Blog Tecnologia na Educação

Confira as melhores ferramentas e as novidades sobre o uso das TIC na sala de aula no blog

O papel da tecnologia no desafio de garantir Educação para todos

POR:
NOVA ESCOLA

Os blogueiros Iana Chan e Claudio Sassaki vão dividir este espaço.

Olá! Meu nome é Claudio Sassaki, e a partir de hoje dividirei este blog com a supercompetente Iana Chan. No mês passado, nós fizemos um bate-papo online muito bacana sobre aprendizado personalizado – caso queira assistir, clique neste link. Recebi esse convite por minha atuação à frente da Geekie, empresa que virou referência em tecnologia na Educação e que já recebeu selos de qualidade do Ministério da Educação (MEC) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Assim como a Fundação Victor Civita – que edita NOVA ESCOLA e GESTÃO ESCOLAR – acreditamos que a escola pública é o ativo mais importante do Brasil, o ponto de apoio para transformar o país. Por isso, a Geekie tem sido parceira do setor público em diversos projetos (desenvolvidos com recursos próprios) e de organizações do Terceiro Setor.

Poder falar diretamente com gente que respira Educação e, principalmente, aprender com a experiência de quem batalha no chão da escola é uma oportunidade fascinante. Isso porque a Educação está no meu DNA: minha mãe trabalhou a vida toda em escolas estaduais de São Paulo e as coisas que eu aprendi enquanto ensinava mudaram minha vida.

Sim, eu também fui professor! É verdade que nunca enfrentei a dura rotina diária da escola, mas por seis anos dei aulas particulares, de todas as disciplinas. Foi a maneira que encontrei para ganhar algum dinheiro enquanto cursava a faculdade de arquitetura (FAU-USP) e de aproveitar a exposição que recebi da imprensa por ter sido o primeiro colocado no vestibular da Fuvest de 1994.

Como professor particular, dava aulas individuais e para pequenos grupos. E o que mais me marcou nessa época foi perceber que as pessoas aprendem de maneira diferente. Cada uma tem seu jeito. Nesse período como professor, tive várias experiências que considero vitoriosas, e todas exigiram a capacidade de entender o ritmo de aprendizado de cada aluno.

Mas apesar das vitórias, também enfrentei situações frustrantes, como todo professor em sala de aula. Tive alunos que claramente não estavam a fim de aprender, que iam à aula só porque eram obrigados pelos pais. De qualquer modo, tirei duas lições desse período. A primeira é que todos podem aprender – o ritmo é que varia muito. E que é impossível um professor dar a mesma aula para uma classe com 30, 40 alunos, pois os históricos e as características de aprendizagem de cada um são muito diferentes.

Voltando à minha trajetória… Depois de me formar na faculdade, fiz carreira no mercado financeiro, aqui e nos Estados Unidos. Contudo, me mantive conectado ao mundo do ensino – tanto que cursei o MBA na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, junto com o mestrado em Educação. Essa foi uma passagem muita rica, que vale eu dividir um pouquinho com vocês!

Stanford é um lugar que respira tecnologia e empreendedorismo, ingredientes que mais tarde combinei na Geekie. Trouxe também uma bagagem de rigor científico na análise de dados para gerar estudos sobre Educação. E, algo que poucos sabem, é que se trata de um local de formação, no qual professores aprendem novas metodologias para sua prática em sala de aula – um trabalho que pude acompanhar de perto.

Assim, quando escrevi lá em cima que as coisas que aprendi enquanto ensinava mudaram minha vida, eu me referia a uma guinada radical. A vivência em Stanford ampliou minha percepção de que a tecnologia poderia ajudar a superar aquele impasse que eu tinha identificado como professor e criar uma experiência de aprendizagem genuinamente personalizada. E isso fez minha balança profissional pender novamente para o lado da Educação.

Em 2011, abandonei a carreira bem-remunerada no mercado financeiro para criar uma empresa cujo objetivo é apoiar o professor no desafio de garantir o aprendizado para todos. Acredito que a resposta passa pela personalização do ensino, um anseio de todo educador que está se tornando viável em larga escala por meio da tecnologia. Esse é um dos temas que pretendo explorar nos próximos posts.

A Geekie é uma das pioneiras mundiais no desenvolvimento de uma plataforma de ensino personalizado que usa inteligência artificial e aulas virtuais para complementar o trabalho realizado pelo professor na sala de aula. O que só foi possível porque encontrei outras pessoas interessadas em transformar a Educação, com o mesmo espírito de vocês, educadores.

Tem sido um aprendizado contínuo para nós conhecer pessoas como o renomado educador José Pacheco, idealizador da Escola da Ponte, de Portugal, e conselheiro do Projeto Âncora, de Cotia, na região metropolitana de São Paulo. Embora as inovações de Pacheco não tenham nada de tecnológicas, o que ele busca é o mesmo que nós: romper padrões e colocar o aluno no centro do processo de ensino e aprendizagem.

Mas há também um fascinante exército de heróis anônimos na Educação. É o caso de Cleide Torres, diretora da EE Jardim Riviera, localizada em uma área de invasão de manancial em Santo André, também na região metropolitana de São Paulo. Cleide está usando a plataforma da Geekie para reforçar seu discurso de que a universidade gratuita de qualidade é um sonho ao alcance dos alunos das escolas públicas – que é exatamente o motivo que nos levou a criar a empresa.

Esse contato com professores e gestores de instituições parceiras reforçou nossa postura de humildade: a ferramenta que a Geekie oferece não é a solução dos problemas da Educação, mas uma aliada dos educadores que buscam essa solução. É por isso que eu sempre digo (e até já virou um bordão na empresa): “Estamos juntos!”. Para dividir experiências aqui neste espaço e ajudar a transformar a Educação. Porque isso é o que nos move e porque é disso que o Brasil precisa.

Até daqui a quinze dias!
Claudio Sassaki

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias