Ir para o conteúdo Pular para o menú principal
ANÚNCIO
Você sabia que é possível salvar matérias para ler mais tarde? Use o botão icone ler mais tarde Ler mais tarde
icone menu

Os sons e o cérebro

Por meio da música os alunos podem aprender a sentir, a expressar e a pensar as manifestações sonoras, tão presentes no cotidiano e sempre em transformação

por:
NE
NOVA ESCOLA

Antes mesmo de nascer, o bebê já é capaz de escutar. A partir do quinto mês de gestação, ele ouve as batidas do coração da mãe (além de todos os outros barulhos do organismo) e reconhece a voz dela. E reage a esses estímulos, virando a cabeça, chutando ou mexendo os braços, além de ficar com o coração batendo mais rápido. O bebê nasce, cresce, tornase adulto e os sons continuam a provocar essas e outras reações mais sofisticadas: eles evocam memórias e pensamentos, comunicam, provocam sensações, emocionam e movimentam.  

Desde os tempos mais remotos, o homem percebeu todo esse potencial. Usando os materiais que tinha à disposição (pedras, ossos, madeiras, o próprio corpo e a voz), ele foi combinando sons e silêncios das mais diversas maneiras. Assim surgiu a música. Em sua origem, ela era usada para venerar a natureza e os deuses e para conectar o ser humano com forças maiores, envolvendo realidade, magia e crenças. Até hoje ela é responsável pela criação dos mais diferentes sentidos e significados.


Mas por que a música mexe tanto com o ser humano? O som é uma vibração que se propaga no ar, formando ondas sonoras que são captadas por nosso sistema auditivo. Depois de transformadas em impulsos elétricos, elas viajam pelos neurônios até o cérebro, onde são interpretadas. Lá, elas chegam primeiro a uma região onde são processadas as emoções e os sentimentos, antes de serem percebidas pelos centros envolvidos com a razão. E, quando isso acontece, ocorre a liberação de neurotransmissores responsáveis por deixar os circuitos cerebrais mais rápidos.
Por isso, o pesquisador americano Howard Gardner, autor da teoria das inteligências múltiplas, afirma que a habilidade musical é tão importante quanto a lógicomatemática e a lingüística por auxiliar outros tipos de raciocínio. Pesquisas na área de neurociências comprovam que a memória, a imaginação e a comunicação verbal e corporal ficam mais aguçadas nas pessoas que escutam, estudam e praticam música.

A música é uma das linguagens que o aluno precisa conhecer, mas não somente por essas características. A maior razão é ele poder aprender a sentir, a expressar e a pensar as manifestações sonoras, tão presentes no cotidiano e sempre em constante transformação - como pode ser observado na linha do tempo deste pôster. As imagens de instrumentos e os diversos ritmos e notações musicais podem ser relacionados com outras manifestações culturais, como a dança e o teatro, e permitem uma análise global da evolução do pensamento humano e suas manifestações.  

"Houve e há, apesar das desordens que a civilização traz, pequenos povos encantadores que aprendem música tão naturalmente como se aprende a respirar. O seu conservatório é o ritmo eterno do mar, o vento nas folhas e mil pequenos ruídos que escutaram com atenção, sem jamais terem lido despóticos tratados" 

Claude Débussy (18621918), compositor francês

Na escola 

Educação Infantil 

Na creche e na pré-escola, a criança precisa ser orientada a: 

• Produzir sons com a voz, o corpo, o entorno e com materiais diversos.
• Organizar sons e silêncios em linguagem musical.
• Interpretar músicas e canções de diversas culturas e épocas.
• Participar de jogos e brincadeiras musicais.

Ensino Fundamental 

O aluno de 1ª a 8ª série precisa aprender a:

• Ter contato com a linguagem musical.
• Utilizar e elaborar notações musicais, convencionais ou não.
• Experimentar, selecionar e utilizar instrumentos, materiais sonoros, equipamentos e tecnologias disponíveis.
• Traduzir realidades interiores e emocionais por meio da música.
• Improvisar e criar peças musicais, utilizando os elementos dessa linguagem (som, duração, timbre, textura, dinâmica, forma etc.).
• Criar instrumentos com diversos materiais sonoros, assim como usar o canto e o corpo para produzir sons.
• Combinar a criação musical com outras linguagens (trilha sonora para cinema, publicidade e jogos eletrônicos, para dançar e para celebrar).
• Conhecer a riqueza e profusão de ritmos do Brasil e do mundo em diversas épocas.
• Incentivar as crianças e os jovens a participar ativamente como ouvintes, intérpretes, compositores e improvisadores, dentro e fora da sala de aula, em shows, festivais e demais eventos musicais promovidos pela comunidade.
• Interpretar e apreciar músicas de seu ambiente cultural, nacionais e internacionais.
• Saber analisar os usos e as funções da música no cotidiano. Pesquisar e discutir a origem e a transformação dos diferentes estilos musicais, principalmente da música brasileira.

Fonte: Parâmetros Curriculares Nacionais

Quer saber mais?

Bibliografia 

A Canção no Tempo (dois volumes), Jairo Severiano e Zuza Homem de Melo, 368 págs., cada um, Ed. 34., tel. (11) 38166777 42 reais, cada um
A Música Entra em Cena, o Rap e o Funk na Socialização da Juventude, Juarez Dayrell, 303 págs., Ed. UFMG, tel. (31) 34994650, 42 reais
Como Ler uma Partitura, Roy Bennet, 104 págs., Ed. Jorge Zahar, tel. (21) 21080808, 29,90 reais
De Tramas e Fios - Um Ensaio Sobre Música e Educação, Marisa Trench de Oliveira Fonterrada, 345 págs., Ed. Unesp, tel. (11) 32427171, 42 reais
Dicionário de Termos e Expressões da Música, Henrique Autran Dourado, 348 págs., Ed. 34, 49 reais
Em Sintonia com a Música, Luciana del Ben e outros, 56 págs., Ed. Moderna, tel. 0800172002, 29,90 reais
Explorando o Universo da Música, Nicole Jeandot, 176 págs., Ed. Scipione, tel. 0800161700, 33,90 reais
História da Música - Da Idade da Pedra à Idade do Rock, Valdir Montanari, 88 págs., Ed. Ática, tel. 0800115152, 16,90 reais
Música na Educação Infantil - Propostas para a Formação Integral da Criança, Teca Alencar de Brito, 204 págs, Ed. Peirópolis, tel. (11) 38160699, 46 reais
Musicalizando a Escola: Música, Conhecimento e Educação, Carlos Eduardo de Souza Granja, 159 págs., Ed. Escrituras, tel. (11) 50824190, 18 reais
O Ensino de Música na Escola Fundamental, Alicia Loureiro, 235 págs., Ed. Papirus, tel. (19) 32727578, 36,90 reais
O Ouvido Pensante, R. Murray Schafer, 400 págs., Ed. Unesp, tel. (11) 32427171, 43 reais
Uma Breve História da Música, Roy Bennet, 80 págs., Ed. Jorge Zahar, 29,90 reais

ANÚNCIO
LEIA MAIS