estão relacionados e com elas concordam (pronomes pessoais/nomes sujeitos). Promova a reflexão diante de situações inadequadas e adequadas. Pergunte como encontrou a relação. É importante concluir que a forma do sujeito determina a forma do verbo (singular/singular , plural/plural)

Exemplo: O Céu irado, da cor das violetas, _________ (gritou/gritaram) mais que um tanto [...] - Aqui, o sujeito encontra-se distante do verbo;

________ (Foram/Foi) subindo, subindo, até chegar num lugar perfeito [...] Nesse caso, o sujeito/pronome a que o verbo se refere está localizado no parágrafo anterior (Elas).

Assim, segundo os africanos, ____________ (nasceram/nasceu) as estrelas do céu [...] Encontramos, nesse exemplo, o sujeito/nome após o verbo.

  • Chame a atenção para alguns casos presentes no texto em que o sujeito não aparece à frente do verbo, ou ainda em posição diferente da usual.
  • Encaminhe-os a perceber as flexões de número e pessoa realizadas para se efetivar a concordância.
  • Promova situações de substituição com sujeito coletivo e com a expressão informal ”a gente”. A palavra, amplamente utilizada em ambientes informais, substituindo o pronome pessoal “nós” e representa um coletivo, assim deve ser aplicado o verbo na 3ª. pessoa do singular.

Exemplo: A gente jamais _____________ (imaginou/imaginavam) que seus pilões iam transformando o céu numa grande peneira [...]

4. É importante salientar o reconhecimento de variações estigmatizada que não impedem a comunicação (nós vai) e reflita acerca das condições socioculturais presentes em algumas colocações de concordância. Nenhuma prática é melhor que outra, no entanto cabe à escola o papel de apresentar as regras da gramática normativa e dar aos alunos as diversas possibilidades de uso da língua.

Materiais complementares: Para acesso ao gabarito do texto aqui

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações:

  • Distribua papeletas para que os alunos escrevam uma frase-síntese acerca da aula: o que aprendeu sobre concordância verbal.
  • Caso algum aluno não tenha compreendido e peça ajuda, oriente-o a indagar, elaborar uma pergunta sobre o conteúdo.
  • Faça perguntas que suscitem reflexão e retomada de conteúdos.
  • O que descobrimos sobre a concordância dos verbos nas frases?
  • O que aprendemos hoje sobre o verbo e os pronomes pessoais/nomes sujeitos da oração?

4. Indique aos alunos que deixem seus papeis dentro da Caixa de Descobertas - uma caixa comum com esse título;

5. Leia as frases e as dúvidas para que sejam socializadas.

Materiais complementares: Uma caixa de sapato vazia com o nome Caixa de Descobertas, papeletas em branco.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é primeira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é identificar a relação de concordância estabelecida entre o verbo e os pronomes pessoais/nomes sujeitos da oração.

Materiais necessários: Texto impresso “Furos no céu”, de Lenice Gomes, pilão, folha na cor preta e recortes de estrelas.

Dificuldades antecipadas: Desconhecer concordância verbal.

Referências sobre o assunto:

BECHARA, Evanildo. Gramática escolar da Língua Portuguesa. 2ª. edição. RJ: Nova Fronteira, 2010.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris (Org.). Por que a escola não ensina gramática assim? São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

FERRAREZI JUNIOR, Celso. Sintaxe para a educação básica. São Paulo: Contexto, 2018.

GOMES, Lenice ;HOLANDA, Arlene; GOMES, Clayson. Furos no céu. In: ______________ et al. Nina África: Contos de uma África menina para ninar gente de todas as idades. São Paulo: Elementar, 2010, pp. 6-10.

SANTOS, Leonor Werneck. Análise e produção de textos. 1ª. edição, 2ª. reimpressão. São Paulo: Contexto, 2015.

SÃO PAULO (SP). Secretaria Municipal de Educação. Diretoria de Orientação Técnica. Recuperação Língua Portuguesa – Aprender os padrões da linguagem escrita de modo reflexivo : unidade IV – Você sabia? – Livro do professor / Secretaria Municipal de Educação. – São Paulo : SME/ DOT, 2011. - 56p. Disponível em: http://portal.sme.prefeitura.sp.gov.br/Portals/1/Files/16469.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Questione a turma sobre o tema da aula.
  • O que significa “concordar”? Espera-se que os alunos respondam que seria combinar, entrar em acordo.
  • Qual relação existe entre a palavra “concordar” e a aula de português? Espera-se que os alunos respondam que as palavras precisam “combinar” entre si para haver harmonia entre as palavras causando o efeito de sentido desejado. ( Muitas outras respostas podem surgir.)
  • Anote as respostas, resumidamente, em um lado do quadro branco para as constatações ao final da aula.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Exponha a capa do livro Nina África, das autoras Lenice Gomes, Arlete Holanda e Clayton Gomes. Ajude-os a formular as hipóteses:
  • O que o título do livro nos sugere? Espera-se que os alunos suponham, a partir do título: ninar significa colocar para dormir, embalar. Faz-se referências às histórias contadas nas rodas de terreiro. A partir das cores, espera-se que apontem as cores vibrantes, alegres, típicas do continente africano. Como também a presença do macaco e de um boneco feito de palha, típicos de terras africanas. Assim, podem concluir que trata-se de histórias com origem africana.
  • Observem a capa. Quais relações podemos estabelecer entre a ilustração e o título do livro? Nesse momento, promova a relação com o subtítulo: Contos de uma África menina para ninar gente de todas as idades.
  • Conhecem algum conto africano?
  • Qual a importância dos contos africanos para nossa cultura? Os contos africanos foram trazidos juntos aos escravos que aqui se instalaram contra sua vontade na primeira metade do século XVI. A sua cultura faz parte da cultura brasileira.

2. Comente com a turma que irá ler um conto popular africano. Esse conto faz parte de uma coletânea de contos dispostos nesse livro.

A Lei 10.639/03, que versa sobre o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana, ressalta a importância da cultura negra na formação da sociedade brasileira.

3. Sonde-os sobre o conhecimento prévio do gênero conto (texto de narrativa, ficção, apresentado por um narrador, com personagens, ponto de vista e enredo).

4. Ressalte a importância dos contos populares para a perpetuação das histórias do imaginário popular.

5. Informe-os sobre o conto popular africano que será lido e que narra um mito de origem - uma explicação oral para um acontecimento científico ligado à natureza, que passa de geração a geração.

Fonte: GOMES, Lenice ;HOLANDA, Arlene; GOMES, Clayson. Furos no céu. In: ______________ et al. Nina África: Contos de uma África menina para ninar gente de todas as idades. São Paulo: Elementar, 2010, pp. 6-10.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Apresente a imagem e promova questionamentos sobre o título e a imagem.
  • Pergunte que história será contada a partir do título e da imagem. Ouça as hipóteses.
  • Em seguida, leia o texto em voz alta e dê paradas no parágrafo quinto e no décimo primeiro. Peça que os alunos criem hipóteses orais, e em seguida conclua a leitura.

Materiais complementares: Para acessar o texto impresso, clique aqui.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

1. Forme grupos com quatro alunos e distribua o conto. O texto estará com os verbos entre parênteses (Exemplo: saiu/sairam) para que o aluno escolha o que melhor se encaixar no texto que acabou de ouvir. Oriente-os a assinalar aquele verbo que não se adequar ao trecho, escrevendo o verbo adequado.

Materiais complementares: Para acesso ao texto impresso em lacunas, clique aqui.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Siga as orientações do slide 5.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações:

  • Após concluída a leitura e resolução das lacunas, converse com a turma:
  • O que tem em comum as palavras entre parênteses? A qual classe de palavras elas pertencem?
  • O que permitiu a vocês identificarem essas palavras?

2. Peça que os alunos identifiquem, ligando por meio de uma seta esses verbos às palavras a quem eles se referem.

3. Escreva, no quadro, estas frases abaixo e peça que os alunos marquem uma seta, as palavras com as quais os verbos estão relacionados e com elas concordam (pronomes pessoais/nomes sujeitos). Promova a reflexão diante de situações inadequadas e adequadas. Pergunte como encontrou a relação. É importante concluir que a forma do sujeito determina a forma do verbo (singular/singular , plural/plural)

Exemplo: O Céu irado, da cor das violetas, _________ (gritou/gritaram) mais que um tanto [...] - Aqui, o sujeito encontra-se distante do verbo;

________ (Foram/Foi) subindo, subindo, até chegar num lugar perfeito [...] Nesse caso, o sujeito/pronome a que o verbo se refere está localizado no parágrafo anterior (Elas).

Assim, segundo os africanos, ____________ (nasceram/nasceu) as estrelas do céu [...] Encontramos, nesse exemplo, o sujeito/nome após o verbo.

  • Chame a atenção para alguns casos presentes no texto em que o sujeito não aparece à frente do verbo, ou ainda em posição diferente da usual.
  • Encaminhe-os a perceber as flexões de número e pessoa realizadas para se efetivar a concordância.
  • Promova situações de substituição com sujeito coletivo e com a expressão informal ”a gente”. A palavra, amplamente utilizada em ambientes informais, substituindo o pronome pessoal “nós” e representa um coletivo, assim deve ser aplicado o verbo na 3ª. pessoa do singular.

Exemplo: A gente jamais _____________ (imaginou/imaginavam) que seus pilões iam transformando o céu numa grande peneira [...]

4. É importante salientar o reconhecimento de variações estigmatizada que não impedem a comunicação (nós vai) e reflita acerca das condições socioculturais presentes em algumas colocações de concordância. Nenhuma prática é melhor que outra, no entanto cabe à escola o papel de apresentar as regras da gramática normativa e dar aos alunos as diversas possibilidades de uso da língua.

Materiais complementares: Para acesso ao gabarito do texto aqui

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações:

  • Distribua papeletas para que os alunos escrevam uma frase-síntese acerca da aula: o que aprendeu sobre concordância verbal.
  • Caso algum aluno não tenha compreendido e peça ajuda, oriente-o a indagar, elaborar uma pergunta sobre o conteúdo.
  • Faça perguntas que suscitem reflexão e retomada de conteúdos.
  • O que descobrimos sobre a concordância dos verbos nas frases?
  • O que aprendemos hoje sobre o verbo e os pronomes pessoais/nomes sujeitos da oração?

4. Indique aos alunos que deixem seus papeis dentro da Caixa de Descobertas - uma caixa comum com esse título;

5. Leia as frases e as dúvidas para que sejam socializadas.

Materiais complementares: Uma caixa de sapato vazia com o nome Caixa de Descobertas, papeletas em branco.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 5º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF05LP06 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano