Formação no exterior

POR:
Elisa Meirelles, Camila Camilo
Ariella vai repassar o que aprendeu a outros professores de inglês. Foto: Meireles Júnior
MULTIPLICADORA Ariella vai repassar o que aprendeu a outros professores de inglês

Entre junho e julho deste ano, Ariella de Jesus Alves esteve na Universidade de Londres, na Inglaterra, para estudar. Ela é professora de Língua Estrangeira da Unidade de Ensino Básico Camélia Costa Viveiros, em São Luís, e foi um dos 22 docentes participantes do Programa Ensino de Inglês como uma Língua Estrangeira. Iniciativa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o projeto é voltado a educadores da rede pública e tem como objetivo apresentar a eles estratégias para aproximar do cotidiano da turma os conteúdos ensinados e melhorar suas práticas. "As faculdades de Letras, em geral, se focam na linguística e ensinam pouco sobre a metodologia de ensino. Essa lacuna foi preenchida no curso", conta a professora. Depois da viagem, quem participa do programa deve compartilhar o que aprendeu com alunos e colegas. Ariella, que trabalha também na Secretaria de Educação do Estado do Maranhão, vai organizar encontros de formação para os professores da rede. Saiba mais.


Creche e pré-escola
Quando a Educação Infantil se tornou nível de ensino?
Pergunta enviada por Lúcia Guimarães, Barra do Piraí, RJ

Ela passou a ser oficialmente uma etapa da Educação Básica em 1996, com a criação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação nacional (LDB). Antes disso, as creches eram responsabilidade da Assistência Social e a pré-escola não estava regulamentada. Com a Lei, foram definidos ainda os objetivos dessa etapa.


Legislação
Que lei regula as classes multisseriadas?
Pergunta enviada por Milena dos Santos Souza, Feira de Santana, BA

As salas de aula compostas de estudantes de idades e séries diferentes são reguladas pelo artigo 23 da LDB, que estabelece a possibilidade de a Educação Básica se organizar em grupos não seriados "sempre que o interesse do processo de aprendizagem assim o recomendar". O professor Carlos Roberto Jamil Cury, especialista em políticas públicas, explica que a multisseriação existe no país desde a época do Império e atualmente é mais comum na zona rural. Ele argumenta que o problema não está no modelo em si, mas na formação dos professores e nas condições de trabalho oferecidas a eles. "É necessário questionar se o docente tem a capacitação e o apoio necessários para lecionar a essas turmas, se tem disponibilidade e tempo de preparar aulas e também se recebe o devido reconhecimento salarial", explica.


13%

É o porcentual de professores da América Latina que não têm formação superior. No Brasil, são 9,5%. 

Fonte Sistema de Informação e Tendências Educativas na América Latina (SITEAL), 2006

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias