13918
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Representando graficamente as preferências das crianças

POR: Evandro Tortora 28/11/2018
Código: EDI2_33UND04

2º ano / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI02ET07) Contar oralmente objetos, pessoas, livros etc., em contextos diversos.

(EI02EF01) Dialogar com crianças e adultos, expressando seus desejos, necessidades, sentimentos e opiniões.

(EI02ET01) Explorar e descrever semelhanças e diferenças entre as características e propriedades dos objetos (textura, massa, tamanho).

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para Crianças bem pequenas sobre explorar e descrever semelhanças e diferenças entre objetos

Resumo

ilustracao

As crianças vão pensar sobre como descobrir qual a fruta preferida da sala e elaborar um gráfico com os blocos de montar.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Faça antecipadamente uma pesquisa com as crianças sobre suas preferências em relação à frutas e organize uma lista com as favoritas da turma. Dentre as preferidas, converse com a equipe gestora da escola para saber quais delas a cozinha pode oferecer para a atividade e peça, pelo menos, quatro tipos diferentes das presentes na lista. Possibilite que, antes da atividade, as crianças brinquem livremente e explorem blocos de montar grandes, empilhando-os, enfileirando-os etc.

Materiais:

Providencie blocos de empilhar grandes para as crianças construírem as pilhas ou, como segunda alternativa, é possível utilizar caixas de leite usadas, limpas e encapadas. Caso use a segunda opção, coloque folhas de revista amassadas dentro das caixas de leite e embale com papel colorido e plástico adesivo transparente. Separe a lista de frutas escrita com as crianças e porções de quatro frutas diferentes (uma fruta ou pedaço), suficientes para a turma e disponibilizadas pela equipe da cozinha da escola.

Espaços:

A sala onde as crianças estão habituadas a realizar as atividades e uma área externa, como parque ou jardim, onde possam fazer um piquenique. No espaço do externo, disponibilize brinquedos ou materiais de largo alcance para que as crianças brinquem assim que forem finalizando a degustação das frutas.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 1 hora.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Quais são as estratégias das crianças para descobrir a quantidade de frutas da turma? Elas fazem uso da contagem ou sugerem outras soluções?

2. Como as crianças manisfestam suas preferências no momento da degustação? Elas interagem e compartilham com os colegas suas impressões, opiniões, ou as próprias frutas?

3. Como as crianças perceberam qual a fruta favorita pela turma? Elas compararam o tamanho das pilhas de caixas ou sentiram a necessidade de contá-las?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Incentive que as crianças colaborem entre si nos momentos de contar as frutas, empilhar as caixas ou quando estiverem compartilhando os alimentos. Respeite as preferências de cada criança, incentivando mas não obrigando a desgustarem as frutas.

O que fazer durante?

1

Reúna as crianças em um grande grupo e retome a lista de frutas que vocês fizeram. Pergunte para elas se lembram do que se trata aquela lista e, caso necessário, releia para dar dicas sobre aquele texto. Após retomarem a ideia da lista de frutas, pergunte se elas se lembram das frutas que escolheram como preferidas.

Possíveis falas e ações das crianças neste momento: as crianças podem querer apontar na lista o nome da fruta preferida. Elas também podem não se lembrar das frutas escolhidas e dizer novos nomes de frutas. Nesse caso, você pode acrescentar as frutas à lista, mas diga que, quando construíram a lista, escolheram frutas diferentes. Retome a leitura do cartaz.


2

Após retomar a lista, diga para a turma que a você conseguiu algumas frutas na escola e apresente-as. Diga que elas poderão comer as frutas num piquenique e que vão descobrir qual a preferida da turma, mas antes precisa de ajuda para saber se há frutas para todos. Pergunte para as crianças: como podemos saber se há frutas suficientes?

Possíveis falas e ações do professor neste momento: Tente levá-las a validar suas hipóteses ou respostas de “Sim!” ou “Não!”, perguntando por que elas acham isso. Elas podem dizer: Temos que contar. Nesse caso, deixe que as crianças contem as frutas que vocês dispõe. Caso seja necessário, sugira a contagem como forma de resolver o problema, mas, primeiramente, ouça as hipóteses dos pequenos e considere.


3

A partir da contagem feita pelas crianças e a verificação de que há frutas para todos, diga que poderão sair para degustar os alimentos, mas peça para as crianças deixarem na sala uma porção (ou unidade) de cada fruta. Quando voltarem, elas escolherão qual fruta gostaram mais de comer. Leve-os para a área externa e convide as crianças para degustação das frutas. Nesse momento, todos podem sentar-se sobre uma árvore e fazer um piquenique com as frutas. Caso tenha frutas ou pedaços grandes demais, incentive que as crianças façam a partilha dos alimentos (por exemplo, caso tenham bananas muito grandes, sugira que dividam uma banana ao meio).

Possíveis falas e ações das crianças neste momento: as crianças podem se recusar a comer algumas frutas. Nesse caso, incentive a degustar pelo menos um pedaço e, caso seja permitido, deguste a fruta junto da criança.

Conforme a degustação for finalizada pelas, convide as que já terminaram para brincar com os brinquedos ou materiais de largo alcance enquanto as outras terminam de comer. Após todas degustarem as frutas, diga a turma que vão lavar as mãos e retornar à sala para saber qual a fruta preferida da turma.


4

Quando finalizarem o piquenique, peça ajuda das crianças para guardarem os brinquedos e diga a todas que vão voltar para a sala para conversarem sobre o piquenique e opinarem sobre a fruta que elas mais gostaram. Na sala, em grande grupo, perguntese gostaram do piquenique. Ouça o que elas têm a dizer e observe seus gestos, incentivando que participem da conversa. Em seguida, diga que você gostaria de saber qual a fruta a maioria das crianças gostou. Pergunte: “como podemos saber qual a fruta preferida da turma?”. Incentive que expressem suas ideias e sempre questione suas hipóteses. Algumas crianças podem ser mais tímidas e ficarem mais inibidas a falar. Nesse caso, incentive que elas mostrem a fruta que mais gostaram usando as porções (ou unidades) de fruta que você separou e deixou na sala.

Possíveis falas e ações da criança neste momento: pode dizer que a fruta preferida da turma é aquela que ela prefere. Nesse caso, pergunte: Como você sabe disso?; Será que seus colegas concordam com você?. Questione outra criança: Você concorda com ele?.


5

A partir das respostas das crianças e das dúvidas que poderão surgir, diga em tom de mistério, como se fosse uma surpresa, que você tem uma ideia de como podem saber qual a fruta preferida usando os blocos de montar grandes que elas brincam. Diga que, para executar essa ideia, a ajuda de todos é muito importante. Saliente essas ações durante a organização do local onde serão construídas as pilhas.

Peça para as crianças pegarem as porções de fruta que foram separadas antes do piquenique e deixadas na sala. Ajude-as a colocarem essas frutas em um local de destaque e acessível a todas (que pode ser sobre uma mesa da altura das crianças ou no chão) uma ao lado de outra.

Possíveis falas e ações da criança neste momento: elas podem se confundir com posicionamento das frutas ”uma ao lado da outra”. Podem querer mais um pedacinho da fruta preferida ou correr em direção aos blocos de empilhar e começar a brincar com eles. Acolha as iniciativas e oriente, se necessário.


6

Agora revele o mistério: diga que irão fazer uma votação utilizando os blocos de empilhar! Pergunte: “Alguém tem alguma ideia de como podemos fazer isso?”. Não se preocupe se as crianças não responderem ou tiverem ideias fantasiosas, o importante é que elas pensem sobre a situação. Dê a possibilidade para testarem algumas hipóteses. Se aproprie das ações das crianças para orientá-las a escolher a fruta preferida e votar nela, colocando o bloco atrás da fruta, de forma que, conforme mais crianças forem votando, uma pilha ou algo semelhante a um gráfico de barras de verticais vá se formando. Participe escolhendo uma fruta de sua preferência, mas faça isso evitando influenciar nas escolhas das crianças. Após o término da ação, questione a turma: será que agora podemos saber qual a fruta preferida da turma? E qual é?.

Possíveis falas e ações da criança neste momento: elas gostam muito de empilhar objetos, ver pilhas bem altas e podem se atrair por essa brincadeira. Elas podem iniciar uma recitação, ensaiando uma contagem ou apontando para a pilha mais alta e fazendo comparações etc. Pergunte: Vocês concordam que essa é a fruta com mais votos?Tem alguém que pensa diferente?.


Para finalizar:

Tire uma foto da construção, para que possa imprimí-la e colocar na sala para registrar a atividade. Retire as porções de fruta do local. Disponibilize mais blocos e diga às crianças que elas poderão brincar com as caixas por mais 10 minutos, para que organizem o espaço para outras atividades. Quando forem arrumar o ambiente, você pode sugerir que as crianças guardem as caixas de uma forma divertida, que pode ser pulando como coelhos.

Desdobramentos

Caso deseje repetir a atividade e seja possível trazer alimentos de fora da escola, você pode sugerir que as famílias tragam as frutas. Proponha a mesma ideia dessa atividade para mostrar outras preferências como: qual o animal preferido pela maioria da turma? Qual a salada que mais gostamos? Qual o nosso brinquedo preferido na escola? etc. Utilize imagens no momento das construções. Você também pode usar a foto da representação para construir, junto com as crianças, um gráfico completo das preferências delas (contendo título, eixos com suas respectivas nomenclaturas, graduação numérica no eixo vertical etc.) e explorar sua leitura.

Engajando as famílias

Para envolver as famílias, escreva com as crianças um convite e explique que, neste dia, vão fazer uma salada de frutas com as frutas favoritas da turma e todos poderão degustar juntos na escola. Você também pode enviar um bilhete às famílias dizendo que estão pesquisando preferências da turma e perguntar: qual o animal de estimação das crianças?, por exemplo. A partir das respostas, você pode imprimir fotografias dos animais para ilustrar a atividade e repetir a votação e a representação gráfica a partir das respostas dadas.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Evandro Tortora

Mentor: Nilcileni Aparecida Ebani Brambilla

Especialista do subgrupo etário: Karina Rizek

Sugestão de idade: 3 anos

Campos de Experiência:  Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações. Escuta, fala, pensamento e imaginação.

Objetivos e códigos da Base
(EI02ET07) Contar oralmente objetos, pessoas, livros etc., em contextos diversos.

(EI02ET01) Explorar e descrever semelhanc?as e diferenc?as entre as caracteri?sticas e propriedades dos objetos (textura, massa, tamanho).

(EI02EF01) Dialogar com crianc?as e adultos, expressando seus desejos, necessidades, sentimentos e opinio?es.

Abordagem didática: Um dos objetivos da Educação Infantil é oferecer às crianças experiências significativas de contato com o mundo dos números. Para isso, é preciso planejar situações em que seja necessário utilizá-los em diferentes contextos. Uma boa ideia é aproveitar ações rotineiras, como contar quantas crianças vieram e quantas ficaram em casa ou organizar a quantidade de cadeiras para uma brincadeira. Vale também propor brincadeiras como amarelinha e boliche. Uma orientação é manter exposta na sala uma régua com números de 1 a 100, que servirá de consulta para a contagem e de referência para a representação gráfica dos números.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADE 04

Representando graficamente as preferências das crianças

VOCÊ ESTÁ AQUI

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes