Posse no Conselho Nacional de Educação

Ministro Aloizio Mercadante elencou os principais desafios dos novos conselheiros e destacou a importância do órgão para a Educação no Brasil

POR:
NOVA ESCOLA
Aloizio Mercadante. Foto: Carol de Góes
Aloizio Mercadante

Na tarde desta terça-feira (3 de julho de 2012), nove conselheiros tomaram posse no Conselho Nacional de Educação (CNE) - seis na Câmara de Educação Superior (CES) e três na Câmara de Educação Básica (CEB). O colegiado, composto por 24 membros, é um órgão de Estado que tem o objetivo de colaborar na formação da Política Nacional de Educação, exercer atribuições normativas, deliberativas e de assessoramento ao ministro da Educação e auxiliar na formulação de diretrizes nacionais para organização dos sistemas de ensino.

Durante a cerimônia de posse, o ministro da Educação Aloizio Mercadante chamou a atenção para temas que devem estar nas pautas das próximas gestões do CNE, como a revisão das diretrizes para o curso de Licenciatura, a construção de um sistema nacional de Educação Básica e o aprofundamento das discussões sobre Ensino Integral. Mercadante ainda destacou a importância do papel e da atuação do CNE com algumas diretrizes que já foram aprovadas - Educação Ambiental, Ensino Médio, Educação Indígena, Ensino Fundamental de 9 anos, Educação Quilombola e Educação profissionalizante.

A diretora executiva da Fundação Victor Civita, Angela Dannemann, presenciou o evento. "O discurso de Mercadante traduziu demandas de duas pesquisas desenvolvidas pela Fundação Victor Civita sobre a formação inicial e a atratividade da carreira docente", afirma Angela. "Além das palavras de fortalecimento ao CNE, destaco o aspecto positivo da preocupação do Ministro e de diversos conselheiros em relação às expectativas de aprendizagem para a Educação Básica, ponto fundamental para a necessária melhoria da qualidade do ensino", diz.

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias