Smartphone, tablet e e-reader: entenda as diferenças entre eles

POR:
Camila Camilo
Veja na Sala de Aula

Existem muitos equipamentos inteligentes no mercado de informática. Cada um possui funções específicas que podem ajudá-lo nas suas aulas. Veja abaixo as principais diferenças entre os modelos mais atuais de computadores móveis

Tablet, smartphone e e-reader. Imagem: André Menezes


Há alguns anos se alguém dissesse que tinha comprado um computador não havia dúvidas que estava falando de um equipamento com monitor, teclado, mouse e CPU (unidade central de processamento). Hoje não é mais assim, já que a variedade de computadores - principalmente móveis - disponíveis é enorme. A maioria deles cumpre as funções tradicionais do modelo doméstico - como baixar arquivos, acessar a internet e produzir documentos de texto - e faz ainda mais. Alguns realizam ligações telefônicas e tiram fotos com relativa qualidade de imagem, enquanto outros possuem uma tela cuja resolução facilita a leitura de textos longos, como obras literárias inteiras.

A ideia por trás de tanta inovação é oferecer cada vez mais facilidade e conexão ao usuário, onde quer que ele esteja. Mas será que todos esses aparelhos são iguais? As diferenças entre tantos equipamentos disponíveis no mercado vão além do tamanho. Conseguir distingui-los vai ajudá-lo a identificar qual a melhor opção para usar nas suas aulas. Veja abaixo um breve glossário que explica o que são smartphones, tablets e e-readers. A consultoria é de Maiko Rafael Spiess, pesquisador visitante no Departamento de História da Ciência da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.


Smartphone: são celulares que fazem mais do que  ligar e enviar mensagens de texto. Eles permitem acessar a internet; baixar, armazenar e ouvir música; tirar fotos; ler e enviar e-mails; produzir e editar arquivos de textos, planilhas e apresentações, entre outras funções. A conexão com a internet por meio de um smartphone pode ser feita de duas formas: com a utilização das redes de dados das operadoras de telefonia móvel (a tecnologia 3G ou sua evolução, as redes 4G), ou por meio da internet sem fio (wi-fi) disponível em locais públicos, no trabalho ou em residências.

Muitos modelos incorporam também recursos bastante sofisticados como Global Positioning System, sigla em inglês para Sistema de Posicionamento Global, o famoso GPS. Trata-se de um sistema de localização geográfica que permite ao usuário saber em que direção fica o endereço que procura e quanto tempo, aproximadamente, vai demorar para chegar. Isso é possível graças a um receptor que liga o celular a uma rede de satélites que mapeiam a Terra.

Para cada sistema operacional disponível para os smartphones - por exemplo, o sistema iOS utilizados nos famosos iPhones produzidos pela Apple - existe uma coleção de programas chamados de aplicativos. Infelizmente, em muitos casos, aqueles feitos para um modelo não podem ser utilizados em outro. Muitos fornecedores cobram pelos downloads dos programas, enquanto outros fornecem gratuitamente (como uma boa parte do catálogo de produtos do sistema operacional Android, utilizado em modelos das empresas Samsung e Motorola, por exemplo).

Tablet: são computadores portáteis, voltados para atividades de complexidade baixa e média.
Simplificadamente o tablet é um meio-termo entre um notebook e um smartphone. Em geral, são maiores que os smartphones e a maioria deles é equipada com tela touchscreem, que permite fazer os comandos diretamente na tela do aparelho.

A era atual dos tablets foi inaugurada com o lançamento em 2010 do iPad, da empresa norte-americana Apple. Utilizando tecnologias "importadas" do iPhone (o smarthphone da Apple), o dispositivo consolidou formas inéditas de interação, como a possibilidade de utilizar toques múltiplos para aproximar uma imagem, ou mudar a posição para alterar a orientação e organização dos dados exibidos na tela.

Hoje em dia, várias empresas comercializam tablets, por isso há muitos tamanhos e modelos disponíveis. Dentre as inovações mais recentes estão: capacidade para reconhecimento de voz e escrita, melhor adaptação para jogos eletrônicos e sincronização com outros aparelhos eletrônicos.

e-reader: O leitor de livros digitais (e-reader, em inglês) é um pequeno aparelho dedicado principalmente ao armazenamento e leitura de livros, revistas e arquivos em formato eletrônico. Em comparação aos smartphones e tablets, os e-readers têm menor capacidade de processamento e menos funções mas, em contrapartida, são mais baratos. Esses equipamentos possuem visores com menos brilho e contraste, o que permite longas horas de leitura. Outra vantaagem é que, devido à maior autonomia de bateria, podem ser utilizados dias seguidos sem precisar de recarga.

O mais famoso entre eles é o Kindle, comercializado pela Amazon. A concorrência com os tablets - que estão cada vez mais adequados à leitura - vem causando aperfeiçoamentos importantes nesses equipamentos, que estão ficando mais complexos e com uma variedade maior de funções, como o acesso à internet.

 

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias